The New Life Mission

Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 20-3] (João 20:19-31) Creia no Jesus Ressurreto

(João 20:19-31)
“Chegada, pois, a tarde daquele dia, o primeiro da semana, e cerradas as portas onde os discípulos, com medo dos judeus, se tinham ajuntado, chegou Jesus, e pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco! E, dizendo isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. De sorte que os discípulos se alegraram, vendo o Senhor. Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós. E, havendo dito isso, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, lhes são perdoados; e, àqueles a quem os retiverdes, lhes são retidos. Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei. E, oito dias depois, estavam outra vez os seus discípulos dentro, e, com eles, Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio, e disse: Paz seja convosco! Depois, disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; chega a tua mão e põe-na no meu lado; não sejas incrédulo, mas crente. Tomé respondeu e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram! Jesus, pois, operou também, em presença de seus discípulos, muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome”.
 
 
Todos os anos, a Páscoa é celebrada por uma semana. Durante a semana santa, que dura cerca de quatro dias, somos levados a meditar na paixão de Jesus, e na última semana lembramos da sua morte na cruz e que ele ressuscitou ao terceiro dia. Embora não adotemos a prática de cozinhar ovos, como fazem em nosso país, nós fortalecemos nossa fé nesse período meditando no significado da paixão e ressurreição de Jesus. Durante a Páscoa, muitos aqui escrevem nos ovos frases como: ‘Celebração da Páscoa’ ou ‘Jesus ressuscitou’. Quem come muito costuma comer quatro ovos, e quem é mais esfomeado come até trinta deles. Eles acham que comendo assim estão honrando Jesus pela sua ressurreição.
Embora não comemoremos essa festa de um jeito especial, vocês podem ficar tristes se eu disser para vocês não comerem estes ovos nesta Páscoa. Então, se vocês quiserem desenhar alguma coisa nos ovos ou escrever algo também, certifiquem-se de cada irmão receba um deles. E eu peço a vocês que comam estes ovos pensando no verdadeiro significado da Páscoa.
 
 
O Significado da Páscoa
 
Na verdade, Jesus Cristo só sofreu na corte de Pilatos, foi condenado à morte, embora não tivesse pecado, e crucificado porque antes recebeu o batismo de João Batista. No início do seu ministério público, a primeira obra de Jesus foi receber o batismo de João Batista. Jesus, que veio a essa terra num corpo carnal para salvar o homem de todos os seus pecados, levou todos eles quando foi batizado. Deste modo, ao ser batizado, ele cumpriu toda a justiça de Deus. Aonde Jesus foi depois de receber todos os pecados do mundo? Jesus foi ao Gólgota levando sobre si a cruz. Ali, naquele monte, ele foi pregado à cruz e pendurado como um criminoso violento. E o sangue escorria sem parar da sua cabeça, pois nela foi colocada uma coroa de espinhos. Seu corpo mostrava abertamente todas as marcas do chicote que o torturou. E como ele havia levado quarenta chibatadas menos uma, seu corpo estava totalmente desfigurado. Este método cruel de tortura era imposto pela lei romana, a fim de que os criminosos fossem torturados ao invés de ser mortos na mesma hora.
Está escrito que “ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados” (Isaías 53:5). Jesus foi batizado e levou sobre si todos os nossos pecados, e depois teve uma morte trágica na cruz por causa destes pecados. Só que ele ressuscitou ao terceiro dia. Ao morrer na cruz, ele pagou todo o salário pelos nossos pecados, e ao ressuscitar ao terceiro dia, ele testificou que havia nos salvado de um modo perfeito. Na verdade, tudo isso aconteceu para que voce e eu fôssemos salvos do pecado pelo amor de Deus.
Jesus só pôde morrer na cruz porque antes levou todos os pecados do mundo e não deixou nenhum para trás quando foi batizado. E já que ele nos amou de tal maneira a ponto de levar todos os pecados do mundo ao ser batizado, depois disso ele foi pregado à cruz da forma mais cruel que existia. Mas ele fez isso justamente para salvar seu povo; em outras palavras, para nos libertar dos nossos pecados. Foi por isso que nosso Senhor foi pregado à cruz em nosso lugar e depois ressuscitou dos mortos.
Amados irmãos, por favor, não fiquem chorando durante a semana santa. Estes dias não significam nada para nós, e, por essa razão, não temos que ficar chorando e lamentando. No domingo de Páscoa, temos que ter fé que Jesus ressuscitou por nós. Não devemos derramar nossas lágrimas em vão. Se reuníssemos nossas lágrimas e a oferecêssemos a Jesus, ele de modo algum gostaria disso e até nos diria que elas não cheiram bem. E ele também nos repreenderia por causa da nossa falta de discernimento dizendo: “Vocês acham que eu fui batizado e morri pregado na cruz para vocês chorassem desse jeito?” Por isso, ao invés de chorarmos e lamentarmos, nós temos que ser gratos crendo que o Senhor foi batizado e morreu na cruz em nosso lugar para nos salvar dos nossos pecados. Nós temos que entender isso sem duvidar: Deus se alegra mais da nossa fé no seu amor do que das nossas lamentações e choros de tristeza.
Jesus Cristo ressuscitou num domingo de manhã, um dia depois do sábado. Segundo o calendário judaico, os judeus guardavam o sábado do pôr-do-sol de sexta-feira até o pôr-do-sol do sábado, segundo a lei. De acordo com seu calendário, Jesus morreu às três da tarde numa sexta-feira, antes que o sábado começasse. Como o sábado estava próximo, os judeus não podiam deixar o corpo de Jesus na cruz. Se eles fizessem isso, eles profanariam o sábado, pois não podiam fazer nada neste dia. Então, eles usaram uma haste para tirar o corpo de Jesus da cruz, o colocaram num sepulcro novo e o selaram com uma grande pedra.
