The New Life Mission

Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 6-2] (Gênesis 6:1-8) Temos que Levar uma Vida Espiritual para que os Pecadores Sejam Salvos pela Nossa Fé

(Gênesis 6:1-8)
“E aconteceu que, como os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas, viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. Então, disse o SENHOR: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem, porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos. Havia, naqueles dias, gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os varões de fama. E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Então, arrependeu-se o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração. E disse o SENHOR: Destruirei, de sobre a face da terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal, até ao réptil e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito. Noé, porém, achou graça aos olhos do SENHOR”.
 
 
Assim diz a genealogia de Adão em Gênesis capítulo 5: “Este é o livro das gerações de Adão. No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus o fez. Macho e fêmea os criou, e os abençoou, e chamou o seu nome Adão, no dia em que foram criados. E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem, e chamou o seu nome Sete. E foram os dias de Adão, depois que gerou a Sete, oitocentos anos, e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias que Adão viveu novecentos e trinta anos; e morreu”. A palavra “viveu” nesta passagem não significa “viver e depois morrer”. O que significa então? A palavra hebraica para “viver” é “chayah”, e além de “viver” neste mundo, ela quer dizer também “restaurar a vida, dar vida, reviver ou resgatar”. Em outras palavras, Adão também recebeu a salvação porque creu na justiça de Deus da mesma forma que nós, e também pregou o evangelho da água e do Espírito para os que haviam caído em pecado a fim de que eles também pudessem receber a remissão de pecados. Foi assim que ele fez a obra de levar uma nova vida aos perdidos antes de ir para Deus. Após ter um encontro com o Senhor, e ao longo de toda a sua vida, Adão fez a obra junto com ele. Adão viveu para salvar outras almas por toda a sua vida.
É exatamente assim deve ser a vida de um justo, como nos diz a Bíblia. Após recebermos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, e até irmos para junto do Senhor, temos que fazer a obra que leva as pessoas a receber uma nova vida. Os justos não têm outra escolha senão salvar as pessoas deste mundo dos seus pecados para depois irem para junto de Deus.
Nós que pregamos o evangelho da água e do Espírito hoje em dia na verdade vivemos um décimo do tempo de vida dos nossos pais na fé. As pessoas hoje dizem que quem vive mais de oitenta anos tem uma vida longa. Quando eu vejo as pessoas de idade, eu tenho um grande respeito por elas. O simples fato de viver neste mundo tão duro até hoje e ter enfrentado inúmeras dificuldades já é um motivo para que eu as respeite. Só que nossos pais na fé viveram dez vezes mais do que as pessoas de hoje; como a vida deve ter sido dura para eles então? Eu realmente respeito aqueles, que mesmo depois de muito tempo, ainda continuam pregando a justiça de Deus e mantendo sua fé intacta.
Nós temos que pensar que rumo estamos dando à nossa vida. Eu acabei de fazer cinquenta anos, mas confesso que minha vida foi dura como a de Jacó. O que estou dizendo é que se minha vida acabasse agora, eu já passei por muitas coisas, coisas difíceis. Eu sei que o mesmo aconteceu com todos vocês também. Eu acho que vocês concordam comigo que, apesar de não termos vivido muito, todos nós já passamos por momentos difíceis em nossa vida. No entanto, quando o Senhor voltar a essa terra, os que creem no evangelho da água e do Espírito irão para o seu reino. Mas até que ele volte, temos que continuar firmes fazendo a obra de Deus para que um dia possamos nos alegrar junto a ele. E para fazermos isso enquanto estamos nessa terra, temos que nos dedicar pela fé ao evangelho da justiça de Deus. Vemos que nossos pais na fé viveram cerca de novecentos anos antes de partir, e isso quer dizer que ele fizeram a obra de Deus todo este tempo e depois voltaram para Deus. E nós, por nossa vez, também temos que fazer a obra de Deus de todo o nosso coração antes de irmos para junto dele.
Todos nós enquanto vivermos, queremos nos dedicar à obra da pregação do evangelho da água e do Espírito de Deus e depois ir para junto dele. Quando o Reino Milenial tiver início no futuro, nós viveremos mil anos como reis e depois iremos para o reino eterno dos céus. Nossos pais na fé viveram quase mil anos; então eu acredito que Deus restaurará nossa idade original na época do Reino Milenial.
