The New Life Mission

Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 15-6] (Gênesis 15:3-11) A Semente da Salvação da Palavra de Deus

( Gênesis 15:3-11 )
“Disse mais Abrão: Eis que não me tens dado filhos, e eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro. E eis que veio a Palavra do SENHOR a ele dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de tuas entranhas sair, este será o teu herdeiro. Então o levou fora, e disse: Olha agora para os Céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência. E creu ele no SENHOR, e imputou-lhe isto por justiça. Disse-lhe mais: Eu sou o SENHOR, que te tirei de Ur dos Caldeus, para dar-te a ti esta terra, para herdá-la. E disse ele: Senhor DEUS, como saberei que hei de herdá-la? E disse-lhe: Toma-me uma bezerra de três anos, e uma cabra de três anos, e um carneiro de três anos, uma rola e um pombinho. E trouxe-lhe todos estes, e partiu-os pelo meio, e pôs cada parte deles em frente da outra; mas as aves não partiu. E as aves desciam sobre os cadáveres; Abrão, porém, as enxotava.”
 
 
Amados irmãos, vocês não podem imaginar o quanto nosso coração começa a se afastar de Deus se não mantivermos contato com a sua obra e a sua Palavra mesmo que seja por um único dia. Hoje eu gostaria de compartilhar com vocês os motivos para buscarmos a Palavra de Deus e fazermos a sua obra todos os dias.
Quando Deus prometeu a Abraão: “Eu serei o seu escudo, fortaleza e seu grandíssimo galardão”, ele respondeu: “O herdeiro de minha casa é Eliezer de Damasco. Portanto, a recompensa, a força e a proteção que Tu me dás eu não posso dar a Eliezer.” O que Deus respondeu então?
Está escrito: “E eis que veio a Palavra do SENHOR a ele dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de tuas entranhas sair, este será o teu herdeiro. Então o levou fora, e disse: Olha agora para os Céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência” (Gênesis 15:4-5). Deus disse a Abraão para olhar o céu e contar as estrelas, dizendo-lhe: “Você consegue contar as estrelas? Eu farei seus descendentes numerosos assim.”
 
 
A Verdadeira Fé é Crer nas Coisas que se Esperam e nas que Não se Esperam
 
Se a fé de alguém é aprovada por Deus, isso mostra que ela é realmente uma grande fé. E esta fé de Abraão que aparece no texto bíblico deste capítulo recebeu essa aprovação de Deus. Queridos irmãos, por que vocês acham que isso aconteceu? Foi porque Abraão creu na Palavra de Deus contra a esperança.
Quando Abraão deixou sua terra natal, Ur dos Caldeus, e foi para a terra de Canaã, ele tinha 75 anos. Depois disso vendeu sua esposa, juntou muita fortuna por causa disso, separou-se de seu sobrinho por conta dessa riqueza e resgatou Ló e sua riqueza lutando contra o rei Quedorlaomer. Calcula-se que esses diversos eventos ocorreram no período de um ano. É bem possível que todos eles tenham ocorrido um ano após a entrada na terra de Canaã.
Deus apareceu diante de Abraão e disse: “Eu farei seus descendentes mais numerosos que as estrelas do céu”, isto aconteceu quando Abraão tinha 76 anos e depois de deixar sua terra natal. Então pergunto: quanto tempo levou para a promessa ser cumprida? Desde Abraão ter tido seu filho Isaque com 100 anos, a promessa se cumpriu depois que se passaram 24 anos. É realmente um longo tempo. Mas Abraão creu firmemente que a promessa de Deus algum dia se realizaria. Deus disse: “Eliezer de Damasco não é a sua herança. Eu porém darei a você um filho da sua própria carne. Veja se consegue contar as estrelas do céu. Eu farei seus descendentes tão numerosos quanto as incontáveis estrelas do céu.” Naquela hora Deus fez Abraão olhar para o imenso céu de estrelas e disse-lhe que faria seus descendentes tão numerosos quanto elas. E o nosso pai da fé Abraão confiou de coração nesta promessa de Deus sem nenhum sinal de dúvida apesar do longo tempo que havia passado.
