The New Life Mission

Sermões

Assunto 27: Cartas de Deus para nós na era do coronavírus

[27-4] (Ezequiel 28:11-19) Viveremos Nossa Fé Enfrentando os Inimigos de Deus

(Ezequiel 28:11-19)
“Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, levanta uma lamentação contra o rei de Tiro e dize-lhe: Assim diz o Senhor Deus: Tu és o sinete da perfeição, cheio de sabedoria e formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias: o sárdio, o topázio, o diamante, o berilo, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo e a esmeralda; de ouro se te fizeram os engastes e os ornamentos; no dia em que foste criado, foram eles preparados. Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado até que se achou iniquidade em ti. Na multiplicação do teu comércio, se encheu o teu interior de violência, e pecaste; pelo que te lançarei, profanado, fora do monte de Deus e te farei perecer, ó querubim da guarda, em meio ao brilho das pedras. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; lancei-te por terra, diante dos reis te pus, para que te contemplem. Pela multidão das tuas iniquidades, pela injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu, e te reduzi a cinzas sobre a terra, aos olhos de todos os que te contemplam. Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; vens a ser objeto de espanto e jamais subsistirás”.
 

O Anjo Caído

Na leitura das Escrituras de hoje, Deus fala sobre a queda de um anjo que havia sido abençoado para viver em Seu jardim. No início, esse anjo vivia em obediência a Deus de acordo com sua posição, mas quando seu coração se tornou arrogante, ele abandonou sua posição e foi expulso por Deus. Não há registro da criação de anjos de Deus no Livro de Gênesis do Antigo Testamento. As Escrituras não fornecem um relato detalhado dos anjos porque Deus escreveu a Bíblia com o propósito de salvar a humanidade perdida em todos os seus pecados. Deus registrou na Bíblia que Seu plano de salvação para libertar a humanidade de seus pecados e o cumprimento desta salvação foram realizados através de Jesus Cristo. Assim, as Escrituras enfocam principalmente a verdade da salvação para nos mostrar como Deus libertou a humanidade de seus pecados. Deus se alegra em revelar Sua providência de salvação a todos nós através da verdade do Evangelho da água e do Espírito.
Ainda é importante para nós saber sobre a obra do anjo caído, então Deus está nos falando sobre isso na passagem bíblica de hoje do Livro de Ezequiel. Aqui, apontando os pecados do rei de Tiro, Deus está comparando o julgamento deste rei com o julgamento do anjo que se rebelou contra Ele. É também a sabedoria de Deus que nos ensina que somos ignorantes. Porque a maioria das pessoas não sabe sobre as obras do anjo caído e o está adorando inconscientemente. O problema aqui é que, embora todos precisemos de um bom conhecimento dos anjos, essa não é a nossa realidade. Ninguém neste mundo pode receber as bênçãos de Deus sem um conhecimento adequado do anjo que é inimigo de Deus, para que ninguém acabe adorando-o, mesmo inadvertidamente. A verdade que Deus escondeu de nós só pode ser entendida se Deus nos ensinar, caso contrário, não podemos saber nada sobre o anjo que se opõe a Deus. Claro, não poderíamos saber quem era o adversário de Deus todo esse tempo. Agora que conhecemos a verdade da salvação de Deus por meio do evangelho da água e do Espírito, é hora de aprender sobre o anjo adversário de Deus e permanecer firme na verdade. Se recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, então precisamos aprender sobre o anjo caído que servia a Deus para que possamos entender que tipo de fé Deus deseja que vivamos. Portanto, devemos ter fé no evangelho da água e do Espírito dado por Deus. Deus se agrada em não mais esconder Seu propósito e ao invés disso revelá-lo às pessoas de fé que creem no evangelho da água e do Espírito.
Aqui na leitura das Escrituras de hoje, vemos que o rei de Tiro pecou contra Deus ao elevar seu próprio coração como o anjo caído. O que Deus está nos dizendo aqui por meio do rei de Tiro e do anjo caído é o seguinte: se em nossos corações tivermos orgulho diante de Deus, seremos expulsos como eles. Por meio do que aconteceu com o anjo caído, Deus está nos mostrando que qualquer pessoa que se orgulhe diante Dele enfrentará Seu julgamento, não importa quem seja essa pessoa. Independentemente de qual seja sua posição na vida, sejam pessoas comuns ou até reis, permitir que o orgulho entre em seu coração é o mesmo que se tornar o adversário de Deus.
Portanto, é muito importante aprendermos mais sobre os atributos de Deus e permanecer nessa verdade. Também devemos entender que ficar contra Deus é da natureza do Diabo. A leitura das Escrituras de hoje do Livro de Ezequiel oferece muitas lições espirituais para nós, pois registra em detalhes os pecados do anjo caído. Deus confiou diferentes tarefas a diferentes anjos, como Miguel, o anjo da guerra, e Gabriel, o mensageiro das boas novas. No entanto, também houve um certo anjo que se rebelou contra Deus depois de realizar as tarefas que Deus lhe deu; portanto, há uma lição importante a aprender com esse relato: nunca devemos nos tornar adversários de Deus, aconteça o que acontecer. Por meio dos pecados desse anjo caído, Deus está nos ensinando sobre o "orgulho".
 

O que resultará quando alguém se tornar adversário de Deus por meio de seu próprio Livre Arbítrio?

