Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 28-3] (Mateus 28:16-20) O Senhor que Virá Como Juiz

( Mateus 28:16-20 )
“Os onze discípulos partiram para a Galiléia, para o monte que Jesus lhes tinha designado. Quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram. Chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado. E certamente estou convosco todos os dias, até à consumação do século.’”
 
 
Como vocês estão hoje? Viver nesse mundo nos dias de hoje é algo muito confuso e perturbador. O preço do petróleo alcançou os 60 dólares por barril e muitos dizem que logo ele chegará a 100 dólares. A lei que permite a introdução do código de barras sob a pele das pessoas passou nos Estados Unidos. E constantemente nós também ouvimos notícias sobre todo tipo de desastres naturais e da gripe aviária entre outras doenças contagiosas. Esse é realmente um mundo muito sinistro. Verdadeiramente, o futuro do mundo está em decadência. Tudo perdeu a esperança. Tudo no mundo está ruindo, incluindo a economia e a política.
Nesses dias o nosso país também está agitado por causa da eleição presidencial. Agora mesmo, a Coréia, o nosso país, está agitada com a possibilidade de o candidato de um partido minoritário se tornar o próximo presidente ou não, e toda a sociedade está inquieta porque a batalha pelo poder político está sendo duramente travada. Está sendo travada uma batalha desenfreada. O pessoal da política quer ter qualquer tipo de poder pensando que ainda há esperança para este mundo. É triste os ver lutando para satisfazer sua própria carne, e não pelo bem dos outros. Por isso é que não podemos nos guiar pela tendência desse mundo. Realmente não há esperança neste mundo, a esperança está somente em Jesus Cristo.
O livro de Apocalipse declara que Deus mandará sete catástrofes a este mundo no fim dos tempos. Jesus recebeu de Deus Pai o livro dos sete selos, e uma catástrofe acontece cada vez que Ele abre um selo. Até a quinta catástrofe as pessoas chegarão quase a sua destruição total, mas elas serão forçadas a receber a marca por volta da sexta catástrofe, que continuará caindo do céu. O sofrimento será tão grande que as pessoas pedirão para que o monte caia sobre elas. Pedras do tamanho de um talento (cerca de 40 kg ou 100 libras) cairão do céu, todo tipo de doenças surgirão e as pessoas serão afligidas por chagas em todo o corpo. Haverá mártires nesse tempo.
O sétimo anjo trará a última catástrofe que irá mudar os continentes de lugar. As ilhas mudarão de lugar e a terra fenderá, mudará de lugar e a geografia atual do mundo inteiro será transformada. E uma grande estrela ardendo como uma tocha cairá sobre a fonte das águas e muitos morrerão por causa do seu amargor. A Palavra de Deus declara que então 1/3 de todos os seres viventes e das pessoas morrerão. A verdade é que esse tempo em que vivemos é o tempo do qual fala o livro de Apocalipse como sendo o tempo próximo do final dos tempos. A palavra em Apocalipse é mesmo deprimente e esse é o tempo em que vivemos.
Após acabar a exortação das sete igrejas da Ásia, Jesus levou o apóstolo João aos Céus e mostrou-lhe o que aconteceria, e Ele se manifestou como o Rei dos reis. O Apocalipse mostra ao apóstolo João a cena de Jesus sentado em um alto e sublime trono, e Jesus abrindo os sete selos como Juiz. Portanto, os sete selos representam Deus desvelando a história e o período das sete catástrofes. Está escrito que haverá o período do cavalo branco, o período do cavalo vermelho, o período do cavalo preto, o período do cavalo amarelo; e agora é o período do cavalo preto. O período da guerra e da fome é o período do cavalo preto. Está escrito que um quarto de trigo custará um denário e três quartos de cevada custarão um denário nessa época (Apocalipse 6:6). Nesse período, o período do cavalo preto, é o período da fome onde as pessoas terão que pagar muito caro pela comida.
E então o anticristo aparecerá, e haverá uma catástrofe, pois ele matará muitas pessoas e as forçará receber sua marca. E o martírio e o arrebatamento virão para os justos nesse período. O arrebatamento acontecerá quando o Senhor vier e levar os justos após a metade dos sete anos de tribulação. A bíblia diz que os justos serão arrebatados e irão para o Reino Milenial e para o Reino eterno dos Céus, e os pecadores irão para o inferno onde irão sofrer o castigo eterno.
Vocês sabem o que está escrito bem no final das escrituras? Vamos ver juntos os últimos versículos do último capítulo de Apocalipse. Vamos ler os versículos de 18 a 21 juntos: “Eu advirto a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro: Se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus lhe acrescentará as pragas que estão escritas neste livro. E se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa, que estão escritas neste livro. Aquele que dá testemunho destas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Vem, Senhor Jesus. A graça do Senhor Jesus seja com todos. Amém.” Amém.