Qual a nossa função como justos nessa terra? Dar testemunho do evangelho da água e do Espírito a todos neste mundo. Temos que ensinar aos justos deste mundo que eles precisam defender sua fé no evangelho da água e do Espírito. Portanto, não podemos ser negligentes na pregação do evangelho da água e do Espírito em todo o mundo. Se negligenciarmos esta importante tarefa, de quem as pessoas deste mundo ouvirão o evangelho da salvação? Se isso acontecer, o homem não ouvirá o evangelho da verdade e, por esta razão, não receberá a remissão de pecados e terá uma vida miserável por causa deles.
A Bíblia diz que o Senhor voltará para nós quando cumprirmos o ministério de dar testemunho dele até os confins da terra. Temos que trabalhar duro para anunciar o evangelho da água e do Espírito até os confins da terra para anunciarmos o evangelho da água e do Espírito a fim de que o Senhor volte logo. Se quisermos realmente ter um encontro o Senhor logo, temos que pregar o evangelho da água e do Espírito mais rápido.
 
 
Quando Começou a Corrupção Espiritual dos Justos?
 
A corrupção espiritual dos justos começou quando eles tentaram fazer a obra de Deus com aqueles que não conheciam o evangelho da água e do Espírito. Se os justos que foram libertos do pecado crendo no evangelho da água e do Espírito fizerem a obra de Deus com os pecadores, eles denegrirão a justiça de Deus e acabarão amaldiçoados e arruinados. Se isso acontecer, eles também serão amaldiçoados por Deus e isso acontecerá com outras almas também. Os que se tornaram justos crendo no evangelho da água e do Espírito não podem casar com pecadores, muito menos fazer a obra de Deus com eles. O texto bíblico deste capítulo nos mostra que o mundo se corrompeu quando os filhos de Deus viram a beleza das filhas dos homens e as tomaram como esposas. Vemos aqui que não era permitido aos justos se juntar aos pecadores e viver com eles. Se isso acontecesse, os justos jamais produziriam frutos de justiça.
O texto nos diz que os filhos de Deus viram a beleza das filhas dos homens e as tomaram como esposas. Mas será que assim seria possível a justiça de Deus se espalhar por todo mundo de modo correto? O evangelho da água e do Espírito poderia ser pregado em todo o mundo se justos e pecadores se misturassem? Impossível. Os justos que se casaram com pecadores podem pregar o evangelho da água e do Espírito aos outros? Não, não podem. Se uma pessoa casar com um pecador e tentar fazer a obra de Deus, ele não conseguirá fazê-la corretamente.
Vamos dizer que um justo casou com uma pecadora e esta união gerou um filho. Mas será que a esposa pecadora deste justo vai permitir que ele ensine ao seu filho o evangelho da água e do Espírito? Se a esposa ainda é pecadora, ela é espiritualmente contrária ao seu marido e não vai permitir que ele pregue para seu filho o evangelho da água e do Espírito. A divergência entre eles será muito grande e eles dirão: “Querido, pare de falar sobre isso agora! Você não está vendo que a criança ainda não entende isso? Se seu desejo é crer num Deus como este, melhor nos divorciarmos. Nós não podemos mais viver juntos”. Os pecadores não possuem a verdadeira fé que seus cônjuges possuem. É por isso que eles são frontalmente contra os que crêem na justiça do Senhor. Imagine como você iria sofrer se algo assim de fato acontecesse com você.
Você vai sofrer muito caso se case com um pecador. As pessoas se casam quando têm interesses em comum e concordam em seguir na mesma direção. Porém se seus objetivos forem diferentes, seu casamento não será feliz. Quando um homem e uma mulher se casam, eles fazem declarações de amor: “Você é meu docinho. Você é meu amor. Seus olhos brilham com a luz do luar”. Mas como o passar do tempo, se sua fé não for a mesma,eles acabarão se separando. Se alguém que crê no evangelho da água e do Espírito se casar com uma pessoa que não recebeu a remissão de pecados, isso será o mesmo que viver com o inimigo. Seria melhor viver com um inimigo do que passar por uma situação destas. Você já viveu assim? Há alguém aqui vivendo assim hoje? Se há, pregue o evangelho da água e do Espírito para o seu cônjuge. Depois ore a Deus para quebrantar seu coração a fim de que ele ou ela o aceite.
Os irmãos mais novos devem seguir o que dizem os líderes da igreja e se casar com alguém que nasceu de novo a fim de levar uma vida justa trabalhando para o evangelho. Mas se não fizerem isso, se recusarem a receber a orientação da igreja e casarem com quem não crê no evangelho da água e do Espírito, sua vida espiritual com certeza vai ser um inferno. Portanto, os justos não podem viver de bom grado com os pecadores. Os pecadores não entendem quando os justos sorriem. Eles não entendem e perguntam: “Por que aquela pessoa está rindo assim?” Quando os justos sabem que seus pecados foram totalmente apagados, eles se alegram e vivem sorrindo. Mas como seu cônjuge não conhece e se recusa a aceitar o evangelho da água e do Espírito, ele ou ela não consegue entender esta alegria. E já que eles não conseguem se entender por causa disso, eles não se dão bem e sua convivência acaba sendo muito ruim.