Falando do anjo caído, a Bíblia diz no final do versículo 13:
"…de ouro se te fizeram os engastes e os ornamentos; no dia em que foste criado, foram eles preparados”.
Antes de sua queda, o dever deste anjo era louvar a santidade de Deus com os instrumentos musicais preparados por Ele. O anjo tinha uma alta posição entre todos os anjos que Deus fez, como está escrito: 
"Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado até que se achou iniquidade em ti”. (Ezequiel 28:14-15).
Podemos ver que quando Deus criou este anjo, Ele o fez quase perfeito e de tal forma que nada lhe faltou. Também podemos ver que Deus deu livre arbítrio não apenas aos homens, mas também a todos os anjos que Ele criou. É importante que o livre arbítrio seja exercido de maneira que agrade a Deus, para glorificá-Lo. Em outras palavras, aqueles que têm livre arbítrio devem viver para a Glória de Deus obedecendo e se submetendo a Ele de acordo com Sua vontade.
Quando nos deparamos com os pecados do anjo caído, podemos ver claramente que ele abusou de seu livre arbítrio. Não há dúvida de que antes de sua corrupção aparecer, ele estava servindo a Deus mais de perto. Visto que o anjo mais próximo de Deus se tornou o adversário de Deus, existem motivos mais do que suficientes para ser expulso por Deus. Essa consequência resultou claramente do fracasso do anjo em administrar sua própria vontade. Nós, humanos, também tomamos inúmeras decisões ruins usando nosso livre arbítrio. Ainda hoje, o trabalho deste anjo é entrar nos corações de incontáveis reis e pessoas neste mundo e fazê-los ficar contra Deus. Tendo entrado no coração de muitas pessoas, esse espírito maligno, que é o adversário de Deus, está incitando-os a se rebelarem contra Deus. Assim como Deus julgou Seu adversário no passado, hoje também Deus espera pelo dia em que Ele julgará todos os Seus adversários. Devemos, portanto, conhecer a obra do anjo caído corretamente, e nunca nos permitir seguir seus passos.
O rei de Tiro, na leitura das Escrituras de hoje, tinha sido a ruína para vida do povo de Israel. Isso porque, quando a nação de Israel pecou contra Deus, Deus enviou o rei de Tiro para oprimir Seu povo. Quando a nação de Israel pecou, Deus entregou Seu povo aos reis do mundo e permitiu que eles sofressem em suas mãos. No entanto, o rei de Tiro deveria parar em um certo ponto e moderar sua ação. Mas sendo arrogante, ele ultrapassou os limites desagradando a Deus, quando deveria ter usado seu livre arbítrio para se conter na permissão de Deus. Mas o rei de Tiro estava muito ocupado perseguindo o povo de Israel. Devemos lembrar que aquele que agora está trabalhando nos corações de muitos reis e pessoas neste mundo é o anjo caído que viveu no Jardim do Éden há muito, muito tempo. Hoje, há momentos em que algumas pessoas atormentam os justos, e precisamos entender que eles são contra os justos porque seus corações são habitados por espíritos malignos.
 

E se vivêssemos como adversários de Deus?

Nós, os crentes no evangelho da água e do Espírito, somos amados pelo Deus Todo-Poderoso em nossas vidas diárias. Porém, mesmo entre nós, ainda é possível que haja algumas pessoas que se oponham a Deus e por isso acabem sendo amaldiçoadas por Ele. Mesmo entre os justos que receberam a remissão de todos os seus pecados crendo na Palavra do evangelho da água e do Espírito, algumas pessoas estão vivendo neste mundo sem receber as bênçãos de Deus. Como explicar isso? Primeiro, essas pessoas não se tornaram um só coração com o mandamento do Senhor Jesus, mesmo depois de crer no evangelho da água e do Espírito, que é a verdade real que torna possível que eles sejam remidos de todos os seus pecados. É porque eles querem viver suas vidas apenas para buscar os interesses de sua carne, enquanto ignoram a autoridade de Deus. É porque mesmo entre o povo de Deus hoje, existem aqueles que se opõem à obra de Deus como os anjos caídos da antiguidade. É por isso que essas pessoas vivem na miséria, incapazes de receber não apenas bênçãos espirituais, mas também bênçãos materiais de Deus.
Se você realmente crê no evangelho da água e do Espírito dado por Deus, você nunca deve parar de proclamar esse evangelho. Não importa as circunstâncias, nós devemos nos dedicar a pregar o evangelho da água e do Espírito e servir à obra de Deus. Hoje, aqueles que se tornaram justos aos olhos de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor Jesus querem dedicar suas vidas para pregar esse evangelho, pois eles creem no amor do Deus Todo-Poderoso. Isso porque o Espírito Santo habita nos corações dos crentes no evangelho da água e do Espírito, e este Espírito Santo se alegra com a vida que glorifica a Deus. Porque cremos no amor de nosso Deus Todo-Poderoso, nosso coração encontra a maior satisfação quando pregamos Seu evangelho. É assim que glorificamos a Deus pela fé. Por que, então, vemos algumas pessoas, mesmo entre os justos, que não querem viver para a pregação do evangelho da água e do Espírito? É porque essas pessoas substituíram o amor de Deus por seus próprios ídolos e desejos.
O Apóstolo Paulo disse: "Não apagueis o Espírito". (1 Tessalonicenses 5:19). Quando Deus inspira os corações dos justos pelo Espírito Santo a fazer Sua obra, nossos corações ficam alegres e felizes. Então, é Deus, o Espírito Santo, que nos dá o desejo de servir ao evangelho da água e do Espírito. Essa é a vontade de Deus, mas se a ignorarmos, acabaremos indo contra o amor de Deus. Portanto, devemos dedicar nossas vidas para pregar o evangelho da água e do Espírito, que é a vontade de Deus, e viver pela fé. Somente quando fazemos isso podemos receber o amor e as bênçãos de Deus em nossas vidas. Se, ao invés disso, vivermos nossas vidas nesta Terra como os adversários da vontade de Deus, nada além de maldições e sofrimentos serão deixados para nós.  
Segundo, quando os adversários de Deus serão arruinados? Isso acontecerá quando chegar a hora do julgamento de Deus. A Palavra de Deus nos diz nas Escrituras na leitura de hoje:
