សេចក្តីអធិប្បាយ

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 9-3] Aqueles que Realmente Tiveram um Encontro com Jesus Cristo (João 9:1-12)

Aqueles que Realmente Tiveram um Encontro com Jesus Cristo
(João 9:1-12)
“E, passando Jesus, vui um homem cego de nascença. E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus. Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. Tendo dito isso, cuspiu na terra, e, com a saliva, fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo. Então, os vizinhos e aqueles que dantes tinham visto que era cego diziam: Não é este aquele que estava assentado e mendigava? Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia: Sou eu. Diziam-lhe, pois: Como se te abriram os olhos? Ele respondeu e disse-lhes: O homem chamado Jesus fez lodo, e untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé e lava-te. Então, fui, e lavei-me, e vi. Disseram-lhe, pois: Onde está ele? Respondeu: Não sei”.
 
 
A Igreja de Deus é o lugar onde os justos que receberam a remissão de pecados se reúnem; e Deus se agrada dessa Igreja e cuida muito bem dela. Com seu olhar cheio de graça, Deus tem cuidado de sua Igreja nessa terra. Seu coração e seu olhar são manifestados em sua Igreja. E já que fazemos parte dela, Deus ouve nossos pedidos e responde nossas orações. Como você sabe, uma mãe nunca tira os olhos de seu filho, assim como os olhos do noivo não se desviam da noiva quando ele a vê no dia do casamento. Do mesmo modo, já que Deus é o Pai dos justos e nosso Noivo, é natural que ele ame seus filhos e volte toda a sua atenção à sua Igreja, que é sua noiva.
Então, é justamente na Igreja de Deus que podemos ver como ele trabalha em nossa vida e se agrada quando pregamos o evangelho da água e do Espírito. Pela ótica humana, pode até parecer que a Igreja é difícil de administrar e tem pouco poder para pregar o evangelho. Mas Deus, ao contrário, abençoa sua Igreja e a faz prosperar. E ao fortalecer a alma dos que nela congregam, ele continua forjando obreiros valorosos para fazer sua obra. Jamais devemos nos esquecer que Deus sempre se alegra com sua Igreja e a abençoa o tempo todo.
 
 

Por que Somos Espiritualmente Cegos?

