The New Life Mission

Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 17-2] (João 17:4-8) Nunca Perca a Esperança de Ter uma Vida Gloriosa

(João 17:4-8)
“Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer. E, agora, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse. Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra. Agora, já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti, porque lhes dei as palavras que me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste”.
 
 
Todo o capítulo 17 do evangelho de João narra a última oração que Jesus fez antes de ser crucificado. E o Senhor orou assim porque ele queria algo do Pai. Mas o que ele queria?
Nós podemos ver isso descrito claramente no texto bíblico deste capítulo: “Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer. E, agora, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse” (João 17:4-5). Está escrito na Palavra que Jesus estava com o Pai antes mesmo da criação do mundo. Isso quer dizer que Deus e Jesus Cristo são a mesma pessoa, e que Jesus é o Deus criador que criou o universo e tudo que nele há. Depois disso, Deus mandou que seu Filho Jesus fizesse uma obra de justiça, e o texto aqui nos diz que ele glorificou o Pai ao fazer essa obra. E essa obra foi justamente resolver todo o problema dos pecados do homem. Jesus levou todos os pecados do homem ao ser batizado por João Batista, e então foi crucificado para pagar o preço total por eles. Mas após sua morte, Jesus ressuscitou ao terceiro dia e ascendeu aos céus; este capítulo antecede tudo isso. Jesus orou para que Deus o glorificasse, já que ele tinha cumprido todas as obras da justiça de modo perfeito e o Pai havia sido glorificado através delas.
Todos nós que nascemos de novo no evangelho da água e do Espírito queremos ser glorificados pela obra que Jesus fez. E Deus será glorificado e nos glorificará quando nos tornarmos os verdadeiros obreiros de Deus nascidos de novo por crermos na sua justiça e completarmos toda a obra que ele nos confiou aqui, para que finalmente possamos ir para junto dele. E não são apenas os obreiros de Deus que nasceram de novo através do evangelho da água e do Espírito que têm a esperança de ser assim através da glória de Deus, mas as pessoas deste mundo também. Todos nós temos essa esperança no coração. Temos essa esperança e fé que entraremos no reino do nosso Senhor e teremos uma vida gloriosa ali com ele após termos acabado nossa obra aqui. Eu creio que Deus nos dará uma vida gloriosa depois que completarmos a missão que ele nos confiou – isto é, depois de cumprirmos nossa obra assim como Jesus orou.
Na pregação que eu fiz essa manhã sobre a ‘vida eterna’, eu falei sobre ‘viver eternamente e nunca mais morrer’. E já que isso vai acontecer, não é melhor vivermos para desfrutar das riquezas e da glória de Deus no seu amor ao invés de termos uma vida eternamente miserável? Viver em eterna miséria é pior do que ter uma vida limitada por algum tempo.
  
 
O Que é Essa Vida Gloriosa?
 