O dia então acabou e o sábado se findou com o pôr-do-sol. O sábado passou, e com o fim dele, um novo dia começou. E o Senhor ressuscitou na manhã deste novo dia. E já que o Senhor ressuscitou numa manhã de domingo, ele agora é chamado de ‘o Dia do Senhor’. Foi assim que Jesus ressuscitou. E o fato de Jesus ter ressuscitado significa que ele salvou completamente o homem da maldição, da destruição e de todos os seus pecados. Isso também significa que ele nos salvou de um modo perfeito e ‘de uma vez por todas’.
Jesus Cristo ressuscitou dos mortos. E os que creem na justiça do Senhor podem ser salvos do pecado por causa da sua ressurreição. A fé que nos leva a crer que o Senhor foi batizado e ressuscitou dos mortos depois de morrer na cruz é uma fé tremenda. Se Jesus acabasse seu ministério levando todos os pecados do mundo com seu batismo e morrendo na cruz, ele poderia então ser o verdadeiro caminho, ou seja, o caminho da vida? Claro que não. Mas como ele ressuscitou dos mortos, ele se tornou nosso verdadeiro Salvador. E por mais que fôssemos os piores pecadores, nós fomos salvos de todos os nossos pecados e recebemos uma nova vida crendo no evangelho da água e do Espírito de Jesus Cristo. É por isso que eu e você temos em nosso coração a fé que professa: “Jesus venceu a morte e ressuscitou dos mortos. Ele hoje está vivo e assentado à destra do Pai”. Esta é a verdadeira fé cristã.
Ao longo da nossa vida, às vezes enfrentamos duras lutas que são difíceis de vencer. Mas já que nosso Senhor está vivo e temos fé na sua ressurreição, somos ajudados por ele quando oramos em meio às dificuldades. Você e eu temos que crer de coração no Deus vivo.
A fé na ressurreição do Senhor é muito importante. Eu creio na ressurreição de Jesus Cristo. Você crê nisso também? Depois de levar todos os nossos pecados ao ser batizado e morrer na cruz, Jesus ressuscitou ao terceiro dia. Quando temos a fé que crê que Jesus ressuscitou da sepultura, você e eu recebemos a bênção de que um dia ressuscitaremos também, que nossa vida não acabará com a morte do nosso corpo. Os que creem na ressurreição de Jesus possuem essa fé que levará seu corpo a ressuscitar dos mortos também. É por isso que ter essa fé é algo extremamente importante.
Nós cantamos para lembrar da ressurreição de Jesus: “Ele ressuscitou! Ele ressuscitou! Aleluia, Cristo ressuscitou!” E nós regozijamos não somente porque Jesus ressuscitou, mas porque temos fé que também ressuscitaremos dos mortos. Há muitas pessoas que creem na ressurreição de Jesus de qualquer forma e não meditam sobre isso. E os que creem que ressuscitarão como Jesus depois da sua morte são muito poucos. Mas isso acontece porque eles ainda não nasceram de novo.
É fácil para os nascidos de novo crer que Jesus ressuscitou dos mortos. Todavia, quem não crê no evangelho da água e do Espírito duvida da sua ressurreição e diz: “Isso só foi possível porque Jesus é o Filho de Deus”. Eles não têm fé para crer na ressurreição de Jesus porque seus pensamentos obscuros não permitem que eles creiam nisso. E essas pessoas são frustradas porque, apesar de dizerem que ressuscitarão também, eles no fundo não creem nisso. Jesus disse claramente que voltaria a essa terra e que então ressuscitaria os que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito. Esta será a ressurreição dos justos.
Haverá duas ressurreições: a primeira ressurreição será a dos justos no evangelho da água e do Espírito; a segunda ressurreição será para os pecadores e acontecerá mil anos após a ressurreição dos justos. Deste modo, eles não participarão do arrebatamento quando Senhor voltar a essa terra pela segunda vez. Mas você e eu que cremos que o Senhor foi batizado por João Batista, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos iremos ressuscitar dos mortos, teremos uma nova vida e seremos levados para o seu reino quando ele voltar. Eu sou grato por ter fé no evangelho da água e do Espírito.
Depois que Jesus morreu na cruz, seus discípulos ficaram com muito medo. Eles achavam que tudo, inclusive seguir o Senhor, havia chegado ao fim. Eles se trancaram dentro de casa mortos de medo. Eles ficaram com medo de ser presos por seguir a Jesus e morrer por causa disso. Além disso, eles perderam toda a esperança de viver neste mundo tão duro, pois Jesus não estaria mais ali para protegê-los. Mas só que Jesus apareceu aos seus discípulos. Embora eles tenham trancado muito bem todas as portas e janelas, Jesus apareceu passando através da parede. Mas isso só foi possível porque o corpo ressurreto de Jesus era um corpo divino que transcende o tempo e o espaço.
A princípio, os discípulos ficaram surpresos, mas eles logo reconheceram Jesus e se alegraram muito. Eles estavam muito preocupados, mas como você acha que eles se sentiram quando viram o Senhor ressuscitado? Jesus apareceu aos seus discípulos e disse: “Paz seja convosco!” O Senhor disse: “Que a paz esteja com vocês” quando apareceu a segunda e a terceira vez. E aos discípulos, que haviam perdido toda a esperança em sua vida, Jesus deu a missão de anunciar este evangelho.
O que o Senhor nos deu depois que ressuscitou? Ele nos deu justamente a sua paz. Ele levou paz ao coração dos que nasceram de novo pelo evangelho da água e do Espírito, isto é, ao coração dos que creem em todas as obras que ele realizou e na sua ressurreição. É por isso que sempre veremos que há paz no coração dos que creem em Jesus Cristo. Às vezes ficamos esgotados, mas nosso coração pelo menos tem paz por causa dessa incrível fé. Este mundo está chafurdado e afundando no pecado, e nossa carne é fraca. Mas Jesus disse duas vezes que teríamos paz. É por isso que o seu e o meu coração tem paz. A primeira coisa que nosso Senhor nos deu depois de ressuscitar foi justamente a paz. É por isso que há paz no coração dos que conhecem Jesus Cristo corretamente e creem nele. A paz inunda nosso coração quando nos alegramos sobremaneira e confessamos: “Não há mais pecado em meu coração agora, pois Jesus levou todos eles! Ele resolveu esse problema por completo! Meu coração está em paz e alegre. Ele está muito bem”.