 
A passagem bíblica deste capítulo conta a história de um homem que era deficiente visual. Como você sabe, quem não consegue ver é considerado deficiente visual. E os motivos que os levam a não enxergar nada são diversos. Nós, que não temos nenhum problema visual, podemos imaginar bem como isso é doloroso e difícil para eles.
Mas você sabe que há outros deficientes visuais neste mundo que são muito piores do que eles, não sabem? Eles são os cegos espirituais. Aqueles que têm uma deficiência visual física não conseguem ver as coisas, mas o problema com os que são cegos espirituais é algo bem diferente. E há muitos que vivem como cegos espirituais. No mundo hoje em dia, há muita gente que vive guiada pelas suas próprias convicções ao invés de viver pela fé que Deus aprova. Mas embora confessem crer em Jesus através do Cristianismo ‘religioso’ que vivem, eles ainda estão cheios de pecados no coração e seguem seus próprios planos ao invés de fazer a vontade de Deus. É por isso que são considerados cegos espirituais. Nós os chamamos de ‘cristãos pecadores’. Essas pessoas não conseguem enxergar direito a vontade de Deus. E por mais que ouçam ou leiam a Palavra de Deus, elas não entendem nada da vontade de Deus contida no evangelho da água e do Espírito. É por isso que elas continuam sendo pecadoras, pois vivem num estado pecaminoso.
Por mais que alertemos essas pessoas que elas irão para o inferno porque ainda têm pecado, isso não adianta nada. Ao contrário, elas rebatem dizendo: “Eu não sou cego. Já que eu creio em Jesus, eu já foi remido do pecado original com o qual eu nasci, e agora tudo que eu preciso fazer são orações de arrependimento para ser remido dos meus pecados pessoais. Já que eu sou um bom cristão, por que eu vou para o inferno então?” É isso que dizem os cegos espirituais dessa terra, ignorando totalmente a justiça de Deus e cheios de soberba espiritual.
No texto bíblico deste capítulo, Jesus encontra um homem cego de nascença. Então, os discípulos lhe perguntaram: “Este homem é cego por causa dos pecados de quem? Por causa dos seus próprios pecados ou dos seus pais? E Jesus lhes respondeu: “Não foi por causa dos seus pecados ou dos seus pais, mas para que nele se manifestassem as obras de Deus. Ele nasceu cego para que as obras de Deus fossem reveladas”.
Deus sempre revela sua vontade através de parábolas ou sinais na sua Palavra. O homem cego desse texto é símbolo dos cegos espirituais, não dos cegos físicos. Melhor dizendo, esse texto explica por que Deus permite que a cegueira espiritual assole o homem. Jesus diz aqui que a culpa pela nossa cegueira não são os nossos pecados. Por que então tivemos que nascer espiritualmente cegos nessa terra? Para que pudéssemos nascer de novo pelo evangelho da água e do Espírito que Deus nos deu. Deus quer nos dar a graça da sua salvação. Ele permitiu que nascêssemos espiritualmente cegos para que pudéssemos nascer de novo pelo evangelho da água e do Espírito, para que ele pudesse nos salvar e abrir nossos olhos espirituais, para que sua justiça pudesse ser revelada a nós.
Os cegos espirituais são aqueles que não conseguem entender a verdade do evangelho da água e do Espírito, por mais que ouçam a Palavra de Deus, pois estão presos ao pecado. Todo ser humano nasce espiritualmente cego. E Deus permite que fiquemos cegos assim por algum tempo para que possa completar a obra maravilhosa de nos livrar do pecado através do evangelho da água e do Espírito. Em outras palavras, Deus quer fazer com que os cegos espirituais nasçam de novo para cumprir sua vontade na vida deles e torná-los sem pecado. Você entende agora qual é a vontade de Deus?
O Senhor disse: “Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo”. Já que recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, nosso coração não vive mais na escuridão da noite, mas na brilhante claridade do dia. Isso porque o Espírito do Senhor habita em nosso coração. Quando o Senhor ascendeu aos céus, ele enviou o Espírito Santo para habitar no coração dos crentes no evangelho da água e do Espírito. Sendo assim, temos que fazer a obra do Senhor até ele voltar e nos encontramos com ele nas nuvens. Quando nós que cremos no evangelho da água e do Espírito formos arrebatados, a noite virá e não será mais possível fazer a obra de Deus. É por isso que o Senhor quer que preguemos o evangelho enquanto há tempo, porque ainda há muitos que precisam receber a remissão de pecados.
Está escrito: “Tendo dito isso, cuspiu na terra, e, com a saliva, fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo” (João 9:6-7). Ao se referir ao homem cego, Jesus diz que ele é assim “para que se manifestem a obra de Deus”. Ele então cuspiu na terra, fez lodo com sua saliva, passou nos olhos do cego e lhe disse: “Vai, lava-te no tanque de Siloé”.
A Bíblia diz que quando o homem fez o que Senhor lhe disse e lavou os olhos no tanque de Siloé, ele voltou com seus olhos abertos. Pela ótica humana, não faz sentido algum cuspir na terra, fazer lodo e passar nos olhos de um cego para que ele volte a enxergar. Se fizéssemos isso hoje, cuspíssemos na terra, fizéssemos lodo, passássemos nos olhos de um cego e o mandássemos se lavar no tanque de Siloé, ele nunca nos daria ouvidos, pois saberia que isso jamais curaria seus olhos. Do mesmo modo, há passagens na Palavra de Deus que não faz sentido algum quando as lemos segundo a lógica humana.
Entretanto, a Palavra de Deus está muito além do que o ser humano pode pensar. A Bíblia diz que para curar os olhos do cego, Jesus cuspiu na terra, fez lodo com sua saliva e passou em seus olhos. A terra se refere ao coração humano na Bíblia, e o fato de Jesus ter cuspido na terra significa que o coração do homem está espiritualmente amaldiçoado. Nós só cuspimos numa pessoa para mostrar nosso desprezo por alguém vil e desprezível. Foi por isso então que Jesus cuspiu na terra, para mostrar o quanto o ser humano é amaldiçoado. Já que todos nós nascemos espiritualmente cegos, nosso espírito vive num estado pecaminoso; e isso nada mais é do que um estado amaldiçoado. Isso significa que já que todos nós nascemos em pecado, e já que somos espiritualmente amaldiçoados por Deus por causa disso, a não ser que o Senhor faça algo por nós, todos nós não teremos outra escolha senão termos uma vida amaldiçoada até morrermos.
Vamos ler Mateus 15:7-20 para entendermos isso melhor: “Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo honra-me com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim. Mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens. E, chamando a si a multidão, disse-lhes: Ouvi e entendei: o que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem. Então, acercando-se dele os seus discípulos, disseram-lhe: Sabes que os fariseus, ouvindo essas palavras, se escandalizaram? Ele, porém, respondendo, disse: Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada. Deixai-os; são condutores cegos; ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova. E Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Explica-nos essa parábola. Jesus, porém, disse: Até vós mesmos estais ainda sem entender? Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre e é lançado fora? Mas o que sai da boca procede do coração, e isso contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São essas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem”.
O Senhor explica aqui os tipos de pecados que temos no coração e com que tipos de pecados todos nós nascemos. Enraizados em nosso coração estão os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias; e tudo isso que procede do coração do homem é o que o contamina. O Senhor está dizendo aqui que todos nós nascemos com estes pecados, e é justamente por causa disso que nascemos num estado pecaminoso nessa terra. Jesus Cristo cuspiu na terra, fez lodo com sua saliva e passou nos olhos do cego para nos levar a entender nossa verdadeira natureza, que tudo que há em nosso coração é pecaminoso, e que, por essa razão, estamos condenados a ser espiritualmente amaldiçoados. Foi para que o cego entendesse a maldição dos pecados que havia em seu coração que o senhor passou em seus olhos lodo feito com sua saliva e terra. Esse texto também aponta para nosso estado espiritual imperfeito.
 
 

De que Maneira o Senhor Revela Nossos Pecados?

 
É a própria Palavra de Deus que revela nossos pecados através da lei. Se não olharmos para nós mesmos através da lei contida na Palavra de Deus, jamais poderemos entender nossa natureza pecaminosa que está repleta de pecados. Se não fosse a lei, nós ainda não entenderíamos que estamos destinados a ser amaldiçoados por causa dos nossos pecados e destruídos no fim. Se fôssemos examinar a nós mesmos baseados no padrão ético deste mundo, muitos de nós diriam: “O que há de maligno em mim? Se houver alguém mais justo do que eu, que ele então se apresente!” Mas se olharmos para nós mesmos segundo a justa Palavra de Deus, veremos então que de fato somos maus o tempo todo. Tudo que o Senhor quer de nós é que admitamos que tudo que procede do nosso coração nada mais é do que maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. E já que somos pecadores tão corrompidos assim, nós não teríamos desculpas se fôssemos amaldiçoados e lançados no inferno por causa destes pecados. Não há ninguém que seja bom neste mundo, só Deus. Quando olhamos para o nosso coração com base na Palavra da lei, não temos como negar que merecemos ser lançados no inferno.
O fato de todos nós nascermos neste mundo em pecado significa que nascemos num estado de morte espiritual. As pessoas nascem sem conhecer essa verdade, e muitas delas vivem neste mundo ignorando-a. Uma pessoa espiritualmente cega não consegue ver que seu coração está doente e em estado terminal. Alguém assim tem uma morte lenta sem nem mesmo perceber que está cego, assim como o pavio de uma vela que pode até resistir ao vento, mas no final acaba apagando. Sendo assim, já que desde o seu nascimento todos neste mundo estão destinados a ser destruídos, embora não percebam isso, nós podemos dizer que eles são cegos espirituais que estão à caminho da morte.
 
