The New Life Mission

Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 26-3] (Mateus 26:20-29) Sirva ao Evangelho da Água e do Espírito Dado por Deus de Todo o Coração

( Mateus 26:20-29 )
“Chegada a tarde, assentou-se à mesa com os doze. Enquanto comiam, disse-lhes: Em verdade vos digo que um de vós me trairá. E eles, entristecendo-se muito, começaram um por um a perguntar-lhe: Por acaso sou eu, Senhor? Respondeu-lhes: O que mete comigo a mão no prato, esse me trairá. Em verdade o Filho do homem vai, como acerca dele está escrito. Mas ai daquele por quem o Filho do homem é traído! Melhor lhe fora se não tivesse nascido. Então, perguntou-lhe Judas, o que o traía: Por acaso sou eu, Rabi? Respondeu Jesus: Tu o disseste. Enquanto comiam, Jesus tomou o pão e, abençoando-o, partiu-o e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo. Então ele tomou o cálice, e, tendo dado graças, deu-o aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos. Isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, que é derramado por muitos, para remissão de pecados. E digo-vos que, desta hora em diante, não beberei deste fruto da vide, até àquele dia em que o beba de novo convosco no reino de meu Pai”.
 
 
Nós partilhamos o pão e o vinho quando tomamos a Santa Ceia. E quando fazemos isso, nos lembramos da salvação e do amor do Senhor que se sacrificou em nosso lugar. O Senhor veio a este mundo e foi batizado, derramou Seu sangue na cruz e morreu para apagar nossos pecados e nos dar uma nova vida, exatamente como Deus havia prometido a toda humanidade no Antigo Testamento. Deus estabeleceu o sistema sacrificial do Tabernáculo para os israelitas e prometeu acabar com todos os pecados do povo através dele. E nosso Senhor cumpriu a promessa de apagar todos os nossos pecados segundo o plano de Deus ao vir a este mundo em carne, levando os pecados do mundo ao receber a imposição de mãos e derramando o sangue da expiação.
 
 
Quando Tomamos a Santa Ceia
 
De acordo com a passagem acima, o Senhor tomou o pão, abençoou os discípulos e disse: “Tomai, comei; isto é o meu corpo”. O pão aqui significa que o Senhor veio a este mundo em carne para nos dar uma nova vida e que Ele foi batizado por João Batista para levar todos os seus pecados em Seu corpo. Portanto, nós devemos sempre nos lembrar, quando tomamos a Santa Ceia, do batismo que o Senhor recebeu para recebermos a remissão dos nossos pecados pela fé e nos tornarmos filhos de Deus. Eu também professo minha fé sempre que tomo a Santa Ceia dizendo: “O Senhor de fato veio a este mundo em carne para mim, para todos nós, para toda a humanidade, e foi batizado para levar nossos pecados. Ele se sacrificou e foi batizado para levar todos os nossos pecados sobre Seu corpo e nos salvar de todos eles. Foi assim que Ele nos amou”.
O Senhor se sacrificou para nos salvar ao vir a este mundo, foi batizado, derramou Seu sangue na cruz e morreu por nós. E através do pão e do vinho, Ele nos levou a entender a grande salvação e o amor de Deus, o qual Ele nos deu através do Seu batismo e do Seu sangue na cruz. E ao ver que o Senhor fez tamanho sacrifício por nós dizendo: “Basta ao discípulo ser como seu mestre” (Mateus 10:25), eu penso: “Nosso Senhor se sacrificou por nós e nos salvou de todos os pecados e da destruição. Por isso, nós temos que dar as mãos, unir nossas forças e dar tudo de nós para pregarmos o evangelho a todas as pessoas”. Meu coração se enche de gratidão quando eu penso na graça do Senhor que se sacrificou porque realmente nos amou. Ele deixou Seu glorioso trono celestial e veio a este mundo em carne. E ao fazer isso, Ele se tornou alguém fraco e limitado como nós, nasceu num estábulo e foi colocado numa manjedoura. É por isso que meu coração sempre se enche de gratidão quando eu penso: “O Senhor se sacrificou assim para me salvar”.
A obra do Senhor que nos salvou é representada de forma perfeita na Santa Ceia. Através dela, então, nós ratificamos o amor de Deus mais e mais em nosso coração e experimentamos Seu amor e Sua graça, ainda mais vendo como devemos viver daqui para frente. Nós cremos que o Senhor nos deu a salvação ao entregar Seu corpo como propiciação e somos gratos a Ele por isso. Uma coisa que você e eu temos que nos lembrar ao tomarmos a Santa Ceia, e quando somos batizados como nosso Senhor nos ordenou, é que Ele foi batizado por João Batista para levar sobre Seu corpo todos os pecados do homem, e que Ele derramou Seu sangue na cruz, morreu e ressuscitou dentre os mortos para nos dar a perfeita salvação. Você e eu temos que nos lembrar disso.
O Senhor celebrou a Última Ceia durante a comemoração da Páscoa. Ele tomou o pão, o abençoou, o partiu e deu aos Seus discípulos dizendo: “Tomai, comei; isto é o meu corpo”. Os discípulos estavam com Ele naquele momento. O Senhor tomou o pão e o deu a cada um dos discípulos. Ele dizia: “Este é o meu corpo” enquanto distribuía o pão.
 