Para que este problema não aconteça então, um justo deve ter uma esposa justa. E ele deve fazer a obra de Deus com outro justo. Ele tem que trabalhar com aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito. Se os justos se misturarem com os ímpios, eles trarão sobre si a ira de Deus. Então, os nascidos de novo precisam se unir para fazer a obra de Deus e pregar o evangelho. Os justos devem andar com Deus e fazer sua obra para depois ir para junto dele. Eles precisam pregar o evangelho da água e do Espírito enquanto vivem para que não venham a lamentar quando forem para junto de Deus. Os filhos de Deus têm que pregar o evangelho da água e do Espírito para os pecadores, fazer sua vontade, viver pela fé que crê na sua justiça, para depois ir para junto dele.
Nós que somos justos temos que viver em comunhão com nossos amigos, amar uns aos outros e fazer a obra de Deus juntos. Você teria comunhão com uma pessoa só porque ela tem boa aparência? Não é verdade que podemos compartilhar nossa fé e fazer a obra de Deus com nossos amigos, assim como servir ao Senhor junto com nosso cônjuge? Quando Ismael, filho de Abraão, se casou com uma mulher gentia, ele e Sara ficaram decepcionados. Quando é que os justos ficam decepcionados? Eles sofrem e ficam decepcionados quando os filhos de Deus, membros da sua família espiritual, percorrem um caminho de maldição ao invés de receber o favor de Deus. Quando os filhos de Deus viram a beleza das filhas dos homens, as tomaram como esposas e passaram a viver com elas, o Senhor ficou muito decepcionado. E qual foi o resultado disso? “Então, disse o SENHOR: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem, porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos” (Gênesis 6:3). “Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem” – esta foi a maldição de Deus.
Ouça bem, os justos têm que viver com os justos. Vocês estão entendendo? Se os justos se unirem aos pecadores, isso será o fim do seu relacionamento com Deus. Se isso acontecer, o Espírito de Deus, que é o Espírito Santo, não estará mais com vocês. Quando isso acontece, as bênçãos de Deus na vida do justo cessam totalmente. Esta será a consequência do seu erro. Os filhos de Deus, encantados com a beleza das filhas dos homens, viram-nas como objeto do seu desejo, e por isso não pregaram o evangelho da verdade para elas.
 
 
A Queda
 
Gênesis 6:4 diz claramente: “Havia, naqueles dias, gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os varões de fama”. Nos dias de Noé, havia uma tribo de gigantes chamada Nefilim. Os filhos de Deus tomaram as filhas dos homens e geraram filhos, que eram os valentes. Naqueles dias, os justos se juntaram aos pecadores e geraram filhos, e estes filhos foram famosos, poderosos, ricos e valentes.
Se os homens de Deus se casarem com pecadores deste mundo, nascerão monstros malignos. E estes filhos nada mais são do que os famosos líderes cristãos. Os líderes famosos das igrejas cristãs do mundo hoje são chamados de evangélicos. Mas estes homens sabem muito bem que não podem ser libertos do pecado pela lei de Deus, e por isso dizem que é possível receber a remissão de pecados crendo apenas no sangue da cruz. Eles são bem famosos no Cristianismo porque ensinam uma doutrina que não é muito diferente dos cristãos legalistas.
De um modo geral, os países mais poderosos do mundo são aqueles onde o Cristianismo floresceu. E as nações protestantes geralmente vão muito bem. Vamos tomar os Estados Unidos como exemplo. O evangelho dos evangélicos, que é parecido com o evangelho da água e do Espírito, chegou ao nosso país, a Coreia, algum tempo atrás. E os evangélicos insistem que, já que Jesus apagou todos os nossos pecados apenas com seu sangue na cruz, todos que creem neste sangue podem se tornar justos e sem pecado. Foi assim que a América produziu um grande número de líderes cristãos famosos. Mas eles não creem na perfeita verdade do evangelho, que é o evangelho da água e do Espírito, e usam apenas uma parte dele para concluir que, se alguém crê em Jesus, todos os seus pecados são apagados. Deste modo, por entenderem que basta apenas crer em Jesus para não ter mais pecado e se tornar justo, eles ficaram famosos no mundo e são muito prósperos em seu ministério.
