Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 15-5] (Gênesis 15:1-21) Tenha a Fé de Abraão

( Gênesis 15:1-21 )
“Depois destas coisas veio a palavra do SENHOR a Abrão em visão, dizendo: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão. Então disse Abrão: Senhor DEUS, que me hás de dar, pois ando sem filhos, e o mordomo da minha casa é o damasceno Eliézer? Disse mais Abrão: Eis que não me tens dado filhos, e eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro. E eis que veio a palavra do SENHOR a ele dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de tuas entranhas sair, este será o teu herdeiro. Então o levou fora, e disse: Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência. E creu ele no SENHOR, e imputou-lhe isto por justiça. Disse-lhe mais: Eu sou o SENHOR, que te tirei de Ur dos caldeus, para dar-te a ti esta terra, para herdá-la. E disse ele: Senhor DEUS, como saberei que hei de herdá-la? E disse-lhe: Toma-me uma bezerra de três anos, e uma cabra de três anos, e um carneiro de três anos, uma rola e um pombinho. E trouxe-lhe todos estes, e partiu-os pelo meio, e pôs cada parte deles em frente da outra; mas as aves não partiu. E as aves desciam sobre os cadáveres; Abrão, porém, as enxotava. E pondo-se o sol, um profundo sono caiu sobre Abrão; e eis que grande espanto e grande escuridão caiu sobre ele. Então disse a Abrão: Sabes, de certo, que peregrina será a tua descendência em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos, mas também eu julgarei a nação, à qual ela tem de servir, e depois sairá com grande riqueza. E tu irás a teus pais em paz; em boa velhice serás sepultado. E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia. E sucedeu que, posto o sol, houve escuridão, e eis um forno de fumaça, e uma tocha de fogo, que passou por aquelas metades. Naquele mesmo dia fez o SENHOR uma aliança com Abrão, dizendo: ‘Å tua descendência tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates; e o queneu, e o quenezeu, e o cadmoneu, e o heteu, e o perizeu, e os refains, e o amorreu, e o cananeu, e o girgaseu, e o jebuseu.’”
 
 
A Bíblia diz que o maior dentre todos os pais da fé foi Abraão, que creu em Deus. Podemos dizer que ele é o precursor da fé e o maior patriarca. Para os israelitas, ele é o pai da nação, o maior de todos os pais da fé, o precursor da nação. Obviamente, havia pessoas de fé antes de Abraão. No entanto, depois do dilúvio de Noé, Deus nos disse, nos mostrou e nos relevou o que é a fé realmente e escolheu os israelitas com seu povo através de Abraão. Tanto para os israelitas como para todas as nações deste mundo que creem em Deus, Abraão é o pai da fé. Se crêssemos em Deus como Abraão creu, nós certamente teríamos um encontro com ele, receberíamos suas bênçãos e o seguiríamos. Talvez nós gentios não vejamos o homem Abraão como alguém tão grande assim, só no sentido espiritual. Mas para os israelitas ele é um homem grandioso, o pai da fé. E por mais que ele não tenha sido o precursor da fé, ele é o maior de todos os pais da fé.
Os verdadeiros pais da fé foram Adão e Eva. E embora tenham caído em pecado por não crer na Palavra de Deus, eles creram na Palavra da remissão de pecados que Deus lhes deu; eles creram pela Palavra que foram salvos por Deus quando ele sacrificou um animal e fez túnicas para vesti-los. Deste modo, eles foram salvos e passaram sua fé para seus filhos. Por isso que dizemos que os pais da fé foram Adão e Eva, embora o maior de todos eles tenha sido Abraão, que nasceu no segundo mundo depois que o primeiro foi destruído pelo dilúvio. Este homem chamado Abraão é reverenciado pelos israelitas por ter sido o fundador da sua nação.
 