 
 
O Que Mais Jesus Nos Deu Além da Paz?
 
Ele sem dúvida alguma nos deu o Espírito Santo. Vamos ler o que a Bíblia nos diz no evangelho de João capítulo 20 versículo 22: “E, havendo dito isto, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo”. O Senhor ressurreto deu aos discipulos o Espírito Santo. Isso significa que o Senhor Jesus deu o dom do Espírito Santo aos que receberam a remissão de pecados por crer que ele veio a essa terra, levou todos os pecados do homem através do evangelho da água e do Espírito e ressuscitou dos mortos. Foi no dia de Pentecostes que o Espírito Santo veio sobre os discípulos. Havia passado cinquenta dias depois da crucificação de Jesus quando eles receberam o Espírito Santo, como está escrito: “Cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; e, de repente, veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem” (Atos 2:1-4). Assim, o Senhor derramou seu Santo Espírito sobre os discípulos que criam no evangelho da água e do Espírito.
O Senhor apagou os pecados deste mundo através do seu batismo e da sua morte, e após ressuscitar dos mortos, ele deu o Espírito Santo aos seus discípulos. O texto acima nos mostra que o Senhor também dará o dom do Espírito Santo junto com a remissão de pecados a todos que crerem no evangelho da água e do Espírito. Jesus Cristo levou todos os pecados do homem ao ser batizado por João Batista, e depois que morreu na cruz e ressuscitou dos mortos, ele deu aos seus discípulos fiéis o dom gratuito do Espírito Santo. Está muito claro aqui que o Senhor deu aos seus discípulos do dom do Espírito Santo após ressuscitar dos mortos. E após completar a salvação com sua ressurreição, Jesus deu o dom do Espírito Santo àqueles que creram na verdade deste evangelho, ou seja, àqueles que receberam a remissão de pecados em seu coração.
Como eram os discípulos de Jesus antes da ressurreição? Enquanto Jesus fazia muitos milagres e demonstrava seu poder, eles eram fiéis a ele e mostraram uma predisposição para segui-lo dizendo: “Nós te seguiremos até a morte, Senhor. Mesmo que todos te abandonem, nunca te negaremos”. Mas assim que Jesus foi preso e levado pelos soldados romanos, eles se espalharam como ovelhas sem pastor. Um dos discípulos entregou Jesus por trinta moedas de prata, e outro o negou três vezes quando lhe questionaram sobre sua relação com Jesus, dizendo que não o conhecia. E quando ele apareceu para este discípulo medroso, seu semblante e suas feições desfaleceram.
Jesus foi batizado por João Batista, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos. Quando ele ressuscitou e apareceu aos discípulos, ele fez com que eles recebessem o Espírito Santo. Jesus fez com que os discípulos recebessem o Espírito Santo assoprando-o sobre eles. O Senhor derramou o Espírito Santo, o Espírito de Deus, sobre seus discípulos. Jesus nasceu nessa terra, e por meio de João Batista recebeu o batismo pelo qual tirou todos os pecados do mundo. Depois disso, ele morreu na cruz em nosso lugar para pagar o preço pelos nossos pecados. Mas ele ressuscitou ao terceiro dia e derrotou Satanás. Só então ele derramou o Espírito Santo sobre seus discípulos. E isso significa que ele os selou com o Espírito de Deus. Em outras palavras, ele garantiu a nossa salvação do pecado.
Se alguém quiser receber de Deus o batismo do Espírito Santo, ele tem que crer na verdade de que Jesus Cristo levou todos os pecados do mundo ‘de uma vez por todas’ quando foi batizado; que ele só morreu na cruz porque recebeu estes pecados; e que ele ressuscitou dos mortos depois disso. Essa é a verdade bíblica, e somente quando você receber a remissão dos seus pecados crendo nessa verdade é que você poderá receber o Espírito Santo de Deus, nunca antes. É isso o que o texto bíblico desse capítulo quer dizer. É muito importante conhecer essa verdade de que só é possível receber o Espírito Santo depois que os pecados são purificados pelo evangelho da água e do Espírito. Se não crermos que Jesus Cristo levou os nossos pecados e os apagou ‘de uma vez por todas’ quando foi batizado por João Batista e morreu na cruz, nós não poderemos receber a remissão de pecados. E se isso acontecer, nós jamais poderemos crer na ressurreição de Jesus também. Nós temos que crer que Jesus levou todos os nossos pecados quando foi batizado, que sua morte na cruz significa a nossa morte, e que sua ressurreição também é a nossa ressurreição. Somente os que creem nessa verdade é que recebem o dom do Espírito Santo. No entanto, aqueles que não creem nela, melhor dizendo, aqueles que ainda têm pecado em seu coração por não terem recebido a remissão de pecados por se recusarem a crer no evangelho da água e do Espírito ao invés de terem fé em Jesus, não podem receber o Espírito Santo.
Qual foi a primeira coisa que Jesus disse aos discípulos depois que ressuscitou dos mortos e os encontrou? Ele disse: “Paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós” (João 20:21). E então assoprou sobre eles o Espírito dizendo: “Recebei o Espírito Santo” (João 20:22), dando-o a eles pessoalmente. Isso nos mostra claramente que nosso Senhor deu o dom do Espírito Santo àqueles que creem no seu batismo, no seu sangue na cruz e no fato de ele ter se tornado nosso Salvador. Jesus Cristo foi batizado por João Batista para levar todos os nossos pecados; e ele os purificou ao ser pendurado no madeiro. Sua carne foi rasgada sem piedade com os açoites e ele foi pregado na cruz e derramou seu sangue até a morte por todos os nossos pecados. Mas ele ressuscitou para nos dar a verdadeira ressurreição e a vida eterna. Uma nova vida, irmãos! Nós tínhamos que morrer por causa dos nossos pecados. Mas Jesus apagou todos eles levando-os sobre seu corpo, e como ele ressuscitou dos mortos, ele dá uma nova vida a todos que creem nisso. O Senhor fará com que todos que creem no evangelho da água e do Espírito vivam para sempre no reino de Deus.