Estes homens ficaram famosos no Cristianismo e ganharam rios de dinheiro, mas eles infelizmente não têm nada a ver com a verdade do evangelho da água e do Espírito. Aqueles que pregam o verdadeiro evangelho da salvação, ou seja, o evangelho da água e do Espírito são respeitados e honrados como estes pregadores famosos? Nenhum deles. Na verdade, ao invés de respeitar os justos que pregam o verdadeiro evangelho da água e do Espírito a todos neste mundo, eles se iram conosco e nos tratam com muita hostilidade. Quando nós que somos justos falamos do evangelho da água e do Espírito, os cristãos ficam em dúvida e dizem: “Por que tenho que acreditar nesse tipo de coisa? Já que eu não tenho pecado mesmo quando eu peco, não há problema algum se eu continuar pecando então, não é verdade?” Já que eles não creem na justiça de Deus, eles ficam inventando desculpas sem sentido para não crer no verdadeiro evangelho.
Para os obreiros do evangelho da água e do Espírito, levar os pecadores à salvação do pecado é o mesmo que uma mulher dar à luz a um filho. Leva algum tempo para o bebê nascer depois que uma mulher fica grávida. E isso vem acompanhado de muita dor e sacrifício. Mas depois que o bebê nasce, a dor do parto acaba e só há alegria pelo nascimento da criança. As mães espirituais também sentem dor e sofrem para fazer com que uma alma perdida receba a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. E elas não abandonam filhos espirituais recém-convertidos, mas os alimentam e cuidam deles até eles se tornarem obreiros fiéis de Deus.
Só que alguns deixam a igreja, embora creiam no evangelho da água e do Espírito. Eles voltam para a igreja deste mundo e se unem aos cristãos que ainda não nasceram de novo. Mas por que eles fazem isso? Porque o objetivo da sua vida não é gerar filhos espirituais, mas prosperar materialmente. Eles ficam famosos dentro do Cristianismo e neste mundo. Isso porque pregam um evangelho parecido com o evangelho da água e do Espírito. Mas, infelizmente, o evangelho que eles pregam, ou seja, ‘o evangelho evangélico’, não leva ninguém a receber a remissão de pecados. Este pretenso evangelho evangélico é muito diferente do perfeito evangelho da água e do Espírito. Ele é um evangelho imperfeito que aprisiona a alma das pessoas no sofrimento do pecado. E com esta doutrina impura, eles enganam as pessoas com palavras tipo: “Quem crê em Jesus não tem mais pecado”. E, assim, eles enganam as pessoas e as iludem dizendo que elas foram salvas.
Todos têm que crer no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor para de fato receber a vida eterna através da remissão de pecados e se tornar filhos de Deus. Mas ninguém pode se tornar filho de Deus através deste ‘evangelho evangélico’ que se parece com o evangelho da água e do Espírito.
Há muitos evangélicos atuantes no mundo hoje. Só que eles pregam e pastoreiam sem conhecer o evangelho da água e do Espírito. E o conteúdo de seus sermões é assim: “Jesus é o Senhor da história humana. Ele criou os céus e a terra. Ele nasceu nessa terra com um corpo carnal através da virgem Maria para salvá-los de todos os seus pecados. Ele foi pregado na cruz e derramou seu sangue para que vocês pudessem ser salvos do pecado. Jesus levou todos os seus pecados na cruz – seus pecados do passado, do presente e do futuro. Vocês creem nisso? Quem crê nestas palavras recebe a remissão de pecados, se torna justo e passa a fazer parte do povo de Deus pela fé. Todos que ouviram estas palavras hoje e decidiram crer levantem sua mão direita AGORA!”
Então, várias pessoas que ouvem sermões cheios de emoção levantam sua mão entusiasticamente. Todos que hoje ouvem esse tipo de sermão errado pensam assim: “Eu fui salvo porque creio em Jesus”. No entanto, temos que entender que quem ouve este evangelho e crê nele não pode receber a remissão de pecados, jamais! Eles só se tornam religiosos neste mundo, ou seja, cristãos pecadores. E é por isso que há muitos religiosos chamados ‘cristãos’ que se parecem com as pessoas religiosas deste mundo.
Você acha que pode receber a remissão de pecados sem crer na verdade do evangelho da água e do Espírito, que está descrito claramente na Bíblia, e crendo apenas no sangue que Jesus derramou na cruz do Calvário? Quem aprende com estes evangélicos creem que podem ser salvos de todos os seus pecados crendo apenas no sangue de Jesus na cruz. Mas a Bíblia nos diz que eles não podem receber a verdadeira salvação com esta fé, pois ela só leva seu coração a ter mais pecado ainda. Então, se você quiser receber a verdadeira salvação, você tem que conhecer o evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu e crer nele. Se todos vocês crerem em Jesus como seu Salvador sem conhecer o evangelho da água e do Espírito, vocês serão pecadores para sempre e, além disso, serão servos de Satanás.