Você e eu temos a esperança de que um dia teremos uma vida gloriosa, como o Senhor disse em sua oração, falando sobre a gloriosa vida celestial. Certamente iremos para junto de Deus ao terminarmos nossa vida neste mundo. O glorioso reino de Deus espera por mim e por você, enquanto o seu terrível juízo está reservado para os que não conhecem o evangelho da água e do Espírito e não creem nele.
Eu sou muito feliz por isso. O apóstolo Paulo disse: “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada” (Romanos 8:18). Eu dizia mais cedo que o sofrimento desse tempo presente não se compara com a glória que desfrutaremos no céu. E quando maior forem as lutas e perseguições que passarmos pela fé neste mundo, maiores serão as riquezas e a glória que desfrutaremos ao entrarmos no reino dos céus. Amados irmãos, embora fiquemos desanimados e abatidos por causa da terrível agonia e tristeza que passamos aqui, nossa esperança no reino dos céus deve ser maior do que tudo isso. Deus preparou seu glorioso reino para nós e nos espera com toda a sorte de bênçãos.
O Senhor disse: “Eu te glorifiquei nessa terra e completei a obra que tu me deste para fazer”, e procurou fazer a vontade de Deus e o desejo do seu coração. Nós também queremos terminar a obra que ele nos confiou para irmos para o reino dos céus. As coisas foram muito difíceis para nós nesse inverno e na primavera. Porém, mesmo em momentos difíceis eu sei que, em comparação às outras pessoas, eu posso ser muito mais feliz do que elas. Quantas pessoas estão morrendo em meio ao sofrimento porque não conhecem o evangelho da água e do Espírito? Nós devemos ser muito gratos pela nossa vida, ainda mais quando a comparamos com a dos outros neste mundo. E pelo que parece, a vida deles é muito difícil e eles enfrentam muitos problemas por causa da sua teimosia.
Mas isso não é o fim do mundo; até porque o anticristo ainda não surgiu. Nós temos que acabar de evangelizar este mundo com o evangelho, a fim de que possamos ir para o reino de Deus e lá desfrutar da vida eterna.
Nosso Senhor disse no evangelho de João capítulo 17 versículo 6: “Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra”. Isso quer dizer que Jesus manifestou a verdadeira salvação segundo a vontade de Deus.
Como foi então que o Senhor manifestou essa verdadeira salvação? Ele fez isso vindo a essa terra num corpo carnal, ao levar todos os pecados do homem quando foi batizado por João Batista, morrendo na cruz e ressuscitando dos mortos para pagar todo o salário pelos nossos pecados. Essa é a verdadeira salvação. O Senhor nos salvou ao sacrificar sua vida, e todos que creem nisso guardarão as palavras do Pai (João 17:6). O Senhor nos deu sua Palavra e nos fará guardar essa fé até o fim, nos fortalecendo para suportarmos todas as provações.
Quando o Senhor estava neste mundo, ele sempre disse que seu poder era igual ao do Pai. O Deus trino nos fez nascer nessa terra e depois enviou seu Filho para nos salvar dos pecados do mundo com o evangelho da água e do Espírito. Deus enviou seu Filho para cumprir seu plano da salvação em nossa vida. Ele nos fez conhecer sua Palavra através de Jesus Cristo e nos levou a crer nele através dela também, pois ele de fato é Deus. Jesus, o Filho unigênito do Pai, veio a este mundo segundo o plano de Deus. Jesus Cristo veio a este mundo e nos salvou com o evangelho da água e do Espírito. Nós recebemos a remissão dos nossos pecados crendo nessa verdade através da Palavra. Amados irmãos, vocês creem mesmo nisso de todo o seu coração?
O ministério de Jesus e o de cada um de nós que nascemos de novo é o mesmo. E assim como o Senhor entrou no reino do Pai após completar seu ministério neste mundo, nós também iremos para este lugar glorioso depois que pregarmos este evangelho e cumprirmos a missão que Deus nos confiou. Mas os homens maus sempre perseguirão os ‘justos’ que nasceram de novo no evangelho da água e do Espírito. Eles virão como que querendo ajudar aqueles que ainda não são filhos de Deus, mas, na verdade, eles os perseguirão ao invés de ajudá-los. Mas eles farão isso porque sua alma é diferente da alma dos justos que nasceram de novo no evangelho da água e do Espírito. Quando eu vejo essas coisas, eu fico feliz por ver o quanto nós que servimos ao Senhor pela fé somos abençoados. Mas apesar disso, não podemos esquecer que nossa carne é fraca.