 
Você Tem que Entender que Quem Não Recebeu a Remissão de Pecados Não Percebe que Está Indo para o Inferno
 
Algumas pessoas procuram fazer boas obras e confiam em religiões criadas por homens enquanto vivem nessa terra por não entenderem que estão condenadas a ser destruídas pelo justo juízo de Deus. Antes de você e eu recebermos a remissão de pecados, nós não conhecíamos nossa natureza e tentávamos levar uma vida correta diante de todas as religiões. Contudo, há um grande problema em todo este esforço que fazemos aparte de Deus: o coração de todo mundo é basicamente pecador, embora de fato ninguém consiga ver isso. Em outras palavras, o ser humano vive e morre sem entender que é um poço de pecados e tem um coração cheio de morte, promiscuidade, ciúme, inveja e desejos impuros.
É para pessoas ignorantes e tolas como nós que Deus está dizendo no texto bíblico aqui: “Vocês estão condenados à destruição e ao inferno”. E já que todos têm um coração pecaminoso, afirmar que todo mundo que fizer boas obras irá para o céu não passa de uma grande mentira. Deus deixou bem claro que “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23). E nós então? Como nós éramos antes de nascermos de novo? Por acaso tínhamos consciência de que estávamos condenados à destruição? Não, nós não tínhamos a mínima ideia disso. Naquela época, nós não sabíamos que éramos pecadores e seríamos destruídos pelos nossos pecados. É por isso que procurávamos ter uma vida correta segundo os preceitos morais. Por não conhecermos a verdade, estávamos condenados a gastar tempo e esforço em coisas inúteis, para no fim sermos lançados no inferno. Como uma cana trilhada, nós estávamos amaldiçoados e condenados à morte, e nem sabíamos disso.
Contudo, Deus disse: “A cana trilhada não quebrará,
Nem apagará o pavio que fumega;
Em verdade, produzirá o juízo” (Isaías 42:3). Nosso Senhor não quer que o homem perca a sua vida e a sua alma; longe disso, ele é o Deus de amor que acende o pavio que fumega na vida de todos nós. Portanto, agora que sabemos que estávamos condenados à destruição, temos que olhar para a Palavra de Deus pelos olhos da fé. Temos que ser libertos da nossa cegueira espiritual e ter nossos olhos da fé abertos. Só então a ardente chama da vida de Deus poderá arder em nosso coração que, por natureza, está congelado pelo pecado.
O Senhor diz em Isaías 42:7-8: “Para abrir os olhos dos cegos, para tirar da prisão os presos e do cárcere, os que jazem em trevas. Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor, às imagens de escultura”.
“E os surdos, que têm ouvidos”. O Senhor está dizendo aqui, referindo-se ao ser humano, que somos cegos apesar de termos olhos, e que somos surdos apesar de termos ouvidos. Os cegos, os mudos, o pavio que fumega e a cana trilhada citados na Bíblia dizem respeito aos pecadores. Em outras palavras, o Senhor está dizendo nesses textos que todo ser humano nasceu em pecado e é amaldiçoado por isso. E assim como ele disse, cada um de nós de fato nasceu com um coração pecaminoso. E a menos que recebamos de Deus a remissão de pecados pela fé, todos nós estaremos condenados ao inferno. Mas o Senhor abençoou os pecadores para que eles conheçam sua verdadeira natureza. Quando Jesus cuspiu na terra, fez lodo com sua saliva e passou nos olhos do cego, ele fez com que eles se abrissem.
Amados irmãos, olhe para o seu coração e o veja segundo a Palavra de Deus. Aí então, você conhecerá sua verdadeira natureza que sempre traz à tona a imundícia e os desejos lascivos do seu coração. Já que somos seres humanos, nosso coração às vezes tem desejos lascivos, e em outras ocasiões, pensamentos homicidas, sentimentos soberbos e desejos tolos. Se fôssemos julgados por tudo isso, com certeza mereceríamos ser condenados ao inferno. Se nosso Deus desse um ponto final e nos julgasse por tudo que temos no coração, nós iríamos para o céu ou para o inferno? Nós temos que admitir que, devido à nossa condição lamentável, certamente seríamos condenados ao inferno.
 
