The New Life Mission

Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 8-1] (Gênesis 8:20-21) O Plano do Coração de Deus Para Nós

(Gênesis 8:20-21)
“E edificou Noé um altar ao SENHOR; e tomou de todo o animal limpo e de toda a ave limpa, e ofereceu holocausto sobre o altar. E o SENHOR sentiu o suave cheiro, e o SENHOR disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz’”.
 
 
Todos nós precisamos agora mesmo examinar nosso coração para ver se somos bons ou maus. Durante os dias do dilúvio, Deus julgou o mundo por causa da maldade extrema das pessoas. Mas hoje em dia ele não julga o mundo da mesma forma ao olhar para a maldade das pessoas. Se fosse assim, ele julgaria a todos da mesma forma que fez nos dias de Noé e não teríamos como escapar dele. Já que todo ser humano no mundo é mau perante Deus, inclusive você e eu, e já que não há ninguém que seja bom, se Deus fosse julgar e condenar todos os maus, não haveria outra saída para nós senão sermos julgados e condenados também.
Noé saiu da arca depois que as águas do dilúvio baixaram. Ele então construiu um altar ao Senhor e pegou cada animal limpo e cada ave sem mancha e os ofereceu sobre o altar de ofertas queimadas. Deus os aceitou como aroma suave às suas narinas e disse: “Eu nunca mais julgarei o mundo dessa forma. Eu jamais destruirei todo ser vivente assim”. Esta palavra é muito importante, caos contrário, por que ele diria que nunca mais nos julgaria por causa dos nossos pecados, apesar de sermos falhos e fazermos o que é mau?
Estamos vivendo no tempo do Novo Testamento, um período onde Jesus Cristo aperfeiçoou a nossa salvação ao vir a essa terra. Como Jesus, o Filho de Deus, pessoalmente levou os pecados da humanidade ao vir a essa terra num corpo carnal, foi batizado por João Batista no rio Jordão e condenado à morte na cruz por nós, Deus não julga aqueles que creem nesta verdade. Melhor dizendo, o Filho de Deus que nunca pecou levou os pecados deste mundo por nós e pagou o salário por eles ao se sacrificar por toda a humanidade. Foi por isso que Deus disse que nunca mais julgaria essa terra por causa dos pecados do povo deste mundo. Nós não seremos julgados por nossos pecados porque Jesus Cristo foi batizado e condenado em nosso lugar. Nós cremos nisso.
Não há ninguém neste mundo que não tenha falhas. Nós somos muito maus e falhos, e é por isso que pecamos todos os dias. Por isso Deus não nos julga, por causa de seu Filho Jesus, que é puro e sem pecado, que veio a essa terra num corpo carnal, foi batizado, morreu por nós na cruz e depois ressuscitou. Nós não seremos julgados por nossos pecados porque o preço por eles já foi totalmente pago, porque Deus preparou um sacrifício limpo e perfeito, e esta oferta padeceu se entregando por nós. Já que cremos no evangelho da água e do Espírito com o qual o Senhor purificou totalmente todos os nossos pecados, nós nos tornamos filhos de Deus, que é Santo. O homem não é mau? Deus disse que toda intenção do coração do homem é má (Gênesis 6:5). Mas quando subiu às narinas de Deus o cheiro suave da oferta dos animais limpos, ele disse que nunca mais julgaria o mundo por causa dos pecados do homem (Gênesis 8:21).
 
 
Precisamos Entender que os Pensamentos do Coração do Homem São Maus por Natureza
 
Quando uma criança se torna adulta, ela não comete muito mais maldades? Por causa de sua natureza má, Deus não espera que ela se torne virtuosa quando cresce. Foi por isso que ele abriu o caminho para nos tornamos santos crendo na justiça de Jesus Cristo, seu Filho. Somente o Filho de Deus é realmente bom, e só ele cumpriu a justiça para nos salvar totalmente do pecado. Deus nunca esperou que os cristãos de hoje se tornassem santos através da inteira santificação. Mas o homem tem esperança que “vai melhorar com a idade”. Mas embora tenhamos estas expectativas erradas, Deus não as tem. Portanto, ao invés de pormos nossa esperança em nossas obras pensando que “vamos melhorar com a idade”, devemos colocá-la em Jesus Cristo, que salvou a nós que não poderíamos evitar o pecado ao longo da nossa vida. Deus está nos dizendo que devemos pôr nossa esperança no poder da verdade que seu Filho cumpriu ao levar os pecados deste mundo de uma vez por todas através do batismo que recebeu de João Batista no rio Jordão e morrendo em nosso lugar.