O Senhor deu o Espírito Santo a nós que cremos no evangelho da água e do Espírito. Deste modo, todo aquele que recebeu a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito recebe o Espírito Santo do Senhor. Você tem o Espírito Santo em seu coração? O batismo do Espírito Santo significa receber o Espírito Santo. O Senhor deixou isso bem claro para que todos que creem no evangelho da água e do Espírito recebam o dom do Espírito Santo. Contudo, há muitos cristãos hoje em dia que têm um entendimento errado sobre o batismo do Espírito Santo porque não conhecem o evangelho da água e do Espírito.
Nós podemos descobrir como receber o Espírito Santo segundo as Escrituras, analisando detalhadamente o significado da ressurreição de Jesus. Jesus Cristo foi batizado e pregado na cruz por causa dos nossos pecados. Ele foi ferido por causa dos nossos pecados e transgressões. Mas ele salvou a todos nós que cremos no seu amor. Em outras palavras, ele completou nossa salvação ao ressuscitar. Só aqueles que creem que o Senhor ressuscitou para nos dar uma nova vida é que podem receber a remissão de pecados e o Espírito Santo.
Meus amados irmãos, vocês já receberam o Espírito Santo e a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito? Vocês já têm o Espírito Santo em seu coração? Vocês já receberam a remissão de todos os seus pecados? Se não há mais pecado no seu coração, vocês com certeza receberam o Espírito Santo. Jesus apareceu aos seus discípulos e lhes disse para receber o Espírito Santo.
Deus Pai e Jesus, assim como o Espírito Santo, são todos um só. Deus prometeu a salvação através de Jesus Cristo; Jesus, seu santo Filho, cumpriu essa promessa da salvação quando foi batizado por João Batista, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos; e o Espírito Santo testifica a obra da redenção que o Senhor completou através do evangelho da água e do Espírito, nos ajuda e opera em nós a fim de que possamos crer nessa verdade. É por isso que o Espírito Santo entra na mesma hora no coração de quem recebe a salvação do pecado crendo no evangelho da água e do Espírito. Nós temos que entender que antes da ressurreição os discípulos não tinham o Espírito Santo. Embora eles cressem em Jesus, o Espírito Santo não habitava em seu coração. E embora eles soubessem que receberiam o Espírito Santo, pois Jesus havia dito isso a eles, eles não o tinham até então.
Quando o Espírito Santo foi enviado a essa terra de fato? Ele foi enviado no dia de Pentecostes, mas somente àqueles que criam que Jesus havia ressuscitado dos mortos depois de ter sido batizado por João Batista e morrido na cruz. Antes disso os servos de Deus tinham o Espírito Santo? Não. Deus antes falava com seus servos em algumas ocasiões por meio do Espírito Santo. Deus falava com eles tocando o seu coração. Para ser mais claro, quando éramos pecadores, Deus agia em nosso coração pelo lado de fora. Ele falava ao nosso coração de um modo externo, mas quando a obra foi cumprida, ele não precisou fazer mais nada. Mas só depois que Jesus ressuscitou dos mortos foi que o Espírito Santo nitidamente entrou no coração dos discípulos, ou seja, ele só habita naqueles que creem realmente no evangelho da água e do Espírito. Vocês estão entendendo?
No Antigo Testamento, aprendemos sobre o rei Saul, um verdadeiro homem carnal, mas que profetizou falando em línguas entre os profetas. As pessoas se maravilharam ao ver isso e disseram: “Que é o que sucedeu ao filho de Quis? Está também Saul entre os profetas?” (1 Samuel 10:11). No entanto, isso só aconteceu porque Deus permitiu que Saul profetizasse naquela hora. Depois então, o Espírito Santo deixou Saul e seu coração ficou vazio novamente. E por ele não crer mais em Deus, espíritos malignos ocuparam este lugar e Saul, que Deus havia tornado rei, se levantou contra ele.
A fé dos que receberam a remissão dos seus pecados por crerem no evangelho da água e do Espírito é diferente da fé dos discípulos de Jesus? Existe alguma diferença entre a fé dos discípulos de Jesus e daqueles que creem no evangelho da água e do Espírito? A forma que os discípulos criam naquela época e a fé que temos hoje é exatamente a mesma. Portanto, assim como os discípulos receberam o dom do Espírito Santo, nosso Senhor também o deu a nós que cremos no evangelho da água e do Espírito. Ele deu o dom do Espírito Santo aos que hoje creem que Jesus apagou todos os seus pecados por meio do evangelho da água e do Espírito.
A quem mais Deus deu o Espírito Santo? Uma pessoa que tem pecado no coração pode receber o Espírito Santo? Nós temos que entender que o Espírito Santo não entra no coração de ninguém que tenha pecado. Por acaso Jesus apareceu diante de qualquer um e lhes disse para receber o Espírito Santo? Ele disse a todos que cruzaram seu caminho para receber o Espírito Santo? Não, não foi isso que ele fez. Jesus apareceu só para os discípulos e ordenou que eles recebessem o Espírito Santo, pois eles tinham fé no seu batismo, na sua morte na cruz e na sua ressurreição. Jesus é o Filho do Deus vivo. O apóstolo Pedro disse que ‘a água’, ou seja, o batismo de Jesus é a figura da nossa salvação (1 Pedro 3:21). O apóstolo Paulo também disse: “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo” (Gálatas 3:27). Isso significa que todos os discípulos de Jesus criam no seu batismo. Eles tinham a fé que os levava a crer na razão pela qual Jesus havia morrido na cruz, o que lhes deu essa nova vida também por causa da sua ressurreição. É por essa razão apenas que o Senhor só concede o Espírito Santo àqueles que receberam a remissão de pecados pela fé no evangelho da água e do Espírito, a ninguém mais. Essa é a conclusão a que chegamos.