 

Deus Enviou a Luz da Salvação a Nós que Nascemos com um Coração Pecaminoso

 
Já que o Senhor veio a essa terra e nos salvou com o evangelho da água e do Espírito, se crermos nele de todo o coração não iremos para o inferno. Nós seremos salvos pela fé. Mas o que aconteceria conosco se o Senhor não tivesse tido compaixão e nos salvado? Eu fico arrepiado só de pensar. O Senhor cuspiu na terra, fez lodo com sua saliva, passou nos olhos do cego e mandou que ele se lavasse no tanque de Siloé. Do mesmo modo, quando reconhecemos nossos pecados e cremos no evangelho da água e do Espírito do Senhor é que temos nossos olhos espirituais abertos.
Amados irmãos, se Deus não tivesse apagado os nossos pecados de uma vez por todas com sua Palavra, todos nós seriamos lançados no inferno. Mas o Senhor veio a essa terra para salvar pessoas como nós através do evangelho da água e do Espírito e abrir nossos olhos da fé. Todos nós temos que ser gratos a ele por isso. Já que recebemos a remissão de pecados para ser poupados do nosso destino, que era a destruição por causa dos nossos pecados, isso significa que o Senhor nos guiará por um caminho de amor e verdade. Portanto, temos que crer no evangelho da água e do Espírito que nos leva à verdade da salvação. Se nosso Senhor já nos livrou com o evangelho da água e do Espírito, embora merecêssemos ser condenados por causa dos nossos pecados, todos nós temos que ser gratos a ele pela fé e seguir sua reta orientação.
Não foi por sorte que nós que fazemos parte da Igreja de Deus recebemos a remissão de pecados, foi porque Deus nos abençoou com o evangelho da água e do Espírito, porque nós cremos de todo o nosso coração neste evangelho pelo qual Deus remiu todos os nossos pecados, e porque fomos salvos de todos eles. Sendo assim, temos que ser gratos a Deus de todo o nosso coração pela nossa salvação, por ele ter permitido que recebêssemos a remissão de pecados pelo evangelho da água e do Espírito, e por essa maneira abençoada de nos salvar.
 
 