Amados irmãos, vocês têm um coração grato a Jesus Cristo? Se não tivermos fé para crer no evangelho da água e do Espírito que nos foi dado por Jesus, seremos destruídos porque somos pecadores. Como está escrito no livro de Hebreus: “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Hebreus 9:27). Mas com um pensamento duvidoso as pessoas ainda dizem: “Há tantas pessoas más nessa terra, se Deus realmente existe, porque ele as deixa ser assim?” Você acha que é diferente destas pessoas? Falando francamente, todos nós somos pecadores piores que todas estas pessoas. Precisamos meditar na Palavra do Senhor: “Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela” (João 8:7). Nós não somos em nada diferentes destes que cometem adultério, porque o Senhor diz: “Qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mateus 5:28).
Uma vez eu visitei um presídio para pregar o evangelho aos detentos ali. Dentre eles havia alguém que tinha cometido um crime hediondo, mas era tratado como o chefão, apesar de sua pouca idade. Também havia pessoas no corredor da morte que eram tratadas com extrema cordialidade. Os prisioneiros o tratavam como o maioral porque ninguém sabia quando ele morreria, pois havia recebido a pena capital.
Quando eu perguntava que tipo de crime eles tinham cometido, eles respondiam que não tinham cometido crime algum. Embora houvesse aqueles que admitissem ter cometido um crime, a maioria deles dava desculpas dizendo que a culpa por eles terem cometido aquele crime não era deles, e sim da situação terrível que viviam naquela época. Mas depois de me conhecerem e ouvirem a Palavra, eles começaram a crer no evangelho da água e do Espírito e reconhecer que eram homens maus que haviam cometido grandes pecados perante Deus. Todos neste mundo consideram os que cometeram crimes graves como grandes pecadores, e os que cometeram crimes domésticos, pequenos pecadores; mas aos olhos de Deus todos são iguais. Ele só aceita como justos os crentes do verdadeiro evangelho. Melhor dizendo, hoje só podemos continuar vivendo neste mundo graças ao evangelho da água e do Espírito que Jesus nos deu.
Segundo a lei romana nos dias de Jesus, aqueles que cometiam crimes graves eram condenados à morte por crucificação. Jesus também morreu assim, sendo deixado nu na cruz pelos soldados romanos. Mas que tipo de pecado Jesus cometeu enquanto estava neste mundo? Jesus jamais cometeu pecado algum durante todo o tempo que esteve nessa terra. Mas e você já cometeu algum pecado depois de vir a este mundo? Todos nós já pecamos vez ou outra. Mas Jesus Cristo nunca cometeu nenhum pecado, nem sequer uma vez.
Por isso Deus recebeu o aroma suave subindo da oferta do sacrifício dos animais e aves limpos e disse: “Eu nunca mais os julgarei por causa da maldade do homem”. E disse mais: “A única coisa que eu vou julgar são os pecados dos que não creram na justa obra que Jesus Cristo, meu Filho, realizou”. Deus mudou o alvo do seu juízo. Amados irmãos, vocês estão entendendo? Deus mudou o modo de cumprir sua justiça, embora não tenha mudado os padrões para julgar o pecado das pessoas. Como as pessoas nos dias de Noé foram julgadas por não terem fé na Palavra de Deus, ainda hoje aqueles que não creem no batismo que Jesus, o Filho de Deus recebeu e no seu sangue que foi derramado, serão julgados por este pecado. Jesus veio a esta terra, e para nos salvar de todos os nossos pecados levando-os sobre seu corpo, foi batizado. Ao derramar seu sangue na cruz, ele foi condenado em nosso lugar. Então, ao terceiro dia após sua morte, ele ressuscitou e agora está assentado à destra do Pai.
Que fator determinará hoje então se seremos condenados por nossos pecados ou não? Isto vai depender da fé do nosso coração, se cremos em Jesus Cristo ou não, que o Filho de Deus nos salvou dos pecados do mundo ao vir a esta terra, foi batizado por João Batista e derramou seu sangue. O batismo que Jesus recebeu e seu sangue derramado na cruz foram suficientes para purificar todos os nossos pecados. Portanto, todos que creem no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor já foram julgados por seus pecados e nunca mais serão condenados. Mas os que se recusam a crer no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor serão condenados por Deus por causa dos seus pecados e lançado no inferno; tudo porque recusaram o amor e a misericórdia de Deus. Deus disse que ao homem está ordenado morrer uma só vez. Mas devemos saber que haverá um julgamento depois disso (Hebreus 9:27). Aquele que crê em Jesus Cristo como Salvador entrará no reino de Deus só depois de se tornar uma pessoa sem pecado. Mas aquele que negar o evangelho da água e do Espírito que foi completado por Jesus Cristo será condenado por seus pecados e lançado no inferno.
