Sermões

Assunto 11: O Tabernáculo

[11-33] Os Materiais Usados nas Vestes do Sumo Sacerdote (Êxodo 28:1-14)

Os Materiais Usados nas Vestes do Sumo Sacerdote
( Êxodo 28:1-14 )
“Faze também vir para junto de ti Arão, teu irmão, e seus filhos com ele, dentre os filhos de Israel, para me oficiarem como sacerdotes, a saber, Arão e seus filhos Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar. Farás vestes sagradas para Arão, teu irmão, para glória e ornamento. Falarás também a todos os homens hábeis a quem enchi do espírito de sabedoria, que façam vestes para Arão para consagrá-lo, para que me ministre o ofício sacerdotal. As vestes, pois, que farão são estas: um peitoral, uma estola sacerdotal, uma sobrepeliz, uma túnica bordada, mitra e cinto. Farão vestes sagradas para Arão, teu irmão, e para seus filhos, para me oficiarem como sacerdotes. Tomarão ouro, estofo azul, púrpura, carmesim e linho fino e farão a estola sacerdotal de ouro, e estofo azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino retorcido, obra esmerada. Terá duas ombreiras que se unam às suas duas extremidades, e assim se unirá. E o cinto de obra esmerada, que estará sobre a estola sacerdotal, será de obra igual, da mesma obra de ouro, e estofo azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino retorcido. Tomarás duas pedras de ônix e gravarás nelas os nomes dos filhos de Israel: seis de seus nomes numa pedra e os outros seis na outra pedra, segundo a ordem do seu nascimento. Conforme a obra de lapidador, como lavores de sinete, gravarás as duas pedras com os nomes dos filhos de Israel; engastadas ao redor de ouro, as farás. E porás as duas pedras nas ombreiras da estola sacerdotal, por pedras de memória aos filhos de Israel; e Arão levará os seus nomes sobre ambos os seus ombros, para memória diante do SENHOR. Farás também engastes de ouro e duas correntes de ouro puro; obra de fieira as farás; e as correntes de fieira prenderás nos engastes”.

Vamos voltar a nossa atenção agora para os materiais usados nas vestes do Sumo Sacerdote. Dentre as vestes do Sumo Sacerdote, o éfode era um item único. Este éfode era feito de ouro e de tecidos, azul, púrpura e carmesim. Ele era um ornamento santo do Sumo Sacerdote, obra de artífice feita com estas cores. 
O ouro mencionado aqui se refere à verdadeira fé na Bíblia. O tecido azul usado nas vestes do Sumo Sacerdote se refere ao batismo que Jesus Cristo recebeu de João Batista para levar sobre Si os pecados dos homens. (Mateus 3:15). O tecido púrpura se refere ao sacrifício que Jesus Cristo fez ao ser condenado pelos pecados dos homens. O linho branco usado nas vestes do Sumo Sacerdote representa a justiça de Deus que apagou os pecados de todo o mundo com os tecidos, azul, púrpura e carmesim. 
Dentre as funções do Sumo Sacerdote, a mais importante era a de oferecer sacrifício a Deus. E ao fazer isso, segundo o sistema sacrificial, o Sumo Sacerdote não servia a Deus apenas, mas também ajudava o povo de Israel a ser liberto dos seus pecados. Nós temos que entender que a principal e mais importante de todas as funções do Sumo Sacerdote era oferecer sacrifício para adorar e servir a Deus.
Para provar o que estou dizendo, deixe-me falar de um incidente que se encontra em Êxodo 32. Quando Moisés subiu ao Monte Sinai para receber os Dez Mandamentos, o povo de Israel, vendo que ele tardava em descer do monte, disse a Arão: “Levanta-te, faze-nos deuses que vão adiante de nós; pois, quanto a este Moisés, o homem que nos tirou do Egito, não sabemos o que lhe terá sucedido”. (Êxodo 32:1). Arão, então, pegou todos os braceletes, pulseiras e anéis dos israelitas e fez um bezerro com eles. Então, o povo de Israel disse: “São estes, ó Israel, os teus deuses, que te tiraram da terra do Egito”. (Êxodo 32:4). Ao ver isso, Arão construiu um altar para o bezerro e, no dia seguinte, proclamou uma festa a Jeová.
No outro dia, o povo de Israel trouxe ofertas queimadas e pacíficas; eles beberam, comeram e se reuniram para festejar. Mas isso foi um grande pecado do povo de Israel aos olhos de Deus, algo que trouxe sobre eles o seu duro juízo. Nós não podemos nos esquecer deste acontecimento. O Sumo Sacerdote Arão tinha um lado fraco, é claro; mas mesmo assim ele tinha que ter obedecido à vontade de Deus e não ter esquecido que servi-Lo era a função mais importante de um Sumo Sacerdote. Mas Arão não foi fiel às suas funções de Sumo Sacerdote. Para cumprir as suas funções de Sumo Sacerdote, ele tinha que oferecer ofertas queimadas e pacíficas segundo o sistema sacrificial criado por Deus, por mais que o povo o seguisse ou não. 
Em suma, o Sumo Sacerdote Arão devia ter servido apenas ao Senhor Deus. Do mesmo modo, muitos pastores hoje em dia só trabalham em prol das pessoas, não para Deus. Entristece-me muito ver como os sacerdotes modernos se baseiam muito nos seus conceitos errados. Mas eu não me preocupo tanto assim porque ainda pode haver verdadeiros sacerdotes entre eles. A fim de expiar os pecados do povo, os sacerdotes têm que cumprir com a sua responsabilidade e oferecer sacrifício a Deus de modo correto, segundo o sistema sacrificial. 