Há muitos cristãos hoje em dia dizendo que receberam o Espírito Santo, apesar de ter pecado no coração. Mas isso não é verdade. Os que ainda têm pecado no coração nunca poderão receber o Espírito Santo. Jesus disse aos discípulos quando ressuscitou: Recebei o Espírito Santo. Paz seja convosco”. Todas as palavras ditas por Deus são muito importantes, mas as palavras ditas por Jesus após ressuscitar são mais importantes ainda. Sendo assim, primeiro temos que crer assim pela fé, para depois então recebermos a remissão de pecados. A Bíblia nos mostra exatamente que tipo de pessoas pode receber o Espírito Santo. Podemos ver claramente na Palavra de Deus como o Senhor nos salvou dos nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito e o que ele nos deu depois de nos salvar.
No primeiro dia de Pentecostes, cinquenta dias após a morte de Jesus, Deus derramou o Espírito Santo sobre os discípulos. Naquele dia, o Espírito Santo veio sobre os discípulos que estavam reunidos num aposento. Os discípulos criam no evangelho da água e do Espírito? Sim, claro que sim. E quando eles estavam orando, o Espírito Santo veio sobre eles. E ao receber o Espírito Santo, eles começaram a falar em línguas.
Mas há muitas pessoas que não entendem isso. Se alguém quiser receber o Espírito Santo, ele tem que receber a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito primeiro, além de crer na ressurreição de Jesus. Mas só que as pessoas acham que podem receber o Espírito Santo se reunindo para orar fervorosamente e sem nenhum requisito para isso. Muitos continuam achando que falar em línguas é a prova de que possuem o Espírito Santo. É por isso que eles buscam de todas as formas falar em línguas.
Mas precisamos entender que não é possível receber o Espírito Santo se esforçando assim. Nosso Senhor não concede o Espírito Santo àqueles que se exaurem assim. Nos últimos dias, muitos falsos milagres acontecerão por causa da astúcia do diabo, mas as obras do Espírito Santo serão manifestadas através das palavras do evangelho da água e do Espírito. É por isso que muitas línguas faladas pelos cristãos não são obra do Espírito Santo, mas de um espirito maligno. A igreja de Corinto era um lugar onde se falava muito em línguas, mas ao invés de ser cheia do Espírito Santo, eles tinham muitos problemas. Falar em línguas não é a prova de que alguém está cheio do Espírito Santo. Eu espero que vocês entendam muito nem este assunto.
Antes de ser preso, Jesus disse aos discípulos: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós” (João 14:16-17). Ele prometeu enviar o Espírito Santo aos seus discípulos. O Consolador aqui é o Espírito Santo, e isso está escrito em detalhes em João 14:26: “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito”. O Espírito Santo habita no coração de todos os santos que nasceram de novo no evangelho da água e do Espírito, e ensina estes santos a dar testemunho de Jesus Cristo. A obra do Espírito Santo é descrita em detalhes nos versículos 14 e 15 do capítulo 16 do evangelho de João.
Jesus provou aos discípulos que havia ressuscitado ao aparecer para eles pela terceira vez. E ao dizer a Tomé para que pusesse a mão do seu lado, onde a lança o furou, Jesus provou que era ele mesmo e também fez uma refeição com eles. Jesus foi ao encontro de seus discípulos à beira do mar e os ajudou a pescar muitos peixes. Ele disse: “Vocês pegaram algum peixe? Joguem a rede do lado direito do barco onde as águas são mais profundas”. Jesus deu muitos testemunhos e falou sobre o reino de Deus por quarenta dias nessa terra depois que ressuscitou. Então, no primeiro dia de Pentecostes, cinquenta dias depois de sua morte na cruz, o Espírito Santo veio sobre os discípulos.
Ao aparecer para aqueles que tinham recebido a remissão de pecados, o Senhor disse-lhes para receber o Espírito Santo. As pessoas que receberam a remissão de pecados são aquelas que creem que Jesus veio a este mundo e levou todos os seus pecados sobre seu corpo ao ser batizado, que ele morreu na cruz por causa destes pecados, ressuscitou ao terceiro dia e depois ascendeu ao reino dos céus. Assim, Jesus levou todos os pecados que cometemos neste mundo em nossa fraqueza, os pecados da nossa ignorância, os pecados que nós cometemos porque somos carnais, e todos os pecados que cometemos em nossos atos e pensamentos. Nosso Senhor também levou todos os pecados que cometeremos no futuro. Depois, ele morreu na cruz ‘de uma vez’ e ressuscitou ‘de uma vez’. Foi assim que ele nos salvou completamente. E aqueles que creem nisso recebem o Espírito Santo. Ninguém recebe o Espírito Santo porque se reúne para fazer um barulho santo. Além disso, ninguém o receberá só porque fala em línguas. Vocês estão entendendo? Só aqueles que entendem o evangelho da água e do Espírito e creem na ressurreição de Jesus é que recebem o Espírito Santo.
Mas por que será que Deus deu o dom de línguas apenas a algumas pessoas? Na Coreia, ‘falar em línguas’ significa falar um dialeto local. Melhor dizendo, é apenas um jargão. Deus deu este dom especial aos discípulos para que eles pudessem pregar o evangelho a outras pessoas que visitavam Jerusalém naquela ocasião. E o livro de Atos nos mostra claramente que quando os discípulos de Jesus falaram em línguas, a multidão que estava reunida ali se surpreendeu por eles estarem falando em sua própria língua (Atos 2:6). Portanto, o falar em línguas foi um pequeno milagre usado com o propósito de pregar o evangelho.
Ninguém pode dizer que recebeu o Espírito Santo porque fala em línguas. Vá a um destes lugares onde as pessoas dizem que receberam o dom de falar em línguas. Você não pode imaginar a bagunça que é. Elas ficam gritando palavras que são incompreensíveis o mais alto que podem e dizem que estão falando em línguas.