Na cruz Jesus Cristo recebeu a mais dura punição desta terra por nossos pecados. Na cruz ele recebeu a punição pelos nossos pecados, mas antes disso os tirou ao se batizado. Perante Deus, éramos pessoas que só tinham desejos maus e pecavam por luxúria. Mas recebemos a salvação dos nossos pecados porque Jesus Cristo, o Filho de Deus, foi condenado na cruz após ter recebido todos os nossos pecados no rio Jordão.
 
 
Todos os Animais Escolhidos por Noé Entraram na Arca Antes do Dilúvio
 
Dentro da arca havia elefantes, macacos, cervos, bodes, corujas, pombos e etc., e lá também estava a família de Noé. Tanto Noé como sua família eram meros seres humanos fracos. Todos certamente mereciam receber o justo juízo por seus pecados se não cressem na Palavra de Deus baseada na sua justiça. Mas Deus prometeu que os salvaria pela sua oferta de pecado. Melhor dizendo, por eles oferecerem estes animais e aves limpos a Deus, ele disse que nunca mais os julgaria após ter subido às suas narinas o aroma suave destas ofertas. Todos os animais, aves e pessoas puderam permanecer vivos por causa desta oferta de sacrifício. Ou seja, estamos vivos até hoje porque Jesus Cristo, a essência do animal limpo, foi batizado e sofreu derramando seu sangue na cruz. Esta é a revelação da oferta queimada que Noé ofereceu a Deus; até os animais e as pessoas que eram impuras receberam a salvação por causa da oferta de sacrifício que Noé ofereceu. Esta é a verdade do evangelho da água e do Espírito.
Você é virtuoso ou é mau para Deus? Basicamente nós somos maus. Mas isso não significa que não tem problema praticarmos o mal de propósito. Embora sejamos basicamente maus, podemos continuar vivendo pela fé, pois recebemos a purificação de todos os nossos pecados pela fé que temos no batismo de Jesus Cristo, que nos salvou de todo o mal. Embora não consigamos viver virtuosamente através de nossas obras, em nosso coração podemos fazer coisas que alegram ao Senhor, como receber a salvação por termos fé no evangelho da água e do Espírito e seguimos o Deus da salvação de todo nosso coração. Você e eu fomos salvos porque cremos no Salvador Jesus Cristo, que levou todos os nossos pecados e se sacrificou por nós.
Amados irmãos, Noé ofereceu animais limpos sobre o altar de Deus, e o altar de oferta queimada é o lugar onde os pecados são julgados. O altar de oferta queimada é onde as pessoas sacrificam queimando as ofertas. Foi por causa dos animais limpos que morreram como oferta queimada naquele tempo que os animais impuros puderam viver. Da mesma forma, devemos nos lembrar que só podemos viver porque Jesus, que é santo e puro, levou os pecados deste mundo ao ser batizado, morrendo na cruz e derramando seu sangue. Deus é santo. E por ser santo, ele nunca aceitará a sujeira do pecado; e é por causa disso que ele tem que julgá-lo.
Este mundo está repleto de pecado, e nós somos maus por natureza. Por isso Deus tem que nos julgar. Mas ao invés de nos julgar segundo os nossos pecados, ele nos salvou de todos eles ao fazer com que seu próprio Filho fosse batizado e levasse todos os pecados sobre si, purificando-os assim e condenando-o. Devemos nos lembrar que os nossos pecados já foram passados para Jesus Cristo e que, por esta razão, ele foi o único que recebeu o julgamento por estes pecados em nosso lugar. Vocês estão entendendo Devemos nos lembrar tanto da justiça como do insondável amor de Deus. Deus enviou seu Filho e, por causa do seu sacrifício, julgou todos os nossos pecados e nunca mais nos julgará. Precisamos nos lembrar desta verdade e crer nela.