Quando o Senhor diz: “Certamente cedo venho”, o apóstolo recebeu a palavra e respondeu: “Amém. Vem, Senhor Jesus. A graça do Senhor Jesus seja com todos. Amém.” O apóstolo João ansiava pela vinda do Senhor. O povo justo que nasceu de novo da água e do Espírito também aguarda a vinda do Senhor. Quando o Senhor voltar novamente, todas as profecias escritas em Apocalipse se cumprirão na vida dos que receberam a remissão de pecados, exatamente como elas foram relatadas. Os que nasceram de novo pela água e pelo Espírito jamais receberão a marca do 666 e ainda irão para o Reino Milenial como reis.
Há algo que devemos fazer antes desse tempo chegar. Nós que recebemos a remissão de pecados, devemos fazer discípulos de todas as nações e batizá-los em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e testemunhar o evangelho até os confins da terra. A única coisa que os justos devem fazer desde o fim dos tempos até o Reino Milenial é pregar o evangelho da água e do Espírito. Nós manteremos nossa fé até o fim dos tempos e viveremos como reis por mil anos no Reino Milenial, quando nosso Senhor vier a este mundo.
Na realidade, que esperança nós temos nesses tempos? Não há mesmo esperança nesse mundo. Nós demos o nome de nossa igreja na cidade de Chooncheon de Igreja da Esperança por aguardarmos pela segunda vinda do Senhor, por aguardarmos pelo Reino Milenial e por aguardarmos pelo Reino dos Céus.
Agora, a única coisa que temos que fazer é pregar o evangelho aos confins do mundo. Nós devemos pregar o evangelho ao mundo todo mesmo ele estar chegando ao fim. Nosso Senhor disse: “E certamente estou convosco todos os dias, até à consumação do século” (Mateus 28:20). Por isso é que não temos que nos preocupar com esse mundo estar chegando ao fim. Nós só precisamos crer que o nosso Senhor virá, e por isso temos que preparar nosso coração e pregar o evangelho da água e do Espírito até o dia que o Senhor voltar. Os obreiros de Deus têm que se casar e ter um ministério, batizar os nascidos de novo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, fazer discípulos de todas as nações, pregar o evangelho da água e do Espírito, dar o seu melhor, e viver triunfando nesse mundo. Nós só temos que viver dessa forma e ir com o Senhor quando Ele voltar novamente.
Como os acontecimentos futuros são óbvios. Acontecerá tudo exatamente como está escrito. O início do fim do mundo virá com as guerras e fomes. Virá o início da Grande Tribulação e depois a imposição da marca 666 no meio da tribulação, e aqueles que rejeitarem a marca enfrentarão a morte, e depois disso o Senhor virá e nos levará para o Céu. Primeiro, a colocação da marca 666 será voluntária, mas depois será impossível comprar ou vender alguma coisa sem a marca, e aqueles que até o último instante não receberem a marca, enfrentarão a morte.
Nesse tempo, o anticristo aparecerá e dirá para todos o adorarem, mas nós o resistiremos até o fim. O mundo se unirá como uma só nação com o anticristo na liderança, e a marca 666 será fundamental para governar o povo. O anticristo se levantará como o líder do mundo todo e ele será essencial na política. Ele fará com que todos tenham a marca em sua mão direita ou na testa para ter o controle sobre eles. Na verdade, o trabalho de pôr a marca será preparado secretamente. Eles terão tudo preparado e tentarão criar gradativamente uma atmosfera positiva, com um método menos ofensivo possível para pôr a marca. Mas nós que nascemos de novo da água e do Espírito não receberemos a marca até o fim porque a marca é o ingresso para o inferno. Nós só seremos arrebatados se tão somente ficarmos firmes até a vinda do Senhor, aí Ele nos levará.
Como está escrito em Apocalipse 14:13: “Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor”, será muito difícil suportar a tribulação. Mas nós não estamos com medo porque o Senhor prometeu estar conosco até a consumação dos séculos. Nós chegaremos ao fim após vivermos nesse mundo pregando o evangelho como o fazemos agora, e uma coisa que está clara é que o Senhor está conosco. Por isso é que não temos que nos preocupar muito. Mas devemos nos preocupar em como devemos viver nesse período de fim de mundo iminente. A terra está seguindo seu curso e a tribulação está próxima, então o desafio mais importante é como devemos viver se quisermos manter a fé. Devemos pregar o evangelho ao mundo todo até entrarmos no paraíso, o Reino Milenial, e o Reino eterno do novo céu e nova terra. Nossa última tarefa é empregar todos os nossos esforços para expandir o Reino de Deus antes de encontrarmos o Senhor.
Muitas dificuldades virão. Devemos viver com fé agora, para que possamos suportar até o fim. E a bíblia diz que aqueles que viverem segundo a fé serão guardados da hora da tribulação (Apocalipse 3:10). Por isso é que temos que viver com fé. Durante o fim dos tempos, precisamos guardar a nossa fé crendo no evangelho da água e do Espírito de coração, mantendo-o firme ao invés de trazer tumulto para a igreja por causa do medo da tribulação. Eu estou falando de antemão sobre o tempo que virá, para que vocês possam estar preparados com fé, e não para assustá-los falando da tribulação do final dos tempos e nem para que vocês tragam todos os seus bens para a igreja. Eu não quero que vocês tragam todo o seu dinheiro, casa ou bens para a igreja. Pelo contrário, eu peço que vocês gerenciem bem suas finanças e sirvam ao evangelho bem também, para que não tenham nenhuma preocupação com comida ou outras necessidades básicas, pois o tempo da vinda do Senhor está próximo. Eu não tenho nenhum outro motivo oculto.