Mas os que creem em Jesus tendo o discernimento correto do evangelho da água e do Espírito não são assim. Mesmo que não gritemos bem alto, o Senhor ouve nossas palavras. Embora eu não possa te explicar tudo em detalhes aqui, está bem claro que Jesus só batiza com o Espírito Santo os que receberam a remissão de pecados. Amados irmãos, vocês receberam o batismo do Espírito Santo?
As pessoas dão muita importância ao batismo do Espírito Santo hoje em dia. E há muitos autores que escreveram vários livros sobre este assunto. Mas não há nenhum que tenha escrito algo correto sobre o Espírito Santo. Por jamais terem sido verdadeiros discípulos de Jesus, eles não podem compreender o Espírito Santo corretamente. Quando eles começam a escrever com toda confiança, parece até que sabem tudo sobre o assunto, mas quando lemos o que eles escreveram, logo percebemos que eles são muito eloquentes, porém suas palavras não têm valor algum. Ninguém pode receber o Espírito Santo e escrever sobre ele se não receber a remissão de pecados.
O que mais o Senhor deu a nós, que recebemos a remissão de pecados, além da paz e o Espírito Santo? Ele nos deu o poder de perdoar os pecados das pessoas. Vamos ler juntos João 20:23: “Aqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos”. Jesus deu aos seus discípulos o poder de perdoar pecados. Além da paz e do Espírito Santo, esta foi a terceira coisa que o Senhor deu aos seus discípulos. E este poder é sinônimo de autoridade. Vemos nitidamente aqui que o Senhor deu poder aos discípulos de fazer com que as pessoas recebam a remissão dos seus pecados.
Este poder significa a verdadeira autoridade. Quando eu era criança, as estradas na minha cidade não eram grandes como as que temos hoje em dia, e havia pedras do tamanho de abóboras ao longo do caminho. Havia tantos buracos na estrada também que eu tinha que me segurar bem quando andava de ônibus, para não bater com a cabeça no teto. Os santos que são mais jovens devem estar pensando: “Será que era assim mesmo?”, mas os irmãos que são da minha época sabem que eu estou falando a verdade. O motorista sempre procurava desviar quando via um buraco, mas acabava batendo com o pneu numa pedra. E quando ele batia numa pedra enorme, as pessoas que estavam sentadas na parte de trás chegavam a saltar no banco e batiam com a cabeça no teto por causa de tanto solavanco. Os santos mais antigos já devem ter tido essa experiência engraçada pelo menos uma vez na vida.
Também havia uma estrada assim no meu bairro naquela época, e quando eu andava de ônibus, o motorista sempre dizia: “Senhores passageiros, me desculpem, mas vocês precisam descer para empurrar o ônibus”. Isso porque ele não conseguia subir a ladeira. Então, os passageiros não tinham outra escolha senão descer e empurrá-lo ladeira acima. Depois, eles voltaram para o ônibus e prosseguiam viagem.
Foi nesse bairro que Chung Hee Park, ex-presidente da Coreia já falecido, veio inaugurar uma usina hidrelétrica certa vez. Quando souberam que o presidente viria à nossa cidade, as pessoas limparam cada canto dela e deixaram tudo em perfeito estado, inclusive as estradas, se esforçando muito para tirar as pedras do caminho. Também cortaram os pinheiros que havia nas montanhas e os plantaram ao longo da estrada. Os pinheiros tiveram que ser cortados e plantados na beira da estrada porque era muito difícil arrancá-los pela raiz.
Depois de toda essa agitação, o presidente Chung Hee Park acabou chegando. Ele veio num grande carro preto e dez seguranças motorizados o acompanhavam. E já que as pessoas da cidade queriam ver o presidente de perto, todos lotaram as ruas com bandeiras do país em suas mãos e gritavam: “Bem-vindo presidente!” Pouco tempo depois que o presidente Chung Hee Park inaugurou a usina hidrelétrica e deixou nossa cidade, essa estrada foi pavimenta e fizeram até calçadas. Soube-se mais tarde que o presidente Chung Hee Park reclamou com seu secretário que o carro balançou muito porque a estrada estava esburacada e mandou consertá-la. Bastaram poucas palavras do presidente para que a estrada fosse pavimentada pouco tempo depois. É isso que significa autoridade. É ter o poder de fazer o que quiser com uma simples palavra.
Jesus não nos deu apenas o Espírito Santo, mas também deu àqueles que o possuem o poder para perdoar ou não os pecados das pessoas. É por isso que perdoamos os pecados de quem aceita o evangelho da água e do Espírito de Deus quando o pregamos para eles. “Você ainda tem pecado? Jesus já levou todos os seus pecados. Você vai cometer muitos pecados no futuro, mas Jesus já levou todos eles também. Jesus veio a essa terra e foi batizado. Naquela ocasião, ele tirou todos os pecados do mundo e os levou sobre si na cruz. Deste modo, ele nos salvou resolvendo todos os nossos problemas com o pecado”. É assim que pregamos o evangelho. Quando fazemos isso com todo o zelo e as pessoas creem nas nossas palavras, todos os seus pecados, que eram como as nuvens do céu, desaparecem. Todos os seus pecados incontáveis simplesmente desaparecem.
Todavia, por mais que preguemos o evangelho com toda a dedicação, há muitas pessoas que são orgulhosas como Lúcifer. Elas são tão fúteis e duras de coração que não creem na Palavra da verdade que pregamos. Quando encontramos pessoas assim, nós nunca mais pregamos o evangelho da água e do Espírito para elas. Nós não gostamos de pregar as boas novas para muita gente. Ao invés de ouvir a Palavra de Deus e meditar nela, eles dizem: “Esse pastor não tem muito estudo e não parece ser grande coisa”. Eu fico irado quando ouço isso, mas mesmo assim não deixo de pregar o evangelho para eles. Eu tenho que cumprir minha missão apesar destas palavras duras.