Nós Fomos Purificados do Pecado pela Água do Batismo que Jesus Recebeu

 
Nosso Senhor disse em João 3:5: “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus”. Na passagem bíblica deste capítulo, o Senhor mandou o cego lavar seus olhos no tanque de Siloé. Mas será que havia água no tanque de Siloé? Claro que sim! E quando o cego obedeceu à Palavra do Senhor e lavou seus olhos com esta água, seus olhos milagrosamente foram abertos e ele pôde ver a luz. Eu quero dizer mais uma vez aqui que o cego desse texto não se refere aos que são fisicamente cegos. Ao contrário, nosso Senhor está falando que aqueles que são espiritualmente cegos – ou seja, os pecadores – têm que purificar seus pecados com o evangelho da água e do Espírito.
Após deixar seu trono no céu e vir a essa terra, o Senhor foi batizado por João Batista. E quando ele disse ao cego: “Vá e lave-se no tanque de Siloé”, seus olhos foram abertos e sua visão ficou perfeita. Isso aconteceu porque Jesus Cristo veio para livrar o homem de todos os seus pecados e maldições ao ser batizado por João Batista. Embora tenha se passado mais de 2000 anos desde então, até hoje somos abençoados por vermos um novo reinado de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito, como aquele homem cego. Quando o Senhor veio a essa terra num corpo carnal, ele levou todos os nossos pecados quando recebeu o batismo em seu corpo. E ao tirar todos os nossos pecados e morrer crucificado, ele nos salvou. Deste modo, o Senhor fez com que crêssemos no evangelho da água e do Espírito e nascêssemos de novo. Através do seu batismo, Jesus levou todos os nossos pecados, inclusive aqueles que cometemos no coração e os que cometemos em nosso corpo, e assim abriu os olhos de todos que eram espiritualmente cegos.
Embora todos estivéssemos condenados ao inferno por causa dos pecados que herdamos, nosso Senhor impediu que fôssemos destruídos por isso, pois ele nos amou a todos. Jesus Cristo nos salvou de todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito, e assim permitiu que entrássemos no reino de Deus. Ele livrou os crentes no evangelho da água e do Espírito da destruição e do poder das trevas, e nos levou para o reino de Deus. Portanto, quando cremos no evangelho da água e do Espírito dado por Jesus Cristo é que nossos olhos espirituais são abertos e podemos nos tornar de fato filho de Deus.
Está escrito no texto bíblico deste capítulo: “Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia: Sou eu. Diziam-lhe, pois: Como se te abriram os olhos? Ele respondeu e disse-lhes: O homem chamado Jesus fez lodo, e untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé e lava-te. Então, fui, e lavei-me, e vi” (João 9:9-11). É bem provável que este cego fosse um mendigo e sobrevivia das esmolas dos outros. Suas roupas com certeza não passavam de trapos. Contudo, quando o Senhor o abençoou e seus olhos foram abertos, ele jogou fora sua roupa velha e passou a usar roupas novas.
Então, aqueles que não o reconheceram vieram até ele e perguntaram: “Você é aquele homem que era cego?” E ele respondeu que sim. Eles então disseram: “Nos conte como seus olhos foram curados”, no que ele respondeu: “Um homem chamado Jesus cuspiu no chão, fez logo com sua saliva, passou em meus olhos e me disse para ir ao tanque de Siloé e me levar ali. Eu fiz o que ele mandou então, e meus olhos foram curados”. Mas quando eles lhe perguntaram onde estava Jesus, ele disse que não sabia. Só que eles queriam saber onde estava Jesus porque aquele dia em que o cego foi curado era sábado. E como o cego que havia sido curado não sabia onde Jesus estava, eles o levaram aos fariseus.
Os fariseus naqueles dias eram muito rigorosos em relação à tradição da lei. Para guardar o sábado, eles preparavam sua comida um dia antes, na sexta-feira. Eles também alimentavam seus animais na sexta-feira para não fazer isso no sábado. Eles eram muito rigorosos quanto aos estatutos da lei, e nem sequer viajavam no sábado.
Está escrito na passagem bíblica deste capítulo: “E era sábado quando Jesus fez o lodo e lhe abriu os olhos. Tornaram, pois, também os fariseus a perguntar-lhe como vira, e ele lhes disse: Pôs-me lodo sobre os olhos, lavei-me e vejo. Então, alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles. Tornaram, pois, a dizer ao cego: Tu que dizes daquele que te abriu os olhos? E ele respondeu: Que é profeta” (João 9:14-17).
Esse texto descreve a cena onde um homem que antes era cego foi interrogado pelos fariseus depois de ter recebido a remissão de pecados. Os fariseus achavam que já que Jesus não guardava o sábado, o dia em que ninguém devia fazer alguma coisa, ele não era de Deus. E como este Homem havia feito um milagre neste dia, ele tinha que se preso. Foi por isso que eles perguntaram ao cego onde Jesus estava. Hoje em dia, alguns religiosos também acusam os justos da mesma forma, dizendo: “A Bíblia diz que não há nenhum justo, nem um sequer. Como é que vocês podem ser justos então? Vocês são heréticos!” Assim como estes religiosos, os fariseus insistiram no interrogatório do homem que havia sido cego e recebido de Jesus a remissão de pecados.