 
Nós Cristãos Temos um Motivo para Honrar Abraão
 
Se olharmos bem a fé de Abraão, ele de fato merece ser honrado. Se tivéssemos a mesma fé de Abraão, nós e nossos descendentes seríamos muito abençoados, como diz a Bíblia. Mas que tipo de fé foi a de Abraão? Ele teve a verdadeira fé que crê em Deus, a fé que nos leva a crer e a seguir totalmente sua Palavra também.
Os primeiros registros sobre Abraão, o pai da fé, dizem que ele era descendente de Noé. Noé era descendente de Sete, que por sua vez era descendente de Adão. Então, ele recebeu a fé através da sua linhagem, pois era descendente de Noé, o líder do segundo mundo. O pai de Abraão era Terá, e ele gerou três filhos, Abraão, Naor e Harã depois dos setenta anos. E dentre seus três filhos, foi Abraão que creu na Palavra de Deus, a seguiu e buscou a Deus. Por isso que ele se tornou o pai da fé.
Um homem de fé gerou filhos carnais, mas houve um dentre eles que seguiu a fé de seu pai, assim como outros não. Embora Terá tenha gerado outros filhos, somente Abraão creu na Palavra de Deus e obedeceu à sua Palavra. E foi através de Abraão, que creu na Palavra de Deus e a obedeceu, que Deus resolveu criar a nação de Israel, com o propósito de tornar todas desta nação seu próprio povo, assim como uma nação de sacerdotes do seu reino. Por isso honramos a Abraão. Nós o honramos muito e o amamos também.
Você também honra Abraão? Se vermos o que as Escrituras dizem sobre a fé de Abraão, está escrito que ele obedeceu à Palavra do Senhor. Deus olhou para Abraão e o abençoou. Deus foi aquele que disse a Abraão: “Eu abençoarei todos que te abençoarem, e amaldiçoarei todos que te amaldiçoarem. Eu sou seu escudo, seu Deus e seu Pastor.”
 
 
Deus Amou Abraão
 
Se olharmos para a fé de Abraão, crermos como ele creu e obedecermos como ele obedeceu, com certeza seremos abençoados e prósperos. Eu quero compartilhar algo sobre isso na Palavra agora.
Deus tirou Abraão de Ur dos Caldeus, apareceu a ele quando seu nome ainda era Abrão e lhe disse: “Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão” (Gênesis 15:1). Este é o Deus de Abraão. Este Deus é um escudo e um grandíssimo galardão. Ele é o Deus que governa sobre tudo. E este Deus de amor aparecerá àqueles que o aceitam e lhes abençoará. Podemos ver que Deus era do Deus de Abraão.
Deus apareceu a Abraão e disse o seguinte: “Eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão.” Abraão então perguntou: “Senhor Deus, o que tu me darás?” Casais que não têm filhos geralmente querem tê-los. Eles querem ter filhos de qualquer jeito. Então, como Abraão não tinha nenhum filho, ele perguntou: “Senhor DEUS, que me hás de dar, pois ando sem filhos, e o mordomo da minha casa é o damasceno Eliézer?” E disse mais: “Eis que não me tens dado filhos, e eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro.” Mas o Senhor lhe disse: “Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de tuas entranhas sair, este será o teu herdeiro.”
 