Eu só penso em como poderemos pregar esse evangelho da água e do Espírito dentro e fora do país e para a sua família também, e em como faremos mais almas ouvirem ao evangelho. Eu acho que o nosso desafio é ajudar as pessoas do mundo a entender e crer no evangelho da água e do Espírito. E eu creio nisso também.
Hoje nós pregamos o evangelho da água e do Espírito no mundo todo. Agora não há muitas pessoas que aceitam o evangelho, mas a colheita será grande nos dias que virão. Cerca de 4000 pessoas visitam nossa página na internet todos os dias. Mas, como isso é pouco comparado a 60 bilhões de pessoas no mundo todo. Mas o Senhor disse que no fim dos tempos “Ele plantará duas oliveiras e pregará o evangelho com toda determinação”. Por isso é que eu creio que muitos passarão a crer nesse tempo e também muitos serão martirizados. Eu creio que se nós neste momento plantarmos as sementes pregando o evangelho da água e do Espírito, todos aqueles que não o receberam agora e que ainda nos perseguem, irão crer nele quando os desastres começarem a acontecer. Quando houver uma mudança nas condições climáticas da terra e os terremotos surgirem, eu creio que muitos se lembrarão do evangelho da água e do Espírito que nós pregamos, e finalmente passarão a crer no evangelho da verdade, porque a palavra no livro de Apocalipse declara que um incontável número de pessoas vestidas com vestes brancas ficará diante do Senhor (Apocalipse 7:9-14). O apóstolo João que escreveu o livro de Apocalipse sabia desse fato também. Isso significa que não havia muitos no mundo que haviam recebido a remissão de pecados, mas uma multidão de pessoas de todas as nações, tribos, povos e línguas crerão em meio a tribulação e receberão a salvação através de seu martírio. Haverá muitos no futuro que crerão no evangelho que nós pregarmos se o pregarmos poderosamente agora enquanto ainda podemos.
Esse evangelho será pregado pelo mundo porque essa é a vontade do Senhor. Jesus pode alcançar alguém em algum lugar totalmente improvável mesmo se poucos de nós falarmos desse evangelho de um local isolado. Tudo o que temos que fazer é pregar as boas novas: “Você irá para o Céu somente se nascer de novo da água e do Espírito. Por isso é que você precisa crer no evangelho da água e do Espírito.” Eu creio que então, muitas pessoas receberão a remissão de pecados até o fim dos tempos. Por isso é que nós estamos continuamente pregando o evangelho com as condições que temos, e fazendo o nosso melhor para pregar o evangelho para outras nações através do nosso ministério de literatura.
Não devemos ficar inquietos apesar do tempo da vinda do Senhor estar próximo, e devemos viver sendo fiéis e zelosos a cada dia com nossas mentes voltadas para a pregação do evangelho. Com um só pensamento, nós devemos usar tudo para a pregação do evangelho. Será bom o bastante mantermos nossa posição atual no mundo e dar tudo o que temos ao Senhor para a pregação do evangelho, isso é o melhor que temos a fazer. Nós só teremos que ir para o Senhor quando Ele vier, após termos dado nossa mente, coração e tempo para a pregação do evangelho. Apesar de Deus suprir todas as nossas necessidades materiais, não podemos esquecer que devemos dar ao Senhor tudo o que pudermos. Não importa quanta riqueza acumulemos nesse mundo, nós não poderemos usá-las quando o Senhor voltar. É na verdade uma bênção podermos dar tudo o que pode ser usado para a valiosa obra de pregar o evangelho. Eu posso lhes falar com toda sinceridade que devemos nos encontrar com o Senhor após servirmos e pregarmos amplamente o evangelho enquanto estamos vivendo abundantemente nessa terra. Eu não tenho nenhum outro motivo além de admoestá-los a viver uma vida de renúncia pelo evangelho. Talvez vocês não creiam nisso. Eu tenho uma consciência limpa diante de Deus. Eu não tenho nada do que me envergonhar diante do Senhor porque eu cri no evangelho da água e do Espírito, guardei esse evangelho e o compartilhei com todas as pessoas, e ainda dei toda a minha vida para essa obra.
Nosso Senhor ressuscitou e disse aos discípulos antes de Sua ascensão: “É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado” (Mateus 28:18-20). E Ele prometeu: “E certamente estou convosco todos os dias, até à consumação do século”. Qual foi o último mandamento que Jesus pediu que fizéssemos com o Pai e o Espírito? O que Ele pediu para nós obedecermos? É que deveríamos fazer discípulos de todas as nações e batizá-los em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo. E também para ensiná-los a seguir todas as coisas que o Senhor ensinou aos Seus discípulos. Essa foi a última vontade do nosso Senhor.