Amados irmãos, foi errado Jesus ter curado os olhos do cego no sábado, um dia em que ninguém podia fazer nada? Não, claro que não! Apesar de ter nascido nessa terra, Jesus era o único homem que não tinha pecado. Então, independentemente se era sábado ou não o dia em que ele curou os olhos do cego, essa foi uma boa obra e não havia absolutamente nada de errado nela. Por acaso é certo impor regras para fazermos boas obras, dizendo: “Você não pode fazer isso hoje porque é sábado, mas pode fazer amanhã porque é domingo, o dia do Senhor”? Se alguém estiver se afogando, é certo dizer: “Eu não posso te salvar hoje porque é sábado, mas se você ainda estiver vivo amanhã, eu te salvarei”? Foi por isso que Jesus disse: “Se uma de suas ovelhas caísse numa poça, vocês não a salvariam? Já que aquele homem era cego, não era mais importante então curar seus olhos do que guardar o sábado? Também não é mais importante levar as pessoas a receber a remissão de pecados?” Independentemente se era sábado ou não, o certo era curar os olhos do cego. Mas, apesar disso, os fariseus não conseguiam ver o amor de Deus que havia na lei e, por outro lado, levavam uma vida de fé tola e viviam presos à letra da lei.
Amados irmãos, assim como homem cego foi perseguido pelos fariseus, é inevitável sermos perseguidos após recebermos a remissão de pecados. Alguns dizem assim: “Como é que vocês ousam dizer que receberam a remissão de pecados? Nos falem desse evangelho da água e do Espírito. O livro de Romanos diz que não há um justo, nem um sequer. Como é que vocês podem dizer então que são justos e que não têm mais pecados porque creem no evangelho da água e do Espírito? Vocês com toda certeza são heréticos. Aqueles que pregam o evangelho da água e do Espírito não são cristãos verdadeiros, mas heréticos. Vocês são heréticos. Que tipo de igreja é essa?”
Há muitos cristãos no mundo inteiro hoje em dia que receberam a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito através dos nossos livros. Mas eu ouvi dizer que depois de terem recebido a remissão de pecados, eles têm sido intimados e interrogados pelos seus pastores, como se eles estivessem num tribunal religioso.
Você sabe por quem Pedro e os outros apóstolos foram presos por pregar o evangelho da água e do Espírito? Eles foram presos e interrogados por ninguém menos do que os principais sacerdotes, que podem ser comparados aos líderes religiosos de hoje. Você sabe então por quem será perseguido depois de receber a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito? Você será perseguido pelos próprios pastores e líderes cristãos que têm cuidado da sua vida espiritual, e também será interrogado por eles como se você estivesse num tribunal religioso. E isso vai acontecer com toda certeza quando você receber a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito.
Mas assim como aquele cego que fui abençoado pelo Senhor e teve seus olhos curados era mais sábio do que os fariseus que criam apenas na lei, você tem que entender que os que receberam a remissão de pecados pelo evangelho da água e do Espírito são mais sábios do que aqueles que os perseguem.
Meus amados irmãos, antes de recebermos a remissão de pecados, nós vivíamos em pecado apesar de crermos em Jesus. Era algo comum eu e você virmos à igreja e fazermos nossas orações de arrependimento aos prantos para sermos remidos dos nossos pecados. A princípio, nos sentimos bem quando derramávamos nossas lágrimas em oração pensando no sangue que Jesus derramou na cruz, sentindo paz no coração e achando que ele havia sido purificado, mas ao fazermos nossas orações de arrependimento repetidas vezes, nossas lágrimas acabavam secando. Então, quando não tínhamos mais nenhuma lágrima, nós pensamos em todo tipo de coisas trágicas para fingir que estávamos chorando. Nós fazíamos isso porque, naquela época, tínhamos a ideia errada de que só assim seríamos considerados bons cristãos por todos ao nosso redor. Mas isso, meus amados irmãos, era uma armadilha espiritual preparada por Satanás para nos levar para o inferno. Vocês precisam entender que falsas lágrimas e orações de arrependimento nada mais são do que uma armadilha de Satanás, preparada para enganar os que não foram redimidos e têm uma falsa fé, e no fim levá-los para o inferno.
Vamos voltar à Bíblia agora para que vocês entendam isso melhor. Está escrito em João 9:18-23: “Os judeus, porém, não creram que ele tivesse sido cego e que agora visse, enquanto não chamaram os pais do que agora via. E perguntaram-lhes, dizendo: É este o vosso filho, que vós dizeis ter nascido cego? Como, pois, vê agora? Seus pais responderam e disseram-lhes: Sabemos que este é nosso filho e que nasceu cego, mas como agora vê não sabemos; ou quem lhe tenha aberto os olhos não sabemos; tem idade; perguntai-lho a ele mesmo, e ele falará por si mesmo. Seus pais disseram isso, porque temiam os judeus, porquanto já os judeus tinham resolvido que, se alguém confessasse ser ele o Cristo, fosse expulso da sinagoga. Por isso, é que seus pais disseram: Tem idade; perguntai-lho a ele mesmo”.
Amados irmãos, vocês tiveram seus olhos abertos pela fé crendo no evangelho da água e do Espírito. Embora fôssemos espiritualmente cegos antes, nossos olhos foram totalmente abertos agora. Em outras palavras, agora nos tornamos justos, embora fôssemos pecadores antes por não conhecermos o evangelho da água e do Espírito. Mas se você disser na igreja em que congrega: “Eu sou um justo, pois recebi a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito”, você será excluído por aqueles que ainda não receberam a remissão de pecados.