 
Nós Não Podemos Nos Esquecer do Batismo que Jesus Recebeu por Nós
 
O Senhor veio a este mundo num corpo carnal e recebeu o batismo de João Batista. O Senhor estava falando do batismo ao dizer: “Tomai, comei; isto é o meu corpo”. Ele não estava falando do sangue e do pão. Só depois que disse: “Tomai, comei; isto é o meu corpo”, foi que Ele pegou o cálice e deu aos discípulos dizendo: “Bebei dele todos. Isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, que é derramado por muitos, para remissão de pecados”. Como o animal sacrificial que recebia os pecados pela imposição de mãos, cujo sangue era derramado e morria como o sacrifício de expiação no Antigo Testamento, o Senhor veio a este mundo em carne, foi batizado na forma de imposição de mãos, derramou Seu sangue na cruz e morreu como o eterno sacrifício de expiação de uma vez por todas por nós. E como todos os pecados dos israelitas eram transferidos para o animal sacrificial pela imposição de mãos através do sumo sacerdote, o Senhor veio a este mundo e foi batizado por João Batista e levou sobre si todos os pecados do homem. Foi por isso que Ele tomou o pão na Santa Ceia e disse: “Tomai, comei; isto é o meu corpo”. O Senhor levou todos os pecados do homem, inclusive os seus e os meus, sobre Seu corpo ao ser batizado. Jamais devemos nos esquecer disso.
Sempre que você e eu pregarmos o evangelho da água e do Espírito, temos que crer e pregar pela fé o batismo que o Senhor recebeu para remir nossos pecados, ou seja, todos os pecados do homem. É isso o que o Senhor está nos dizendo. Nós temos que nos lembrar disso espiritualmente, crer com nosso coração e entender que o Senhor só morreu crucificado depois que foi batizado. Foi por isso que Ele disse: “Bebei dele todos. Isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, que é derramado por muitos, para remissão de pecados”, quando passou o cálice.
Nossos pecados só puderam ser apagados porque o Senhor veio a essa terra num corpo carnal e levou sobre Si os pecados do homem ao ser batizado e ao derramar Seu sangue na cruz para expiar nossos pecados. Jesus Cristo, que é o Cordeiro de Deus, o Filho de Deus e o Sumo Sacerdote celestial, só pôde entregar Seu corpo a Deus como propiciação e derramar Seu sangue para expiar todos os nossos pecados depois de receber nossos pecados sobre Si. Ele prometeu se tornar a propiciação por toda a humanidade, que é à imagem de Deus, e realmente apagou todos os seus pecados. Jamais devemos nos esquecer disso. Se cremos no Senhor como nosso Salvador, nós jamais devemos esquecer do Seu amor sacrificial, que Ele veio a este mundo num corpo carnal para nos salvar, levou todos os nossos pecados ao ser batizado e nos deu uma nova vida ao derramar Seu sangue na cruz e ser condenado pelos nossos pecados. De um modo ou de outro, temos que crer nessa verdade e dar valor ao amor de Deus pela fé.
Também temos que pregar este amor da salvação a todas as pessoas do mundo. Se você e eu somos pessoas que de fato crêem no amor de Deus, temos que evangelizar todas as tribos deste mundo pregando que o próprio Deus veio a essa terra, foi batizado, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e desse jeito purificou nossos pecados e nos salvou. E já que nós cremos no Senhor Jesus Cristo, temos que fazer orações que glorifiquem o amor de Deus ao invés de ficarmos sempre pedindo algo a Ele. Temos que orar assim: “Senhor Deus, eu não tenho como te agradecer por Tu teres nos salvado através do batismo e da crucificação do Teu Filho. Por favor, nos abençoe, nos dê fé, nos dê todas as bênçãos celestiais e a gordura da terra, pois não podemos conseguir isso por nós mesmos. Permitas também que preguemos a verdade do evangelho da água e do Espírito aos ímpios deste mundo que só adoram Mamon, e guiemos todas as almas ao Senhor. Permitas que façamos tudo isso”. Nós temos que orar assim e viver para a justiça de Deus. Quando nós fazemos isso, nosso Deus nos abençoa, opera em nós, manifesta Sua glória através de nós, realiza Sua vontade através de nós e nos glorifica assim como Ele que é glorioso.
O Senhor disse: “E digo-vos que, desta hora em diante, não beberei deste fruto da vide, até àquele dia em que o beba de novo convosco no reino de meu Pai”. Isso significa que há uma vida nova e eterna preparada para nós. E também significa que a vida de uma pessoa não acaba quando ela morre. Nosso Senhor também disse: “Você estará no paraíso do novo mundo”. Ele também disse que não beberia do fruto da vide novamente até que o bebesse conosco no mundo citado acima. Existe um futuro para nós. A morte não é o fim para o homem, pois existe outro mundo. Nós temos sempre que buscar o Reino Milenial e o Reino de Deus. Nós temos que esperar por isso e pregar o evangelho neste mundo, além de nos sacrificarmos em prol da pregação do evangelho como Jesus Cristo se sacrificou pela nossa salvação. Nós não sabemos quanto tempo ainda vai levar, mas temos que nos sacrificar pelo evangelho até o último dia. Nós deixaremos este mundo quando acabarmos de pregar o evangelho nele. Deus virá e nos levará. E nós desejamos muito ir para junto dEle.
 