As pessoas deixam um testamento antes de morrer. Alguns temem não poderem deixar um testamento quando estão com a doença de Alzheimer, então eles gravam seu último desejo numa fita. Assim como alguém que tem uma última palavra para dizer aos seus filhos, temos que nos lembrar que Jesus deixou um testamento depois de ter ressuscitado e logo antes de ascender aos Céus. Ele disse: “Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado”. Isso significa que devemos crer na Palavra de Deus e viver pela fé.
Quando eu falo: “Eu tenho uma consciência limpa”, eu quero dizer que nunca omito o batismo que Jesus recebeu quando eu prego o evangelho. Eu nunca preguei o evangelho sem o Seu batismo, só para ganhar mais pessoas. E eu nunca farei isso no futuro também. Crer em Jesus sem o batismo que Ele recebeu é inútil. O livro de Apocalipse, o último livro da bíblia, diz que Deus irá apagar o nome da pessoa do Livro da Vida se ela omitir uma parte sequer das Escrituras. E também está escrito que Deus irá acrescentar as pragas àquele que acrescentar alguma coisa à Sua Palavra (Apocalipse 22:18-19). Ter as pragas acrescentadas e o nome apagado do Livro da Vida significa ir para o inferno e receber o castigo eterno. Então, todos têm que crer no evangelho da água e do Espírito assim como ele é.
Como a pessoa ficará satisfeita ao receber o veredicto de “inocente” por um pecado que a levava a crer que era culpada, e que a envergonhava e atribulava a cada dia. O sentimento de liberdade será indescritível. Cada pessoa sofre pelo pecado cometido em seu coração, pelo pecado cometido em suas ações, e pelo pecado que nasceu com ela. Como essas pessoas ficariam contentes se alguém lhes dissesse: “Você não tem pecado.” As pessoas crêem de primeira se alguém diz: “Você não tem mais pecado” quando pregam somente o evangelho do sangue na cruz, ao invés do evangelho da água e do Espírito. Os evangélicos pregam esse evangelho. Contudo, é inútil crer somente no sangue mesmo se alguém creia fervorosamente em Jesus e clame por Ele, se sua fé desconhece o Seu batismo. Definitivamente nós temos que obedecer ao mandamento que Jesus nos deu. Temos que lembrar que Seu mandamento é batizar no nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo e manter firmemente a nossa fé.
O Senhor veio a este mundo e pediu para guardarmos duas cerimônias. Uma é a Santa Ceia. O Senhor disse: “Tomai, comei; isto é o meu corpo. Bebei dele todos. Isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, que é derramado por muitos, para remissão de pecados” (Mateus 26:26-28). A outra cerimônia foi batizar em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo. O Senhor nos deu esse ritual de batizar em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo. Toda igreja deve manter essas duas cerimônias.
Há um elemento comum nessas duas cerimônias. O Senhor nos deu o pão e o vinho na Ceia. Dar o pão significa que o Senhor recebeu o batismo sobre Seu próprio corpo e levou todos os pecados sobre Si e os purificou, e dar o vinho significa que o Senhor nos deu a Sua vida ao derramar Seu sangue e morrer na cruz.
A cerimônia do batismo que o Senhor estabeleceu tem o mesmo significado. Quando pregarmos o evangelho da água e do Espírito a todas as nações e os fizermos receber a remissão de pecados que os fará discípulos, o Senhor nos disse para batizar em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo. O Senhor planejou essa salvação e o próprio Filho cumpriu o plano do Pai ao vir a este mundo, recebendo o Seu batismo, derramando Seu sangue na cruz e ressuscitando, e o Espírito Santo entra no coração dos crentes do evangelho como Conselheiro e os sela dizendo: “Sim, sua fé está certa”, e confirma a fé deles.
Por isso é que nós cremos e pregamos a divindade de Jesus, Seu nascimento, batismo, morte, ressurreição e Segunda vinda. Não importa o quanto estejamos fracos, nós cremos que os nossos pecados foram transferidos para Jesus ao receber o batismo. Nós também cremos e pregamos que Jesus pagou por todos os pecados do mundo quando recebeu Seu batismo, derramou Seu sangue e morreu na cruz. Aquele que prega esse evangelho verdadeiramente é alguém que tem uma consciência limpa.
Aquele que tem a consciência de um ladrão diz que não tem nenhum pecado, mesmo pregando somente o sangue da cruz e omitindo o batismo de Jesus. Eles se agarram ao seguinte pensamento: “Quando um casal se casa eles não estão casados mesmo que não se sintam assim, apesar de já terem se casado? Apesar de não se sentirem assim, casamento é casamento. E a evidência do casamento é que eles chamam um ao outro de ‘querido’. Apesar de não haver um sentimento de que estão casados, casamento é casamento. Da mesma forma, mesmo não tendo a confirmação em seu coração, a pessoa recebe a salvação somente por crer em Jesus. Se alguém recebe Jesus como seu Salvador e O chama ‘meu Senhor’, essa é a evidência de que ele ou ela foi salvo.” Muitos no mundo crêem e pregam o evangelho dessa forma. Mas na verdade, isso é um absurdo total.