Nós temos que prestar muita atenção à passagem onde Deus diz a Moisés: “Faze também vir para junto de ti Arão, teu irmão, e seus filhos com ele, dentre os filhos de Israel, para me oficiarem como sacerdotes”. (Êxodo 28:1). Deus vestiu a Arão com as vestes do Sumo Sacerdote, que foram feitas especialmente para que ele o servisse primeiro e acima de tudo. Todo sacerdote que ministra atualmente não pode esquecer-se de uma coisa: que as vestes do Sumo Sacerdote foram feitas de tecidos, azul, púrpura e carmesim e de tecido de linho fino retorcido.
 


Cumprindo as Funções de Sumo Sacerdote

 
No Dia da Expiação, o Sumo Sacerdote tinha que passar todos os pecados que os israelitas tinham cometido no período de um ano para a oferta de sacrifício, impondo as mãos sobre a sua cabeça, derramando o seu sangue, colocando-o no altar de ofertas queimadas e o aspergindo sobre o propiciatório. Jesus, o nosso verdadeiro Sumo Sacerdote celestial, do mesmo modo, veio a esta Terra, recebeu o batismo pelo qual levou sobre Si todos os pecados dos homens, derramou o Seu sangue, morreu na cruz, ressuscitou dentre os mortos, e, assim, trouxe a vitória da salvação àqueles que creem.
Enquanto servia a Deus como Sumo Sacerdote, Arão tinha que usar uma peça particular do vestuário chamado “éfode”, que era feito de ouro e tecidos, azul, púrpura e carmesim e de tecido de linho fino retorcido. Com esta peça do vestuário do Sumo Sacerdote, Deus nos ensina como devemos dar as nossas ofertas para recebermos a remissão de pecados. Para entendermos o profundo significado dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido usado nas vestes do Sumo Sacerdote, temos que saber que a remissão de pecados foi cumprida pela justiça de Deus e pelo Seu amor. 
Por meio dos tecidos usados nas vestes do Sumo Sacerdote, Deus nos mostra que foi Ele quem preparou a eterna remissão de pecados por Jesus Cristo antes da fundação do mundo. (Efésios 1:4). Então, para cumprirmos a nossa função de Sumos Sacerdotes também, primeiro temos que entender o mistério da purificação de pecados que há no evangelho da água e do Espírito e crer nele. Esta é a providência da salvação de Deus que foi predestinada em Cristo Jesus. 
Para que o Sumo Sacerdote cumprisse bem as suas funções sacerdotais, ele tinha que oferecer o sacrifício da forma correta – ou seja, para remir os pecados do povo, ele tinha que impor as mãos sobre a oferta de sacrifício e passar os seus pecados para ela segundo o sistema sacrificial. No Dia da Expiação, o Sumo Sacerdote colocava as suas mãos sobre a cabeça da oferta de sacrifício e a degolava para derramar o seu sangue. E por meio desta imposição de mãos, todos os pecados anuais do povo de Israel eram passados para a oferta de sacrifício. E ao derramar o seu sangue, todos os pecados eram expiados também. Ele então aspergia o seu sangue e queimava a sua carne para completar o sacrifício. Por fim, ele oferecia este sacrifício para remissão dos pecados do seu povo.
Nós temos que prestar muita atenção a este ponto aqui: o Sumo Sacerdote tinha que ensinar ao seu povo que os seus pecados já haviam sido passados para a oferta de sacrifício antes de ela ser queimada no altar, e que a remissão dos seus pecados havia sido realizada pela imposição de mãos e o sangue derramado da oferta. Esta era a maior função de todo Sumo Sacerdote. O Sumo Sacerdote era alguém que tinha que defender a verdade. Em outras palavras, ele tinha que ser um guardião fiel do evangelho da água e do Espírito. Embora o Sumo Sacerdote tivesse o seu lado humano e fraco, como todo o povo de Israel, ao crer na verdade encontrada no sistema sacrificial e oferecer a Deus sacrifício por eles, ele fazia com que eles recebessem a remissão de pecados. Do mesmo modo, apesar de sermos seres imperfeitos, nós podemos caminhar com Deus quando cremos no que Jesus Cristo, o Sumo Sacerdote celestial, fez por nós para recebermos a remissão de pecados.
Este sistema sacrificial que é revelado no Tabernáculo é a sabedoria da salvação que vem de Deus. A sabedoria de Deus que nos salvou dos pecados se encontra no ouro e nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido usado nas vestes do Sumo Sacerdote. Para que o Sumo Sacerdote fosse bem sucedido em suas funções, ele tinha que ensinar que o único meio pelo qual o homem poderia se tornar sem pecados era alcançado pelo sistema sacrificial criado por Deus. Nós, que agora somos Sacerdócio Real (1 Pedro 2:9), também temos que testificar que Jesus Cristo veio a esta Terra, levou sobre Si os pecados do mundo de uma vez por todas ao ser batizado por João Batista, derramou o Seu sangue, morreu em nosso lugar, foi enterrado e ressuscitou dos mortos por nós.