Deus não põe sua esperança em nenhum ato virtuoso sequer, seja de quem for. Pelo contrário, ele é justo. Por isso, ele tem que julgar o pecado que todos cometeram desde seu nascimento. Para isso, Deus aceitou em nosso lugar os animais limpos colocados sobre o altar de oferta queimada e decidiu que nunca mais nos julgaria por sermos pecadores. Portanto, a justa morte de Jesus foi a nossa morte. E por causa da sua promessa: “Eu nunca mais destruirei nenhum ser vivente novamente”, e das ofertas queimadas dos animais e aves limpos, nenhum ser que vive nessa terra será destruído. Precisamos crer nesta verdade.
Dentre as obras que Jesus Cristo fez após vir a terra, as três seguintes são as mais importantes: primeiro, ele veio a esta terra totalmente limpo e puro. Para salvar o homem, Jesus veio a esta terra encarnado como homem através do corpo de uma virgem. Segundo, ele jamais pecou, mas levou todos os pecados deste mundo sobre seu corpo puro e santo ao receber o batismo de João Batista, o representante de toda a humanidade. Por isso, perante Deus, Jesus se tornou pecador durante este breve período de tempo ao tomar os pecados do mundo. E terceiro, ele nos salvou de todos os nossos pecados recebendo a mais terrível condenação no lugar de todas as pessoas deste mundo.
Depois de Jesus morrer na cruz, Deus ressuscitou seu Filho e o fez se assentar à destra do seu trono. A ressurreição de Jesus Cristo foi para salvar os que creem na justiça de Deus. Nós não morreremos e desaparecemos simplesmente, mas viveremos de novo. Foi por isso que Deus estabeleceu o sistema sacrificial para nos salvar do pecado. Ele levará os que creem em Jesus e no evangelho da água e do Espírito para o seu reino; mas os que não creem em sua justiça, Deus os fará passar pelo juízo eterno. Para salvar os que creem na justiça de Deus, Jesus Cristo os salvou ao vir a esta terra, foi batizado por João Batista, derramou seu sangue na cruz e ressuscitou dos mortos. Precisamos crer de fato na justiça e no amor de Deus.
 
 
Devemos Conhecer os Planos de Deus
 
Devemos conhecer bem e crer no plano de Deus para nos salvar dos pecados do mundo através de seu Filho Jesus Cristo. Se lermos o livro de Efésios capítulo 1, veremos estas palavras: “Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade” (Efésios 1:4-5).
Deus não julga os animais imundos por causa dos sacrifícios dos animais e das aves limpos. Precisamos entender o que há no coração de Deus. Ele disse que mesmo antes da fundação do mundo já tinha nos elegido em Cristo. Deus tinha um plano em seu coração para salvar pecadores fracos e maus como nós, a fim de nos tornar seus filhos. E depois que fôssemos feitos seus filhos, nos tornaríamos santos e sem culpa e poderíamos receber todas as bênçãos que ele derramaria sobre nós. O que eu estou dizendo é que o coração de Deus é assim. Deus planejou nos salvar em Jesus Cristo e fazer de nós seu povo abençoado. Este é o fundamento no qual cremos em Deus.
Se pelo menos conhecermos o plano de Deus, nós poderemos crer na obra da salvação que ele fez por nós. Porém, se não conhecermos o plano de Deus, então não conseguiremos crer e começaremos a pensar: “Por que Deus fez isso? Por que Deus fez aquilo?” Se lermos o versículo 5 do capítulo 1 do livro de Efésios, acharemos esta passagem: “E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade”. A vontade de Deus Pai é esta: ele queria nos tornar seus filhos através de seu Filho. E é por isso que Deus é Misericordioso, Onisciente, Onipotente e Onipresente, e esta é a razão de o chamarmos de Deus de amor – o Salvador.
Nós nos tornamos filhos de Deus depois de recebermos a salvação de todos os nossos pecados crendo na sua justiça. Esta é a bênção e o dom de Deus. Deus deu o dom da salvação a todos que creem no evangelho da água e do Espírito. O evangelho da água e do Espírito é a verdade da salvação que nos torna filhos de Deus. É por isso que louvamos a Deus de todo o nosso coração, pois somos gratos pelo que sua justiça realizou em nós. Nós louvamos o ato benevolente de Deus que nos salvou. Não podemos deixar de ser gratos pelo propósito no qual Deus nos fez nascer neste mundo e pela salvação que ele nos deu.