O Senhor levou sobre Si todos os pecados do mundo ao receber Seu batismo. Foi assim que todos os nossos pecados foram transferidos para Jesus, e por isso nós vivemos sem pecado e pregamos o evangelho da remissão de pecados para as pessoas. Como pode haver pecado se o batismo de Jesus levou todos eles sobre Si de uma vez por todas? Crer somente no sangue de Jesus é tirar um elemento da palavra de Jesus, e por isso os que pregarem esse meio evangelho terão os seus nomes riscados do Livro da Vida. Isso não é um completo absurdo. Você não deve crer somente no sangue da cruz.
O que devemos fazer até a segunda vinda do nosso Senhor é fazer discípulos de todas as nações e batizá-los em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Nós temos que batizar como sinal da fé e fazer discípulos dos que responderem sim à pergunta: “Jesus lhe deu a remissão de pecados com a água e do Espírito. Você crê no evangelho da água e do Espírito?” Então, tudo o que precisamos fazer é somente ensiná-los a continuar pregando o evangelho. Essa é a única coisa que temos que fazer.
Se Jesus disser que está voltando, não haveria nada que pudéssemos fazer para impedir isso. E se Jesus decidisse vir, não poderíamos dizer: “Por favor, espere só mais um pouco. Seja paciente. Venha mais tarde. Eu ainda não ganhei todo o dinheiro que precisava ganhar. Venha mais tarde. Eu não vivi ainda o suficiente. Venha mais tarde.” Essa alegação boba não surtiria nenhuma efeito porque Ele virá quando Ele disse que voltaria e Ele irá quando Ele disse que iria. A bíblia diz:
“Deus não é homem para que minta,
Nem filho do homem para que se arrependa.
Porventura tendo ele dito não o fará,
Ou tendo falado não o realizará?” (Números 23:19). O Senhor é o verdadeiro Deus que prometeu que salvaria a humanidade, e realmente salvou a todos perfeitamente.
Por causa disso, nós que vivemos no final dos tempos, temos que nos lembrar que devemos viver nesse mundo pregando o evangelho até aquele grande dia. Essa é a única coisa que devemos fazer, a única coisa que temos que guardar, a única coisa que temos de nos preocupar, e a única coisa que temos que servir. Não há nada mais para nós. O que mais haveria? O que um homem pode fazer só com seu poder e esforço diante de Deus? Não há nada que alguém possa fazer com o esforço humano contra o que Deus planejou. Você e eu só temos que crer na promessa do Senhor que diz que Ele estará conosco até a consumação dos séculos, e nos dedicarmos a pregar o evangelho ao mundo todo como Ele mandou. Além disso, há algo mais que temos que crer? O que mais devemos fazer no fim dos tempos? As coisas mudam ano a ano. Realmente, as coisas estão mudando muito, muito rápido. O tempo da vinda do Senhor está cada vez mais perto. Ponham todas as suas forças para pregar o evangelho. E continuem se preparando para a pregação do evangelho. Prepare a sua fé, guarde-a, e pregue o evangelho.
Há algo que você deve lembrar no tempo da vinda do Senhor. Você não deve se submeter ao anticristo e aos seus seguidores que no fim dos tempos dirão para você receber a marca da besta. Quando eles disserem para recebermos a marca em nosso corpo, tudo o que devemos fazer é não recebê-la. Certamente, eles irão nos ameaçar quando dissermos que não a receberemos. Mas se cedermos à pressão, esse será o fim para nós. Esse mundo não será mais um lugar onde se valerá a pena viver. Desastres terríveis acontecerão na terra no fim dos tempos. Pedras do tamanho de um talento cairão, o fogo virá do céu, todo o tipo de doenças se espalhará, e as pessoas não poderão mais viver na terra. Que felicidade o espera mesmo que você receba a marca? O mundo logo chegará ao fim, independentemente se você receber a marca ou não. Se você receber a marca, poderá viver um pouco mais, mas irá receber o castigo do fogo eterno. Então, você deve guardar a fé para poder resistir quando quiserem lhe colocar a marca.
Numa só palavra, o mundo será destruído pelos desastres. Acontecerão terremotos, as doenças se espalharão, as pedras cairão do céu, e guerras e confusões surgirão em todo lugar. Porque o mundo estará nesse caos, um forte e carismático líder se levantará nessa situação e seus seguidores tentarão implantar um chip eletrônico no corpo das pessoas para ter o controle sobre elas. Então, tudo acabará. Se já não há muita esperança, haverá muito menos no futuro. Não será necessário tentar agradar o anticristo e seus seguidores para viver um pouco mais, dizendo: “Oh, por favor, deixe- me em paz. Eu farei tudo o que quiser.”
Eu estou me preparando para viver sem o apoio do governo e do mercado. Sabendo que o fim do mundo está próximo, eu vou me preparar para ele. Como eu vou me preparar para isso? Isso é um segredo. Nós só precisamos voltar a viver do jeito antigo de cultivar nossa comida, e poder viver mesmo se não tivermos mais luz elétrica e não pudermos comprar gasolina.
Provavelmente essas coisas acontecerão no fim dos tempos. Deverá ter um carro com alto-falante andando pela vizinhança anunciando: “Fulano e cicrano de tal do endereço tal, saiam para receber a sua marca”.
“Ah não, eu não vou receber isso. Por que eu tenho que recebê-la? Eu não quero.”