Foi justamente por isso que os pais do cego disseram: “Ele é mesmo nosso filho. É bem que verdade que era mendigo e cego. E também é verdade que agora vê. Mas apesar de isso ser verdade, nós não conhecemos este Jesus”. Seus pais sabiam muito bem que se admitissem que conheciam Jesus Cristo, eles seriam expulsos do Judaísmo. Foi por isso que eles disseram que não conheciam Jesus.
Vamos voltar para a passagem bíblica deste capítulo e ler João 9:23-25: “Por isso, é que seus pais disseram: Tem idade; perguntai-lho a ele mesmo. Chamaram, pois, pela segunda vez o homem que tinha sido cego e disseram-lhe: Dá glória a Deus; nós sabemos que esse homem é pecador. Respondeu ele, pois, e disse: Se é pecador, não sei; uma coisa sei, e é que, havendo eu sido cego, agora vejo”.
Os fariseus naquela ocasião tentaram provar que Jesus era pecador baseados em sua doutrina. Presos ao seu conhecimento legalista, eles interrogaram o homem que havia sido curado e lhe perguntaram: “Como este Jesus pode ter curado os pecados que você comete todos os dias?” Essa atitude dos fariseus era uma blasfêmia contra a glória de Jesus. E é a mesma blasfêmia que os pecadores cometem contra a gloria dos remidos. Pelo fato de não conhecerem nem a si mesmos, eles desafiaram a glória do próprio Deus em que criam.
Assim como os fariseus, muitos cristãos pecadores neste mundo tentam oprimir os que receberam a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Mas se esta Igreja que Deus abençoou não estive aqui, nós viveríamos oprimidos do mesmo modo e levaríamos uma vida errada e religiosa com os pecadores. Uma coisa que você tem que entender é que a única verdade que nos traz a salvação é crer que Jesus Cristo levou todos os nossos pecados ao ser batizado e apagou todos eles com seu sangue na cruz. Jesus apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas com o evangelho da água e do Espírito. Portanto, se negarmos este Salvador, de quem mais poderemos receber a salvação? Eu vou dizer mais uma vez, não há outro modo de sermos salvos senão crendo no evangelho da água e do Espírito de Jesus Cristo.
Então, meus amados irmãos, já que somos aqueles que receberam a remissão de pecados, temos que travar essa luta espiritual da fé contra a versão moderna dos fariseus. Por acaso é errado receber a remissão de pecados crendo em Jesus, que veio pelo evangelho da água e do Espírito? Foi errado Jesus ter abertos os olhos do cego no sábado? Se era sábado ou não, isso não importa. É mais importante é guardarmos o sábado ou recebermos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito? O Senhor disse que o sábado foi criado para o homem. E ele disse que é o Senhor do sábado. Jesus Cristo deixou bem claro que o importante não é o sábado, mas sim crer que ele é o Salvador que apagou todos os nossos pecados.
Como os fariseus na passagem bíblica deste capítulo, os que hoje não aceitam o evangelho da água e do Espírito de Jesus estão blasfemando contra o amor do Senhor e contra sua salvação, além de estar desafiando-o. No dia em que todos forem julgados pelos seus pecados, o Senhor com toda certeza condenará todos que não creram no evangelho da água e do Espírito, embora o conhecessem. Como é que podemos dizer que temos pecado, já que cremos que Jesus Cristo, que veio pelo evangelho da água e do Espírito, é o nosso Salvador? Se nosso débito já foi todo pago, como é que podemos dizer que ainda devemos alguma coisa? Se alguém faz isso é porque ainda é um pecador.
O homem cego disse: “Se é pecador, não sei; uma coisa sei, e é que, havendo eu sido cego, agora vejo” (João 9:25). Melhor dizendo, foi isso o que ele testificou: “Eu posso até não conhecer Jesus muito bem, mas eu sei que meus olhos foram abertos quando eu o encontrei”. Apesar disso, os fariseus ainda consideravam Jesus pecador e continuaram interrogando o cego, mas ele lhes disse: “Já vo-lo disse e não ouvistes; para que o quereis tornar a ouvir? Quereis vós, porventura, fazer-vos também seus discípulos?” Os fariseus então se iraram e o amaldiçoaram dizendo: “Discípulo dele sejas tu; nós, porém, somos discípulos de Moisés” (João 9:28).
Moisés foi um homem abençoado por Deus, mas ele representa a lei. Então, se sua fé ainda está baseada na lei de Moisés, isso significa que você ainda está sob a condenação do pecado. Contudo, os fariseus disseram: “Nós bem sabemos que Deus falou a Moisés, mas este não sabemos de onde é”. Então, o que havia sido cego disse: “Nisto, pois, está a maravilha: que vós não saibais de onde ele é e me abrisse os olhos. Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus e faz a sua vontade, a esse ouve” (João 9:30-31). Aquele homem não podia entender o que os fariseus estavam dizendo. Também para os que receberam a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, soa muito estranho o que dizem aqueles que não receberam a remissão de pecados. O homem que havia sido cego recebeu a remissão de pecados e venceu a luta espiritual contra os fariseus, que diziam ter a mesma fé que ele. Portanto, eu quero assegurar a vocês que nós, os redimidos, também venceremos a luta contra aqueles que não creem no evangelho da água e do Espírito, pois cremos no verdadeiro evangelho.
 