 
A Promessa de Deus a Abraão
 
Deus levou Abraão para fora e lhe mostrou as estrelas do céu. E quando Abraão viu as estrelas, todas as estrelas deste universo indescritivelmente lindo, elas de fato pareciam incontáveis.
“Veja se você consegue contar as estrelas.”
“Não tem como, Senhor.”
“Assim serão seus descendentes. Eu farei com que seus descendentes sejam tão numerosos como as estrelas.” E Abraão creu no que Deus disse. Está escrito que ele creu em Jeová, e isso lhe foi imputado por justiça. “Sua fé está correta. Você crê em mim mesmo. Você crê no que eu lhe disse. E já que você crê assim, eu farei com que isso aconteça, tudo que eu lhe disse.”
Quando Deus disse: “Eu sou o SENHOR, que te tirei de Ur dos caldeus, para dar-te a ti esta terra, para herdá-la” (Gênesis 15:7), Abraão perguntou: “Como saberei que tu me farás herdar a terra de Canaã?” Deus levou Abraão de Ur dos Caldeus para a terra de Canaã e prometeu lhe dar aquela terra. Ele disse: “Eu farei seus descendentes numerosos como as estrelas do céu”, e prometeu: “E além disso, eu lhe darei a terra de Canaã também.” Abraão perguntou a Deus então: “Bom, se tu estás dizendo. Mas que prova eu tenho que farás isso? Me dê uma prova de que tu realmente farás isso?” Jeová disse então: “Toma-me uma bezerra de três anos, e uma cabra de três anos, e um carneiro de três anos, uma rola e um pombinho” (Gênesis 15:9). E Abraão fez como ele mandou: “E trouxe-lhe todos estes, e partiu-os pelo meio, e pôs cada parte deles em frente da outra; mas as aves não partiu” (Gênesis 15.10). Então Deus disse: “Esta será a aliança entre mim e você, na qual eu prometo dar aos seus descendentes a terra de Canaã.”
Abraão ofereceu todos estes animais em sacrifício a Deus. A noite caiu e ele ainda estava lá, tanto que ficou com sono. Então Jeová disse a Abraão: “Sabes, de certo, que peregrina será a tua descendência em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos, mas também eu julgarei a nação, à qual ela tem de servir, e depois sairá com grande riqueza. E tu irás a teus pais em paz; em boa velhice serás sepultado. E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia” (Gênesis 15:13-16).
Foi por causa desta Palavra que o povo de Israel, ou seja, os descendentes de Abraão passaram 400 anos como escravos no Egito. Deus decidiu multiplicar os israelitas no Egito para depois leva-los à Canaã. Ele é o fogo que consumiu o sacrifício que Abraão lhe ofereceu e disse: “À tua descendência tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates; E o queneu, e o quenezeu, e o cadmoneu, e o heteu, e o perizeu, e os refains, e o amorreu, e o cananeu, e o girgaseu, e o jebuseu” (Gênesis 15:18-21).
E para que esta Palavra se cumprisse, Abraão gerou Isaque, Jacó e Esaú, e José, filho de Jacó, se tornou governador do Egito. Foi José que armazenou alimento para grande fome que veio sobre o mundo conhecido da época. Depois ele levou toda a sua família para o Egito, seus descendentes se multiplicaram, e foi assim por 400 anos. E depois de 400 anos, Deus fez com que os israelitas fossem libertos por intermédio de Moisés. E através de Moisés, Deus lhes deu a lei e o sistema sacrificial do Tabernáculo. Assim ele levou os israelitas a receber a remissão de pecados, os elegeu como seus filhos e pela sua providência os tornou uma nação de sacerdotes.
Em suma, a promessa que Deus deu a Abraão é que ele daria aos israelitas a terra de Canaã. E a terra em que os israelitas vivem hoje é justamente a terra de Canaã. Como prometeu a Abraão, Deus tornou seus descendentes, o povo de Israel, tão numerosos com as estrelas do céu e tirou da terra do Egito mais de 600 mil homens. Mas se contarmos as crianças, o total de todo o povo era de dois ou três milhões de pessoas. Veja como tantas pessoas descenderam de um só homem. Isso é algo tremendo! Deus fez tudo como promete.
 