O ser humano por si mesmo pode apagar os seus pecados? As religiões do mundo podem fazer desaparecer os pecados dos homens? Nossos pecados só podem sumir por meio da salvação que vem pelo batismo e pelo sangue de Jesus, algo que o Sumo Sacerdote nos ensina. Somente pelo evangelho da salvação criado por Deus é que podemos receber a remissão de todos os nossos pecados. Remir os pecados dos homens é algo que só pôde ser feito por Jesus Cristo, o eterno Sumo Sacerdote celestial. Melhor dizendo, já que Jesus Cristo, que é o próprio Deus, veio a esta Terra num corpo carnal e levou sobre Si todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista, Ele pôde derramar o Seu sangue na cruz para purificar todas as iniquidades dos pecadores. Jesus só foi condenado por todos os nossos pecados ao derramar o Seu sangue e morrer na cruz porque antes havia recebido todos os pecados do mundo quando foi batizado. Ele salvou completamente os homens dos seus pecados por meio deste Ato de Justiça. (Romanos 5:18). Se Jesus Cristo não tivesse feito isso por nós, jamais poderíamos ser salvos. E este Sumo Sacerdote que nos fez filhos do Deus santo ao apagar de uma vez por todas os nossos pecados com a verdade do evangelho da água e do Espírito não é outro senão Jesus Cristo. 
O Sumo Sacerdote celestial sabia tudo sobre o plano da salvação que o Pai criou para a remissão dos nossos pecados. É por isso que o Senhor diz: “Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim”. (Apocalipse 22:13). E tendo este perfeito conhecimento do início ao fim, o Senhor Jesus realizou a nossa salvação segundo as Suas promessas encontradas no sistema sacrificial. Ele nos livrou de uma vez por todas da condenação e da destruição por causa dos nossos pecados e das nossas fraquezas. O que o Sumo Sacerdote celestial fez por nós - levar sobre Si os pecados dos homens ao ser batizado e os apagar derramando o Seu sangue na cruz, o levou a completar a nossa salvação de uma maneira perfeita. A salvação dos homens de todos os seus pecados vem da sabedoria de Deus. Ela foi realizada através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido. Em Jesus Cristo, Deus Pai planejou a eterna remissão de pecados com a verdade oculta nos tecidos, azul, púrpura e carmesim. E Ele trouxe esta verdadeira salvação a todos os que creem nesta verdade. 
 


O Cinto do Éfode do Sumo Sacerdote

 
O cinto do éfode fazia parte das vestes do Sumo Sacerdote. Este cinto, usado na cintura do Sumo Sacerdote sobre o éfode, também era feito de ouro e tecidos, azul, púrpura e carmesim e de tecido de linho fino retorcido. Um cinto, geralmente, representa “força”. Ele nos mostra, em outras palavras, que a fé na salvação vem dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, pois ele tem poder de nos salvar de todos os nossos pecados. Somente este verdadeiro evangelho da água e do Espírito tem o poder de Deus que pode salvar a todos os que creem. (Romanos 1:16). Portanto, é algo inútil crer nos pseudoevangelhos onde os tecidos, azul, púrpura e carmesim e o tecido de linho fino retorcido não são revelados.
Aqueles que têm muitas falhas podem ser purificados de todos os seus pecados de uma maneira perfeita crendo no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor Jesus Cristo, pois todos os pecados do mundo já foram passados para Ele por meio da verdade da remissão de pecados cumprida por Deus. (Mateus 3:15-17; Levítico 16:1-22). Deste modo, aqueles que creem que estas obras de justiça de Jesus, que são encontradas nos tecidos, azul, púrpura e carmesim, os salvou, têm a certeza da salvação mesmo que a sua carne seja fraca. Já que cremos no evangelho da água e do Espírito que o Senhor Jesus Cristo, o Sumo Sacerdote celestial, nos deu, o que pode nos afastar do amor de Deus? Absolutamente nada pode nos afastar do amor de Deus.  A nossa fé na salvação de Deus foi completada pela nossa fé revelada nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido. 
Para que cumpram as suas funções sacerdotais corretamente, os Sumos Sacerdotes não podem aceitar falsos evangelhos que não obedecem ao sistema sacrificial que é claramente mostrado no Tabernáculo. Aqueles que pregam estes pseudoevangelhos, por mais que as suas pregações sejam bem elaboradas, não podem oferecer nenhuma ajuda a alguém, pois eles não testificam do verdadeiro evangelho da água e do Espírito que é encontrado no Tabernáculo. Por essa razão, eles não passam de enganadores e assalariados. No que diz respeito a crer em Jesus Cristo, o Sumo Sacerdote celestial, como o nosso Salvador, não podemos deixar de conhecer o sistema sacrificial de imposição de mãos e do sangue derramado que é encontrado no Tabernáculo. Uma coisa que nós temos que entender é que há muitos pseudoevangelhos neste mundo. Não importa quem seja o pregador, se ele estiver pregando a verdade do evangelho da água e do Espírito, nós temos que ouvi-lo e aceitar todos os seus ensinamentos. 
Os cinco materiais usados na confecção do éfode e seu cinto representam a nossa verdadeira salvação. Eles expressam a oferta de sacrifício pela qual os pecadores recebiam a remissão de pecados segundo o sistema sacrificial do Antigo Testamento, basicamente pela imposição de mãos e o sangue derramado. Estes materiais acabaram sendo revelados no Novo Testamento no batismo de Jesus e no Seu sangue derramado; Jesus trouxe a salvação pela remissão de pecados àqueles que creem. Todo aquele que crê no evangelho da água e do Espírito de todo o seu coração recebe a remissão de pecados e a vida eterna. E esta é a verdade que foi revelada a todos os nascidos de novo a quem foram confiadas às funções de Sumo Sacerdote hoje em dia.