Porque Abraão creu nisso, Deus imputou isso como justiça. Com relação a sua fé, Jeová disse que era a fé mais correta. Apesar de ser muito velho e não ter filho algum, ele creu na promessa de Deus, onde Deus disse que lhe daria uma descendência numerosa, isso foi contrário a esperança. Está escrito: “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem” (Hebreus 11:1). Humanamente falando, isso nunca poderia ter acontecido. Mas crer que isso acontecerá por causa da Palavra dita por Deus, nos faz ter esperança em nosso coração, isso é exatamente do que trata a verdadeira fé.
Na verdade, Abraão teve outro filho chamado Ismael que nasceu de uma serva cerca de 10 anos depois dessa promessa. Mas este não era o filho da promessa. A promessa de Deus se cumpriu somente depois de 24 anos. Porque Deus abençoou Abraão, esta promessa se cumpriu apenas 24 anos depois, mas mesmo antes dela se realizar, Abraão cria em seu coração na promessa de Deus e era essa a prova da fé que havia nele. A promessa feita por Deus a ele era uma prova incontestável que foi profundamente enraizada em seu coração. Ele creu sem duvidar e disse: “Através da minha vida Deus certamente me dará um filho e também meus descendentes serão como as estrelas do céu.” Parecia impossível do ponto de vista humano o velho Abraão ter muitos descendentes, mas pesar disso, Abraão creu na Palavra que foi dita a ele por Deus.
 
 
A Fé de Abraão
 
Existe uma história na Bíblia que mostra essa perfeita fé de Abraão muito mais claramente. Deus deu a Abraão um filho através de sua esposa Sara. E Abraão pôs o nome desse filho de Isaque, que significa ‘riso’, pois pensou: “Deus me deu motivo para sorrir.” Mas depois que Isaque cresceu, Deus disse-lhe para oferecê-lo como uma oferta queimada. Deus disse a Abraão para oferecer a criança cortando-lhe em partes como se ele fosse um animal de sacrifício. Assim que a Palavra de Deus veio a Abraão, o que ele fez? Sem hesitar, Abraão pegou seu filho Isaque e na manha seguinte o levou a terra de Moriá. E segundo a Palavra de Deus, ele pôs seu filho sobre o altar e tentou matá-lo oferecendo-o a Deus.
Que tipo de fé era essa de Abraão? Sua fé era totalmente obediente a Deus; esse Deus que lhe deu um filho para depois pedi-lo em sacrifício. Ele tinha tamanha fé que cria que mesmo que ele matasse seu filho, Deus o traria de volta à vida novamente, por isso ele cria que poderia sacrificá-lo como oferta a Deus. Como Deus tinha prometido claramente que faria seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu através de um filho de sua própria carne, ele tomou posse dessa fé e disse: “Se Isaque morrer, eu não terei mais o meu próprio filho. Nenhum outro filho nascerá de minha esposa. Se isto acontecer, então a Palavra de Deus não se cumprirá. Então mesmo que eu mate Isaque, Deus irá trazê-lo de volta à vida.”
O que Deus fez para Abraão obedecer toda a sua Palavra com uma fé cristalina? Sabendo que Abraão ofereceria seu filho a ele, Deus interviu e o impediu de matar Isaque. Deus testou a fé de Abraão por um momento. Depois disso Deus deu grandes bênçãos não somente a Abraão, cuja fé era conhecida, mas a seu filho Isaque também.