"Na multiplicação do teu comércio, se encheu o teu interior de violência, e pecaste;". (Ezequiel 28:16). 
Se desistirmos de pregar o evangelho da água e do Espírito e encontrarmos satisfação em viver uma vida carnal e mundana, então, no final das contas, até mesmo nós, os crentes no evangelho da água e do Espírito de Deus, também seremos destruídos para sempre juntos com seus adversários. Onde a Bíblia diz: "Na multiplicação do teu comércio", está falando de prosperidade. Apesar de crermos no amor do Deus Todo-Poderoso por meio do evangelho da água e do Espírito, se não servirmos a este evangelho em unidade no mundo, no final nós também nos tornaremos inimigos de Deus. Se estamos desfrutando da prosperidade graças às bênçãos de Deus, temos que viver ainda mais fielmente para pregar o evangelho da água e do Espírito para a satisfação de Deus. O coração dos arrogantes caem no pecado do orgulho quando buscam a prosperidade de sua própria carne ao invés da Justiça de Deus em suas vidas.
Portanto, à medida que nós, quando somos prósperos nessa vida, os justos, ao continuarmos com nossas vidas neste mundo, devemos nos dedicar ainda mais à pregação do evangelho. Porque recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, nós também podemos prosperar nesta Terra se nosso coração for reto. Nós cometemos erros de vez em quando, até mesmo servindo em união para pregar o evangelho da água e do Espírito. Devemos lidar com essas transgressões crendo que Deus também purificou todos esses pecados com o evangelho da água e do Espírito. Se você viver com Deus em unidade, Ele cobrirá todas as suas fraquezas. No entanto, Deus simplesmente não encobre os pecados daqueles que se opõem à Sua Justiça sabendo da Sua vontade, pois esta é a Justiça de Deus. Se nós, os crentes no evangelho da água e do Espírito, vivêssemos apenas para buscar as riquezas do mundo, Deus não ficaria de braços cruzados.
Devemos saber mais sobre o que o inimigo de Deus faz. Quando Deus olha para nós, o que Ele vê como nosso orgulho? É confiar apenas em nossas próprias habilidades e não depender de Deus — isso é o que se entende pela arrogância. Aqueles cujo coração é orgulhoso diante de Deus não só rejeitam a autoridade de Seus servos e do povo, mas também dão um passo adiante para impedir Sua obra. É porque eles impedem a obra de Deus que acabam se opondo a Ele. Deus está dizendo para nós, os justos: "Ignorar a palavra de seus irmãos é orgulho". Isso porque Deus está dizendo no coração de Seu povo: "A palavra de seus irmãos é a Minha Palavra". Deus fala sobre nosso pecado de orgulho por meio dos lábios dos membros da Igreja. Deus fala com você por meio de Seus servos, e também ouvimos a ordem de Deus por meio dos membros de Sua Igreja. Quando você e eu nos desviamos dos olhos de Deus, Ele nos fala por meio de Seu povo, dizendo: “O que você está fazendo é errado! Você está se perdendo!". É por meio do povo de Deus que ouvimos Seu aviso. Em momentos como este, devemos ser capazes de reconhecer que o que ouvimos de nossos irmãos é a Palavra de Deus e dar a ela toda a atenção.
Devemos perceber que as admoestações de nossos irmãos são a voz de Deus. Os sábios devem compreender: "Oh, Deus está me dizendo agora para ser humilde de coração". Para que nos tornemos abençoados aos olhos de Deus, devemos ouvir a Sua Palavra e unir nossos corações aos servos do evangelho da água e do Espírito. Devemos perceber que nosso orgulho vem com a falta de fé e, portanto, devemos ter fé e abandonar nosso orgulho. O povo de Deus também deve ter fé nas regras da Igreja e na orientação de seus líderes. Só podemos levar uma vida de fé se também aprendermos sobre a vontade de Deus corretamente com nossos líderes. Isso porque Deus tem o prazer de falar conosco por meio da Igreja que Ele fundou. Como não somos concorrentes do Deus Todo-Poderoso, devemos ouvir Sua Palavra e obedecê-Lo pela fé. Portanto, devemos crer que Deus está falando conosco por meio de nossos irmãos.
A Bíblia diz que desde o momento em que Deus criou o anjo caído no Céu, seu dever sempre foi louvar a Deus. Este foi o propósito para o qual ele foi criado por Deus, então teria sido maravilhoso se o anjo tivesse permanecido louvando o Deus Santo e Todo-Poderoso com sua harpa e lira, cantando: "Santo, Santo é o Senhor Deus". Portanto, se pela fé permanecermos sob o domínio de Deus, podemos viver uma vida tão alegre que não haverá tempo para o tédio. A vida dos justos é alegre a cada dia e a cada dia é renovada. Mas, devemos lembrar que um dos anjos criados por Deus acabou sendo condenado à destruição eterna porque ele se tornou muito orgulhoso, deixou sua posição e desafiou a Autoridade de Deus. O que explicaria o pensamento desse anjo sobre coisas arrogantes? É porque ele era orgulhoso diante de Deus. Porque Deus lhe deu o livre arbítrio, era possível que ele tivesse pensamentos de orgulho e fizesse coisas tão arrogantes. Deus deu ao anjo o livre arbítrio porque não queria que ele O obedecesse à força.
Esse anjo foi tolo em pensar, depois de exercer sua própria vontade, que ele mesmo era sábio. Quando tais pensamentos surgiram, o anjo deveria ter se repreendido, afastado seus pensamentos orgulhosos e retornado ao seu devido lugar para temer a Deus. Em vez disso, o anjo se posicionou contra o Deus Todo-Poderoso, dizendo: "Vou tentar. Vou me levantar e enfrentar o desafio com meus subordinados. Assim, junto com outros anjos que embarcaram em suas ideias, ele cometeu o pecado do orgulho ao desafiar Autoridade de Deus. Vendo seu plano e ações arrogantes, Deus disse: "Você será exaltado até os confins do Céu? Não, você será levado até os confins da Terra. Eu prepararei o Hades para você e o lançarei no fundo do inferno". Não importa se estamos falando sobre anjos ou justos. Independentemente de quem, se o coração e os atos de alguém são orgulhosos diante de Deus, então essa pessoa será amaldiçoada por Deus como o adversário que se levantou contra Ele.
 