O Sumo Sacerdote terreno passava todos os pecados do seu povo impondo as suas mãos sobre a cabeça da oferta de sacrifício; aí então, ele a degolava, derramava o seu sangue, o aspergia sobre o propiciatório, e, assim, cumpria a sua função sacerdotal defendendo o genuíno evangelho de Deus. No entanto, o Sumo Sacerdote celestial foi batizado para levar todos os pecados do mundo sobre o Seu corpo; e Ele apagou totalmente os pecados do Seu povo oferecendo o Seu próprio corpo, derramando o Seu sangue na cruz e ressuscitando dos mortos. Ao fazer isso, Ele fez com que o Seu povo fosse remido de todos os seus pecados e também fez com que a providência de Deus se cumprisse. Atualmente, os discípulos de Jesus só cumprem as suas funções sacerdotais com sucesso quando pregam este evangelho que declara que Jesus Cristo apagou todos os pecados dos homens. 
Uma das razoes pela qual o Cristianismo tem tantos problemas é que há muitos enganadores espirituais nas Igrejas que afirmam estar cumprindo as funções de sacerdote, apesar de não conhecerem o evangelho da água e do Espírito. Contudo, somente aqueles que possuem esta fé é que podem oferecer o sacrifício correto a Deus e amar realmente as pessoas. Para o que você acha que a Igreja de Deus existe? Eu posso garantir a você que ela existe para pregar aos pecadores o evangelho da água e do Espírito. É assim que devemos servir a Deus e amar a todas as pessoas que Ele criou à sua imagem. 
 


Todos Neste Mundo Precisam Conhecer o Evangelho da Água e do Espírito

 
O Cristianismo no mundo inteiro hoje precisa conhecer o evangelho da água e do Espírito. Nosso Senhor disse: “Vós sois o sal da terra… Vós sois a luz do mundo”. (Mateus 5:13-14). Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito somos a luz verdadeira e o sal espiritual do mundo. Aqueles que conhecem o evangelho da água e do Espírito e creem nele são os sacerdotes espirituais que trazem benefícios às pessoas e fazem com que elas recebam a remissão de pecados. Por outro lado, os pastores que afirmam que estão cumprindo as suas funções sacerdotais, embora não conheçam o evangelho da água e do Espírito, nada mais são do que assalariados. E aqueles que cumprem as suas funções sacerdotais apenas como assalariados podem até fazer com que as pessoas se tornem cristãos nominais e os sigam, porém não podem purificar os seus pecados.
Os verdadeiros sacerdotes são aqueles cujos pecados foram expiados, aqueles que são justos diante de Deus por crerem no evangelho da água e do Espírito. E ao fazer com que eles cumpram as suas funções sacerdotais e ofereçam corretamente o sacrifício que purifica todos os pecados das pessoas, Deus, assim, abre uma porta para que todos sejam purificados de seus pecados. É por meio destes sacerdotes que Deus leva o homem a conhecer a obra da salvação, crer Nele, voltar para Ele e viver uma vida de retidão. Os sacerdotes são aqueles que têm o dever e a responsabilidade de fazer com que todos entendam o mistério dos tecidos, azul, púrpura e carmesim, e preguem esta verdade. Sendo assim, o sacerdócio espiritual é tão importante quanto o próprio evangelho da água e do Espírito.
Deus nos deu a Palavra do evangelho da água e do Espírito para que cumpríssemos o nosso sacerdócio espiritual com poder. E nós temos que ser gratos a Ele por nos ter dado esta fé (o tecido de ouro) que nos leva a crer no verdadeiro evangelho encontrado nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido. Quando nós estudamos as vestes usadas pelo Sumo Sacerdote, descobrimos como o homem foi remido dos seus pecados. E quando nós analisamos melhor as vestes do Sumo Sacerdote, o evangelho da água e do Espírito se torna muito claro para nós. Não foi por meio dos pseudoevangelhos pregado pelos mentirosos que Deus salvou o homem dos pecados do mundo. Pelo contrário, Ele planejou nos salvar dos pecados por Jesus Cristo antes da fundação do mundo, e cumpriu o Seu plano por meio do Seu batismo e do Seu sangue derramado na cruz.
As vestes do Sumo Sacerdote também continham uma túnica muito bem costurada e calções de linho. Nós também usamos roupas por baixo, mas estas vestes do Sumo Sacerdote eram diferentes das que usamos. A túnica do Sumo Sacerdote era um vestido longo que ia até o joelho. E como era feita de linho fino retorcido, era bem ventilada. Quando os sacerdotes ofereciam ofertas queimadas, eles tinham que levar até o altar de ofertas queimadas as partes dos animais a fim de queimá-las ali. Este altar era relativamente alto, e, por isso, as partes íntimas dos sacerdotes poderiam ficar à vista quando eles subissem no altar para oferecer sacrifício. Foi por isso que Deus ordenou a Moisés que fizesse uma túnica e calções de linho para cobrir as partes íntimas do Sumo Sacerdote, a fim de que ele não morresse por cometer alguma iniquidade.
Como eram magníficas as vestes do Sumo Sacerdote! O peitoral que ele usava tinha doze pedras preciosas, e a sua ombreira também tinha duas pedras preciosas. O peitoral era preso aos seus ombros com duas correntes de ouro puro feitas como se fossem cordas trançadas, que também eram presas ao éfode para que ele não caísse. Por isso, quando o Sumo Sacerdote caminhava, estas cordas trançadas de ouro puro balançavam e lhe davam muita mobilidade. Além disso, as doze pedras preciosas do peitoral do juízo eram reluzentes, e as pedras preciosas maiores que ficavam sobre o seu ombro também eram brilhantes. A lâmina de ouro usada em sua mitra de linho fino retorcido também era reluzente.