O nosso pai da fé Abraão era verdadeiramente um homem de grande fé. E muitos escritores da Bíblia, inclusive o apóstolo Paulo, sempre relatavam sobre a fé de Abraão. O apóstolo Paulo disse claramente: “Deus nos salvou pela água e sangue. Embora não tenhamos visto Jesus em carne, nos tornamos verdadeiramente os justos que creem na Palavra de Deus, nas obras que ele fez e neste evangelho de todo o coração. Podemos dizer que estas palavras resumem o que é fé; e elas também afirmam que isso também foi imputado como justiça por sua fé inabalável na Palavra de Deus, como está escrito: “Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça” (Gálatas 3:6).
Amados irmãos, nós somos iguais a ele. Também recebemos a salvação dos nossos pecados crendo na Palavra de Deus. Embora não vejamos Deus com nossos próprios olhos, nós recebemos a salvação dos nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito de coração. Assim como Abraão se tornou o pai da fé crendo e buscando de forma íntegra a Palavra de Deus, nós também nos tornamos justos sem pecado crendo na Palavra de Deus. Todas as epístolas paulinas falam sobre a fé de Abraão que creu em Deus contra a esperança. Nós que estamos aqui hoje reunidos devemos fazer o mesmo. Devemos ter essa fé de confiar na Palavra de Deus contra a esperança ansiando a cidade celestial que é eterna e infinitamente melhor que este mundo.
Às vezes eu medito sobre a promessa que Deus fez a Abraão. Deus chamou Abraão e o fez olhar as estrelas espalhadas numa noite de luar. Imagine se Deus o chamasse e dissesse: “Venha aqui fora um pouco. Olhe para o céu.” Você pensa que acharia o bom e velho céu bonito? Quando eu era jovem, o céu estrelado era realmente algo incrível. Eu acendia uma pequena .... à noite e me deitava sob uma esteira de palha no morro enquanto olhava para o céu, e contemplava o céu estrelado ouvindo o coachar dos sapos olhando as estrelas. Pensamentos vinham à minha mente enquanto estava deitado em meio a toda natureza abençoada criada por Deus. Conforme eu olhava para algo enquanto ouvia música, eu podia sentir todas as coisas em um estado tridimensional. Eu também tive experiências assim quando olhava para a Ursa Maior e contava as estrelas, enquanto estava imerso a uma beleza impressionante.
Se tivéssemos 76 anos e nossa esposa fosse uma senhora cujo ciclo menstrual tivesse cessado há muito tempo, e se ouvíssemos a Palavra de Deus nos dizendo: “Eu farei seus descendentes mais numerosos que as estrelas”, o que nós faríamos? Haveria aqueles que creriam nesta Palavra e outros que não. Mas este Abraão creu nesta Palavra com muita certeza. Nós também devemos fazer isto. Se esta é a Palavra de Deus, devemos crer nela, mesmo se enfrentarmos uma situação onde nada pode se fazer.
Ao longo da história desta terra começando por Adão e Eva, existiram muitos pais da fé, mas podemos dizer que o maior dentre eles foi este homem Abraão. Foi através de Abraão que Deus começou a pregar sobre o Reino dos Céus em grande escala. Tanto hoje como no passado, só havia uma pessoa a quem Deus pudesse chamar e dizer: “Ele é o meu servo.” Só houve um homem a quem Deus pode separar das gerações seguinte, se orgulhar e tomar como exemplo de fé, e este homem não é outro senão Abraão, pois nem Noé e Enoque não eram como ele.
É claro que os que não nasceram de novo não conseguem entender claramente a grandeza de Abraão. Mesmo se dissermos a eles: “A fé de Abraão é realmente grande”, eles iam duvidar disso, dizendo: “Você só diz isso porque ele é o pai da fé.” Porém, nós que verdadeiramente nascemos de novo e tentamos buscar ao Senhor devemos ser diferente deles. Em várias ocasiões a Bíblia fala sobre a fé deste homem, mas é o apóstolo Paulo quem fala mais sobre esse Abraão. Amados irmãos, eu quero que vocês guardem isso na mente. Deus nos deixou um exemplo de fé através de Abraão. Ele nos disse que se fôssemos crer e viver nossa fé como Abraão, então poderíamos certamente levar uma justa vida de fé.