 
Nós Temos que Viver para o Senhor Até Ele Nos Levar
 
Por favor, não sirva ao Senhor como se isso fosse um jugo para você, pois não é nada difícil fazer isso quando cremos no amor de Deus de todo coração. O Senhor disse que “basta ao discípulo ser como seu mestre”. E já que Ele veio a este mundo e nos salvou de modo perfeito se sacrificando, temos que fazer a obra que Ele nos confiou, apesar das nossas falhas, buscar Sua ajuda e viver para Ele. Deste modo, o Senhor nos ajudará para que cumpramos nossas tarefas com eficiência, renovará nossas forças, nos dará uma fé celestial, habilidade para O seguimos e servirmos, e forças para pregarmos o evangelho no mundo inteiro. Eu creio que Deus nos dará bênçãos, habilidade e fé. Eu não tenho como agradecer a Deus por tudo isso.
Durante este retiro, nós temos visto na Palavra de Deus a parábola do semeador que está em Mateus 13. Três dos quatro tipos de solo não deram frutos. E se há alguém entre vocês que ainda não recebeu a remissão de pecados, você tem que parar de crer em Jesus de uma maneira formal e reconhecer Jesus Cristo como Filho de Deus, o Salvador, e receber a salvação crendo no evangelho da água e do Espírito. E nós também, os nascidos de novo, não somente temos que nos apegar muito ao evangelho da água e do Espírito, mas também a tudo que nosso Senhor nos ordenou. Aquele que nasceu de novo ainda tem um corpo e às vezes segue as coisas da carne, mas ele não deve fazer somente isso. Às vezes nós procuramos fazer a vontade da nossa carne, mas temos sempre que voltar para o Senhor e nos lembrar da salvação que Ele nos deu, obedecê-lo, segui-Lo com fé e sempre dar frutos de justiça na graça que Ele nos deu. Você e eu temos que dar frutos assim e seguir o Senhor. Em suma, temos que ser pessoas completamente controladas pelo Senhor para que sejamos libertos do nosso egoísmo.
Nosso retiro de verão durou uma semana e o encerraremos hoje no culto matinal. Eu sei que sua mente já está em casa e em tudo que há lá. E mesmo depois de voltarmos para casa, nós continuaremos vivendo para o evangelho. Mas você deve estar pensando: “Como é que eu vou fazer tudo que foi proposto a mim nessa última semana? Meu Deus, é assustador pensar que eu terei que servir ao Senhor depois de voltar para casa”.
O que há de assustador em servir ao evangelho, já que o Senhor se sacrificou por você e por mim? Embora o Senhor tenha deixado este mundo após ter vivido aqui por somente 33 anos, nós não devemos viver para Ele até o dia que Ele vier nos buscar, mesmo que vivamos 60, 80 ou mesmo 100 anos? Nós estamos fazendo a obra do Senhor e iremos mesmo para o Céu. Então, não seria melhor nós pensarmos positivamente e fazer a obra de Deus assim também? Às vezes você acha que seria até melhor se você morresse, não é? Para falar a verdade, eu penso assim também às vezes. Mas é errado pensar assim. Este é um pensamento maligno que só busca prazer na carne. Não fique somente pensando que você poderia deixar este mundo, mas busque cuidar do seu corpo e servir ao Senhor por muito tempo aqui nessa terra.
Eu sou muito grato ao Senhor. A Palavra que eu quero compartilhar com você é que o Senhor renova nossas forças, nos dá habilidade e bênçãos. Por isso, o meu desejo é que o Senhor nos dê mesmo habilidade para pregarmos o evangelho no mundo todo, e também nos dê fé e bênçãos para fazermos toda a obra do evangelho. Algo que me comove muito é ver os pastores, crentes, servos e servas de Deus passando por lutas. Se eu fosse Deus, eu diria: “Sejam curados” e os curaria de fato, mas isso é impossível porque eu não sou Deus. E eu não tenho nada mais a dizer sobre isso porque nosso Senhor se alegra quando servimos a Ele nessa situação. Mas eu tenho um desejo perante o Senhor. O desejo do meu coração é fazer tudo com as bênçãos e a força que o Senhor nos dá. Meu