 
Que Obra Deus Fez Através de Abraão
 
Nós temos que analisar o seguinte na fé de Abraão: por que Deus o honrou? Por que ele falou com Abraão? E qual foi propósito ao fazer isso?
Deus disse que Abraão fez certo ao crer na sua Palavra. E além de testificar isso, ele compartilhou com Abraão seu amor e suas bênçãos. Isso significa então que Abraão creu no que ele lhe disse. Olhe para o céu, conte as estrelas. Você não pode contá-las. Quando Deus disse: “Eu farei com que seus descendentes sejam tão numerosos como as estrelas do céu”, Abraão creu sem duvidar. E foi por ter confiado em Deus que ele creu em toda a Palavra que Deus lhe disse. Deus criou uma nação através de Abraão porque ele creu na sua Palavra. Além disso, ele fez com que seus descendentes fossem tão numerosos como as estrelas do céu e depois os levou para a terra de Canaã, realizando assim sua maravilhosa obra da salvação.
Assim como a fé de Abraão foi reputado por Deus como justiça por ele ter crido em sua Palavra, e assim como ele foi abençoado e recebeu a terra de Canaã como herança por causa da sua fé, nós também recebemos a remissão de todos os nossos pecados e a bênção de entrar no reino dos céus crendo na Palavra de Deus. Por crermos na Palavra de Deus e não em nossos atos, nós agora recebemos a bênção da salvação pela fé. Deus prometeu a Abraão a bênção material e lhe deu a terra de Canaã, e com você e eu temos hoje a fé que nos leva a crer na Palavra que Deus nos falou, ele nos deu o reino dos céus e nos tornou sacerdotes que podem remir espiritualmente os pecados das pessoas.
Assim como Abraão recebeu a terra de Canaã, muitos dos seus descendentes podem ser muito abençoados por meio da sua Palavra. Portanto, nós hoje precisamos ter esta fé, a fé que nos leva a entrar no reino de Deus, pois nos leva a crer na Palavra da salvação. E esta Palavra afirma que Deus fez Moisés subir ao Monte Sinai, lhe deu a lei, o sistema sacrificial e lhe disse para remir todos os pecados do povo oferecendo sacrifícios a ele.
Assim com Abraão recebeu muitas bênçãos crendo na Palavra de Deus, todos nós que vivemos hoje e também cremos que Jeová é Deus entraremos no eterno Reino dos céus pela fé porque cremos nele. Deus remiu todos os pecados que cometemos por não podermos guardar a lei. Nós fomos salvos, nos tornamos filhos de Deus e recebemos todas as suas maravilhosas bênçãos. E, além disso, Jeová é o nosso escudo, a nossa justiça e o nosso galardão. Nós temos que crer em Deus, que ele remiu todos os nossos pecados através da Palavra da salvação. Temos que crer que ele remiu todos os nossos pecados através do sistema do Tabernáculo e de Jesus Cristo. Temos que crer que seremos abençoados se crermos na sua Palavra da salvação sem duvidar. É assim que somos muito abençoados pela fé na sua Palavra.
Aqui está a principal característica da fé de Abraão: sua fé foi reputada por justiça e recebeu suas bênçãos porque creu na Palavra que Deus lhe falou, ao invés de tentar ser abençoado fazendo algo por si mesmo. Nós recebemos a remissão de todos os nossos pecados, nos tornamos filhos de Deus e entraremos no reino espiritual de Canaã crendo na Palavra da salvação que Deus nos deu. E esta Palavra da salvação afirma que Jesus Cristo remiu todos os nossos pecados quando veio a essa terra, recebeu todos eles sobre o seu corpo quando foi batizado, foi condenado por nós ao morrer na cruz e ressuscitou dos mortos. E este ato de justiça de Jesus Cristo foi o cumprimento da revelação da salvação oculta no sistema sacrificial do Antigo Testamento, onde Deus prometeu remir todos os pecados dos israelitas se eles oferecessem sacrifícios. Eles podiam passar seus pecados para uma ovelha ou bode impondo as mãos sobre sua cabeça e derramando seu sangue. E se crermos na mesma Palavra da salvação como os descendentes de Abraão, nós também poderemos nos tornar filhos de Deus, receber a remissão de todos os nossos pecados e fazer parte do seu povo. Nós recebemos todas as bênçãos de Deus quando cremos nele de todo o nosso coração. E também podemos receber como um dom a remissão de todos os nossos pecados, nos tornar filhos de Deus e entrar no reino dos céus.
 
 
Nós Podemos ser abençoados Tendo a Mesma Fé de Abraão
 
Nós devemos ter a mesma fé de Abraão. Não devemos apenas saber quem é Abraão, mas também como ele foi tão abençoado. Abraão foi muito abençoado por creu em Deus, ou seja, creu na Palavra que Deus lhe disse. Do mesmo modo, você e eu precisamos crer que o Deus que criou o universo está vivo, embora não possamos vê-lo com nossos olhos. E com esta fé, se crermos que ele apagou todos os nossos pecados quando veio a essa terra, tirou todos eles ao ser batizado, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos, nós seremos seus filhos, prosperaremos e receberemos como herança o reino dos céus. É pela fé que recebemos todas estas bênçãos. Se tivermos a fé de Abraão, você e eu seremos abençoados por causa desta fé.
Se não for pela fé, tudo será em vão. Está escrito: “Cri, por isso falei” (Salmos 116:10). E nós falamos porque cremos, pregamos porque cremos, servirmos porque cremos, obedecemos porque cremos. Mas se não crermos, não receberemos nenhuma bênção de Deus. Deus falou da lei, e através dela nos levou a entender os nossos pecados. E para apagar todos os nossos pecados, ele nos deu o sistema sacrificial e remiu os pecados dos que ofereciam sacrifícios a ele pela fé, segundo o sistema sacrificial.
Então, devemos crer Deus, que remiu todos os nossos pecados por meio do seu único Filho, Jesus Cristo. Temos que crer na Palavra da verdade dita por ele, ainda mais a que diz: “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça” (Mateus 3:15). Devemos crer que Jesus foi batizado, saiu das águas e na Palavra que diz: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1:29) e “Está consumado!” (João 19:30), pois ambas nos dizem como Jesus apagou todos os nossos pecados. Depois que fizermos isso, Deus nos tornará seus filhos e pela fé receberemos todas as bênçãos que ele deu a Abraão. Por isso que a fé é tão importante.
Não devemos crer de qualquer maneira e do nosso jeito, e sim crer em tudo que Deus disse e da maneira que ele disse. Esta é a verdadeira fé. Por quê? Porque esta é a verdadeira fé em que podemos confiar. E por ele é fiel.
 