“Então você não terá sua porção diária de comida”.
“Mesmo assim, eu não vou receber isso”.
“Então, o que você vai comer para sobreviver?”
“Simplesmente não a ponha em mim. Eu vou morrer de fome.”
“Nós veremos se você receberá a marca ou não. Mais cedo ou mais tarde você irá receber se nós não lhe dermos comida. Assim, torne tudo mais fácil para você e receba a marca.”
“Se você não quiser me dar comida, não dê.”
O mundo se ficará uma confusão e será destruído de uma tal maneira que as pessoas não poderão mais viver nele. Por isso é sábio guardar a fé até o fim e ir para o Reino do Senhor, e estúpido trair a fé só para ter uma refeição a mais. Nosso corpo pode achar difícil suportar, mas não devemos nos preocupar porque o Senhor estará conosco nessa hora.
Eu era uma criança logo assim que a guerra da Coréia acabou, e não havia muito que comer porque a nação inteira estava em ruínas. Sobreviver era muito difícil. Era difícil conseguir arroz. Nós iremos passar ainda mais fome no fim dos tempos, mas nossa fé não pode esmorecer porque o Senhor estará conosco nessa hora. Ele disse que estaria sempre conosco até a consumação dos séculos. Não se preocupe, pois o Senhor nos dará sabedoria e um meio de viver nessa hora. Devemos dar o nosso melhor para pregar o evangelho da água e do Espírito nesse tempo para que possamos guardar nossa fé até o dia que formos para o Senhor.
Mesmo agora o Senhor está conosco. O Senhor está conosco quando somos prósperos; O Senhor está conosco quando estamos rindo e nos divertindo; e o Senhor está conosco mesmo quando estamos sofrendo e passando por tempos difíceis. Não acontece o mesmo com você? O Senhor está com você quando as coisas estão indo bem e o Senhor está com você quando você está sofrendo. O Senhor está sempre com você, certo? O Senhor nos prometeu: “E certamente estou convosco todos os dias, até à consumação do século”.
Então, não se preocupe muito com o fim dos tempos, e só tenha em mente que devemos pregar o evangelho agora, enquanto ainda podemos. Nós só precisamos publicar mais livros para que as pessoas venham a conhecer esse evangelho da água e do Espírito, e pôr mais livros eletrônicos em nossa página na internet, e fazer fielmente tudo o que pudermos para nos encontrarmos com o Senhor. O maior problema é não saber que esse é o final dos tempos, não crer no evangelho da água e do Espírito, e continuar a viver com o pecado.
Quando o anticristo aparecer no final dos tempos e disser que devemos pôr a marca, os que não crêem no evangelho da água e do Espírito serão os primeiros a ter a marca estampada. Eles rirão dos que não quiserem ter a marca, e dirão: “Eles não sabem que morrerão se não quiserem receber a marca. Eu serei o primeiro a recebê-la”. Mesmo aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito serão rejeitados pelo Senhor se voluntariamente receberem a marca. O Senhor dirá: “Você está Me negando? Eu também não te conheço. A sua salvação está anulada! Está feito!”
Nós podemos superar bem o fim dos tempos com a força que o Senhor nos deu. O Senhor nos diz e nos ensina claramente o que fazer. Naqueles dias, parecerá que não conseguiremos suportar a perseguição, a tortura e a intimidação. Mas o Senhor que está conosco nos dará coragem e dirá: “Seja forte e corajoso. Eu estou com você. Logo você estará comigo no paraíso”. Então nós diremos: “Ei! Seus filhos do diabo! Matem-me se quiserem. Eu louvo a Jesus como a nossa compatriota Kwan-soon Yoo louvou na independência da Coréia quando ela estava na prisão durante o período colonial do Japão. Ameacem-me o quanto quiserem. Eu não vou piscar nem um olho.”
Por que nós teríamos medo da morte? Em breve nós iremos para o Reino dos Céus viver com o Senhor para sempre. Se nós ficarmos firmes contra eles dessa forma, os servos do diabo que estavam nos ameaçando ficarão ainda mais assustados. Provavelmente eles dirão: “Eu vou matar vocês agora mesmo. Vocês, seus tolos insensatos”, então atirarão em nós e nos matarão. E nós iremos morrer de uma vez.
O Senhor perderá para Satanás? Na verdade, a batalha que travamos é a batalha entre o Senhor e Satanás. Nós não estamos lutando contra algum ser físico. Pelo contrário, estamos lutando contra os espíritos das regiões celestiais. O Senhor prometeu que estaria conosco até aquele grande dia. Então, tudo o que precisamos fazer é crer em Sua Palavra e sermos fiéis à obra que Ele nos confiou até o fim. Então só teremos que nos encontrar com o Senhor. Tudo o precisaremos fazer é ir com o Senhor quando Ele nos chamar. O que mais poderemos fazer?