desejo é que essas bênçãos e essa fé de Deus venham sobre mim, sobre todos os meus pastores, sobre todos os nossos colaboradores no mundo inteiro, assim como a todos os crentes e obreiros da Coréia. Nós somos incompetentes e temos muitas falhas para cumprir fielmente as tarefas que nos foram confiadas. É por isso que temos que resolver nossas falhas e dificuldades orando a Deus com fé. Nós também temos que orar ao Senhor com fé para que possamos fazer tudo através das bênçãos e da força que Ele nos dá. Nós temos que buscar sempre a ajuda de Deus, como uma criança que procura o colo de sua mãe.
Na verdade, nós não somos mesmo capazes, mas o Senhor trabalha através de nós. O Senhor tem trabalhado conosco até hoje e continuará fazendo isso. E meu desejo é que recebamos as bênçãos de Deus. Eu quero poder fazer todas as coisas. Uma coisa que eu desejo muito é pregar o evangelho até a volta do Senhor, a fim de que o mundo todo seja coberto pelo evangelho da água e do Espírito e todas as pessoas o conheçam. Eu espero que não haja uma só pessoa neste mundo que não conheça o evangelho da água e do Espírito. Pode ser até que alguns sejam rejeitados, mas eu espero que isso não aconteça. Nós não seremos rejeitados por buscarmos a ajuda do Senhor e nos humilharmos perante Ele, mas se não fizermos isso e vivermos confiando em nossas próprias forças, nós seremos rejeitados por Deus. Eu espero que você seja alguém que se humilhe espiritualmente perante Deus e busque Sua ajuda. Eu espero também que você seja próspero para o resto de sua vida. Este é meu desejo para mim e para você. Eu também espero que você ore para que o evangelho seja próspero enquanto você viver.
Nós nos veremos novamente no retiro de inverno, ou seja, no “Treinamento de Discípulos da Nova Vida de Jesus em 2005”. Parecia que 2005 nunca ia chegar, mas isso acontecerá daqui a alguns meses. Nós não sabemos como o mundo mudará no futuro. Eu fui para o meu quarto ontem à noite para ver TV depois do culto e disseram que 3000 pessoas, os fracos e idosos, morreram na França por causa de uma onda de calor. Hoje em dia, nem na guerra 3000 pessoas morrem assim tão rápido, mas muitas morreram por causa dessa onda de calor terrível na França. Eu espero que tenhamos uma vida melhor com a ajuda de Deus. Eu desejo que Ele abençoe nossos irmãos e todos os nossos pastores, todos os nossos obreiros e colaboradores no mundo inteiro. E eu também desejo que as bênçãos de Deus possam alcançar aqueles que não nos enviam notícias, todos aqueles que crêem neste evangelho e servem ao Senhor, e todas as almas que conhecerão este evangelho da água e do Espírito. Nós fomos remidos através do amor, da salvação e da bênção de Deus, e é por isso que vivemos para servir ao Senhor. Eu sou muito grato ao Senhor por isso.
Nós vamos voltar para casa depois do culto. Mas por favor, saiam com calma e não levem nada dos outros. Algumas pessoas disseram que quando chegaram em casa descobriram que pegaram a bagagem errada pensando que era a sua. Alguns até se esqueceram de sua bíblia por quererem tanto voltar para casa. Por favor, saiam somente depois que tudo estiver em ordem e orem para que seu retorno seja seguro.
Orem por seus irmãos da igreja e vejam se alguns deles estão fracos. Vejam também se alguns deles estão prejudicando a igreja. Nós temos que suportar as falhas dos nossos irmãos e esperar que sua fé cresça, contanto que eles não atrapalhem o evangelho da água e do Espírito. Mas todo prejuízo à igreja e à pregação do evangelho é um mal tão terrível que deve ser cortado.

Eu sou muito grato a Deus. Eu fico imaginando como Ele nos deu tão grande amor e Sua salvação. Eu sou grato a Deus por Ele ter-nos feito nascer neste mundo, por Ele ter-nos dado entendimento deste evangelho da água e do Espírito e pela salvação que Ele também nos deu.