 
Aqueles que Creem no Evangelho da Água e do Espírito Foram Libertos das Religiões do Mundo
 
Amados irmãos, já que cremos no evangelho da água e do Espírito, você e eu somos justos. E já que não temos pecado, com certeza entraremos no reino dos céus. Todavia, aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito são sempre excluídos pelos que não creem neste evangelho. E os que não conseguem vencer a luta espiritual contra essas pessoas acabam negando a fé que lhes deu a remissão de pecados e voltam à cegueira espiritual do passado que fazia pecadores, dizendo: “Eu ainda tenho pecado no coração. Mas, por favor, não me expulse”. Eles fazem isso para não ser excluídos.
Só que, aos olhos de Deus, é uma atitude errada os justos que receberam a remissão de pecados voltarem para sua falsa fé do passado só para não ser excluídos. Mesmo se você for excluído, você será muito feliz se seguir ao Senhor com os justos. O que eu quero dizer é que já que você se tornou um filho de Deus, você não precisa voltar atrás e ser filho do diabo novamente. E se alguém te disser: “Você ainda é pecador, e por isso tem que voltar a ser cego novamente”, você tem que dar testemunho do evangelho da água e do Espírito e dizer: “Eu não quero saber de mais nada, mas de uma coisa eu tenho certeza, é que embora eu fosse pecador, agora eu sou um justo”. A verdade inegável é que nos tornamos justos e tivemos nossos olhos abertos crendo no evangelho da água e do Espírito. Como o homem do texto bíblico deste capítulo, que era cego, eu peço a você que dê testemunho junto aos seus antigos irmãos na fé que você foi salvo através do evangelho da água e do Espírito. E mesmo que eles te expulsem, eu te encorajo a enfrentar isso com toda a coragem.
O cego do texto também foi expulso pelos fariseus. Está escrito no versículo 34: “Responderam eles e disseram-lhe: Tu és nascido todo em pecados e nos ensinas a nós? E expulsaram-no”. Na opinião dos fariseus, já que aquele homem não seguia sua lei, ele era um grande pecador.
Só que aquele homem, que antes era cego, teve seus olhos curados pelo Senhor e passou a enxergar. E depois que ele foi expulso pelos fariseus, Jesus o encontrou e lhe perguntou: “Crês tu no Filho de Deus? “E o homem respondeu: “Quem é ele, Senhor, para que nele creia?” No que Jesus disse: “Tu já o tens visto, e é aquele que fala contigo”. E ele então respondeu: “Creio, Senhor, e o seguiu”.
Assim como este homem que era cego, você também crê em Jesus como seu Salvador? Ele que veio pelo evangelho da água e do Espírito? Amém! Eu quero que você entenda muito bem que quando homem cego foi expulso pelos fariseus, o Senhor o procurou e teve um encontro com ele. Do mesmo modo, se você for expulso pelos falsos cristãos, Jesus te aceitará e a Igreja de Deus te receberá de braços abertos. Em outras palavras, quando você for expulso pelos falsos crentes, você não ficará vagando perdido para sempre, pois Jesus, o Rei dos reis e a fonte de todas as bênçãos, estará te esperando na Igreja de Deus, te receberá em seus braços e te abençoará. Sendo assim, todos que receberam a remissão de pecados têm que deixar todo tipo de relacionamento do passado marcado pela falsidade. Você tem que deixar a igreja dos falsos crentes antes de ser expulso dela.
Então, amados irmãos, se vocês receberam a remissão de pecados realmente crendo no evangelho da água e do Espírito, e se vocês não quiserem ser expulsos pelos falsos crentes, eu os aconselho a sair agora. Saiam saí e digam: “Eu não posso mais conviver com pecadores que não conhecem o evangelho da água e do Espírito. Como pode um justo viver em meio aos pecadores? Como é que vocês querem pregar para mim, haja vista que ainda não tiveram seus pecados apagados? Como é que vocês podem dizer que são meus líderes, já que não podem me dar a remissão de pecados?” Nosso Jesus irá te procurar então e terá um encontro contigo, assim como ele fez com o cego que curou.
O Senhor disse: “Eu vim a este mundo para juízo, a fim de que os que não vêem vejam e os que vêem sejam cegos”. A visão daqueles que são espiritualmente cegos é como as densas nuvens. E no que se refere às coisas espirituais, tudo que eles veem é embaçado e, por isso, não as distinguem perfeitamente. Apesar de ouvirem que Jesus apagou os pecados do mundo de uma vez por todas com o evangelho da água e do Espírito, eles continuam em dúvida e perguntando: “Vocês dizem que Jesus apagou todos os pecados do mundo, mas eu não tenho certeza se ele de fato os apagou a todos”. Os que não tiveram seus olhos abertos e creem nas falsas doutrinas até o fim acabam concluindo que “Jesus levou o pecado original, mas não seus pecados pessoais”. São estes que o Senhor considera cegos espirituais. O Senhor disse que aqueles que não veem verão, mas que os que veem ficarão cegos.
O desejo do Senhor é condenar estes cegos espirituais e lançá-los no inferno? Não, seu desejo não é esse. Vamos ler João 9:41 agora: “Se fôsseis cegos, não teríeis pecado; mas como agora dizeis: Vemos, por isso, o vosso pecado permanece”. Embora todos tenham nascido espiritualmente cegos, se alguém reconhecer que é totalmente cego, ele poderá ter um encontro com Jesus então, crer no evangelho da água e do Espírito, e assim receber a remissão de pecados. Contudo, se alguém não reconhecer isso e só quiser as bênçãos materiais, ele não poderá receber a remissão de pecados. Deste modo, os que não creem no evangelho da água e do Espírito de maneira correta, mas, ao contrário, dizem que embora Jesus tenha tirado seu pecado original, ele não levou seus pecados pessoais, irão continuar cegos até o último dia. Embora professem crer em Jesus, aos olhos de Deus os pecados do seu coração não foram apagados e eles ainda não receberam a remissão de pecados. Nós precisamos nos lembrar que os que reconhecem que são espiritualmente cegos podem se achegar a Jesus e receber a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, mas para aqueles que acham que não são totalmente cegos e ainda não tiveram seus olhos espirituais abertos – ou seja, aqueles que acham que não são justos nem pecadores – é muito difícil receber a remissão de pecados. Eu quero exortá-los a guardar isso no coração e lembrar que aqueles que não creem no evangelho da água e do Espírito estão condenados a viver para sempre com seus pecados e ser julgados por causa deles.
Meus amados irmãos, não são todos que podem receber a remissão de pecados. Quem acha que seus olhos foram abertos; quem não crê no evangelho da água e do Espírito e não recebeu de Jesus a remissão de pecados, apesar de afirmarem, como os fariseus, que conhecem a Palavra de Deus; os soberbos que não conhecem sua verdadeira natureza e só clamam em alta voz para Jesus: “Eu creio! Eu creio!”; e os orgulhosos que acham que sua fé é boa o bastante, embora ainda haja pecado no seu coração – todos estes não podem receber a eterna remissão de pecados, mas, ao contrário, serão condenados por causa deles. Eles são cegos espirituais que não foram remidos dos seus pecados pessoais, embora digam que foram remidos do pecado original. Se um cego espiritual guiar outro cego, ambos cairão no abismo. E essas pessoas não estão apenas condenadas a ir para o inferno por causa dos seus pecados, mas também a levar outros com elas. Todos nós temos que entender bem isso.
Amados irmãos, já que vocês e eu cremos no evangelho da água e do Espírito, nós não somos mais cegos espirituais. Apesar de termos nascidos espiritualmente cegos, agora que tivemos um encontro com Jesus Cristo, que veio através do evangelho da água e do Espírito, e cremos nele, nossos olhos espirituais foram abertos. O Senhor nos procurou e veio a nós, que éramos cegos por natureza, e nos disse: “Vá e lave-se no tanque de Siloé”. E em obediência ao Senhor, nós cremos no evangelho da água e do Espírito dado por ele, pelo qual ele purificou todos os nossos pecados, e assim nossos olhos da fé foram abertos para que voltássemos para ele com nossa visão restaurada. Nosso Senhor abriu tanto os olhos espirituais como físicos daqueles que creem no evangelho da água e do Espírito.
No entanto, muitos ainda não tiveram seus olhos abertos. Aqueles que são contra Jesus – ou seja, os que dizem que seus olhos carnais estão abertos – não podem reconhecê-lo, pois seus olhos espirituais ainda estão cegos e, por isso, não podem ver o reino de Deus corretamente. Seu coração ainda está cheio de pecados. Embora muitos afirmem atualmente que seus olhos espirituais foram abertos por si mesmos, eles continuam sendo pecadores porque ainda há pecado em seu coração. Talvez você esteja ouvindo o evangelho da água e do Espírito pela primeira vez agora e crendo nele, mas se seu cargo na igreja que você é membro agora e seu compromisso com ela está te impedindo de seguir pelo justo caminho, você tem que ter coragem então de rejeitar tudo isso e seguir pelo caminho da fé no evangelho da água e do Espírito. Caso contrário, você jamais receberá do Senhor a remissão de pecados.
Você já recebeu a perfeita remissão de pecados crendo de todo o coração no evangelho da água e do Espírito? Se isso já aconteceu com você, assim como o cego citado na passagem bíblica deste capítulo, você será perseguido por toda a igreja e até expulso dela. Mas você não precisa ficar com medo disso. Se você crê no evangelho da água e do Espírito, é natural que você seja expulso da igreja em que congrega agora. Bênção maior ainda seria você deixar sua antiga igreja antes de ser expulso dela. Quando o cego que vimos aqui foi expulso, Jesus foi ao seu encontro e o abençoou. Eu espero que isso aconteça com você também. Eu exorto a todos vocês a ter fé realmente no evangelho da água e do Espírito.
E novamente eu exorto a vocês que deixem a honra e a fama que vocês tinham na sua antiga igreja, se tornem um com os crentes no evangelho da água e do Espírito, e tenham uma nova vida de fé agora. O meu mais sincero desejo é que todos vocês sejam um com a Igreja de Deus, colocando sua fé no evangelho da água e do Espírito, se unindo à sua nova igreja, dando testemunho da sua salvação para o bem dos que ainda não tiveram um encontro com Jesus, que veio pelo evangelho da água e do Espírito, e seguindo por este caminho abençoado da proclamação do evangelho com os santos nascidos de novo.