Que força nós temos para fazer algo espiritual? Nós que não temos pecado e que cremos no evangelho da água e do Espírito, devemos viver para o bem de outras pessoas pela fé. Vamos pregar com zelo o evangelho da água e do Espírito, crer firmemente na Palavra de Deus, e estabelecer a verdade da água e do Espírito enquanto vivermos nesse mundo. Esse é o tipo de vida mais feliz. Vocês compreendem isso? O que eu quero alertar é que vocês precisam encontrar o Senhor após crerem verdadeiramente na Palavra de Deus e pregarem com zelo o evangelho da água e do Espírito. Somente o que aguarda vocês é o dia do julgamento de Deus, e vocês perderão tudo o que investirem nesse mundo, agindo como se fossem viver aqui por mil anos. Isso não é uma ameaça. Eu estou dizendo isso para o seu próprio bem.
Não importa se formos ricos e poderosos, nós podemos viver sem comida? Não importa o quanto tentemos, podemos sobreviver se houver fomes, pestes e terremotos em vários lugares? Não, não podemos sobreviver. Há poucos anos atrás, houve um terremoto em uma grande cidade da Turquia e quase todas as pessoas da cidade morreram, e o terremoto continuou depois disso. E quanto ao tsunami da Indonésia no último natal? Até mesmo o nosso país não está livre de terremotos nesses dias. Algum dia existirá as condições certas para um terremoto acontecer, e o nosso país um dia passará por um desastre horrível, mesmo que até hoje não tenha acontecido nenhuma grande tragédia porque a graça de Deus tem sido com pessoas justas como nós. Antes de um terrível desastre acontecer, precisamos ajudar mais pessoas a crerem no evangelho da água e do Espírito e a receberem a remissão de seus pecados.
Eu estou falando isso para vocês se prepararem para esse tempo, não porque eu estou assustado e preocupado ou querendo que vocês dêem mais dinheiro. Eu não estou nem um pouco preocupado. Todos nós que nascemos de novo da água e do Espírito pregaremos o evangelho da água e do Espírito por toda nossa vida como se o fim do mundo fosse amanhã. Eu estou falando que não devemos pôr nosso coração nas coisas desse mundo, a fim de que passemos o tempo que nos resta fazendo a justa obra.
Você sabe o tamanho que pode chegar uma batata doce? Eu vou te ensinar agora como plantar batatas doces bem grandes. Então, abra bem seus ouvidos e preste atenção. Primeiro, plante a semente de batata doce com muito cuidado até que o seu broto venha germinar. Depois, plante o broto de batata doce que germinou com muito cuidado também no solo perto de um rego, pois assim ele absorverá água da chuva e crescerá muito em baixo da terra. Conforme a raiz for crescendo, ela se espalhará tanto debaixo da terra que chegará até os regos. As raízes então vão se entrelaçar e logo cobrirão toda a terra de batata doce. E conforme as raízes forem crescendo, varias outras raízes começarão a dar batata doce também. Contudo, elas não crescerão muito se tentarmos cultivá-las no mesmo lugar. É por isso que quem for cultivar batata doce tem que prestar atenção para que suas raízes venham a se espalhar. Aí então o talo principal se separará das suas raízes. E se o fazendeiro levantar e abaixar sua raiz de vez em quando, ele fará com que cresçam cinco ou seis batatas doces bem grandes. É assim que se cultiva uma boa batata doce. Na verdade, eu estive numa plantação de batata doce quando meu irmão morava lá. Foi meu irmão que me disse isso naquela época. E o que eu estou dizendo a vocês era o que eu me lembro de ter ouvido naquele tempo.
A vida espiritual dos crentes é igual à plantação de batata doce. Se nos preocuparmos com tudo o que acontece conosco, não poderemos nos entregar à obra mais importante e fundamental de pregar o evangelho. Quando um justo tem muito interesse nas coisas do mundo e nos seus próprios problemas, ele colherá muitos frutos carnais dessas preocupações, e não poderá se preocupar com a pregação do evangelho e nem viver para ajudar outras almas. Devemos concentrar nossos interesses no evangelho. Devemos lançar fora essas coisas banais do mundo e não deixá-las terem lugar em nosso coração. Devemos dar todo o nosso coração para a pregação do evangelho da água e do Espírito. Essa é verdadeiramente a vida de um justo.
Por isso é que eu continuo confiando a vocês a obra do evangelho. Precisamos fazer muita obra pelo evangelho se não quisermos ter nossas mentes tomadas pelo mundo. Quando eu digo: “Vamos sair todos juntos para pregar o evangelho. O que vocês estão fazendo agora? Vamos nos esquecer das bobagens e implantar igrejas logo”, isso é manter seu coração longe das coisas do mundo. Acontece o mesmo comigo. Se eu perder meu coração para essa obra do mundo e da minha própria carne, não poderei mais servir ao evangelho e a obra espiritual não será feita.