Quanto ouro havia no Tabernáculo? Todas as suas tábuas eram revestidas de ouro, e o propiciatório, o candelabro, a mesa de pães asmos, e muitos dos utensílios do Santo Lugar eram feitos de ouro. O Tabernáculo era simplesmente magnífico. E quando entramos no Reino de Jesus Cristo, também podemos perceber o quanto é fabuloso. Visto for fora, o Tabernáculo não impressionava muito, mas todos sabiam que a quantidade de ouro que havia dentro dele pesava mais de uma tonelada. O total de ouro usado no Tabernáculo era de vinte e nove talentos e setecentos e trinta ciclos (Êxodo 38:24), e se fôssemos calcular isso em medidas atuais daria mais de uma tonelada ou quase isso, pois um talento ou kikkar (3000 siclos) pesava quarenta e dois quilos. 
Você já preparou as vestes de ouro e os tecidos, azul, púrpura e carmesim e o tecido de linho fino retorcido da sua fé? O ouro aqui se refere à fé; o tecido azul, ao batismo que Jesus recebeu; tecido púrpura, à divindade de Deus como o próprio Deus; o tecido carmesim nos mostra que Jesus Cristo levou sobre Si todos os nossos pecados por meio do Seu batismo e do Seu precioso sangue derramado na cruz; o linho fino retorcido aponta para a Palavra de Deus que revela a Sua justiça. Portanto, os tecidos, azul, púrpura e carmesim usados na entrada do Tabernáculo e as vestes do Sumo Sacerdote nos mostram que Deus apagou todos os nossos pecados.
 


Nós Podemos Receber a Remissão de Todos os Nossos Pecados Quando Nos Achegamos a Deus Tendo Fé Nesta Verdade

 
Quando buscamos a Deus, temos que ter a fé que crê na verdade da salvação dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, que encontrados nas vestes do Sumo Sacerdote e na entrada do Tabernáculo. Quando o Sumo Sacerdote oferecia o sacrifício no Dia da Expiação, ele tinha que impor as mãos sobre a cabeça da oferta de sacrifício, degolá-la e derramar o seu sangue. Com esta imposição de mãos, os pecados de todo o povo eram passados para a oferta de sacrifício, e por meio do seu sangue derramado, todos estes pecados eram remidos. Todos os que não têm esta fé não podem se achegar a Deus. Dar ofertas a Deus sem ter esta fé é um grande absurdo. O sistema sacrificial e o material usado no Tabernáculo estão relacionados com a fé que crê no evangelho da água e do Espírito. Era com esta fé na Palavra dita por Deus que o Sumo Sacerdote podia estar diante Dele e cumprir as suas funções sacerdotais pelo povo, oferecendo o sacrifício para expiar todos os seus pecados.
O que a nossa fé representa para nós então? Atualmente, você e eu que conhecemos e cremos nesta verdade e vivemos na presença de Deus pela fé somos os Seus Sacerdotes Reais. (1 Pedro 2:9). A sua fé é a mesma que crê no sistema sacrificial revelado no Tabernáculo do Antigo Testamento? A verdadeira fé tem que ser a que crê no verdadeiro evangelho encontrado tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. As expressões externas de demonstração de fé podem variar com o passar do tempo, mas o conteúdo da verdadeira fé tem que ser sempre o mesmo. Os Sumos Sacerdotes aprovados por Deus eram aqueles que davam ofertas segundo o sistema sacrificial. 
A Bíblia diz que o éfode era uma “obra esmerada”, e isso significa que a sua confecção era cheia de bordados em detalhes finos. O Sumo Sacerdote tinha que usar o éfode, que era todo tecido, e não podia deixar de ter os cinco fios especificados à sua confecção. Sendo assim, é pela fé nos fios, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido que os que se tornaram sacerdotes podem se vestir da Santidade de Deus, se achegar a Ele e oferecer o sacrifício para a remissão dos pecados das pessoas.
Como deve ser a nossa fé então? Você conhece o evangelho da água e do Espírito e crê nele corretamente? A fé dos sacerdotes do Antigo Testamento que criam na verdade encontrada nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido é a mesma fé que crê no evangelho da água e do Espírito nos dias do Novo Testamento. Esta fé é a verdade absoluta da salvação que não pode mudar. Sem esta fé, ninguém pode se achegar a Deus nem pregar o Seu santo evangelho. Por fim, isso significa que aqueles que não receberam a remissão dos seus pecados crendo neste verdadeiro evangelho não podem cumprir as suas funções sacerdotais junto às outras pessoas. Na nossa homepage, nós recebemos notícias de vários outros países. Nós recebemos notícias do mundo todo, do Peru à China, de Uganda à Holanda, de que as pessoas estão recebendo a remissão de pecados por meio dos nossos livros cristãos gratuitos. Por meio destes livros que contêm o evangelho da água e do Espírito, pessoas que ainda nem conhecemos estão recebendo a remissão de pecados. Se as pessoas em todos os países receberem a remissão de pecados e, por sua vez, também pregarem o evangelho como nossos colaboradores, imagine as obras maravilhosas que serão feitas! Se os nossos livros cristãos gratuitos puderem chegar a todos os países deste mundo, não será difícil que as pessoas em todo o mundo nasçam de novo realmente. Há muitas almas no mundo todo recebendo a remissão de pecados por lerem os nossos livros. Sendo assim, temos que continuar cumprindo fielmente as nossas funções sacerdotais e anunciando a verdade da salvação que pela fé encontramos no sistema do Tabernáculo. 