Mesmo se olharmos para ela hoje, veremos que essa fé de Abraão era mesmo sem falhas, porque ele seguiu a Palavra de Deus sem duvidar. É claro que ele teve muito do que se envergonhar humanamente falando, mas Abraão é sem dúvida o pai da fé. Mesmo antes de nascermos de novo, nós reconhecíamos Abraão como um grande homem de fé, mas agora que nascemos de novo, se torna muito mais claro que devemos nos espelhar nele. Por exemplo, vamos comparar este Abraão com o apóstolo Pedro. Abraão tinha tanto a parte carnal como a espiritual, mas seu lado espiritual era muito maior. Mas, e Pedro? Embora ele fosse um dos 12 discípulos de Jesus, houve um tempo que ele foi descrito como alguém de uma fé hipócrita (Gálatas 2:11-13).
Durante toda a vida de Abraão ele verdadeiramente buscou a Palavra de Deus. Ele buscou o Espírito. É algo tremendo a maneira como Abraão ouviu a Palavra de Deus e buscou a ele apenas. Tanto eu como você que fomos salvos por receber a remissão dos nossos pecados, continuemos buscando a Palavra de Deus como este Abraão. No tempo do Antigo testamento Deus apareceu para Abraão não como uma visão, mas como a Palavra de Deus. Somente quando buscamos esta Palavra de Deus e cremos nela é que podemos fazer a obra espiritual. Eu estou dizendo que buscar a Palavra de Deus é pensar em Deus e fazer a obra.
Para nós seres humanos, existe uma obra material e espiritual para fazer. Embora não possamos nos livrar totalmente dos nossos desejos carnais, se fizermos a obra espiritual e buscarmos os desejos espirituais, conseguiremos levar uma vida justa nos envolvendo na obra espiritual. No livro de Gênesis capítulo 13 lemos sobre como Abraão vendeu sua esposa, e no capítulo 14 como ele, junto com os seus subordinados, lutou guerras e adquiriu muita riqueza. Apesar de ele não conseguir se afastar totalmente das coisas carnais, o que aconteceu depois? No capítulo 15 lemos sobre como Abraão pôs sua fé na Palavra de Deus e como Deus conhecia a sua fé. Como sua fé foi aprovada por Deus, Abraão conseguiu, apesar de seus erros, ser sepultado sob a obra espiritual e prosseguir.
Na verdade, Abraão era um ser humano igual a nós. De vez em quando ele ficava angustiado e sofria por ceder à carnalidade, mas ele admitia que sua carne já tinha morrido. Contudo, como ele buscou e obedeceu a Palavra de Deus, começou a fazer a obra espiritual e a obra de salvar almas, suas falhas e fraquezas foram consumidas nesta obra espiritual que ele fazia e não havia mais culpa nele.
Amados irmãos, o mesmo serve para nós. Quando realmente fazemos e somos loucos pela obra espiritual, nossos pensamentos carnais, nossas ações e falhas irão para um pântano espiritual. Até nossas sujeiras se derreterão como a neve da primavera dentro de nós se começarmos a fazer a obra espiritual. Se continuarmos fazendo a obra espiritual, nossas fraquezas desaparecerão naturalmente e não mais serão um problema diante de Deus.
Deus falou com Abraão e ele creu totalmente na sua Palavra e a buscou. Amados irmãos, é disso que se trata a obra espiritual. Se esta foi mesmo a Palavra dita por Deus, então Abraão creu nela como ela era e a buscou. Abraão conseguiu levar uma vida justa sem arrependimentos pois creu e seguiu a Palavra de Deus, ou seja, fez a obra espiritual. Abraão fez exatamente o que Deus disse a ele, e dessa forma ele fez a obra espiritual. E foi por isso que seus vários descendentes se tornaram povo de Deus e receberam assim a proteção e as bênçãos dele. Conosco acontece o mesmo. Nós também podemos encontrar o caminho certo da fé e receber as bênçãos do Senhor, e tudo graças ao exemplo de fé de Abraão, que fez essas obras espirituais buscando a sua Palavra.