"Não pense de si mesmo além do que convém". (Romanos 12:3)

Às vezes, nossos pensamentos são como um fluxo interminável, com um pensamento levando a outro. De todos os pensamentos que temos, os da carne não são apenas autodestrutivos, mas também nos colocam contra Deus. Em contraste, os pensamentos espirituais que temos diante de Deus nos fazem trabalhar para salvar muitas almas. Portanto, sempre que pensamos, devemos ter pensamentos espirituais. Os pensamentos espirituais dos justos são sobre temer a Deus e trazer almas a Cristo. Devemos pensar e acreditar nos pensamentos de Deus. As religiões mundanas buscam encontrar a resposta confiando nos processos do pensamento humano, mas a solução para todos os problemas não está localizada na mente humana, e é encontrada na verdade dada por Deus, nosso Cristo. Isso porque Jesus Cristo é a própria Verdade. Mesmo que as pessoas pensem que seus pensamentos são profundos, na realidade, os pensamentos humanos buscam seus próprios interesses carnais, e esses pensamentos da carne acabam levando as pessoas à confusão espiritual. A resposta para a salvação da humanidade depende da Palavra de Nosso Cristo Deus, não dos pensamentos humanos. Quando as pessoas chegam ao fim de seus pensamentos carnais, elas nem reconhecem o que estão pensando. É por isso que o Apóstolo Paulo disse em Romanos: "Não pense de si mesmo além do que convém". 
Nós, os justos, devemos pensar na obra espiritual de acordo com a Palavra Escrita de Deus e devemos viver pela fé na verdade. Às vezes, Deus nos repreende, dizendo: "Por que você está perdendo seu tempo pensando nas coisas da carne?". No início da nossa Igreja, algumas pessoas costumavam me dizer: "Agora você está pregando o evangelho da água e do Espírito, mas em uma década ou duas, você também mudará". Portanto, nenhuma das pessoas que costumavam dizer essas coisas ainda está na Igreja de Deus. Com seus pensamentos inúteis da carne, eles acabaram se tornando inimigos de Deus. Porque a Palavra do evangelho da Água e do Espírito dado por Deus é a verdade que salva todos os pecadores de seus pecados, ela foi, é e sempre será a verdade da salvação. E se o evangelho da água e do Espírito que agora estamos pregando possibilita que as pessoas recebam a remissão de pecados em seus corações, então a verdade do evangelho da água e do Espírito dada por Deus é o evangelho eterno da salvação para toda a humanidade.
Não há outro evangelho para pregarmos além do evangelho da água e do Espírito que Deus nos deu. Por quê? É porque o Senhor Jesus nunca deu qualquer outra verdade de salvação para humanidade, mas o verdadeiro evangelho da água e do Espírito. Algum evangelho além do evangelho da água e do Espírito já nos libertou de todos os pecados deste mundo? Não, pois está escrito: "E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos". (Atos 4:12). O evangelho que trouxe a verdadeira salvação do pecado aos pecadores é o evangelho da água e do Espírito que estamos pregando agora. O evangelho da salvação que Deus deu à humanidade é o evangelho não apenas da água, nem somente do sangue, mas da água, do sangue e do Espírito. Nesta Palavra do evangelho da água e do Espírito dada por Deus, Deus é a Verdade que continuará a salvar todos aqueles que caíram no pecado daqui a 30 anos, 40 anos, 500 anos, 5.000 anos e para sempre.
A Palavra do evangelho da água e do Espírito é absolutamente incorruptível, é a verdadeira Palavra de Salvação que Deus nos deu, pois é a Palavra de Deus e a Verdade imutável. Porém, aqueles que não nasceram de novo, apesar de crerem em Jesus como seu Salvador, pensam em sua carne: "Com o passar do tempo, este evangelho da água e do Espírito também mudará". Aqueles que tratam a Palavra de Deus apenas em termos carnais como esses devem perceber que seus pensamentos nada mais são que pensamentos de morte. Os seres humanos estão condenados à ruína e à morte em seus próprios pensamentos carnais e se opõem ao Deus verdadeiro e à Sua Justiça, que Deus ofereceu à humanidade. Todos os pensamentos da humanidade estão errados aos olhos de Deus.
 

"Seu coração se exaltou por causa de sua beleza"

Você tem alguma beleza imutável? Que beleza você tem? É o seu rosto, seu corpo, sua honra ou suas riquezas? Qual é a sua beleza? Vamos parar um momento aqui e refletir sobre nós mesmos de acordo com a verdadeira Palavra de Salvação que Deus nos deu. Deus agora deu o evangelho da água e do Espírito a todos nós. Ele deu aos crentes no evangelho da água e do Espírito todos os talentos e bênçãos de que precisamos para realizar Sua obra de Justiça. Portanto, cada um de nós tem pelo menos um dom precioso que Deus nos deu. Não sou só eu, mas todos os meus colegas têm pelo menos um dom. No entanto, algumas pessoas pensam que só elas têm os melhores talentos do mundo inteiro. O anjo caído, na leitura das Escrituras de hoje, deve ter sido muito bonito aos olhos de Deus, pois a Bíblia ensina que seu coração se exaltou por causa de sua beleza. E a Bíblia também diz que este anjo era arrogante por causa de seu próprio esplendor, e se corrompeu com sua própria sabedoria. Ele chegou a pensar: "Se eu puder tomar o lugar de Deus, seria como Ele. Vou me tornar Deus e governar sobre todas as suas criações".
 

O que é a verdadeira sabedoria?

A verdadeira sabedoria é a capacidade de aplicar o conhecimento para realizar algo. "Conhecimento" é apenas saber, enquanto "sabedoria" é a capacidade de implementar seu conhecimento para alcançar algo. Assim, qualquer pessoa que crê no amor de Deus deve ter não somente fé em Sua Palavra, mas também sabedoria, embora nenhum ser humano possa ser tão sábio quanto Deus. Com o aprendizado, o conhecimento pode ser alcançado por qualquer pessoa. Em contraste, nem todos têm a sabedoria dada por Deus, pois isso é algo que deve ser recebido de Deus orando a Ele. A verdadeira sabedoria que vem de Deus é crer na Palavra dada por Deus e andar pela fé. Isso porque a sabedoria de Deus é uma bênção que só pode ser adquirida por aqueles que creem em Deus e obedecem à Sua vontade.
Houve um homem que, apesar de ter mais de US$ 2 milhões em sua conta bancária, pensou que estava financeiramente arruinado e matou sua esposa, seus filhos e a si mesmo. Ele deixou um bilhete dizendo que estava cometendo suicídio por causa de seus problemas financeiros e que também levava consigo a esposa e os filhos. Mesmo este homem tendo US$2 milhões em sua conta bancária, ele ainda pensava que estava condenado neste mundo. Claramente, ele carecia da sabedoria de Deus. Embora US$ 2 milhões não sejam suficientes para dirigir uma grande empresa, ainda era dinheiro suficiente para ele investir em um negócio decente e ganhar uma boa vida para ele e sua família. E se ele tivesse feito isso, ele seria um exemplo para seus filhos. Mas este homem não tinha sabedoria. 
Quando o anjo caído olhou para si mesmo, ele pensou que estava exaltado. Pensou que estava vivendo em glória. Sua posição era realmente muito alta e esplêndida, uma vez que ele era um anjo louvando a Deus ao seu lado. Enquanto seu coração se elevava em arrogância, ele finalmente tentou se tornar o próprio Deus e acabou sendo condenado ao inferno. Este anjo caído estava servindo ao Deus Todo-Poderoso ao seu lado. Então, podemos entender aqui que Deus está dizendo por meio deste relato: "Meu lugar não pode ser tomado por ninguém. Somente aqueles que aceitam a Graça que estou oferecendo podem viver comigo". Deus criou não apenas os anjos, mas também os seres humanos.
Tendo criado os seres humanos no Jardim do Éden, Deus prometeu a eles que concederia Sua Graça salvadora, libertando-os dos pecados que cometeriam. Deus prometeu com Sua Palavra: "Eu virei a esta Terra através do corpo de uma mulher para ser o Salvador de toda a humanidade. E os salvarei por meio do evangelho da água, do sangue e do Espírito". Para realizar a obra de Cristo nesta Terra, conforme prometeu a toda a humanidade com a Sua Palavra, o próprio Deus teve que nascer através de Maria para se encarnar como homem. E este Deus foi batizado por João Batista para levar nossos pecados, foi crucificado até a morte, ressuscitou dos mortos com poder e assim se tornou o verdadeiro Salvador para todos nós que agora cremos no evangelho da água e do Espírito. A salvação da humanidade do pecado está toda escrita assim na Bíblia, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento.
Porém, hoje existem muitas pessoas que não sabem nada sobre a Justiça de Deus nosso Cristo. Eles dizem que creem em Deus, embora não conheçam a verdade do evangelho da água e do Espírito, que o próprio Deus, quando veio a esta Terra, cumpriu tudo isso para nos salvar dos nossos pecados. Os seres humanos devem, portanto, aprender e compreender, por meio da Palavra de Deus, a razão pela qual Deus os criou e o domínio de Deus sobre os anjos. Você e eu devemos entender claramente e crer no motivo pelo qual Deus nos salvou dos pecados deste mundo de uma vez por todas, e por que Deus está nos dizendo agora para louvarmos Seu amor e Glória. Isso porque, se aprendermos e compreendermos o propósito de Deus para nós, podemos glorificá-Lo. Uma vez que entendemos a providência de Deus e seu propósito, podemos glorificá-Lo por meio de nossa fé em Sua Justiça. Devemos perceber aqui que Deus nos confiou a tarefa que havia sido confiada ao anjo caído, que estava louvando a Deus. E temos que acreditar nisso. Se soubermos e acreditarmos no amor de Deus, e se crermos e louvarmos Sua Justiça, então seremos ainda mais exaltados do que esse anjo foi na criação dos Céus e da Terra. Isso porque pela fé alcançamos nossa verdadeira salvação e nos revestimos da Glória do Céu, e por isso viemos louvar a Deus.
Louvar a Deus é elogiar a obra de Justiça que Deus fez por nós. É por isso que exaltamos e louvamos o amor de Deus e a Sua obra de Justiça. Louvar a Deus é agradecer e glorificá-Lo diariamente não apenas por nos salvar de todos os pecados deste mundo de uma vez por todas, mas também atender às nossas orações, nos ajudar em nossa caminhada diária e nos abençoar para vivermos com Ele. Isso é o que significa viver uma vida que louva a Deus.
Hoje, você e eu que cremos no evangelho da água e do Espírito fomos abençoados para assumir e desfrutar do glorioso dever que o anjo caído perdeu. Nós nos tornamos filhos de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito, e Deus se alegra em receber toda a Glória por nosso intermédio. Tudo isso é a bênção de Deus e a sabedoria celestial que Deus nos deu. Este é o propósito para o qual Deus nos criou. Não é incrível que Deus tenha permitido que todos nós tenhamos fé no evangelho da água e do Espírito? Tudo o que Deus fez por nós, os crentes no evangelho da água e do Espírito, é uma bênção incrível. 
 