Amados irmãos, só depois que vocês não tiverem mais pecados e se tornarem santos é que vocês poderão pregar o verdadeiro evangelho às pessoas do mundo inteiro, não antes. E para nos tornarmos sacerdotes, temos que ter e pregar a fé que crê nas quatro verdades encontradas no Tabernáculo. Nosso Senhor Jesus, que é o verdadeiro Deus, remiu a todos os nossos pecados com os tecidos, azul, púrpura e carmesim. E ao vir a esta Terra, ser batizado e derramar o Seu sangue, Ele purificou completamente a todos os nossos pecados; e ao ser condenado por todos estes pecados em nosso lugar, Ele salvou de todos os seus pecados os que creem. Todo aquele que crê no evangelho da água e do Espírito, que nos torna justos e sem pecados, podem usar as vestes santas. E quando usamos estas vestes, buscamos a Deus, oramos a Ele, pedimos a Sua ajuda e o servimos é que podemos cumprir as nossas funções sacerdotais pregando este evangelho.
Você já recebeu a remissão dos seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito? A fé que há no seu coração é como o ouro? Não basta apenas conhecermos este evangelho da verdade; temos que crer nele de todo o coração. E não podemos também nos esquecer de nenhuma das verdades encontradas nos tecidos usados nas vestes do Sumo Sacerdote e na entrada do Tabernáculo; cada um deles deve se encontrado em nossa fé. Quem são os pseudocrentes atualmente? Quando algo parece similar, mas o seu conteúdo é bem diferente quando o analisamos bem de perto, nós chamamos isso de imitação. E não é assim que são os pseudoevangelhos? Quem não crê no evangelho da água e do Espírito, mas, ao contrário, crê somente nos falsos evangelhos são pessoas que têm uma fé falsa.
 

Defendam a Sua Fé e Lutem as Suas Batalhas como Soldados Espirituais
 
Eu já ouvi falar de muitos falsos repórteres que fingiam ser jornalistas para enganar as pessoas e tirar o seu dinheiro. Eles usavam falsas credenciais e se passavam muito bem por verdadeiros jornalistas, enganando, assim, a muitas pessoas. Hoje, muitos estão pregando os pseudoevangelhos que se parecem com o verdadeiro evangelho, mas a verdade é que eles são muito diferentes do evangelho da água e do Espírito. Então, antes de crermos em algum evangelho, temos que analisá-lo muito bem e prestar muita atenção se contém a verdade sobre os tecidos azul, púrpura e carmesim e o tecido de linho fino retorcido, ou se algo foi deixado de fora. Deus ordenou a Moisés que fizesse as vestes do Sumo Sacerdote confeccionando-as como sendo uma obra esmerada de artista e usasse todos os tecidos determinados por Ele; isso significa que os sacerdotes atuais não podem rejeitar nenhum elemento do evangelho da água e do Espírito, já que creem nele. Se não crermos que Deus nos salvou por meio destes quatro tecidos – os tecidos, azul, púrpura e carmesim e o tecido de linho fino retorcido – jamais seremos aprovados por Deus. 
Como é que podemos discernir se a fé de alguém á falsa ou não? Quando olhamos hoje para as cores das vestes usadas pelo Sumo Sacerdote, podemos ver que somente a fé daqueles que creem no evangelho da água e do Espírito é completa. E se alguém crê no verdadeiro evangelho como estas pessoas, nós então podemos considerá-lo como quem foi totalmente remido dos seus pecados. Há muitas pessoas que pensam que a sua fé é completa, mesmo não crendo na verdade do tecido azul, no batismo de Jesus, mas crendo somente no sangue da cruz. Estas pessoas não creem no perfeito evangelho. E já que elas não conhecem o verdadeiro evangelho de Deus, elas não podem pregar a remissão espiritual de pecados.
Amados irmãos, vocês precisam discernir a fé daqueles que creem nos pseudoevangelhos da fé daqueles que creem no genuíno evangelho. Há muitos pastores nesta Terra que creem nos pseudoevangelhos. No Antigo Testamento, as vestes do Sumo Sacerdote eram feitas de cinco materiais, e nós recebemos a remissão de pecados quando cremos nisso. É por isso que estamos travando uma batalha espiritual contra Satanás. 
O Apóstolo Paulo trata deste assunto no livro de Efésios. Vamos ler Efésios 6:10-18: “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo;  porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos”. 
O Apóstolo Paulo está nos dizendo que nós devemos ser “fortalecidos no Senhor e na força do seu poder”, para nos revestirmos “de toda a armadura de Deus” a fim de ficarmos “firmes contra as ciladas do diabo”. O que é toda a armadura de Deus? É a Palavra de Deus. Paulo está nos dizendo, em outras palavras, que temos que lutar contra toda falsa fé crendo na Palavra de Deus, nos revestindo dela e nos apegando a ela. É por isso que ele diz que “nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”. Ele nos adverte que devemos lutar contra os dominadores deste século, contra os que amam este mundo, contra os espíritos malignos do diabo. Paulo está nos dizendo: “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus”. E ele está nos dizendo isso porque nós, ao fazermos tudo isso, ficaremos firmes com Deus. Já que nós cremos no evangelho da água e do Espírito de Deus, recebemos a remissão de pecados e podemos estar junto a Ele desfrutando da vida eterna ao seu lado.
A carne de todos nós é fraca. Por isso, temos que tomar o escudo da fé. E ao dizer que devemos nos vestir com a couraça da justiça, Paulo quer que creiamos neste evangelho de todo o nosso coração. Como o Sumo Sacerdote usava um peitoral com doze pedras preciosas que foram gravadas com o nome das doze tribos de Israel, Paulo está nos dizendo que devemos ter em nosso coração todas as pessoas e levá-las até Cristo Jesus. O fato de o Sumo Sacerdote usar um peitoral com doze pedras preciosas e levá-las sobre o seu peito significa que ele levava todo o povo de Israel em seu coração.