Há muitos líderes cristãos que são muito respeitados hoje em dia. Eles dizem com sua mente carnal que, já que Jesus remiu todos os nossos pecados na cruz de uma só vez, quem crê nele não tem mais pecado. Mas a verdade é que isso está totalmente errado. Por causa disso, muitos líderes cristãos famosos dizem que se alguém crê em Jesus como seu Salvador, ele recebeu a remissão de pecados. Mas, na verdade, seus pecados não desaparecem, e sim continuam intactos no seu coração. E como eles continuam pregando esta mentira, as pessoas que tentam levar uma vida segundo seus ensinamentos falsos passam por grandes lutas em vão, tentando sempre se purificar dos seus pecados fazendo orações de arrependimento. Mas seus pecados vão ser remidos se você fizer orações de arrependimento? Não. No fim, já que sua igreja não conhece ou jamais ouviu o evangelho da água e do Espírito, eles jamais receberão a remissão de pecados. E o resultado disso é que, como aprenderam um ensinamento falso que é totalmente contrário à verdade, eles não crerão no verdadeiro evangelho da água e do Espírito quando o conhecerem. Já que muitos cristãos são espiritualmente cegos por há muito ouvirem este tipo de sermão, assim como seus líderes, eles se voltam contra a justiça de Deus. No fim, estes falsos mestres e aqueles que aprendem com eles serão todos condenados. Mas a verdade é que eles ganham muito dinheiro e tem muito honra e fama neste mundo.
Será que há alguém entre os que creem no evangelho da água e do Espírito que tenta fazer a obra de Deus junto com aqueles que não receberam a remissão de pecados? Há alguém entre vocês que pretende se casar e ter filhos para que eles sejam famosos? Há muitos entre os nascidos de novo também que colocam suas esperanças em seus filhos. Estes estão fazendo algo errado e serão castigados por isso.
Você ainda deseja ser muito próspero neste mundo e viver como um milionário mesmo sabendo que sua alma vai para o inferno? Se há alguém aqui que deseja isso, você tem um problema muito sério perante Deus. Você pode até fazer isso, mas saiba que terá que assumir a responsabilidade pelos seus atos. Se vocês quiserem fazer isso, saibam que nem tudo sairá como vocês planejarem. Isso porque a volta de Jesus está muito próxima. Portanto, nenhum justo deve se misturar com as pessoas deste mundo que não creem no evangelho da água e do Espírito. Quando o justo se mistura com os que não creem na justiça de Deus, isso é o mesmo que vender a própria alma. E esse tipo de gente ainda leva as pessoas do mundo à destruição.
 
 
A Salvação deste Mundo Depende dos Justos que Agora Pregam o Evangelho da Água e do Espírito
 
A bênção do justo neste mundo depende se ele prega ou não o evangelho da água e do Espírito. Os que creem no evangelho da água e do Espírito dado por Deus não podem viver com as pessoas do mundo. Se os justos buscarem as coisas deste mundo e as cobiçarem, e se eles desejarem mulheres que não nasceram de novo, isso arruinará tanto seu corpo como seu espírito; e o mesmo acontecerá com as pessoas deste mundo. Em outras palavras, se os justos tiverem comunhão com as pessoas deste mundo, não somente eles serão destruídos, mas elas também serão. Vocês estão entendendo?
Deus acabou com este mundo enviando o dilúvio porque os justos se misturaram com pessoas deste mundo. Está escrito em Gênesis 6:5-7: “E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Então, arrependeu-se o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra, e pesou- lhe em seu coração. E disse o SENHOR: Destruirei, de sobre a face da terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal, até ao réptil e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito’”.
Ao olhar para o mundo naqueles dias, Deus viu que não poderia esperar nada dos justos. Isso porque eles se corromperam espiritualmente, assim como todas as pessoas. Os justos, em outras palavras, não pregaram o evangelho da água e do Espírito e tomaram as filhas dos homens como esposas. Por isso não conseguiram cumprir sua função. Foi isso que aconteceu naquela época, quando os justos não pregaram o evangelho da água e do Espírito às pessoas deste mundo e só queriam alegrar seu coração comendo e bebendo. Eles não se preocupavam com seu pecado, faziam todo tipo de coisa errada e viviam dissolutamente. E Deus lamentou quando viu isso tudo. “Eu não consigo mais suportar estes que eu criei, pois seu coração tem se inclinado para o mal. Eu tenho que destruir todos eles”. Deus então decidiu condená-los. Os pensamentos e os planos do coração de todos nos dias de Noé eram maus, então Deus decidiu condená-los. Ele sabia que não havia mais esperança para este mundo e o destruiu pela água.