O que se perde com o orgulho

Por causa de seu orgulho, o anjo caído perdeu o belo dever que lhe foi confiado. Ele foi arruinado e tornou-se chefe do inferno. No final, ele se tornou o adversário de Deus. Agora cremos no evangelho da água e do Espírito, mas como estamos levando nossas vidas diante de Deus? Há alguém entre nós que cedeu ao orgulho, seja por causa de sua beleza exterior ou dos talentos, e, portanto, se transformou em um objeto do ódio de Deus? Se você tem belos dons ou talentos, não deve deixá-los subir à sua cabeça, pois foram dados a você para que sirva a Deus.
Deus disse que a fabricação de tamborins e pífaros estava preparada para o anjo no dia em que foi criado. Isso significa que Deus deu a esse anjo o abençoado dever de louvá-Lo. Não é como se o anjo tivesse ido a uma escola de música! Seu talento dado por Deus era a habilidade de tocar instrumentos musicais e um desejo sincero de louvar a santidade de Deus. Vendo a criação de Deus, em sua mente as notas musicais devem ter surgido naturalmente para que ele pudesse louvar a Deus lindamente. Assim, nós, os crentes no evangelho da água e do Espírito, também temos grandes talentos que Deus nos deu. Mas se pensarmos que somos melhores do que nossos irmãos e irmãs por causa de tais talentos e os usarmos para nos opor a eles, seremos arruinados. Se nós, os crentes no evangelho da água e do Espírito, desistirmos de pregar o evangelho e sairmos pelo mundo em busca de nosso próprio bem-estar financeiro, então finalmente nos encontraremos contra a vontade de Deus. Nossa vida de fé terminaria aos olhos de Deus.
Eu também não sou nada sem os talentos que Deus me deu. Então, eu uso minhas habilidades dadas por Deus para pregar o evangelho da salvação que me salvou. Eu não me vanglorio diante de Deus. Tudo o que faço é feito para a Glória de Deus; não há outro propósito para o meu trabalho. Portanto, se você e eu deixarmos nossos talentos subirem às nossas cabeças e desistirmos de servir a Deus, nos tornaremos como o anjo caído. Hoje, na Igreja de Deus, se você não usar seus talentos para Deus, Deus também não usará seus talentos. Se essas pessoas tentarem realizar a obra de Deus, Deus desprezará seus corações, dizendo-lhes: "O que você está fazendo agora não significa nada". Assim, vemos que Deus nos escolhe e nos usa como Seus instrumentos quando servimos Sua obra em união com nossos irmãos. Em contraste, quando alguém ignora seus irmãos e servos de Deus, então vemos Deus tirando o dever dessa pessoa e dando-o a outra pessoa, dizendo: "Pare. Eu não posso mais usá-lo aqui”.
 