Já que o Apóstolo Paulo diz no texto acima: “Cingindo-vos com a verdade”, de modo algum podemos deixar de ter a fé que crê nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido. Quando nós não tememos às nossas fraquezas e nos apegamos à nossa fé nos tecidos, azul, púrpura e carmesim, os nossos corações são fortalecidos. E pela fé que podemos ficar firmes e ter uma fé inabalável. Portanto, temos que vestir a couraça da justiça e crer nela com a nossa mente e com o nosso coração. Não basta apenas conhecermos este verdadeiro evangelho na nossa mente, temos que crer nele de coração também.
Também temos que calçar os nossos pés com a preparação do evangelho da paz. É com o evangelho da água e do Espírito que Deus nos dá a paz. Deus nos disse que devemos crer no evangelho da água e do Espírito que nos traz a paz e viver para servirmos a este evangelho.
Deus também nos disse que devemos embraçar “o escudo da fé” para que possamos desviar “todos os dardos inflamados do Maligno”. Nos tempos antigos, os dardos inflamados eram sempre escolhidos para iniciar as batalhas. Com isso, Paulo está nos dizendo como Satanás nos ataca. O diabo direciona o seu ataque às nossas fraquezas e imperfeições dizendo: “Quem você pensa que é? Todas as atitudes e pensamentos do seu coração são impuros, e você ainda quer pregar o evangelho? Isso é um absurdo! Você não acha que está sendo arrogante demais? Por que você não se conserta primeiro?”. No entanto, se nós dermos ouvidos a ele quando formos atacados por estes dardos inflamados e dissermos: “Você tem razão. Que tipo de sacerdote eu sou, já que não consigo me dominar?”, a nossa alma acabará perecendo. É por isso que o Apóstolo Paulo nos disse que, acima de tudo, devemos tomar o escudo da fé. Mas o que nos protege destes pensamentos carnais que Satanás tenta pôr em nosso coração para darmos lugar às nossas fraquezas? A fé inabalável que crê nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido. Este é o escudo da fé! 
Quando os dardos inflamados vêm sobre nós de todos os lados, nosso Senhor Jesus nos diz que podemos desviar todos eles com a nossa fé: “O Senhor Jesus nos tornou justos com os tecidos, azul, púrpura e carmesim. Eu creio nisso de todo o meu coração”. É com esta fé que podemos evitar todos os dardos inflamados, todas as ciladas e ataques de Satanás. 
Você é imperfeito? Com certeza você é muito imperfeito em sua carne. Por isso, você tem que lidar com tudo pela fé que crê na providência de Deus e no evangelho da água e do Espírito. Depois de receber a remissão de pecados, a primeira coisa que você tem que fazer é lidar com estes pequenos assuntos pela fé, porque, mais tarde, você não conseguirá enfrentar todos os problemas que virão se não for com a fé que você terá em seu coração. No começo, você pode até achar que a sua fraqueza é pequena, mas com o tempo ela se revelará muito mais forte e dominadora. No fim, estas fraquezas te dominarão tanto que você vai querer fugir de si mesmo.
Em tempos assim, quando você começa a duvidar se de fato recebeu ou não a remissão de pecados, é que Satanás desfere os seus ataques mais ferrenhos contra você. Todavia, com a sua fé, você pode cuidar de suas fraquezas também. Em outras palavras, você pode se prevenir destes pensamentos carnais que te levam a autodestruição por causa de suas fraquezas. Com o escudo da fé, você pode resistir aos ataques de Satanás e dizer a ele: “Para trás de mim, Satanás. Já que em Romanos 1:17 diz que “o justo viverá por fé”, eu ainda posso ser justo pela fé que tenho, apesar das minha falhas”. Os justos têm que viver pela fé. 
Há alguma coisa em nós com que possamos nos exaltar neste mundo? Não há nada com que nos exaltarmos em termos carnais, mas ainda assim podemos pregar a todos neste mundo com confiança. As pessoas deste mundo podem até dizer a você: “Se você é justo, eu também sou justo”. Mas aí você vai responder: “Sabe, se você é justo, eu sou o pai de todos os justos”. Tem muita gente que não entende nada e nos ataca apontando às nossas falhas. “Você não é um bom aluno. Você não consegue fazer isso ou aquilo”. Por mais que eles nos ataquem assim, nós não temos motivo algum para ficarmos preocupados. Você pode responder: “Você está certo. Eu não sou bom nisso mesmo. Mas eu creio no verdadeiro evangelho. Você sabe que evangelho é este? Você sabe o que é o tecido azul? O que é o tecido púrpura? O que é o tecido carmesim? O que é o linho fino retorcido? Veja nos textos originais da Bíblia. Você vai levar pelo menos um mês para descobrir o significado. Não, na verdade, você teria muita sorte se conseguisse decifrar este mistério em um ano. Talvez levasse 500 gerações para você começar a entendê-lo. Você sabe o que significa o ouro usado nos tecidos? Bom, ao contrário de você, eu sei o significado de tudo isso”. Deste modo, você rechaçará todos os ataques de Satanás com coragem pela fé. Você precisa ter uma fé poderosa, pois com esta fé você poderá repreendê-los.
“Embora eu seja imperfeito, ainda assim eu servirei ao evangelho de Deus. Servir ao evangelho da água e do Espírito é o mesmo que servir a Deus. Embora eu seja falho, ainda assim eu sou um rei no Reino de Deus. Eu sou um sacerdote real, que é o mesmo que um rei. Se eu não pregar o evangelho, todos vocês acabarão indo para o inferno”. Meus irmãos, todos vocês precisam ter esta fé ousada. Mas esta fé vocês não podem conseguir pela força, porque é algo que Deus nos dá. Por isso, tudo o que vocês têm a fazer é crer Nele. Você já alcançou esta fé crendo Nele? 