Quando estou escrevendo um livro, se há um manuscrito que eu preciso terminar com urgência, eu fico tão preocupado com isso que não consigo dormir até acabar. Irmãs casadas, vocês tiveram filhos, não tiveram? Escrever um livro é igual a dar à luz a um filho. Quando a mulher suspeita da gravidez e vai ao hospital fazer o exame, ela ouve: “Parabéns, você está grávida.” Então, quanta dor a mulher grávida sente até dar à luz ao seu filho? Uma mulher grávida vai regularmente ao hospital para fazer os exames, vai ao hospital quando suspeita que há algo de errado. Uma mulher grávida é tão sensível que ela consegue ouvir música clássica que ela normalmente não ouviria mesmo sentindo dor, lê romances clássicos que nunca leu antes, e tenta ter se possível, bons pensamentos. Ela toma conta tão bem do seu ventre inchado que veste roupas folgadas que tenham uma boa ventilação. Ela é cuidadosa com seus pensamentos e corpo até o dia de dar à luz. Isso requer muita preocupação. E quanta dor ela sente até o dia de dar à luz? Quando ela dá a luz, ela passa por uma dor muitas vezes maior que sente um paciente de câncer. Então ela pode finalmente suspirar de alívio depois disso. Eu creio que esse é o mesmo esforço que fazemos para publicar nossos livros cristãos e para servir ao evangelho da água e do Espírito.
Não acontece o mesmo com você? Quando você tem algum plano, você não fica ansioso e preocupado até tudo terminar? Nós ficamos mais preocupados ainda com isso porque a obra que fazemos é a obra de Deus, e não as coisas da carne. Não podemos descansar nossas mentes até levarmos ao Senhor muitos frutos da salvação, depois de termos cumprido a responsabilidade que Deus nos confiou de pregar o evangelho pelo mundo inteiro. Nós temos que fazer bem a colheita do evangelho. Você compreende isso? Nós devemos fazer bem a colheita do evangelho e entregar-lhe os frutos quando Ele voltar, dizendo: “Senhor, aqui está o Seu fruto.” O mais importante não é se as almas recebem a remissão de pecados agora ou não. Pelo contrário, o mais importante é que devemos obedecer ao mandamento do Senhor, isto é, “Pregar o evangelho da água e do sangue”; e batizar os que receberam a remissão de pecados no nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo assim como Ele mandou; e devemos ensiná-los e ajudá-los a seguir o mandamento do Senhor fielmente. Se eles receberem ou não, nós só faremos o que o Senhor nos mandou.
Eu fui a um hospital hoje para pregar o evangelho para os pacientes de lá, e enquanto a pessoa que estava sendo convidada ao evangelho ouvia atentamente, o que estava próximo a ele ficou muito aborrecido mostrando seu descontentamento. E a pessoa que estava ouvindo o evangelho disse: “Não se preocupe com ele, ele estava desse jeito ontem também.” Embora devêssemos estar felizes e contentes pelo que estava ouvindo o evangelho, não estávamos preocupados se o outro estava gostando ou não, porque temos a convicção da nossa missão de pregar o evangelho da água e do Espírito em obediência à ordem do Senhor. Nosso trabalho é fazer o melhor que pudermos para continuar a obra que nosso Senhor nos confiou, e se as pessoas crerem e receberem ou não a remissão de pecados, e continuarem vivendo como pecadores, isso é de responsabilidade da pessoa que ouviu a Verdade de nós. Pregar o evangelho da água e do Espírito é para as pessoas que não receberam a remissão de pecados, mas às vezes, aqueles que ouvem isso não sabem disso. Isso machuca muito nosso coração, mas não iremos parar com a obra do Senhor de pregar a verdade da remissão de pecados, o evangelho da água e do Espírito, para todas as pessoas do mundo. Essa foi a obra confiada a nós e eu creio que ela irá continuar segundo a vontade do Senhor que nos enviou.
Os que nasceram de novo por crerem no evangelho da água e do Espírito vivem nessa terra para fazer a vontade do Senhor. Por isso que a Igreja de Deus é aqui. A igreja é uma organização estabelecida para fazer o que o Mestre manda. A igreja não é uma instituição para o mundo ou para as coisas da carne. A igreja é uma instituição que faz a obra do Senhor. Por isso é que os membros dela vivem com o propósito de cumprir a ordem do Senhor até a Sua volta. E não iremos nunca perder a fé que crê na Palavra do Senhor. Então, não temos que nos preocupar com quando o Senhor voltará.
Resumindo, os desastres acontecerão diante dos seus olhos assim como está escrito em Apocalipse, e você sentirá a realidade da Palavra em sua própria pele. Amados irmãos e irmãs em Cristo, agüentem um pouco mais e dêem seu coração ao evangelho, e vamos pregá-lo pelo mundo todo. Vocês entendem? Se nós vivermos com fé, orando para não trair nossa fé naqueles dias, nunca perderemos para Satanás. Mas, se um nascido de novo não ficar com a Igreja de Deus, ele cederá a Satanás e receberá a marca quando a hora chegar.
Devemos entender claramente o que acontecerá no futuro. Devemos viver nesse mundo sabendo das conseqüências. Você compreende que o que quer que façamos, devemos viver no presente com o devido entendimento das conseqüências.
O que quer que façamos, devemos viver para o evangelho do Senhor. Podemos guardar nossa fé se entendermos que fomos predestinados a viver pelo evangelho e seguir vivendo com essa fé. Não devemos nunca nos esquecer da nossa tarefa.

Não vamos nos preocupar com mais nada, e vamos pregar o evangelho da água e do Espírito até o dia da volta do Senhor. Aleluia!