Na maioria dos casos, por mais que preguemos a Palavra da verdade para eles, eles não creem nela. E por mais que nos encontremos com eles várias para falar sobre a Palavra, eles se levantam contra ela ao invés de crer nela. Deus nos deu o poder de perdoar pecados e enviar para o inferno as pessoas que não creem. Ele deu este poder a todos que receberam a remissão de pecados. É por isso que pregamos o evangelho para muitas pessoas. E já que o poder de remir os pecados das pessoas foi dado a todos nós que recebemos a remissão de pecados, se dissermos: “Você está condenado ao inferno”, essa pessoa com toda certeza irá para o inferno. Mas nós não fazemos isso por nossa própria vontade, e sim porque falamos segundo a Palavra.
 
 
Os Pecados das Pessoas São Remidos Quando Pregamos o Evangelho da Água e do Espírito pela Fé
 
O que aconteceria se não pregássemos o evangelho da água e do Espírito para as pessoas? Elas certamente iriam para o inferno. Por mais que elas sejam inteligentes, frequentem a igreja por muito tempo ou até mesmo sejam formadas em teologia, literatura, filosofia, etc, elas com certeza irão para o inferno se não conhecerem a verdade e crer nela. Por mais que, pelo lado humano, não gostemos muito dessas pessoas, mesmo assim as encorajamos a ouvir o evangelho pelo menos uma vez, porque temos poder para perdoar seus pecados. O desejo de Deus é que todos conheçam a verdade. E já que sabemos disso, vamos deixar de fazer a obra para salvar os pecadores por causa da nossa vontade ou do que pensamos?
Jesus Cristo deu este poder a todos nós que temos o Espírito Santo porque cremos no evangelho da água e do Espírito e recebemos a remissão de pecados. Amados irmãos, vocês creem nisso? Por essa razão, as pessoas que rejeitam este evangelho que estamos pregando e endurecem o coração até o fim, por mais que preguemos para elas insistentemente, irão todas para o inferno.
Nós enviamos nossos livros em inglês para os mais renomados líderes cristãos do mundo todo. E eles nos responderam dizendo que ficaram surpresos com seu conteúdo. Eles disseram que apesar de saber por que Jesus Cristo foi pregado à cruz, por que ele foi estocado com uma lança e por que ele teve que ser ferido assim, eles ficaram maravilhados de descobrir que tudo isso aconteceu só porque ele havia tirado todos os seus pecados quando foi batizado. Isso serviu para nos mostrar que eles precisavam conhecer a verdade de que Jesus só morreu na cruz porque antes tirou os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista. Algum tempo depois, eles nos disseram que não poderiam ser os únicos a conhecer essa fabulosa verdade e nos pediram para enviar alguns livros em inglês para eles, a fim de que outros também conhecessem essa verdade. Nosso coração se alegrou muito e nós então enviamos muitos livros para eles.
Por outro lado, um pastor muito conhecido fez duras críticas ao evangelho da água e do Espírito. Esse pastor atacou o evangelho da água e do Espírito dizendo que se ele fosse a verdade, ele deveria estar muito claro na Bíblia. Mas só que ele pareceu muito confuso ao nos atacar, dizendo coisas absurdas repetidas vezes e que era contra nós. No fim, ele terminou seu e-mail com palavras duras e dizendo apenas seu nome, não sua nacionalidade.
Nós estamos pregando o evangelho da água e do Espírito pela primeira vez desde que ele foi pregado no fim da época da Igreja Primitiva. Embora os discípulos de Jesus tenham escrito o livro de Atos, nós somos os primeiros que estão pregando o evangelho da água e do Espírito. Um dos tradutores dos nossos livros para a língua alemã nos disse que embora haja muitos cristãos na Alemanha, o evangelho da água e do Espírito não existia lá. Isso significa então que este evangelho foi levado à Alemanha pela primeira vez. O irmão que revisou nossos livros em francês disse que teve que reexaminar sua fé depois que conheceu esse verdadeiro evangelho. Isso quer dizer que este evangelho é diferente do que o que ele conhecia antes; por isso ele teve que repensar toda a sua fé.
Muitas pessoas ficam confusas e com dúvidas, dizendo que os ensinamentos sobre o Espírito Santo em nossos livros são diferentes dos que elas aprenderam e criam, mas o Senhor ressurreto nos disse claramente que devemos recebe o Espírito Santo. Foi isso o que ele disse: “Aqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos” (João 20:23). Nós recebemos a remissão dos nossos pecados e o Espírito Santo de Deus. E recebemos o poder de perdoar os pecados das pessoas também. Isso não é verdade?
E já que temos esse grande poder, por que deveríamos usá-lo para enviar as pessoas para o inferno? Seria certo fazer isso? É por isso que sujeitamos nosso coração e pregamos o evangelho com humildade. Tudo que temos a fazer é procurar entender a ignorância das pessoas e dizer: “Ah, é mesmo?” Já que as pessoas não conhecem a verdade e se levantam contra este precioso evangelho, temos que ensiná-las, imprimir mais livros e enviar para elas, e suportá-las dizendo: “Você fala assim porque ainda não conhece a verdade. Se você permitir, eu vou ensiná-la para você”.
Muitos cristãos insistem em dizer que não têm mais pecados porque creem no sangue de Jesus na cruz; e apesar de ter fé em Jesus, eles dizem que isso não tem problema algum. Mas só aqueles que estão loucos e a caminho do inferno é que dizem tais palavras. Como eles podem ter o Espírito Santo? Como é que eles podem conhecer o que diz a Bíblia? Não é assim que Jesus concede o Espírito Santo. Todas as palavras ditas por essa gente serão repreendidas e julgadas.
Jesus também nos disse para crermos na sua ressurreição. Um dos discípulos de Jesus, chamado Tomé, só creu na sua ressurreição quando o viu. Todavia, ele disse que só creria se pusesse sua mão no lado onde Jesus foi ferido. E Jesus, entendendo seu coração, ao invés de repreendê-lo, disse a ale: “Venha e toque no meu lado; estenda a sua mão e sinta as marcas dos cravos”. Tomé então tocou o lado de Jesus e sentiu as marcas dos cravos. Só depois disso ele creu na ressurreição de Jesus, mas ele o exortou dizendo: “Não sejas incrédulo, mas crente” (João 20:27).