Ainda há esperança neste mundo por causa daqueles que mantém a fé no evangelho da água e do Espírito e pregam este evangelho. Acidentes estranhos e catástrofes naturais estão acontecendo em vários lugares e o mundo parece estar vivendo uma crise, mas ainda está tudo bem. Quando vejo algo terrível acontecer mas logo depois tudo voltar ao normal, eu percebo que Deus ainda tem esperança na sua igreja que está pregando o evangelho da água e do Espírito no mundo todo. E já que os justos ainda estão pregando o verdadeiro evangelho da água e do Espírito em todo o mundo e as pessoas estão ouvindo-o, ainda há esperança, espiritualmente falando. Já que os filhos de Deus ainda estão cumprindo fielmente sua função, Deus está permitindo que a terra continue a existir.
A verdade é que este mundo está se deteriorando. Você já percebeu quanta corrupção há nessa terra? Quando Deus olha para a inclinação do coração e os atos das pessoas deste mundo, parece que não há diferença entre os dias de hoje e os de Noé. E parece que hoje em dia é ainda pior do que nos dias de Noé. Eu não sei exatamente como eram as coisas neste mundo nos dias de Noé, mas o nível da sua maldade com certeza era tão grande que Deus resolveu destruir a todos com o dilúvio. E o mesmo acontece hoje, pois quando Deus olha para a inclinação, os pensamentos e os atos das pessoas, ele vê que todos merecem ser destruídos. Você não concorda? Este mundo merece mesmo ser aniquilado, mas Deus está sendo paciente. Isso porque ainda há pessoas que pregam o evangelho da água e do Espírito e creem nele. Deus ainda não destruiu essa terra porque há pessoas em seu país e no exterior pregando o evangelho da água e do Espírito.
Ao ver como era grande a maldade do homem e que a intenção do seu coração também era má, Deus varreu da face da terra toda alma vivente. Seu coração e sua mente estão unidos para pregar o evangelho da água e do Espírito? Os justos por vezes fazem coisas ruins e perdem a direção, mas geralmente não gostam das pessoas que são contra a justiça de Deus e se opõem ao evangelho da água e do Espírito. E mesmo quando sua carne é fraca, eles querem servir ao evangelho da água e do Espírito, viver para este verdadeiro evangelho e fazer a obra juntos, por menor que seja a sua ajuda. Por isso, Deus protege cada um deles e o mundo inteiro. Se o Senhor permitir que uma guerra nuclear aconteça neste mundo, isso será o fim para todos nós.
Lemos em Gênesis capítulo 6 versículo 8, no texto bíblico deste capítulo: “Noé, porém, achou graça aos olhos do SENHOR”. Noé foi alguém como nós, mas Deus lhe concedeu sua graça e salvação, com a qual ele pôde servir à sua justiça – ou seja, ele lhe deu sua graça para pregar o evangelho da salvação. Ele lhe deu sua graça para trabalhar com outros para cumprir a vontade de Deus e criar um novo mundo. Havia muitos justos descendentes de Noé naquela época, mas eles se deixaram contaminar pelo mundo e todos eles acabaram morrendo espiritualmente. Mas Deus concedeu a Noé e à sua família uma graça especial. Podemos dizer que ele criou um mundo novo a partir de Noé. Deus destruiu a todos com o dilúvio nos dias de Noé, e hoje nós existimos por causa de Noé e sua família.
Todos são descendentes de Adão e, de certa forma, Noé também é nosso antepassado – alguém que devemos sempre nos lembrar quando está chovendo e quando o evangelho é pregado. Ele é o nosso antepassado na fé. E não é exagero algum dizer que ele é antepassado de toda a humanidade. Nossos primeiros antepassados, naturalmente, foram Adão e Eva, mas depois que todo mundo foi destruído pelo dilúvio, Deus separou Noé e nos deu um mundo novo. Deus gerou toda a humanidade desde o dilúvio até hoje através da família de Noé.
Deus salvou a todos neste mundo com o evangelho da água e do Espírito. Ele nos deu o evangelho da água e do Espírito e criou este novo mundo para nós a fim de nos dar a verdadeira salvação como havia prometido. Ele nos leva a pregar o evangelho da água e do Espírito a todas as pessoas a fim de que logo possamos viver no Reino Milenial. Em outras palavras, Deus nos confiou a obra de salvar pessoas dos seus pecados.