Será que você também pensa assim: “Para que propósito eu nasci neste mundo”? E não deve ser só eu, mas você também deve conhecer alguém que tentou se matar e deixar este mundo mais cedo. Mas é uma bênção podermos viver tempo o bastante para conhecer e crer no evangelho da água e do Espírito. Se morrêssemos e fôssemos nos apresentar diante do trono do juízo de Deus sem termos recebido a salvação dos nossos pecados, seríamos lançados no lago de fogo eterno que arde com fogo e enxofre. Lá é um lugar onde os vermes não morrem e onde todos serão consumidos pelo fogo (Marcos 9:48-49).
Certamente a Palavra de Deus se cumprirá por completo tanto no corpo como no Espírito. Deus não exagera quando nos fala sobre isso. Aqueles que irão para o paraíso são os que creem em Jesus Cristo e no evangelho da água e do Espírito. Aqueles que ainda têm pecado em seu coração por não terem crido no evangelho da água e do Espírito certamente serão destruídos.
Vamos ler agora os versículos 7 ao 9 no primeiro capítulo da epístola aos Efésios: “Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça, que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e prudência; descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo”. Nossa salvação foi completamente realizada segundo a vontade de Deus. Deus queria fazer com que sua criação se tornasse seus filhos. Foi por isso que ele nos tornou seus filhos em seu Filho Jesus.
Alguns dizem: “O que mais importa é irmos para um lugar celestial, independente da religião que cremos não é verdade?” As pessoas podem até pensar assim, mas a obra que Deus fez ao nos salvar é algo que foi feito apenas segundo a sua vontade. O plano de Deus era fazer com que todo aquele que cresse na salvação dada por seu Filho também se tornasse seu filho. Por isso que o Senhor disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (João 14:6). Ele disse: “Não pense naquilo que é conveniente para você. Ninguém pode entrar no céu se não crer em Jesus”. Sim, é verdade. Ninguém pode nascer de novo e se tornar filho de Deus se não crer em Jesus. Isso foi algo determinado por Deus.
Alguns teólogos que estudam a Bíblia dizem que somente os que creem em Jesus hoje é que foram escolhidos por Deus, mas isso não é verdade. Eles dizem que só os que creem em Jesus hoje é que foram predestinados para receber a salvação de Deus. Também dizem que se a pessoa crê em Jesus é porque ela já era uma escolhida, mas se ela não crê em Jesus é porque não era uma escolhida. Mas a Bíblia não diz isso. A Bíblia diz: “Que [Deus] quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade” (1 Timóteo 2:4), e também diz: “Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade; com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo” (Efésios 1:11-12). Não é a nossa fé que vem primeiro, pelo contrário, o que vem primeiro é que Deus apagou todos os nossos pecados em Cristo Jesus. E Deus fez isso para que pudéssemos receber a salvação crendo na verdade de que Jesus apagou todos os nossos pecados pelo evangelho da água e do Espírito. Esta é a essência da predestinação estabelecida por Deus.
Amados irmãos, quem veio primeiro, Deus ou o homem? Deus veio primeiro. Foi o plano de Deus veio primeiro ou a fé do homem? Foi o plano de Deus que veio em primeiro. A verdade é que existe uma ordem. Deus já tinha estabelecido o seu plano. Ele salvou a todos em seu Filho e todos os que creram nele se tornaram seus filhos. Esta foi a vontade e o plano de Deus. Segundo a predestinação de Deus, nós nos tornamos seus filhos ao entrarmos neste plano pela fé. Não é porque nós somos mais espertos que os outros que nos tornamos filhos de Deus e membros da igreja dos nascidos de novo. A única diferença entre nós e os outros é que nós reconhecemos e cremos primeiro no que Deus determinou e no que ele cumpriu para nos salvar. Se há uma diferença entre nós e os que ainda não nasceram de novo é que Deus nos guiou em Jesus Cristo a entrar na sua igreja, que é o seu corpo, e nós termos seguido a sua direção.
Muitos hoje em dia têm sua própria opinião. No entanto, eles têm que separar as que estão erradas e lançá-las fora. Talvez alguns digam: “Já que eu vou à igreja, então eu fui escolhido. Mas se ele cão crê em Jesus e continua bebendo, parece então que ele não foi escolhido”. Esta é apenas a nossa opinião, e não a vontade de Deus. A vontade de Deus é que nos tornemos seus filhos tendo fé em Jesus Cristo. Jesus apagou todos os pecados do homem, sem exceção. Vocês creem nisso, amados irmãos?