O Senhor orou ao Pai e disse após cumprir seu ministério para nos salvar do pecado com o evangelho da água e do Espírito e antes de ascender aos céus: “E, agora, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse”, e nós também temos que ter a esperança de que Deus nos glorificará após acabarmos nosso ministério aqui neste mundo. Isso porque nós temos em nosso coração a esperança da vida eterna, quando iremos para o reino de Deus e desfrutaremos das suas riquezas e da sua glória. Mas não devemos ficar apenas com essa esperança no coração, e sim trabalhar duro esperando receber as bênçãos de Deus. Eu creio que nosso Senhor em pessoa nos glorificará depois que terminarmos nosso ministério aqui, pois o plano de Deus é que todos os verdadeiros cristãos desfrutem da sua glória com ele no reino dos céus. Eu fico muito feliz e em paz quando penso na maravilhosa glória que em breve receberemos. Seria muito difícil vivermos neste mundo se não tivéssemos a esperança da vida eterna, onde teremos riquezas e glória. É por isso que podemos ser pacientes e suportar todas as dificuldades.
O evangelho da água e do Espírito está sendo pregado amplamente, não importa o que esteja acontecendo no mundo. De vez em quando temos alguns problemas em nossa Igreja, mas eu sei que você e eu podemos vencer tudo isso e fazer a boa obra se trabalharmos juntos e com um só coração. É por isso que temos que pensar sempre na vontade de Deus e fazer sua obra. Eu não tenho dúvida alguma que, aos olhos de Deus, essa é a boa obra.
As pessoas geralmente pensam diferente dependendo da situação que estão vivendo. O coração dos leigos nascidos de novo muda quando eles se tornam verdadeiros obreiros de Deus. E quando assumem uma função na Igreja de Deus, seu coração muda de novo.
O profeta Ezequiel exemplificou isso muito bem. O rei da Babilônia invadiu Jerusalém e levou muitos jovens como seus prisioneiros, inclusive Ezequiel. Durante este período, Ezequiel se tornou um profeta e encorajou seu povo que estava no cativeiro, dando-lhe esperança. Se Jeremias foi o profeta das lágrimas e Amós, o profeta da justiça, Ezequiel foi o profeta da esperança.
Mas um dia algo trágico aconteceu. O exército babilônico atacou Jerusalém novamente, e dessa vez a destruiu. Eles queimaram o templo e capturaram Zedequias, rei de Judá, arrancaram seus olhos, o amarraram pelas mãos e pelos pés a um cavalo e o arrastaram pela cidade como se fosse um trapo qualquer, e o deixaram ali para morrer. Assim, os israelitas perderam seu país e não tinham mais uma terra para retornar. Por essa razão, o povo lamentou e chorou muito. Até a esposa do rei Ezequias foi morta nessa ocasião.
O que você acha que aconteceu com Ezequiel em meio a toda essa desgraça? Em meio a todo este grande sofrimento e dor, Ezequiel não desanimou, mas encorajou seu povo dizendo: “É justamente em tempos difíceis como estes que temos que ter esperança. Temos que crer em Jeová, o Deus todo-poderoso, e confiar nele”. E o povo, que era teimoso e duro de coração, começou a ouvir as mensagens motivadoras feitas pelo profeta Ezequiel, pois ele os encorajava a não perder a esperança e confiar no amor de Deus.
Algumas das suas mensagens foram de motivação, fé e esperança por causa de uma visão que Deus deu a ele: Ezequiel foi ao templo como mensageiro de Deus. E quando estava no templo, ele viu que águas começaram a fluir debaixo dele, do seu umbral até o oriente. A Bíblia diz assim: “Saiu aquele homem para o oriente, tendo na mão um cordel de medir; e mediu mil côvados e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos tornozelos. E mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos joelhos; e mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos lombos. E mediu mais mil e era um ribeiro, que eu não podia atravessar, porque as águas eram profundas, águas que se deviam passar a nado, ribeiro pelo qual não se podia passar” (Ezequiel 47:3-5).
E essa água que jorrou rodeou o templo e fluiu pelo deserto até o Mar Morto. E quando ela chegou até ele, suas águas se tornaram vívidas e havia nele peixes em abundância. Além disso, por onde essa água passava crescia a vegetação e as árvores davam abundantes frutos. Essa foi a promessa que Deus fez sobre a restauração de Israel.
Depois de ter tido uma visão tão extraordinária, Ezequiel teve tanta fé na restauração de Israel que disse ao povo: “Por mais que estejamos sofrendo agora, nós nos levantaremos. O brilhante sol da manhã com certeza nos visitará novamente e fará com que sua luz ilumine todos que hoje estão em trevas. Por mais que estamos caídos agora, nosso povo se levantará. Embora tenhamos fracassado até agora, com certeza seremos bem sucedidos e vitoriosos. Tudo que temos a fazer é confiar no Deus Todo-Poderoso, principalmente nestes tempos difíceis que estamos enfrentando, e não ficar deprimidos por causa dessa situação miserável que estamos vivendo. O Senhor com toda certeza curará o seu povo e nos erguerá novamente se nós orarmos e não perdermos a esperança”. Os israelitas ouviram essa mensagem, se sentiram muito confortados com ela e passaram a ter esperança na futura restauração de Israel.
 