 
Nós Somos Descendentes de Abraão
 
Tanto os israelitas como os muçulmanos honram muito Abraão, pois o consideram o pai da sua fé. Deus amou muito Abraão. E como você e eu também somos descendentes de Abraão, Deus cuidará de nós como fez com ele se tivermos a mesma fé que ele. Você e eu também receberemos as mesmas bênçãos que ele recebeu.
Quando vemos as provas de que Abraão foi mesmo um homem que teve fé em Deus, descobrimos que ele creu em toda Palavra que ele lhe disse. Portanto, se crermos em toda a Palavra de Deus escrita na Bíblia, teremos a fé de Abraão. E isso não é algo difícil, só que não podemos alcançar como nossos próprios atos.
Fé é crer na Palavra de Deus. É crer em alguém de coração. Se crermos teremos fé, mas se não crermos não a teremos. Está escrito no livro de Romanos que “a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus” (Romanos 10:17). E também está escrito que “com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:10).
Nós oramos, repetimos as palavras dos apóstolos e ouvimos a Palavra de Deus durante o culto, assim como também confessamos que cremos no Credo dos Apóstolos. Quando oramos, buscamos a ajuda de Deus confiando nele de todo o coração. E quando ouvimos a pregação da Palavra de Deus, também confessamos que cremos nela. E conforme fazemos isso, nossa fé cresce cada dia mais. Nós podemos até crer de coração, mas se não confessarmos com nossos lábios, nossa fé não crescerá. Portanto, temos que fazer confissão com nossos lábios sempre que pudermos, pois somente quando crermos de coração e dissermos que cremos na Palavra de Deus é que nossa fé crescerá. Assim nós fomos salvos, tendo fé no verdadeiro evangelho e confessando com nossos lábios. E esta é a fé de que Deus falou, planejou e realizou. Não devemos crer em Deus do nosso jeito. Ao contrário, devemos crer que foi ele quem quis nos dar estas bênçãos. É assim que a fé vem pelo ouvir e crer na Palavra de Deus.
Nós temos que professar a mesma fé de Abraão. Por isso que os israelitas o honram, e nós também. Lendo o texto bíblico deste capítulo, como foi que Deus deu a terra de Canaã a Abraão? Está escrito: “Toma-me uma bezerra de três anos, e uma cabra de três anos, e um carneiro de três anos, uma rola e um pombinho” (Gênesis 15:9). Para que serviu tudo isso? Tudo isso era oferecido por alguém como oferta de sacrifício para receber de Deus a remissão de pecados.
Deus prometeu que remiria os pecados da nação de Israel e de todos que passassem seus pecados para o holocausto pela imposição de mãos, derramasse seu sangue, e desse ao sacerdote para que o cortasse em partes, passasse seu sangue nas pontas do altar de ofertas queimadas e derramasse o resto no chão. Tudo conforme ele havia determinado. Em relação ao Dia da Expiação, o sumo sacerdote aspergia o sangue sete vezes sobre o propiciatório. Deus nos deu a promessa da salvação pela imposição de mãos e o sangue do holocausto. Deus permitiu que os pecados do povo de Israel fossem remidos e que eles entrassem na terra de Canaã porque creram na sua Palavra profética. Eles eram o povo de Deus, mas só puderam entrar na terra de Canaã porque receberam a remissão de pecados através do sacrifício. A terra de Canaã é uma figura espiritual do céu.
 