Em Efésios 6:17, o Apóstolo Paulo nos exorta a tomar “o capacete da salvação”. Você sabe o que é um capacete ou não sabe? Você se lembra dos cavaleiros da Idade Média? Eles usavam capacetes de metal e longas lanças para duelarem entre si montados em seus cavalos. Eles usavam estes capacetes para cobrirem o rosto e não serem feridos durante os combates, a não ser que fossem feridos entre os olhos. Eram os seus capacetes que os protegiam de todos os ataques com as lanças. E o capacete da salvação tem a mesma função!
Do mesmo modo, o conhecimento que temos da verdade em nossa mente deve ser perfeito. O conhecimento da verdade do evangelho também deve estar bem organizado em nossa mente. “Isso é verdade ou não?”. “Isso está certo ou errado?”. Ao invés de poluirmos a nossa mente com incertezas como estas, temos que ter este entendimento claro em nossa mente: “Nosso Senhor Jesus nos tornou perfeitamente justos com os tecidos, azul, púrpura e carmesim. É nisto que eu creio”. Somente quando fizermos isso é que os ataques de Satanás não terão efeito algum contra nós. Isso é o mesmo que usarmos o capacete da salvação. Nós temos que ter o entendimento correto da verdade. 
Paulo também nos diz que temos que usar a espada do Espírito. Esta espada do Espírito é a Palavra de Deus. Então, quando aprendemos, conhecemos e cremos na Palavra, ela se torna para nós uma arma poderosa. Satanás impiedosamente nos ataca por meio de outras pessoas, do dinheiro, do sexo oposto, das nossas fraquezas, mas podemos vencer tudo isso pela fé na Palavra de Deus.
Em Efésios, usando esta analogia das vestes do Sumo Sacerdote, o Apóstolo Paulo nos explica o que é a verdadeira fé assim: “Vestindo-vos da couraça da justiça”. O que ele está nos dizendo, em outras palavras, é que devemos usar a couraça da justiça com a qual Deus nos tornou justos. Paulo também nos disse que nós devemos tomar “o capacete da salvação e a espada do Espírito”. Ao usar este exemplo, ele está nos dizendo que devemos lutar contra Satanás, dominá-lo e vencê-lo tendo um conhecimento completo da verdade e crendo na Palavra de Deus. Ele está nos dizendo que devemos eliminar, sem hesitar, todo obstáculo maligno que se levantar contra a nossa fé. Aqueles que creem nos pseudoevangelhos afirmam que todos os seus pecados foram purificados, embora creiam apenas em parte do evangelho, ou seja, no sangue de Jesus na cruz e nos seus atributos divinos como Filho de Deus. É justamente esta fé falsa que devemos deixar de lado e rejeitar totalmente.
A fé que crê em Jesus sem o Seu ministério do tecido azul é como um sacerdote que usa vestes falsas. Mesmo assim, ainda há tantos falsos cristãos neste mundo que deixam de fora a fé no tecido azul que nem podemos contá-los. No entanto, nós falamos do evangelho da água e do Espírito em nossos livros e damos testemunho deste evangelho que veio pelos tecidos, azul, púrpura e carmesim e pelo tecido de linho fino retorcido; este é o evangelho em que cremos. Mesmo que as pessoas creiam ou não, é para dar a elas uma chance de ler, conhecer e crer na verdade que ensinamos nos livros exatamente segundo a Palavra de Deus. Os que creem que Jesus é Deus, mas purificou os seus pecados apenas ao derramar o Seu sangue na cruz estão inclinados a colocar a fé nas suas emoções, a enganar os outros e a si mesmos. Mas nós que cremos na verdade sabemos, cremos e pregamos que Jesus, que é o próprio Deus, nos salvou de modo perfeito ao ser batizado e morrer derramando o Seu sangue na cruz.
Você crê agora que as vestes do Sumo Sacerdote eram feitas de ouro, de tecidos, azul, púrpura e carmesim e de tecido de linho fino retorcido? Aqueles que foram totalmente vestidos de santidade são os mesmos que usam as vestes feitas destes tecidos. Os que em seus corações creem na remissão de pecados por meio do ouro e dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido são verdadeiramente as pessoas de fé e os sacerdotes espirituais que foram salvos de todos os seus pecados.
Há algo que aqueles que se tornaram sacerdotes espirituais, agora, não podem mais esquecer. É pela fé nestes tecidos que podemos confeccionar as vestes santas da remissão de pecados, vesti-las pela fé e nos achegarmos a Deus. Isso diz respeito à nossa verdadeira fé. E por causa da nossa fé que crê nesta verdade, Deus santificou o nosso coração, assim como Ele fazia com o Sumo Sacerdote no Antigo Testamento. E como cremos nesta verdade, todos nós somos sacerdotes de Deus. Nós somos os sacerdotes reais que servem a Ele.
Meus irmãos, eu peço a vocês que tenham a fé que crê nesta verdade para que, com esta fé, vocês possam lutar contra Satanás e cumprir as suas funções sacerdotais. E eu oro para que todos vocês cumpram as suas funções sacerdotais fielmente e para sempre. E eu digo isto porque se vocês deixarem de crer no evangelho dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, o sacerdócio será tirado de vocês. Eu oro para que todos vocês sejam cada vez mais os sacerdotes fieis que agradam a Deus com a sua fé inabalável no verdadeiro evangelho. Minha esperança é que todos vocês creiam neste verdadeiro evangelho até o fim. E para que vocês não percam o evangelho da verdade, defendam a sua fé e cumpram as suas funções sacerdotais para todo o sempre.