 
O Senhor Também Disse que os Pais da Fé Deveriam Servir Seus Discípulos
 
E este princípio não mudou. Embora pareça que os pais da fé estão dominando seus discípulos novos convertidos, eles passam mais tempo com eles para servi-los mais. Eu sei que alguns deles fazem o que acham o que é certo e não servem ao Senhor pela fé. E eu fico muito triste quando vejo isso. Quando isso acontece, eu penso: “Seria muito melhor se eles fizessem a obra de Deus com uma fé verdadeira, pois eles terão que fazê-la de um modo ou de outro. Por que eles estão fazendo isso então?” E o meu desejo é que essas pessoas façam a obra de Deus com zelo, com o desejo de ajudar realmente, nem que seja um pouquinho.
No texto bíblico deste capítulo, vemos Jesus expressando sua fé ao orar: “Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra. Agora, já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti, porque lhes dei as palavras que me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste”. O Senhor orou assim na frente dos discípulos porque confiava em Deus e gozava da mesma glória do Pai. Sendo assim, por mais que alguém que crê que Jesus recebeu o batismo, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e ascendeu aos céus tenha uma fé poderosa, isso não fará com que ele saiba quem ou que tipo de Pessoa Jesus realmente é.
É por isso que temos que entender que Jesus é o Filho de Deus, que estava com ele desde quando ele criou o universo. Embora Jesus seja filho de Deus, ele também é Deus para nós. Ter fé nisso é algo extremamente importante. Jesus criou tudo que há no universo. Ele criou o universo e tudo que nele há, inclusive as coisas que nossos olhos não podem ver.
Hoje em dia estamos acostumados a ouvir reportagens sobre cientistas que descobriram novas estrelas que estão a milhões de anos-luz da terra. Deste modo, podemos ver que o universo que Jesus criou é muito maior do que podemos medir com nossa capacidade humana. Este Jesus, o grande e poderoso Deus, preparou o reino dos céus para nós e está nos esperando lá. Ele espera pelo povo que nasceu de novo no evangelho da água e do Espírito para que ele tenha uma vida gloriosa. Todo vez que eu lembro que Deus nos deu a vida eterna e nos fará viver para sempre, eu fico maravilhado e super feliz, ainda mais por saber que é a Palavra de Deus que nos garante isso, não nossa mente ou imaginação. Já que não há nenhum engano na Palavra de Deus, eu creio que nossa vida futura será exatamente como ela diz. Nós somos felizes e nos alegramos muito porque tudo será cumprido exatamente como diz a Palavra de Deus. Enquanto vivermos neste mundo, você e eu temos que pensar sempre nas bênçãos que Deus nos promete na sua Palavra. Quando eu paro para pensar na vida eterna celestial que teremos, eu desfruto de grandes bênçãos em minha vida, mesmo quando estou com muitos problemas. Embora seja difícil entender o que é essa vida espiritual, algo muito claro é que quem crê nessa vida certamente receberá grandes bênçãos espirituais pela fé.
As pessoas costumam comprar roupas novas e se vestir bem quando vão visitar a Casa Azul, a residência presidencial da Coreia. Só que isso não faz a mínima diferença quando elas chegam lá, pois a Casa Azul é esplendorosa, linda e enorme, embora por fora pareça apenas uma casa com telhas azuis. Não deve ser nada confortável viver ali.
Mas nós que nascemos de novo no evangelho da água e do Espírito estamos com o coração preparado para morar no glorioso reino dos céus. E é por isso que podemos viver em paz, mesmo em meio aos problemas, porque temos certeza que vamos para lá. Nós que somos justos entraremos no reino dos céus e teremos uma ceia maravilhosa ouvindo lindos louvores. Nós faremos grandes celebrações e organizaremos os eventos celestiais. Vocês também já foram preparados para fazer isso. A maturidade espiritual dos crentes de nossa Igreja será ideal quando assumirmos responsabilidades como estas. Meu coração também está preparado para isso. E eu tenho certeza que vou jogar futebol ainda melhor se o Senhor preparar um campo para nós lá.
Eu fico muito feliz quando penso sobre isso e desejo que logo aconteça. Por isso, amados irmãos, vamos terminar logo a missão que nos foi confiada para que possamos ir para o céu juntos. Façam a obra de Deus com todo afinco e o melhor que vocês puderem neste mundo para que vocês possam desfrutar de toda alegria que o Senhor que nos dar. Muitos dos nossos irmãos não estão comendo muito porque estão de dieta, mas temos que nos alimentar bem com coisas saudáveis para que nosso corpo seja fortalecido para essa tarefa. As crianças têm mesmo que pedir coisas deliciosas aos seus pais, e nossos obreiros também precisam se alimentar bem para que possamos compartilhar tudo que vale a pena nessa vida.

Já que o Senhor orou para cumprir seu ministério e ser glorificado, vamos orar também para que possamos fazer a obra do Senhor com zelo até ele voltar. Vamos fazer de tudo em nossa vida para cumprir nossa missão e orar para que possamos entrar no reino dos céus e desfrutar da glória do Senhor quando ele voltar. É isso o que eu tenho no coração, e estou certo que vocês também têm o mesmo no seu coração.