Deus permitiu o livre arbítrio para todos nós

Para humanos e anjos, Deus deu-lhes livre arbítrio quando foram criados. Deus não os fez como robôs. Os anjos criados por Deus também receberam personalidades. Deus deu-lhes as faculdades do intelecto, emoção e vontade - ou seja, a capacidade de conhecer, sentir e agir. Da mesma forma, Deus deu as faculdades do intelecto, emoção e vontade aos seres humanos, o que é conhecido como personalidade. Deus permitiu que eles entendessem, sentissem e agissem. Ele deu a eles livre arbítrio para pensar e fazer tudo por conta própria. Se eles querem se tornar como Deus, eles podem pensar assim; se quiserem desafiar a Deus, podem fazê-lo; e se eles querem ir contra Deus porque estão chateados com Ele, então eles podem fazer isso também. Em outras palavras, Deus criou os anjos como seres intelectuais, emocionais e tenazes. No entanto, um dos muitos anjos desafiou a autoridade de Deus. Então Deus jogou o anjo arrogante e seus subordinados no chão.
Então, quando Deus fez os seres humanos, Ele não os fez como robôs, mas como pessoas. Podemos ficar contra Deus ou, alternativamente, podemos aceitar a Palavra falada por Deus e ser salvos de todos os nossos pecados. Deus nos criou como seres humanos com livre arbítrio. Deus também é uma Pessoa, e Ele concede Seu amor e bênçãos àqueles que creem no Seu amor e nas bênçãos da salvação que se manifestam no evangelho da água e do sangue. No entanto, embora tenhamos sido salvos pela fé no evangelho da água e do Espírito, se nos posicionarmos contra o Deus Todo-Poderoso, nós também seremos expulsos como o anjo caído. Nós, os crentes no evangelho da água e do Espírito, devemos lembrar que Deus nos deu livre arbítrio. Portanto, Deus é realmente um Deus Justo. Nosso Deus Criador não é influenciado emocionalmente por nós, Suas criaturas, nem se compromete conosco porque é fraco. Portanto, se você e eu formos arrogantes diante de Deus, pagaremos merecidamente o preço por nosso orgulho.
 

Devemos construir uma comunidade de fé respeitosa

Quando você estiver convivendo em comunhão com aqueles que foram salvos de seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, ouça com atenção o que eles dizem. Então você descobrirá que há muito o que aprender com eles. Você vai reconhecer: "Esses membros da Igreja estão fielmente realizando a obra de Deus sem fazer barulho. Eles são apenas membros comuns da Igreja como eu, mas eles são pessoas de caráter e eu deveria imitá-los". Algumas pessoas são altamente emocionais, um dia amando a Deus e servindo-O com grande zelo, e no dia seguinte repentinamente afundando em um profundo mal-estar e recusando-se a servir. Outros, por outro lado, são mais consistentes, servindo ao Senhor Jesus constantemente em unidade com os membros da Igreja, sem chamar a atenção para si mesmos.
Quando olhamos para os obreiros de Deus, vemos que cada um deles tem suas próprias forças e fraquezas. Alguns membros têm o que nos falta e temos o que falta a alguns membros. É por isso que, como membros da Igreja, devemos aprender uns com os outros e ser unidos. Podemos então perceber: "Esses irmãos e irmãs merecem muito respeito. Eles são incríveis. Deus está sendo servido tão bem por eles! Ele lhes deu sabedoria e fé para servi-Lo. Ele os abençoou!". Deus escreveu a Bíblia para nos ensinar por meio de Sua Palavra que não devemos erguer nossos próprios corações em arrogância, mas ser unidos uns com os outros em quaisquer posições que cada um de nós tenhamos. Deus nos permitiu servir fielmente ao Senhor Jesus na mesma unidade. Agora Ele nos permitiu servir em Seu local de trabalho para que todos possamos apoiar o ministério do evangelho e dedicar nossos esforços para pregar o evangelho. Deus nos deixou nesta Terra para que servíssemos e apoiássemos Sua obra em unidade. 
Recentemente, o Pastor Galvão me enviou uma mensagem informando que havia um pouco de inquietação entre seus irmãos e irmãs por causa do COVID-19. Vendo seus entes queridos morrendo de coronavírus bem diante de seus olhos, a congregação estava sofrendo muito e profundamente angustiada, e o Pastor Galvão me perguntou se eu poderia enviar-lhes algumas palavras de encorajamento. Quando ouvi isso, percebi que Deus estava me dizendo para retomar nosso Ministério de literatura. Então, ultimamente eu tenho revisado e adicionado aos sermões que eu tenho dado durante a hora de adoração na Igreja de Deus. Isso porque o Pastor Galvão e outros cooperadores do exterior me pediram para fazê-lo. Isso também porque o público-alvo dessas novas publicações são nossos cooperadores no exterior. Tenho escrito meus sermões como se estivesse escrevendo uma carta para eles. Os sermões que prego durante a hora de adoração também são destinados aos nossos cooperadores de trabalho ao redor do mundo. Portanto, tenho que revisá-los e traduzi-los. 
Assim, Deus nos obriga a fazer vários tipos de trabalho de acordo com Seu tempo. A responsabilidade recai sobre nós para realizar silenciosamente qualquer trabalho que Deus nos confiou. Realizar diligentemente a obra de Deus pela fé, sempre que ela nos é confiada, é tudo para uma vida de fé. Isso porque todo o trabalho que devemos fazer enquanto vivemos neste mundo é a obra de Deus. Assim, fazemos a obra do Senhor Jesus, louvamos a Deus durante a hora de adoração, ouvimos Sua Palavra, juntos compartilhamos Sua Graça e renovamos nossas forças todos os dias. 
 