 
 
Nós Devemos Fazer a Obra Espiritual Pela Fé
 
Se fizermos a obra de Deus e buscarmos sua vontade, faremos parte da sua justiça e nos tornaremos senhores de toda criatura. Assim como aconteceu com Abraão, todas as nossas fraquezas e falhas desaparecerão quando fizermos a obra espiritual para Deus. E ainda que sejamos falhos, se nos entregarmos à obra de Deus ao invés de buscarmos nossa própria ganância, Deus aprovará a nossa fé. E também dentro daquilo que Deus nos permitir fazer, nós daremos muito mais frutos de fé.
Crer na Palavra de Deus é fazer a obra espiritual, ou seja, a obra de Deus. Deus reconheceu a fé de Abraão porque ele creu na sua Palavra. Abraão creu totalmente na Palavra de Deus que veio a se cumprir depois de 24 anos, e isto é algo que deve ser altamente louvado. Queridos irmãos, nós também temos que ter essa fé genuína. Não importa o quanto esse mundo mude, precisamos ter essa fé de crer somente na Palavra de Deus.
Verdadeiramente este mundo está mudando cada vez mais. E não somente o mundo, mas a sociedade cristã também está mudando assim. Antes, os teólogos metodistas e os presbiterianos nem sequer comiam juntos. Eles nem olhavam na cara um do outro. Eles nem sequer se olhavam, dizendo que era injusto simplesmente olhar no rosto um do outro. Mas agora eles se sentam juntos e falam sobre unificação doutrinaria só para ajustar sua fé com a cultura do século 21. Estes mesmos que costumavam se evitar, hoje em dia estão tentando se unir.
Assim também ocorre com o mundo em que vivemos, que tem mudado com o passar do tempo. Mas não importa o quanto este mundo mude, nós devemos continuar vivendo pela fé e buscando a Palavra de Deus. Não importam as mudanças do mundo, nós não mudaremos. As pessoas de fé que buscam a Palavra e fazem a obra de Deus não mudarão, independente de quanto o mundo possa mudar. Não importa o que os outros vão dizer, se a Palavra de Deus diz isso, então é isso que está certo. Nós cremos que tudo acontecerá segundo a Palavra de Deus. Abraão, o nosso pai da fé, também era assim. Eu quero que vocês compreendam que Abraão, cuja fé foi reconhecida por Deus, buscou somente a sua Palavra durante toda sua vida e fez a obra de Deus, ou seja, a obra espiritual.
Vamos ver novamente o texto bíblico deste capitulo. No livro de Gênesis capítulo 15 versículo 7, lemos: “Disse-lhe mais: ‘Eu sou o SENHOR, que te tirei de Ur dos Caldeus, para dar-te a ti esta terra, para herdá-la’.” E do versículo 18 em diante está escrito: “Naquele mesmo dia fez o SENHOR uma aliança com Abrão, dizendo: ‘À tua descendência tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates; e o queneu, e o quenezeu, e o cadmoneu, e o heteu, e o perizeu, e os refains, e o amorreu, e o cananeu, e o girgaseu, e o jebuseu.’”
Como podemos ver aqui, Deus disse claramente a Abraão que ele lhe daria a terra de Canaã. Ele pessoalmente prometeu a ele que lhe daria esta terra prometida. Então ele disse que traria Abraão do Egito e daria a ele e a seus descendentes esta terra de Canaã. Abraão então perguntou: “Senhor Deus, você disse que daria a terra de Canaã a mim e aos meus descendentes, mas já que é assim, qual a prova de que isso acontecerá?” Então Deus respondeu: “Traga-me um carneiro de três anos, uma rola e um pombinho novo. Então Abraão levou tudo isso e pôs sobre o altar perante Deus. Depois disso o fogo de Jeová surgiu e passou entre os pedaços do sacrifício.