Nós estamos trabalhando em prol do evangelho do Senhor agora porque ele nos deu sua graça. Todos nós viemos a esta igreja, servimos ao Senhor, ouvimos o evangelho da água e do Espírito, encontramos nossos irmãos que também receberam a remissão de pecados e podemos servir ao evangelho neste mundo – tudo isso por causa da sua graça. Nós recebemos a graça especial de Deus, assim como Noé a recebeu também. Portanto, todos nós recebemos esta graça especial de Deus.
Deus criou um mundo novo através de Noé. E hoje ele está fazendo esta mesma obra através de mim e de vocês. Sem dúvida estamos fazendo a maior obra que poderíamos para trazer o reino celestial a essa terra. Apesar de sermos falhos, é algo maravilhoso crermos na justiça de Deus, mudarmos nosso coração e voltarmos para a verdadeira fé a fim de fazermos a obra de Deus. De modo algum odiamos a justiça de Deus. “Deus, eu não odeio a sua justiça! E eu não odeio o evangelho da água e do Espírito também. E embora eu esteja propenso a olhar para trás e me desviar por causa das minhas fraquezas, eu de modo algum desprezo o evangelho da água e do Espírito”. É assim que devemos orar de coração. Aqueles que realmente creem na justiça de Deus recebem suas bênçãos.
Nós hoje estamos fazendo a boa obra que concede uma nova vida às pessoas, e por isso herdamos a genealogia dos justos, que é a obra que Adão e Eva fizeram. Por que podemos fazer esta obra tão importante de servir à justiça de Deus e pregar o evangelho da água e do Espírito? Porque herdamos a genealogia espiritual de Adão. Como podemos fazer a mesma obra que os servos de Deus da Bíblia fizeram? Não é pela graça de Deus? De fato somos muitos gratos à graça de Deus. Não foi só Noé que recebeu a graça de Deus; nós a recebemos também.
Quem ouve o evangelho da água e do Espírito recebe a remissão dos seus pecados e uma graça tremenda de Deus. E nós que servimos a Deus também recebemos sua graça. Nossa vida é o amor de Deus. O próprio fato de vivermos assim é uma bênção de Deus. O fato de vocês estarem aqui na igreja me ouvindo pregar a Palavra de Deus é o mesmo que receber uma graça especial. Como alguém como eu pode pregar a Palavra de Deus, crer na sua justiça e servir ao evangelho do Senhor? Como é possível, através de pessoas como nós, outras pessoas ouvirem o evangelho da água e do Espírito que purifica seus pecados que são mais densos que as nuvens do céu e mais escuros que tinta preta? Tudo isso vem da graça de Deus. Deus está trabalhando através de nós. Ele nos salvou do pecado. Portanto, recebemos a suprema graça de Deus.
Nosso Deus criou um novo mundo para nós. E ele hoje está ocupado criando o Reino Milenial assim como novos céus e nova terra. Você e eu de fato recebemos uma graça tremenda. Amados irmãos, aos olhos de Deus somos aqueles que receberam a mesma graça que Noé.
Quando penso nisso, não tem como eu não ser grato a Deus por ter encontrado o evangelho da água e do Espírito e ter fé neste fabuloso evangelho. Houve um tempo em que eu cria de todo o coração que podia ser purificado dos meus pecados se cresse apenas no sangue da cruz, devido ao fato de ter ouvido esse tipo de evangelho várias vezes. Só que ele nunca poderia tirar os pecados do meu coração. No entanto, eu pude ter certeza da minha salvação através do evangelho da água e do Espírito pela graça de Deus. Depois disso eu comecei a pregar o evangelho da água e do Espírito a todos que eu conhecia. É algo conhecido nos céus que nós que pregamos o evangelho da água e do Espírito somos pessoas importantes. Só de abrirmos nossos lábios e falarmos a verdade estaremos pregando o evangelho da água e do Espírito. Alguns de nós certamente já ouviram tanto o evangelho da água e do Espírito que estão com os ouvidos cansados.
