The New Life Mission

Sermões

Assunto 9: Romanos

[Capítulo 9-1] Introdução ao Capítulo 9

O Evangelho da Água e do Espírito para os Israelitas e Gentios!

Por que Paulo disse que tinha grande tristeza e dor contínua em seu coração por seus próprios compatriotas? É porque Paulo tinha um desejo para seus irmãos, tão queridos em seu coração que ele estava disposto a ser anátema e separado de Cristo por causa deles. De acordo com sua própria carne, ele realmente queria que seus compatriotas fossem salvos.
Nestes últimos tempos, estamos grandemente interessados em pregar o evangelho da água e do Espírito para o mundo inteiro. Pregar e espalhar este evangelho da verdade é a maior preocupação de Deus e, ao mesmo tempo, o objetivo mais importante dos crentes nascidos de novo. Se os Israelitas aceitarão ou não o evangelho da água e do Espírito nos últimos dias é outro ponto que chama nossa atenção. Devemos continuar a orar pelos Israelitas para que sejam salvos, pois quando eles aceitarem o evangelho, saberemos que uma Segunda Vinda de nosso Senhor Jesus é iminente.
Meus motivos de oração para este ano serão orar pela evangelização do mundo e pela aceitação do verdadeiro evangelho pelos Israelitas. Também estou orando para que os Israelitas gerem servos de Deus do seu próprio povo. Deus deu Sua Lei aos Israelitas e também fez deles o reino dos sacerdotes diante de Seus olhos. O próprio Cristo, segundo a carne, veio dos Israelitas, mas eles se recusaram a crer Nele e ainda são contra Deus, indo contra a Sua vontade.
 

O Senhor Jesus nos disse que seria difícil encontrar Fé quando Ele Voltasse.

É a vontade de Deus que o evangelho da água e do Espírito, tendo se originado em Jerusalém, se espalhe por todo o mundo. No entanto, o coração das pessoas está endurecido atualmente. Muitas pessoas continuam fugindo do caminho da verdade.
Recentemente, um filme intitulado “A Última Tentação de Cristo”, que retratava Jesus como um filho ilegítimo, foi lançado na Coreia. Estava cheio de blasfêmias e sua mensagem central era que Jesus nunca foi Deus, mas apenas um homem comum, como era o príncipe Siddhartha da Índia, mais conhecido como Buda. Este filme pisoteia a verdade de que Jesus é Deus e nosso Salvador. É por isso que Deus disse: “Quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?”. (Lucas 18:8).
Jesus Cristo, em quem cremos, é Deus, maior do que toda a Sua criação e digno de louvor eternamente. Nascido entre os Israelitas, Ele levou todos os pecados da humanidade ao ser batizado por João Batista, derramou Seu sangue e morreu na Cruz, ressuscitou dos mortos no terceiro dia e se tornou O Salvador daqueles que creem Nele. O Senhor Jesus, que se tornou a Justiça de Deus, nos libertou de nossos pecados, justificando aqueles que creem Nele.
Paulo nos disse que não importa quantos Israelitas existem, os descendentes de Abraão, aqueles que podem se tornar filhos de Deus são apenas aqueles que creem em Jesus.
Os Israelitas enfrentarão muitas provações e tribulações no futuro. O desejo de Deus é que alguns deles no final creiam em nosso Senhor Jesus como Seu Salvador. Mesmo que nosso Senhor Jesus tenha levado todos os pecados do mundo, incluindo os dos Israelitas, eles ainda se recusam a crer em Jesus como Seu Salvador.
Você está fraco? Alguns de nós podem ser mais fracos ou mais fortes do que outros, mas diante de Deus, somos todos cheios de fraquezas. Nós podemos nos tornar filhos de Deus, que estão livres do pecado, somente crendo que nosso Senhor Jesus veio a este mundo, levou nossos pecados sobre seus ombros por meio do seu batismo e foi julgado e punido em nosso lugar ao morrer na Cruz. Devemos louvar e crer no poder de Deus que nos fez Seu povo, livre do pecado. Nosso Senhor Jesus é realmente grande.
Algumas pessoas pensam que tudo existe por causa dos homens. Por exemplo, eles pensam que as leis são promulgadas pelos homens e existem para eles. Contudo, devemos perceber que nem tudo é originado dos homens; as coisas só são possíveis pela vontade de Deus. Deus criou este mundo e o Universo inteiro. Mesmo as leis feitas pelos homens que nos governam são baseadas, em sua essência, na vontade de Deus.
Nós devemos descobrir a Justiça de Deus em todas as coisas, porque Ele atua em tudo e tudo se revela segundo a Sua vontade. Quando éramos fracos, quando pecamos contra Deus e quando nos afastamos dEle por causa dos nossos pecados, Deus prometeu enviar Jesus Cristo. Ele cumpriu Sua promessa por meio da encarnação de Jesus e Seu batismo, por meio do qual Ele nos libertou dos pecados do mundo.
Agora, quando o evangelho da água e do Espírito se espalhar por todos os cantos do mundo, o plano original de Deus será completado. Quando olhamos como os eventos mundiais estão se desenrolando, podemos ver que os Estados Unidos e Israel estão no centro. Acredito que sem a intervenção de Deus existe uma grande possibilidade de outra guerra mundial.
Quando o World Trade Center desabou, seu impacto tremendo foi sentido em todo o mundo. Se o mundo se envolver em uma guerra novamente, nesta época, o que acontecerá conosco? Com certeza não poderemos nos recuperar de outra guerra mundial. Mesmo a natureza não poderia se recuperar de todos os danos da destruição total. Eu espero que todos vocês orem para que possamos pregar o evangelho da água e do Espírito para o mundo inteiro em paz. Nossa preocupação é que, sem paz mundial, não podemos fazer isso. Devemos orar pela paz e lutar para eliminar a guerra e o terrorismo.
Nenhuma religião feita pelo homem pode eliminar seus pecados. Somente Jesus Cristo e somente Ele pode nos livrar de todos os nossos pecados. