The New Life Mission

Sermões

Assunto 1: Pecado

[1-1] (Marcos 7:8-9, 20-23) Para Sermos Salvos, Primeiro Temos que Reconhecer que Somos Peca

( Marcos 7:8-9 )
“Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens. E disse-lhes ainda: Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição”.
 
( Marcos 7:20-23 ) 
“E dizia: O que sai do homem, isso é o que o contamina.
Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem”.
 

Antes de tudo, eu gostaria de definir o que é o pecado. Há pecados definidos por Deus e também há pecados definidos pelo homem. A palavra pecado no grego antigo, ‘hamartia”, significa ‘errar o alvo’. Em outras palavras, é fazer algo errado. Pecado é desobedecer às ordens de Deus.
 
O que é o pecado?
É desobedecer às ordens de Deus.
 
É na nossa consciência que nós reconhecemos o pecado. No entanto, o padrão humano varia de acordo com a posição social, o grau de instrução, a consciência e as circunstâncias. 
Sendo assim, a definição de pecado varia de pessoa para pessoa. A mesma atitude pode ser considerada pecado ou não, dependendo do padrão de cada pessoa. Foi por isso que Deus nos deu 613 estatutos da Lei para os usarmos como o padrão absoluto para definir o pecado. 
 
 
O Diagrama abaixo ilustra os pecados do homem. 
 
A Lei de Deus
A consciência do homem, a
moralidade e as regras sociais
A lei nacional, a lei civil
 
Nós jamais podemos estabelecer um padrão para o pecado segundo a nossa consciência, baseados em regras sociais. O pecado da nossa consciência não está de acordo com o que Deus definiu como pecado. Portanto, não devemos escutar nossa consciência, ao contrário, devemos agir com base nos mandamentos de Deus.
Cada um de nós tem sua própria opinião sobre o pecado. Alguns consideram pecado suas próprias falhas enquanto que outros acham que são seu comportamento errado. Na Coreia, por exemplo, as pessoas cobrem o túmulo de seus pais com grama e cuidam deles até morrerem. Numa tribo primitiva de Papua, Nova Guiné, as pessoas honram seus parentes falecidos comendo seus corpos juntos com seus familiares (eu só não sei se eles cozinham o corpo antes de comer); parece que eles fazem isso para que o corpo não seja comido pelos vermes. Estes costumes mostram que os conceitos humanos sobre o pecado e sobre o que é certo podem variar muito.
Uma atitude correta numa sociedade pode ser considerada algo bárbaro em outra. A Bíblia, entretanto, nos diz que pecado é desobedecer às ordens de Deus: “Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens.
E disse-lhes ainda: Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição”. (Marcos 7:8-9). Deus não se importa com nossa aparência, Ele olha para o centro do nosso coração.
 

O Critério Pessoal é Pecado para Deus
 
Qual é o pecado mais grave?
É desrespeitar a Palavra de Deus!
 
Pecado para Deus é não viver segundo a Sua vontade e não crer em Sua Palavra. Deus disse que é pecado viver como os fariseus que rejeitaram os mandamentos de Deus e deram mais importância às suas tradições. Por isso, Jesus os considerava hipócritas.
“Em que Deus você crê? Você realmente Me adora e Me respeita? Você se orgulha do Meu nome, mas você Me honra de fato?”. As pessoas só olham para a aparência e desrespeitam a Palavra de Deus. Isso é pecado aos Seus olhos. O pior pecado é desrespeitar a Palavra de Deus. Você está ciente disso? 
As atitudes erradas que vêm das nossas fraquezas não passam de transgressões. Os erros que cometemos por causa das nossas imperfeições não são basicamente pecados, e sim falhas. Deus distingue pecados de falhas. Os que desrespeitam Sua Palavra são pecadores, mesmo que não tenham falhas. Eles são grandes pecadores diante de Deus. Essa é a razão pela qual Jesus repreendeu os fariseus.
No Pentateuco, de Gênesis a Deuteronômio, existem mandamentos que nos mostram o que fazer e o que não fazer. Eles são a Palavra de Deus, os Seus mandamentos. Pode ser até que nós não sejamos capazes de guardar e cumprir todos eles integralmente, mas temos que reconhecê-los como a Palavra e como os mandamentos que Deus nos deu desde o início; por isso, temos que aceitá-los como eles são realmente.
“No princípio, criou Deus os céus e a terra. (…) Disse Deus: Haja luz; e houve luz”. (Gênesis 1:1,3). Ele criou tudo e estabeleceu a Lei. “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, (…) e o Verbo era Deus”. (João 1:1, 14). Como, então, Deus se revela a cada um de nós? Deus é a Palavra e o Espírito, Ele se revela por intermédio dos Seus mandamentos. Como nós chamamos a Bíblia? Nós a chamamos de a Palavra de Deus.
A Palavra de Deus diz: “Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens”. Há 613 estatutos da Lei que dizem: faça isso, não faça aquilo, honre seus pais, etc. O livro de Levítico, dentre outras coisas, fala das obrigações dos homens e das mulheres; o que fazer quando um animal doméstico cai num poço. Por estas serem palavras divinas, nós precisamos observá-las com atenção para obedecermos a Deus, e mesmo que não sejamos capazes de cumprir toda a Sua Lei, temos no mínimo que reconhecê-la como sendo de Deus.
Há alguma palavra vinda de Deus que não seja correta? Os fariseus puseram de lado os mandamentos de Deus por causa da tradição dos homens. As palavras dos seus antepassados tiveram mais importância do que as palavras de Deus. Foi isso que Jesus viu quando veio a essa Terra; o que mais doeu Nele foi ver como as pessoas ignoravam a Palavra de Deus. 
Deus nos deu 613 artigos da Lei para nos ensinar que Ele é a Verdade, que Ele é o nosso Deus, e o que são nossos pecados diante Dele, para nos mostrar Sua santidade. Portanto, pelo fato de todos sermos pecadores diante Dele, devemos crer em Jesus que foi enviado por causa do amor de Deus por nós para que vivêssemos pela fé.
Aqueles que colocam de lado a Palavra de Deus não crendo nela são pecadores. Aqueles que não guardam Sua Palavra também são pecadores; porém, o pecado principal é rejeitar a Palavra de Deus. Quem age assim vai para o inferno. Não crer é o mesmo que pecar diante de Deus.
 

A Razão pela qual Deus nos Deu a Lei
 
Por que Deus nos
deu a Lei?
Para que conheçamos nossos 
pecados e a punição deles.
 
Por que Deus nos deu a Lei? Para nós conhecermos nossos pecados e retornarmos aos Seus braços. Ele nos deu os 613 artigos da Lei para que pudéssemos entender nossos pecados e ser remidos por Jesus. Esta é a razão pela qual Deus nos deu a Lei.
Romanos 3:20 afirma que “pela lei vem o pleno conhecimento do pecado”. Então, sabemos que Deus nos deu a Lei para que não fôssemos obrigados a viver por ela.
Então, o que aprendemos na Lei? Que somos muito fracos para obedecê-la totalmente e que somos pecadores diante de Deus. O que nós entendemos com os 613 estatutos da Lei? Entendemos como somos falhos e incapazes de viver de acordo com esta Lei. Entendemos que nós criaturas de Deus somos seres impotentes, pecadores que, segundo a Sua Lei, deveriam ser lançados no inferno.
O que devemos fazer ao reconhecermos nossos pecados e nossa impotência diante de Deus? Será que devemos tentar ser seres perfeitos? Não. Devemos admitir que somos pecadores, crer em Jesus, ser libertos por meio de Sua salvação pela água e pelo Espírito e agradecê-Lo.
Deus nos deu a Lei foi para que nós entendamos nossos pecados e o castigo proveniente deles, para entendermos que sem Jesus não podemos ser salvos do inferno. Se crermos em Jesus como nosso Salvador seremos salvos. Ele nos deu a Lei para que entendamos o quanto somos pecadores e para salvar nossa alma do pecado. Ele nos deu a Lei e enviou Jesus para nos salvar. Ele enviou Seu próprio Filho para tirar os nossos pecados por meio do Seu Batismo. Nós só poderemos ser salvos se crermos Nele.
Nós temos que entender que somos pecadores que não têm nenhuma esperança, e temos que crer em Jesus para sermos livres do pecado, nos tornando Seus filhos e devolvendo toda glória para Ele. 
Nós temos que meditar na Sua Palavra, entendê-la e julgar todas as coisas baseados nela, pois tudo vem dela. Nós também temos que entender a Verdade da redenção nessa Palavra. Essa é a fé correta e verdadeira. 
 

O que Há no Coração do Homem?
 
O que temos que fazer 
perante Deus?
Pedir a Ele que nos salve.
 
A fé em Deus começa na Sua Palavra, e é por isso que nós temos que crer Nele e na Sua Palavra. Nós estaremos errando se não fizermos isso. 
Quando os escribas e fariseus viram os discípulos de Jesus comendo pão sem lavar as mãos, eles não teriam lhes reprovado se vissem aquele ato por meio da Palavra de Deus. A Palavra nos diz que nada que entra na boca do homem pode contaminá-lo, pois vai para o seu estômago, não para o seu coração, e depois acaba saindo.
Como está escrito em Marcos 7:20-23: “E dizia: O que sai do homem, isso é o que o contamina.
Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem”. Jesus disse que as pessoas são pecadoras porque já nascem em pecado. 
Você entende o que isso significa? Todos nós nascemos pecadores porque somos descendentes de Adão. Não podemos ver a Verdade porque não aceitamos toda a Palavra de Deus nem cremos nela. O que há no coração do homem? 
“Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura”. (Marcos 7:21-22). Tudo isso sai do coração do homem e o leva a desonrar a si mesmos e aos outros. 
Isso também está escrito em Salmos: “Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, e a lua e as estrelas que estabeleceste, que é o homem, que dele te lembres? E o filho do homem, que o visites?”. (Salmos 8:3-4).
Por que o próprio Deus nos visita? Ele nos visita porque nos ama. Ele nos criou, nos amou e teve misericórdia de nós pecadores. Ele tirou todos os nossos pecados e nos fez Seu povo. “Ó Senhor, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome”. O Rei Davi entoou este salmo no Antigo Testamento quando entendeu que Deus se tornaria o Salvador de todos os pecadores.
O Apóstolo Paulo repetiu este mesmo salmo no Novo Testamento. E é algo maravilhoso ver como nós, que somos criaturas de Deus, nos tornamos filhos do Criador. Mas isso só aconteceu por causa da Sua misericórdia por nós. Este é o amor de Deus. 
Quando nós tentamos viver completamente de acordo com a Lei de Deus isso é o mesmo que desafiá-Lo. Isso também é um conceito arrogante que vem da nossa própria ignorância. Não está certo vivermos longe do Seu amor, lutando para guardar a Lei e orando desesperadamente para termos esse tipo de vida. A vontade de Deus é que nós entendamos que somos pecadores Segundo a Lei e creiamos na redenção da água e do sangue de Jesus.
É isso que diz a Palavra de Deus em Marcos 7:20-23: “E dizia: O que sai do homem, isso é o que o contamina.
Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem”. 
Jesus disse que o que sai do homem, os pecados internos, é que o contamina. Até mesmo se Deus der um alimento impuro para o homem, isso não o contaminará. Todas as criaturas são puras, e somente o que sai do homem, ou seja, os seus pecados, é que o contamina. Todos nós nascemos como descendentes de Adão. Como nós nascemos então? Nascemos com doze tipos de pecados, não é verdade? Será que nós podemos viver sem pecado então? Não, vamos continuar pecando, pois nascemos em pecado. Será que podemos parar de pecar por nós mesmos, só porque conhecemos a Lei? Nós podemos viver segundo os mandamentos? Não. 
Quanto mais tentamos viver pela Lei, mais isso se torna difícil. Nós temos que entender que somos limitados e desistir do que aprendemos antes. Assim, com um coração humilde, poderemos aceitar o batismo e o sangue de Jesus que nos salva.
Todos os 613 estatutos da Lei são justos e bons. Porém, o homem é pecador desde que foi concebido no ventre de sua mãe. Quando compreendemos que a Lei de Deus é correta e que nascemos como pecadores que nunca poderão se tornar justos por si mesmos, nós passamos a entender que precisamos da misericórdia de Deus e da redenção de Jesus pelo evangelho da água, do sangue e do Espírito. Quando entendemos nossas limitações — que por nós mesmos não podemos nos tornar justos e que iremos para o inferno devido os nossos pecados — nós não temos como deixar de confiar na redenção de Jesus. Nós poderemos ser libertos. Para isso, temos que entender que por nós mesmos não podemos ser corretos e bons diante de Deus. Sendo assim, temos que admitir diante Dele que somos pecadores destinados ao inferno e clamar por Sua misericórdia. “Deus, salve-me dos meus pecados e tenha misericórdia de mim”. Deus certamente então terá um encontro conosco por meio da Sua Palavra. É assim que nós podemos ser libertos.
Vamos ver a oração de Davi: “de maneira que serás tido por justo no teu falar e puro no teu julgar”. (Salmo 51:4). Davi sabia que era cheio de pecados e que era mau o bastante para ser lançado no inferno, mas ele admitiu isso diante de Deus. “Se Tu me chamas de pecador, eu sou pecador; Se Tu me chamas de justo, eu sou justo; Se Tu me salvares, eu serei salvo; se Tu me mandares para o inferno, eu irei para o inferno”.
Esta é a fé correta e a maneira pela qual somos salvos. É assim que nós temos que ser se quisermos crer na redenção de Jesus.
 

Nós Temos que Saber Exatamente Quais são Nossos Pecados
 
Já que todos nós somos descendentes de Adão, nós temos desejos carnais em nosso coração. Mas o que Deus nos diz? Ele nos diz para não adulterarmos. Há um desejo homicida em nosso coração, mas o que Deus nos diz? Ele nos diz que não devemos matar. Todos nós desrespeitamos nossos pais, mas Deus nos manda honrá-los. Nós temos que entender que todas as Palavras de Deus são boas e corretas, e que todos nós temos pecados em nosso coração. 
Isso é verdade ou não é? Sendo assim, o que devemos fazer diante de Deus? Nós temos que admitir que somos um poço de pecados, pecadores sem esperança. Nós não devemos achar que só porque praticávamos boas ações antes nós éramos justos, e que hoje somos pecadores porque cometemos pecados. Nós nascemos pecadores. Não importa o que façamos, nós seremos sempre pecadores. É por isso que precisamos ser salvos por meio do batismo de Jesus. Nós não somos pecadores por causa dos atos de adultério, homicídio e furto que nós cometemos, mas porque nascemos em pecado. Sendo assim, aos olhos de Deus, nunca poderemos ser bons pelo nosso próprio esforço. Nós só podemos fingir que somos bons. 
Nós nascemos com uma mente pecaminosa, mas podemos ser justos se não cometermos nenhum pecado? Não, nós nunca poderemos ser justos diante de Deus por nós mesmos. E se dissermos que somos justos, isso é hipocrisia. Jesus chamou os escribas e fariseus de “escribas e fariseus hipócritas”. O homem nasceu pecador e peca perante Deus sua vida inteira. 
Quem disser que nunca brigou nem bateu em alguém, e nem roubou sequer uma agulha de alguém em toda sua vida está mentindo, porque os homens nascem em pecado. Ele é um mentiroso, pecador e hipócrita. É assim que Deus o vê. Todos nós nascermos pecadores! E ainda que não tenha cometido um ato pecaminoso, mesmo assim você está condenado a ir para o inferno. E mesmo que você guardasse a maior parte da Lei e dos mandamentos, ainda assim você seria um pecador e estaria condenado a ir para o inferno. 
O que precisamos fazer diante de tal destino então? Temos que clamar pela misericórdia de Deus para sermos salvos dos nossos pecados. Mas se Ele não nos salvar nós iremos para o inferno. Este será o nosso destino.
Por isso, eles sabem que não reconhecer a Palavra de Deus, deixá-la de lado e rejeitá-la é o pior pecado que existe. Aqueles que aceitam a Palavra de Deus são justos, apesar de terem sido pecadores antes. Eles nasceram de novo pela Palavra da Sua Graça e são muito abençoados.
 

Aqueles que Tentam Ser Salvos pelas Obras Ainda São Pecadores
 
Quem continua sendo pecador
mesmo depois de crer em Jesus?
Aqueles que tentam ser salvos
pelas obras.
 