 
Os Israelitas Receberam a Remissão de Pecados pela Fé através do Sistema Sacrificial
 
Os israelitas sofreram muito por 400 anos no Egito. O número 4 significa sofrimento na Bíblia. Eles foram libertados por Moisés e levados ao deserto, onde descobriram quem é Deus. Foi lá que eles o conheceram. Eles receberam a lei e o sistema sacrificial por meio de Moisés. E também foi através do sistema sacrificial que eles receberam a remissão de pecados, ou seja, os pecados que cometiam por desobedecer à lei. A intenção de Deus conosco era esta: seu desejo era nos tornar seus filhos e seu povo, que receberia a remissão de pecados. Nós só podemos ser remidos de todos os nossos pecados e entrar no reino eterno de Deus crendo no batismo de Jesus Cristo e no sangue que ele derramou na cruz. Melhor dizendo, nós nascemos nessa terra para receber a remissão de pecados de Deus, nos tornar seus filhos e cidadãos do seu reino. Todos que nascem nessa terra têm conhecimento do pecado através da lei de Moisés, e podem receber a remissão de todos os seus pecados se tornar filhos de Deus pela fé no sistema sacrificial. Todos nós nascemos para este propósito.
Deus prometeu dar de presente a Abraão e aos seus descendentes a terra de Canaã. E a terra de Canaã significa o céu. Por isso que Deus nos ensinou o que é sua lei, o que é o pecado através da lei, quem ele é, como é o verdadeiro Deus, e como podemos receber dele a remissão de pecados através do sistema sacrificial. Nós recebemos a remissão de pecados porque cremos na revelação que Deus nos deu. E somos povo de Deus porque cremos na sua Palavra. É assim que podemos ter a fé de Abraão.
Você e eu seguimos a Deus porque servimos ao Senhor e cremos na Palavra pela fé, como Abraão. Portanto, todos neste mundo deveriam ter a fé de Abraão, receber a salvação e se tornar povo de Deus crendo na sua Palavra. E mesmo que nos falte algo, temos que seguir a Palavra de Deus pela fé. Todos nós devemos ter a fé de Abraão. Todo ser humano precisa se tornar filho de Deus e ter fé para receber a remissão de pecados crendo no Senhor, revelado no Tabernáculo através do tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Você crê nisso de coração?
 
 
A Fé é Mais Importante que Tudo
 
Você já ouviu algum sermão aqui na igreja falando que você deixar de beber ou fumar? Claro que não. Se você crê em Deus, você vai deixar hábitos antigos porque eles só lhe fazem mal e não lhe trazem nenhum benefício. Ninguém precisa crer em Jesus para deixar estes hábitos. Se não consegue parar de fumar, continue fumando então.
Por que eu estou falando sobre o fumo? Porque eu quero falar sobre nossas atitudes. A maioria dos cristãos sabe que não devem fumar porque fazem parte da igreja. E se fumarem, sua fé vai parecer algo falso. E isso é mais notório nas mulheres. O mesmo acontece com a bebida. Está escrito e sabemos muito bem que não devemos comer coisas que nos fazem mal. Mas no que diz respeito à bebida, não nada específico dizendo que não devemos beber. Esta escrito: “E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito” (Efésios 5:18). O apóstolo Paulo até aconselhou Timóteo a misturar um pouco de vinho na bebida para melhorar do seu problema de estômago (1 Timóteo 5:23). Portanto, ninguém se torna um bom cristão só porque guarda tradições e doutrinas cristãs criadas pelo homem.
Nossa fé é aperfeiçoada quando cremos na Palavra de Deus, a Palavra que nos diz que Jesus Cristo purificou todos os nossos pecados com o mistério revelado no tecido azul, púrpura e carmesim que havia na entrada do Tabernáculo. Deus nos aceita como parte do seu povo e nos permite entrar no céu quando temos esta fé, não pelas nossas obras. Isso não pode acontecer na vida de ninguém pelas obras. É isso o que nossa igreja ensina, embora muitas outras igrejas insistam nas obras. Deus foi muito claro ao nos ensinar a lei, o sistema sacrificial e como o Senhor nos salvou.
Por isso, temos que crer em toda a Palavra e de todo o coração. Temos que entender o que é o pecado através da lei e reconhecer que estávamos condenados ao inferno. E também temos que nos tornar filhos de Deus crendo em Jesus, o Rei dos reis, que nos salvou ao vir a essa terra, levando todos os pecados do mundo ao ser batizado e ao morrer crucificado. Pela fé chegaremos ao céu e ele será nosso reino. O que eu estou dizendo é que a fé é tudo. Toda a Palavra de Deus nos leva a ter fé e tudo que há nela não foi escrito por acaso. Todas as palavras que há na Bíblia são a verdade, e por isso temos que crer nela de todo modo. Tudo que há na Bíblia é a verdade absoluta. E se crermos nela de todo o nosso coração e confessarmos com nossos lábios, isso será reputado por Deus como justiça.
Por isso que a fé é tão importante. É imprescindível que tenhamos fé na Palavra de Deus, na Palavra escrita de Deus, e não palavras ditas pelo homem. É por isso que os servos de Deus que chegaram antes de vocês à igreja estão pregando a Palavra de Deus. Então, se vocês ouvirem com seus ouvidos e crerem de coração na Palavra que eles estão pregando de modo tão simples, vocês receberão as bênçãos contidas nesta Palavra. Deus chamou Abraão, falou com ele, lhe fez promessas e lhe mostrou o segredo do sacrifício a fim de que ele recebesse suas bênçãos pela fé.
Nós somos filhos de Deus porque cremos que ele apagou todos os nossos pecados. E se vocês crerem na Palavra de Deus, sua fé crescerá; se vocês crerem, vocês alegrarão o coração dos seus pais na fé e do seu Pai celestial. Mas vocês têm que fazer isso aos poucos, passo a passo. Amados irmãos, vocês estão fazendo isso?
Vocês precisam ouvir a Palavra sempre que puderem. Só de ouvir a Palavra de Deus sua fé crescerá muito. Na minha opinião, o Credo dos Apóstolos não é uma oração; é uma declaração de fé. Dizer: “Eu creio em Deus Todo-Poderoso, Criador dos céus e da terra” é reconhecer com os próprios lábios que ele criou o universo e tudo que nele há. E nós reconhecemos que cremos nisso. Quando dizemos: “Cremos em Jesus Cristo, seu filho unigênito, nosso Senhor, concebido pelo Espírito Santo, nascido da virgem Maria, que sofreu sob Pôncio Pilatos, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e assim nos salvou”, estamos reconhecendo e confessando com nossos lábios que cremos em tudo que diz o Credo dos Apóstolos. No entanto, se vocês não recitarem isso conosco, vocês estarão perdendo muito. Mas se vocês fizerem isso de todo o coração, sua fé crescerá. Já que está escrito que a fé vem pelo ouvir, temos que ouvir a Palavra de Deus. A fé vem pelo ouvir, e ouvir a Palavra de Deus (Romanos 10:17).
 