Não há um dia sequer que eu não procure pregar o evangelho da água e do Espírito. Eu não poderia viver neste mundo se não existisse o evangelho da água e do Espírito. E eu sei que você também pensa assim. O Senhor salvou a todos neste mundo com o evangelho da água e do Espírito. Então, nós não poderíamos viver um dia sequer se não fosse este verdadeiro evangelho. O precioso evangelho que o Senhor nos deu vindo pela água e pelo sangue apagou todos os nossos pecados – como podemos esquecer este evangelho da água e do Espírito então? Como poderíamos pregar as poderosas boas novas que levam as pessoas a receber a salvação se não tivéssemos o evangelho da água e do Espírito? Como poderíamos viver sem este evangelho? Nós jamais poderíamos servir à justiça de Deus sem este evangelho. Como poderíamos seguir a justiça de Deus? Como poderíamos orar a Deus, adorá-lo e sempre glorificá-lo? E como poderíamos orar sem cessar e ser gratos a ele por todas as coisas? O evangelho da água e do Espírito nos faz felizes, nos leva a exaltar a Deus, nos torna gratos, no faz servi-lo e nos leva a ter uma vida justa de fé na presença de Deus. E ele também nos leva a fazer a boa obra de salvar muitas almas do pecado para Deus. Tudo isso pela graça de Deus.
Como poderíamos olhar uns para os outros sem ter que esconder nossa vergonha se não fosse pelo evangelho da água e do Espírito? Nossos pecados nunca seriam apagados se não fosse o evangelho da água e do Espírito. E se fosse assim, como poderíamos viver tanto tempo neste mundo tão cruel? Que esperança teríamos se não existisse este evangelho? Nosso futuro seria sombrio e temeroso. A Bíblia diz: “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e a caridade, estas três; mas a maior destas é a caridade” (1 Coríntios 13:13). Por ter nos amado tanto, Deus nos deu o evangelho da água e do Espírito para nos salvar do pecado e do juízo. Por isso que somos salvos crendo na justiça de Deus.
Nós fomos salvos do pecado e recebemos a vida eterna, e por isso temos a esperança de que entraremos no reino de Deus. Todos que creem no evangelho da água e do Espírito sabem que seus pecados não podem ser apagados sem este evangelho. Quando cremos na Palavra da verdade, ou seja, no evangelho da água e do Espírito, todos os nossos pecados, que são como as mais densas nuvens, são apagados na mesma hora. Nós cometemos erros e pecados todos os dias em nossa vida, mas damos graças a Deus e adoramos por causa do evangelho da água e do Espírito. Isso porque ele nos deu de presente este lindo evangelho. Não há nada mais justo para nós do que o evangelho da água e do Espírito. Jamais haverá gozo, gratidão, amor e verdade em nós se tirarmos o evangelho da água e do Espírito do nosso coração. O evangelho da água e do Espírito nos vestiu com a grande graça de Deus. E recebemos esta grande salvação de amor nestes últimos dias, como Noé, por crermos no evangelho da água e do Espírito.
Nos dias do grande dilúvio, os justos não pregavam o evangelho para ninguém e ainda se casaram com as filhas dos homens; eles só viviam para satisfazer seus desejos carnais. Por isso não puderam evitar o juízo de Deus. Mas graças ao dilúvio daquela época, hoje temos recursos naturais inesgotáveis como óleo e carvão.
Deus confiou a tarefa de pregar a verdade do evangelho da água e do Espírito a nós que somos justos. E ele quer nos usar para pregar este evangelho no mundo todo. Apesar de sermos fracos, Deus nos deu a função de evangelistas a fim de pregarmos esta verdadeira salvação. Ainda há muita gente neste mundo que não recebeu a remissão de pecados. E o Senhor nos disse claramente para pregarmos o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo. Deus não nos deu apenas a graça da salvação; ele também fez de nós os ‘últimos pregadores’ do evangelho. Nos dias de Noé, ele também foi o ‘último pregador’ do evangelho. Portanto, somos os ‘últimos pregadores’ do evangelho hoje em dia.
Nós não sabemos quando será o fim do mundo. Ninguém sabe. Mas sabemos que não nos resta muito tempo para pregar o evangelho. Então, quando surgir a oportunidade, temos que nos esforçar ao máximo para fazer isso. Por acaso poderemos pregar o evangelho com eficácia quando o coração das pessoas estiver endurecido e vier o caos a todos os lugares através de inundações, tsunamis, terremotos e guerra nuclear? Nós não poderemos pregar o evangelho quando isso acontecer. Assim como Deus encheu Noé de esperança para ele pregar o evangelho naquela época, ele está nos dando esperança hoje também. Isso porque só podemos ter esperança em meio aos que creem no evangelho da água e do Espírito.
Os que creem no evangelho da água e do Espírito são aqueles que receberam de Deus uma graça especial. Amados irmãos, vocês certamente não viverão até os 900 anos, mas eu espero que vocês vivam o bastante e façam todo o possível para pregar o evangelho da água e do Espírito até seu último dia de vida dado pelo Senhor. Temos que crer na justiça do Senhor e andar de mãos dadas com ele.