O Anjo Caído nunca mais poderá desfrutar de sua antiga glória 

Como aqueles que se tornaram povo de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito, você e eu desfrutaremos a Glória de viver com Deus. Deus nos disse que quando chegar a hora, o veremos face a face. Por isso, com essa esperança, todos os dias vamos juntos fazer a obra do Senhor Jesus.
Quando trabalhamos para pregar o evangelho da água e do Espírito do Senhor Jesus, nós glorificamos a Deus com a vida que Ele nos deu. E porque todo esse trabalho é feito junto com a família de Deus, nossos irmãos e irmãs, cada momento é uma alegria para mim. Sempre fico feliz porque tudo o que fazemos neste mundo é para a obra de Deus.
Meu coração está sempre feliz por estar fazendo a obra de Deus para pregar Seu evangelho da água e do Espírito, para o bem de Sua Igreja e para o bem de nossos irmãos e irmãs. Estes são os pensamentos que me trazem alegria: “Como agora estou lançando o alicerce para apoiar o ministério do evangelho, nossos irmãos e irmãs desfrutarão de todas essas coisas. Por meio dessa obra que estou realizando, o evangelho será cada vez mais proclamado. Os corações das pessoas serão curados. O evangelho da água e do Espírito será proclamado cada vez mais longe. Estou muito feliz em ver que o trabalho que fiz nesta Terra trouxe tantas bênçãos espirituais aos nossos irmãos e irmãs. Eu sou abençoado por isso. Eu não poderia pedir mais, pois o fruto do meu trabalho é apreciado não só por mim, mas também por nossa família da Igreja, e é isso que agrada a Deus”.
O que vale mais a pena do que isso, e o que mais eu poderia pedir? Um dia entrarei no Reino de Deus e viverei para sempre com Ele face a face. Você é exatamente como eu. Todos aqueles que foram salvos de seus pecados pela Palavra do evangelho da água e do Espírito são preciosos aos olhos de Deus. Não somos humilhados aos olhos de Deus. Embora alguns de nossos irmãos e irmãs tenham algumas deficiências na carne, não devemos desprezá-los. Em vez disso, mostre tolerância e trate-os com bondade, dizendo: "Nós entendemos. Você fez algo imprudente. Há uma lição que Deus quer ensinar por meio disso".
No entanto, algumas pessoas estão tão orgulhosas de si mesmas que impedem a obra de Deus. Essas pessoas serão tratadas como adversárias de Deus. Se alguém está atrapalhando a obra de Deus, então essa pessoa já está do lado do anjo caído. Portanto, não devemos apenas respeitar aqueles que temem a Deus, mas também amá-los e unir nossos corações a eles por meio da fé em Deus. Existem alguns líderes em comunidades cristãs dizendo às pessoas que sirvam apenas a eles, não a Deus. Se nos unirmos a essas pessoas, seremos tratados como o anjo caído. O anjo caído foi expulso do Céu e perdeu sua posição. Então, Deus deixou vaga esta posição gloriosa, e queria fazer os seres humanos à Sua imagem e colocá-los lá. Deus também sabia que essas criaturas humanas de Sua criação pecariam. É por isso que Deus preparou um plano de salvação para libertar os seres humanos, que foram feitos à Sua imagem e semelhança, de seus pecados.
O próprio Deus veio a esta Terra como o Salvador e salvou toda a humanidade do pecado por meio de Seu sacrifício, Seu amor infinito e Sua Justiça. E para todos aqueles que creem na Palavra do evangelho da água e do Espírito, Deus os abençoou para viver com Ele. Ao fazer isso, Deus nos fez crentes no evangelho da água e do Espírito para nos gloriarmos Nele com nossos lábios, louvando: "Deus nos deu a salvação, a Glória do Céu e Suas bênçãos". É por isso que louvamos a Deus com nossos lábios, colocando melodias nas letras que glorificam a Deus. Como justos, louvamos a Deus porque nossos corações se alegram. Cantar louvores não é algo que pode ser feito à força. As letras dos nossos hinos são todas maravilhosas. Quando louvamos a Deus por Sua bendita obra de Justiça que Ele fez por nós, nossos corações são imediatamente renovados com uma onda de alegria. Isso é quem Deus é para nós.
 