 
Eu Creio na Palavra de Deus
 
Eu prego a Palavra de Deus porque creio nela. Eu confesso a Bíblia porque creio nela também. E como eu creio, eu espero que possamos trabalhar juntos. E é porque eu creio também que vou continuar pregando o evangelho a todos neste mundo.
Nosso ministério teve um pequeno problema. Nós gastamos muito mês passado e por isso estamos com um problema financeiro este mês. E este problema causou algumas inconveniências, pois estamos servindo ao Senhor agora como nunca antes. Mas agora estamos planejando tudo e fazendo tudo para conseguirmos os recursos financeiros. Nós vamos doar o carro da minha esposa para a igreja de Chungju e outro carro que o irmão Choi ofertou para a igreja de Busan. Eles não têm carros lá, e por isso vamos enviá-los. Os pastores queriam comprar um carro, e dissemos que iríamos comprar para eles. Mas quando vimos nosso relatório missionário, houve alguns problemas que nos impediram de fazer isso. Mas embora os problemas tenham acontecido, isso não iria nos impedir.
Nós estamos pregando o evangelho em todo o mundo pela fé. Estamos doando o evangelho a todas as pessoas pela fé. E é pela fé também que estamos publicando nossos livros. E nós estamos fazendo tudo isso porque cremos em Deus. A fé é muito importante. E é por isso que as pessoas chamam Abraão de o pai da fé. Por ter crido de todo o coração na Palavra de Deus, Abraão se tornou filho de Deus, o pai da fé, e recebeu muitas bênçãos pela fé. Portanto, também devemos ter fé e crer em Deus de todo o nosso coração. Por isso que eu estou pregando esta Palavra para vocês.
Eu creio em Deus e na sua Palavra. Eu creio que Abraão recebeu todas aquelas bênçãos porque creu na Palavra de Deus. E creio que receberei todas as bênçãos que Abraão recebeu porque também creio na Palavra de Deus. Nós podemos fazer para Deus uma obra maior do que a que Abraão fez para ele. Nós seguimos o Senhor porque cremos na Palavra de Deus. E embora nos falta muitas coisas, eu sou grato a Deus.