Vamos ler Gálatas 3:10-11: “Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las. E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé”. 
Está escrito: “Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las”. Aqueles que dizem que creem em Jesus, mas que buscam ser justificados pelas obras são amaldiçoados. O que acontece com aqueles que tentam ser justificados pelas obras? Eles vivem debaixo da maldição de Deus. 
Por que Deus nos deu a Lei? Deus nos deu a Lei para que conhecêssemos os nossos pecados. (Romanos 3:20). Ele também queria que soubéssemos que somos totalmente pecadores e que estamos condenados ao inferno. 
Creia no batismo de Jesus para que você possa nascer de novo. Deste modo, você será salvo, se tornará justo, terá a vida eterna e irá para o Céu. Tenha fé em seu coração! 
 

O Pecado Mais Arrogante do Mundo
 
Qual é o pecado mais 
arrogante do mundo?
Tentar viver segundo a Lei.
 
Nós somos abençoados porque cremos nas bênçãos de Deus. Deus salva aqueles que têm fé na Sua Palavra. 
Hoje, porém, há muitos crentes que tentam viver segundo a Lei. É até louvável que eles tentem viver segundo a Lei, mas como isso é possível? Nós temos que entender que é uma tolice tentar viver pela Lei. Quanto mais tentamos, mais isso se torna difícil. Deus disse: “a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo”. (Romanos 10:17). Nós temos que deixar de lado nossa arrogância para que sejamos salvos.
 

Nós Temos que Deixar Nossos Padrões para Sermos Salvos
 
O que precisamos fazer
para sermos salvos?
Precisamos abandonar nossos 
próprios critérios.
 
Como alguém pode ser salvo? Isso só acontece quando ele reconhece que é pecador. Há muitos que ainda não foram salvos porque não conseguem abandonar suas antigas crenças.
Deus disse que aqueles que só confiam no livro da Lei são amaldiçoados. Aqueles que creem que podem se tornar justos aos poucos crendo em Jesus e tentando viver pela Lei estão sob maldição. Eles creem em Deus, mas ainda acham que precisam viver de acordo com a Lei para serem salvos. 
Caro amigo, será que podemos nos tornar justos por intermédio das obras? Nós só nos tornamos justos crendo na Palavra de Jesus; e só aí então que somos redimidos. Somente pela fé em Jesus, no Seu sangue e na Sua divindade é que somos redimidos.
Foi por isso que Deus nos deu a lei da fé, para que nos tornássemos justos. A redenção da água e do Espírito não vem por meio das obras do homem, mas pela fé na Palavra de Deus. Deus nos libertou por essa fé, e foi assim que Ele planejou e completou nossa salvação. 
Por que aqueles que creram em Jesus não foram salvos? Porque eles não aceitaram a Palavra da redenção da água e do Espírito. Mas nós, que somos tão imperfeitos como eles, fomos redimidos pela fé na Palavra de Deus. 
Se duas pessoas estivessem trabalhando num moinho e uma fosse levada, a que ficou continuaria trabalhando. A que ficou para trás representa aqueles que não foram redimidos. Por que uma foi tirada e a outra deixada para trás? Porque uma ouviu e creu na Palavra de Deus, mas a outra continuou se esforçando para guardar a Lei e acabou sendo lançada no inferno. Esta última tentou se agarrar com Deus, mas Ele a expulsou como se ela fosse um inseto subindo pelas Suas pernas. Se alguém buscar a Deus tentando guardar a Lei, ele certamente será lançado no inferno. É por isso que temos que ser salvos pela fé na água e no Espírito. 
“Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las. E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé”. (Gálatas 3:10-11, Romanos 1:17).
Não crer na Palavra de Deus é pecado perante Ele. Além disso, também é pecado julgá-la de acordo com nossos padrões. Nós seres humanos não podemos viver segundo a Lei de Deus porque todos nascemos em pecado e continuaremos pecando a vida toda. Nós pecamos um pouco aqui, um pouco ali, e por onde quer que vamos. Nós temos que entender que somos feitos de carne e não podemos evitar o pecado.
O homem é como um grande balde de esterco. Se tentarmos levá-lo a algum lugar, derramaremos tudo pelo caminho. Nós somos assim. Pecamos aonde quer vamos. Você pode entender isso? 
Você ainda vai continuar fingindo que é santo? Se você se conhecesse bem, você não tentaria mais ser santo e creria na água e no sangue de Jesus. 
Aqueles que ainda não nasceram de novo têm que deixar de ser teimosos e reconhecer que são grandes pecadores perante Deus. Depois então, eles têm que voltar para a Palavra de Deus e descobrir como Ele os salvou pela água e pelo Espírito.