Tudo o que Jeová pediu a Abraão que trouxesse eram coisas usadas como oferta queimada. Portanto, o fato de Deus ter passado em forma de fogo entre as ofertas que eram oferecidas a ele, significa hoje que por crermos em Deus nós alcançamos o Reino dos Céus depois de recebermos a remissão dos nossos pecados. Na verdade, o próprio Deus testificou mais uma vez sua promessa a Abraão explicando a ele com detalhes: “À tua descendência tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates.”
Deus disse que daria a terra de Canaã a Abraão e aos seus descendentes. Amados irmãos, o que isso significa? Significa que Deus fez o mesmo a nós nos prometendo dar os Céus. Assim como ele deu a Abraão e seus descendentes a terra de Canaã, Deus hoje nos diz que dará o Reino dos Céus àqueles que verdadeiramente nascerem de novo por crer no evangelho da água e do Espírito. O Reino dos Céus não é algo imaginário. Ele realmente existe. Ele existe assim como a terra de Canaã está entre o rio do Egito e o rio Eufrates.
Nós não conhecemos bem a Via Láctea que enche o céu a noite. Ela pode ser vista a olho nu, mas nós não sabemos realmente sua origem. Dizem que algumas estrelas que podem ser vistas no céu hoje, na verdade já desapareceram há milhares de anos atrás. É porque essas estrelas estão muito distantes de nós, alguns bilhões de anos luz. Nós não conseguimos entender direito isso, só podemos respeitar e dizer pela fé: “Eu acho que o mundo que Deus criou é muito vasto.” Pelo menos nós cremos nesta Palavra. Deus deu os Céus àqueles que verdadeiramente nasceram de novo pela fé e mesmo que nossos olhos não possam ver, nós cremos.
Queridos irmãos, por favor, lembrem-se disto. Quando o Senhor morreu na cruz e clamou: “Está consumado!”, ele disse claramente aos criminosos que estavam pendurados ao seu lado: “Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso” (Lucas 23:43). O lugar onde o Senhor habita é sem dúvida o paraíso, que é o Reino dos Céus e a terra prometida de Canaã. O Reino dos Céus realmente existe. O céu é onde o Senhor está. Eu quero que vocês saibam que a promessa de Deus de dar aos nascidos de novo o Reino dos Céus também é clara e real, assim como a promessa que ele fez a Abraão quando disse que lhe daria uma parte da terra que ia de uma ponta a outra.
 
 
Você Crê que o Reino dos Céus Existe?
 
Amados irmãos, vocês creem que o céu existe? Vocês creem que este Reino dos Céus é seu? Vocês creem que o Reino dos Céus é um lugar que foi preparado somente para vocês? Se vocês creem que existe o Reino dos Céus então também entendem que existe o inferno. Jesus nos disse que ajuntaria os grãos, os moeria e poria o trigo em seu celeiro mas queimaria o joio com um fogo que não se apaga jamais. Do mesmo modo, tanto existe o inferno como certamente o Reino dos Céus também. Deus é Espírito, mas ele não é apenas alguém que existe só na nossa imaginação. Verdadeiramente Deus fez um mundo santo que é real e agora mora nele. Eu quero que vocês saibam e creiam que verdadeiramente existe um lugar chamado Reino dos Céus e outro lugar chamado inferno.