Tomé era uma pessoa que tinha muitas dúvidas e pouca fé. Por ser discípulo de Jesus, ele o seguiu incansavelmente por três anos, mas embora tenha visto os sinais e milagres feitos pelo Senhor, ainda assim não creu na sua ressurreição. Tomé não creu na ressurreição de Jesus mesmo depois de vê-lo passar pelas paredes e dizer: “Recebam o Espírito Santo. Paz seja convosco. Eu lhes dei este poder”. Só quando Jesus disse: “Venha até aqui. Ponha sua mão do meu lado e seja um crente”, foi que Tomé tocou em seus cravos e creu nele. Então, o Senhor lhe disse: “Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram!” (João 20:29).
Esta foi a palavra de bênção que o Senhor deixou a todos nós que vivemos hoje em dia. Embora não possamos ver Jesus com nossos olhos, nós cremos nele pela fé e quando lemos as Escrituras, pois isso vai muito além do que vê-lo com nossos próprios olhos. É por isso que o Senhor nos abençoa tanto.
Nosso Senhor nos disse que devemos ser crentes fiéis ao invés de sermos como aqueles que não creem que ele apagou todos os nossos pecados e ressuscitou dos mortos. Ele também nos disse que deixaria isso registrado para que nós pudéssemos receber a remissão de pecados e uma nova vida crendo no seu nome. O Senhor nos deu uma nova vida. Antes de crermos em Jesus, nosso coração era vazio, totalmente confuso, e nós nem tínhamos prazer nessa vida. Nós, que antes vivíamos assim, recebemos a remissão de pecados e a vida eterna. Por meio do evangelho da água e do Espírito, nosso Senhor nos deu paz, poder e a vida eterna. Isso significa que foi ele mesmo quem nos deu a vida eterna. E nós temos que crer nisso.
Nosso coração precisa ser espiritual. Embora nossa carne busque sempre o que é carnal, a mente dos que receberam a remissão de pecados deve ser sempre espiritual. Nós temos que ter um coração e uma mente espirituais. Temos que ser pessoas espirituais. E já que cremos na Palavra de Deus, temos que seguir o Senhor pela fé, servi-lo pela fé, e assim buscar receber todas as suas bênçãos também pela fé. Mas para termos essa fé, precisamos seguir Jesus crendo nele de toda a nossa mente e coração. Nós temos que crer nele assim.
Mas não sou poucas as vezes em que nossa carne quer ir para uma direção totalmente contrária da nossa mente. E tem vezes que acabamos cedendo aos nossos desejos carnais. No entanto, temos que entender muito bem na nossa mente e no nosso coração que o Senhor nos salvou por completo. Temos que lembrar sempre que o Senhor nos salvou, buscar novos métodos para pregarmos o evangelho mais abrangentemente, e pensar no que podemos fazer para servirmos mais ao evangelho. Também não devemos esquecer que ele nos deu a vida eterna, além de crer e esperar pela nossa ressurreição. Vocês estão entendendo?
Nós temos que negar sempre nossos pensamentos. Temos que firmá-lo a todo o tempo para que ele não seja levado pelos nossos desejos carnais. Nós temos que seguir o Senhor pela fé crendo na sua Palavra. Se não fizermos isso, nosso coração vai se corromper na mesma hora. Não é difícil darmos lugar aos nossos pensamentos carnais e cedermos aos desejos carnais. E se isso acontecer, em pouco tempo diremos “adeus” para Jesus.
Jesus nos salvou por completo ou não? Ele apagou ou não os nossos pecados? Ele não nos deu o poder para perdoar os pecados das pessoas, o Espírito Santo e a vida eterna? Sim, claro que deu. Ter fé é buscar a Palavra de Deus pela fé. Se crermos em Deus e procurarmos fazer sua vontade e cumprir seus propósitos de coração, nosso carne terá que se sujeitar a nós então. Mas já que nossa carne está propensa a buscar as coisas do mundo, se permitirmos que nossa mente e coração a sigam, com toda certeza nos tornaremos cristãos sem fé e acabaremos morrendo. Foi por isso que nosso Senhor nos disse para sermos fiéis a ele. Eu espero que você entenda bem na sua mente e no seu coração que o Senhor se tornou nosso Salvador, que todos nós não temos mais pecado agora por causa dele, que por isso temos que pregar o evangelho, e que devemos sempre procurar fazer a obra de Deus.
Amados irmãos, sua carne não busca as coisas do mundo também? Nosso carne com certeza busca as coisas do mundo. E por mais que tentemos dominá-la, ela sempre volta a buscar as coisas do mundo. Mas ao invés de nos preocuparmos com isso, temos que crer de todo o coração em todas as bênçãos que o Senhor nos deu – a paz, a remissão de pecados, o Espírito Santo, essa nova vida e a vida eterna. Se crermos nisso de todo o nosso coração pela fé, seremos um povo de fé e os verdadeiros obreiros do Senhor. Já que recebemos uma nova vida, agora somos obreiros da justiça que salvam almas todos os dias.
Estamos na época da Páscoa, mas como todo este ritual não é importante para nós, eu quero meditar com vocês sobre o que o Senhor nos deu depois que ressuscitou. Ele nos deu a remissão de pecados, a paz e o Espírito Santo. Além disso, ele nos deu o poder de perdoar os pecados das pessoas. Ele nos deu também essa nova vida e a vida eterna. Tudo que temos a fazer agora é esperar para termos um encontro com o Senhor após termos levado uma vida de fé, crendo que desfrutaremos da glória e das riquezas celestiais com ele na vida eterna.
Eu espero que vocês entendam isso muito bem e creiam que o Senhor ressuscitou. Meu desejo é que vocês vivam pela fé crendo que ressuscitarão também.

Aleluia! O Senhor Jesus Cristo ressuscitou dos mortos!