Deus agora está falando conosco para nos dar uma lição espiritual

Está escrito em Provérbios 16:18:
"A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda" 
Deus está nos dizendo aqui que a soberba (orgulho) é a antecessora da queda. Ele está nos alertando para não deixarmos nosso coração se orgulhar. Se fizemos algo para a obra de Deus, é tudo por causa da força, habilidade e bênçãos dadas por Deus, não por causa de nosso próprio poder e força. Se você e eu fazemos algo bom para a obra de Deus, é por causa da ajuda que recebemos de Deus, de Sua Igreja e dos irmãos e irmãs ao nosso redor. Mesmo no que diz respeito às coisas que realizamos antes de nascermos de novo, fomos capazes de realizá-las por causa da ajuda que recebemos de nossos pais que nos trouxeram a este mundo, nos alimentaram e cuidaram de nós enquanto crescíamos. Poderíamos ter feito alguma coisa sem a ajuda que recebemos de nossos pais, irmãos, parentes e amigos? No entanto, o anjo caído pensou: "Este é quem eu sou! Não há ninguém acima de mim, a não ser Deus. Todos os outros estão abaixo de mim. Tudo o que tenho que fazer agora é subir ao lugar de Deus!
Se tais pensamentos arrogantes vierem a nossas mentes como esse adversário de Deus, devemos imediatamente perceber que é um grave erro, confessar nosso pecado a Deus e repreender a nós mesmos. Devemos bater em nossos lábios e inclinar nossos corações, e dizer a nós mesmos: "Você está louco? Você está aqui agora porque Deus te fez justo. Você nasceu justo desde o início? Você não foi criado por Deus? Você passou a existir sozinho, como Deus?". Portanto, devemos garantir que nunca estaremos do lado do adversário de Deus. O anjo caído não apenas se posicionou contra o próprio Deus, mas também incitou outros anjos a se oporem a Deus. É por isso que o anjo caído foi amaldiçoado por Deus. Se você ceder ao orgulho, você também se tornará um objeto de maldição como Satanás. Satanás traz o orgulho para seu rebanho e os usa como seus instrumentos. 
Deus expulsa os orgulhosos e soberbos. Mesmo hoje, Deus expulsa os reis do mundo se eles forem muito arrogantes. Assim também, Deus expulsa os magnatas se eles se vangloriam a si mesmos e se tornam arrogantes mesmo diante de Deus. Vemos rotineiramente neste mundo como essas pessoas são miseravelmente arruinadas no final. Portanto, nunca devemos permitir que nosso coração se torne orgulhoso diante de Deus. 
Devemos nos contentar com nossa vida cotidiana. Devemos viver com ações de graças porque temos comida para comer e roupas para vestir, estamos permanecendo na Igreja de Deus e temos a comunhão de fé. Porque Deus agora nos deu a tarefa de realizar Sua obra e nos colocou nesta posição, estamos fazendo o que traz Glória a Deus. Você e eu não estamos onde estamos agora porque de alguma forma temos dons excepcionais. Nem estou aqui fazendo este sermão porque sou talentoso. Em vez disso, estou aqui porque Deus me deu sabedoria, fé e o Espírito Santo para que eu possa entender o que a Palavra de Deus está dizendo quando a ler. Estou pregando para você agora porque Deus me capacitou a perceber o que Ele está dizendo por meio de Sua Palavra.
A conclusão aqui é que não temos nada do que nos orgulhar. Se somos bons em alguma coisa, é porque Deus nos deu esses dons e talentos. Quando Deus nos deu todos os nossos talentos, como podemos nos tornar orgulhosos, soberbos e arrogantes?  Sempre que realizamos a obra de Deus, podemos realizá-la se formos atenciosos e diligentes dia e noite. É quando dedicamos todo o nosso coração e forças para a Glória de Deus, que Deus realiza esta obra por meio de nós. Deus nos permitiu "trabalhar" nesta Terra para que Sua obra fosse realizada. Não devemos, portanto, elevar nossos próprios corações e, em vez disso, devemos nos unir com nossos colegas de trabalho.
Às vezes, pensamos erroneamente que somos melhores do que os outros. Pensamos conosco: "Já que sou talentoso, devo ser o chefe de uma equipe. Então, por que as pessoas menos qualificadas do que eu, são chefes de equipe, enquanto eu sou ultrapassado? A Igreja não é tendenciosa? Por que a Igreja não reconhece meus dons? Eu sou muito melhor do que essas pessoas. Se eu receber o cargo, farei um trabalho muito melhor do que qualquer um deles”. Porém, Deus não quer confiar Sua obra a quem pensa assim. Deus deseja também que unamos nossos corações com os fracos e realizemos Sua obra. Ele quer que os fortes e os fracos ajudem uns aos outros e realizem a obra do Senhor Jesus em unidade. Deus não quer completar Sua obra apenas por meio desses que são bons no trabalho, nem quer ser glorificado por apenas uma única pessoa. Não é verdade que nosso Deus só quer que façamos um bom trabalho. Em vez disso, por meio de Sua obra, Deus deseja que compartilhemos o amor de Cristo uns com os outros e compartilhemos nossos preciosos dons uns com os outros. E Deus também quer que aprendamos com os preciosos talentos dos outros. Ele deseja que nossos corações simpatizem com as fraquezas de nossos companheiros membros da Igreja. Se houver alguém fisicamente fraco, Deus quer que entendamos essa pessoa e sejamos unidos por Seu amor, pensando: "Eu faria o mesmo se tivesse uma fraqueza como aquele irmão. É perfeitamente compreensível”. Deus quer que todos nós trabalhemos juntos para levar a cabo a obra do evangelho da água e do Espírito pela Sua bondade. Ele não quer apenas ser glorificado por alguém que é bom no trabalho.
Portanto, eu não confio o trabalho de Deus a alguém que é bom apenas no trabalho. Eu olho para outros aspectos e, após consideração cuidadosa, peço a essa pessoa que execute uma tarefa que tenho em mente para ela. Se a pessoa diz: "Não sou bom em coisas assim", compartilho minhas palavras de incentivo, dizendo-lhe: "Apenas tente. Ore a Deus e tente". Assim, a pessoa geralmente consegue realizar a tarefa mesmo que tenha alguma deficiência. Ninguém é especialista desde o início. Todos cometemos muitos erros quando começamos. No entanto, quando pensamos sobre como fazer a obra de Deus e oramos ao Senhor Jesus sobre isso, Deus nos dá a força para fazer essa obra. É enquanto fazemos a obra de Deus que a fé cresce em nossos corações, e é de acordo com essa fé que a obra de Deus avança. O resultado é então melhor.
Se uma tarefa é confiada a um bom obreiro, e a tarefa é realizada com sucesso, há pouco ganho espiritual a ser tido. Em contraste, quando alguém que não é bom no trabalho recebe uma tarefa, e o trabalho está indo bem conforme a fé dessa pessoa cresce e avança, mesmo que seja um pouco, então há muito a ganhar. A fé dessa pessoa também deve crescer. Isso é o que eu quero. Então, aqueles que se vangloriam a si mesmos de serem grandes trabalhadores, acabam me ouvindo dizer: "Vá embora! Vá lá e trabalhe lá! Porque o coração de Deus está em meu coração, eu quero alguém que esteja em unidade com os membros da Igreja, que ame uns aos outros, reconheça o povo de Deus, discerne o que é honrado, seja abençoado junto e compartilhe essas bênçãos também. No passado esse tipo de desejo não estava no meu coração. Mas surgiu quando conheci o Senhor Jesus que veio a esta Terra pela água e pelo Espírito. Quão maravilhoso é isso? Deus me deu sabedoria e me fez preparar Seu trabalho até hoje. E quando chegou a hora, fui capaz de compartilhar a obra de Deus com os outros, dizendo-lhes: "Você deveria vir aqui e fazer a obra de Deus. Você deveria ir até lá e fazer obra de Deus”.
Ainda hoje, como o coração do rei é como os rios d'água, Deus move o coração do líder. É Deus quem move os corações de Seus servos. Os servos de Deus não decidem sobre a obra do Senhor Jesus por conta própria, nem confiam a quem eles favorecem pessoalmente. O domínio de Deus não é o mesmo que este mundo. Os assuntos da Igreja são supervisionados por Deus. Então, quando alguém precisa ser treinado, peço-lhe para realizar algumas tarefas. Mas, há algumas pessoas que não ouvem. Algumas pessoas inventam desculpas e nunca ouvem. Recusar-se a ouvir os líderes da Igreja uma vez após a outra é semelhante a se tornar como o anjo caído. Você deve ouvir seus líderes. Se os líderes da Igreja pedirem que você assuma uma posição específica, você deve confiar neles e dizer: "Esta deve ser a vontade de Deus para mim". No entanto, algumas pessoas estão insatisfeitas com sua colocação e reclamam, dizendo: "Por que estou sendo tratado assim? Isso é tão estranho! Eles devem me odiar. Por que eles estão implicando tanto comigo?”. Esse não é o caso. É Deus fazendo você realizar a Sua obra para treiná-lo. Deus está te colocando em treinamento espiritual, pois você não é treinado o suficiente. Só assim poderemos unir nossos corações com Deus e receber Suas bênçãos. 
A quem Deus confiaria a escolha dos componentes de um coral de louvores? Mesmo agora, os anjos no Céu estão louvando a Deus. Mas quem se juntará a eles no futuro? Por meio de quem Deus realizará Sua obra? Quando nos voltamos para o Livro do Apocalipse, vemos os justos se reunindo e louvando a Deus. O domínio de Deus se desdobrará novamente no Céu. E chegará o dia em que Deus concederá uma vida gloriosa ao Seu povo. Deus não concede Sua Glória a ninguém que seja como o anjo caído. Os anjos no Céu naquele momento serão os servos dos filhos e filhas de Deus. Deus disse que Ele atribuirá os anjos para nós, Seus filhos, como nossos servos. Os anjos celestiais serão seus e meus servos. Aqueles dentre vocês que creem e servem ao evangelho da água e do Espírito são os donos do Reino dos Céus. Essa fé é real. 
As pessoas se tornam arrogantes quando se iludem pensando que suas próprias mentiras são reais. Os arrogantes se vangloriam de si mesmos e dizem: "Este é quem eu sou", mas em essência eles não são nada mais do que fracos com deficiências incontáveis. No entanto, acreditamos que podemos fazer todas as coisas e realizar qualquer tarefa se Deus nos abençoar e nos der sabedoria. Então, percebendo isso, vamos receber as bênçãos, a vida gloriosa, e a obra gloriosa nos dada por Deus, não vamos perder nenhum deles para Satanás, vamos apreciá-los e glorificar a Deus em nossas vidas. Eu quero que todos vocês recebam muitas bênçãos nesta Terra e ainda desfrutem mais bênçãos no Céu. Aleluia!