O nosso Senhor prometeu que daria a terra de Canaã a Abraão e aos seus descendentes como herança. Qual foi a prova de que ele nos deu dessa promessa? Deus disse: “Traga-me um bezerro de três anos, uma cabra de três anos, um carneiro de três anos, uma rola e um pombinho jovem”, e Abraão os ofereceu a Deus. Então Deus em forma de fogo passou entre eles. Através dessas ofertas, ou seja, através da oferta de sacrifício de Jesus Cristo que ofereceu a si mesmo com sua água e sangue, Deus prometeu que daria o Reino dos Céus aos que nascessem de novo se cressem nele. Amados irmãos, sem a oferta queimada nós não podemos receber a remissão dos nossos pecados. Depois de levar todos os nossos pecados através de seu batismo, Jesus foi por vontade própria ao altar de oferta queimada e salvou a nós que cremos nele recebendo todo o juízo pelos nossos pecados e ressuscitou dos mortos ao terceiro dia. Ele foi batizado para levar todos os nossos pecados. Depois disso, ele morreu e foi julgado por nós. Do mesmo modo, a oferta queimada que era colocada sobre o altar significa que o Senhor nos salvou oferecendo seu próprio corpo como a nossa propiciação. Foi por isso que Deus disse a Abraão para levar especificamente aquelas ofertas. E surgindo sobre elas, ele estava mostrando a Abraão a prova definitiva de sua promessa de que alcançaria o céu.
Eu creio que o céu é de fato um lugar infinito. Eu creio que quando nós morremos, nós os nascidos de novo vamos para esse lugar. Hoje o Senhor nos disse sobre esta verdade através da promessa que fez a Abraão. Então, nós que iremos para o Reino dos Céus devemos primeiro fazer esta obra espiritual, ou seja, a obra de Deus enquanto vivermos nesta terra. Enquanto fizermos esta obra espiritual, mesmo se coisas carnais surgirem em nós, elas serão queimadas debaixo da pilha da obra espiritual e não mais serão um problema para Deus. Eu quero que vocês entendam isso.
Abraão creu somente em Deus e o buscou. Portanto, ele andou no justo caminho. Eu tenho esse entendimento de que nós também devemos ser assim. Sendo fieis em fazer a obra espiritual, devemos lançar fora nossa fraqueza carnal. Mas se não fizermos esta obra espiritual, um dia seremos consumidos por nossa imundície. Os nascidos de novo devem ser iguais a Abraão. Eu creio que se dermos ouvido e buscarmos a Palavra de Deus como Abraão, toda nossa vida será entregue a esta obra espiritual, e todas as nossas preocupações materiais, problemas, falhas e fraquezas desaparecerão normalmente.
Eu espero encontrar pessoalmente no Reino de Deus esses servos justos do Senhor como Abraão, Moisés, o apóstolo Paulo entre outros. Então, obviamente, eu conseguirei reconhecê-los não na carne mas em espírito. Eu não sei como o céu se parece, mas uma coisa é certa, se ficarmos firmes e buscarmos a Palavra de Deus até o fim nós certamente iremos para lá. Abraão continuou buscando a Deus e a sua Palavra e por isso ele recebeu muitas bênçãos dele. Eu creio que se fizermos esta obra espiritual, toda a nossa fraqueza e falhas serão consumidas debaixo da pilha de obra espiritual e desaparecerão. Eu creio que se continuarmos a fazer essa obra espiritual, e que se crermos e buscarmos somente a Palavra de Deus, o nosso coração será ainda mais cheio da fé que crê em Deus. Eu creio que Deus será uma grande força para nós, encobrirá todas as nossas falhas e nos fará dar muitos frutos espirituais.
Como eu tenho ido a muitos encontros de avivamento em nossas congregações ultimamente, eu só posso estar com vocês nos fins de semana, mas eu quero que vocês continuem se envolvendo nesta obra espiritual o quanto puderem. Não olhem para sua própria fraqueza. A sua fraqueza não pode ser mudada por sua própria vontade. Simplesmente continuem fazendo a obra de Deus. Busquem a Palavra de Deus e continuem fazendo sua obra. Se fizerem isso, eu creio que nos tornaremos grandes pais da fé como Abraão.