Deus disse quando chegou a ele o aroma suave das ofertas queimadas dos animais e aves limpos: “Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem”. O que ele quis dizer é que não mais esperaria que o ser humano se tornasse santo por seus próprios esforços, porque o que sai de seu coração é mau desde o seu nascimento. Além disso, ele disse que dali em diante poria sua esperança somente em seu Filho. Foi por isso que ele enviou Jesus a essa terra, e como ele obedeceu à Palavra de Deus, nós fomos salvos.
Antes de morrer na cruz, Jesus levou todos os pecados do mundo ao ser batizado no rio Jordão. Antes de morrer na cruz, ele orou no jardim do Getsêmani: “Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres” (Mateus 26:39). Neste momento, Jesus já tinha tomado todos os pecados do mundo no rio Jordão antes de ser crucificado. Ele conhecia a vontade do Pai. Foi depois de orar a seu Pai que ele disse: “será que eu posso evitar isso? Oh, meu Deus, se possível, afasta de mim este cálice”. Então ele disse: “Todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres”. Isso quer dizer: “Eu obedecerei se este for o plano do Pai para salvar todos que são maus me condenando na cruz. Embora eu nunca tenha pecado, eu tomei o pecado de todas as pessoas deste mundo. Ficarei nu na cruz e sofrerei uma dor horrível, mas vou obedecer à sua vontade”. Como Jesus sabia a agonia que passaria na cruz, ele orou a Deus para passar o cálice dele só por um momento, mas no fim acalmou seu coração e aceitou cumprir o plano de seu Pai. Ele então entregou seu corpo aos soldados romanos e negou a si mesmo. Jesus Cristo renunciou a si mesmo por obediência à vontade de seu Pai para salvar todas as pessoas más deste mundo. E ao fazer isso, ele se tornou o meu e o seu Salvador.
Deus planejou nos salvar ao sentir o cheiro suave da oferta dos animais limpos. Devemos conhecer o coração de Deus e crer no que há nele. Você acha que conhece o coração de Deus? Você crê no que está em seu coração? Você crê que Jesus Cristo levou todos os pecados que eu e você cometemos durante toda a nossa vida no rio Jordão? Você crê que Jesus Cristo sofreu na cruz por você e por mim? Você crê que Deus trouxe Jesus Cristo de volta à vida para nos fazer viver como seus filhos? Ter a verdadeira fé é crer na vontade de Deus, e o evangelho da água e do Espírito é a verdadeira Palavra que nos torna seus filhos. Agora precisamos confiar no coração do Pai e pela fé trabalhar para realizar sua vontade. A vontade de Deus será feita dentro de mim e de você assim como foi feita no céu. Agora a vontade de Deus está se cumprindo dentro de mim e de você.
Nós somos maus ou não? Embora sejamos maus, nós fomos salvos pela fé no evangelho da água e do Espírito. E se isso é verdade, baseados em que recebemos esta salvação? Nós recebemos esta salvação por causa do sacrifício dos animais e aves limpos. Isso significa que fomos salvos justamente por Jesus. Apesar de ainda sermos maus, nós fomos salvos por caus de Jesus. Amados irmãos, vocês creem nisto? Eu louvo ao Senhor por isso.
Não há mais o que dizer. Se você reconhece que é mau, você será grato pela salvação que o Senhor nos deu. Mas se você não reconhece isso, você não será grato de jeito nenhum por esta salvação. Por isso Jesus disse: “Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento” (Mateus 9:13). Jesus está dizendo que ele veio para chamar os que reconhecem como são maus.
Você precisa reconhecer o quanto é mau. Você é mesmo mau. Se Jesus não tivesse vindo a este mundo, todos nós seríamos destruídos como aqueles que realmente merecem a destruição. E mesmo assim Deus teve compaixão de nós enviando Jesus Cristo a essa terra para nos salvar. Nós fomos imensamente abençoados. Foi pela graça de Deus, de Jesus e do Espírito Santo que recebemos a salvação e nos tornamos seus filhos. Eu quero que você saiba disso. Isso significa que Deus planejou tudo segundo sua vontade, que este plano foi cumprido pelo evangelho da água e do Espírito através de Jesus Cristo, e que nos tornamos justos por crermos neste evangelho. Não só vocês, mas eu também sempre sou mau. No entanto, graças a Jesus Cristo não podemos mais ser condenados.
Eu sou muito grato ao Senhor que cumpriu a justiça de Deus em nós.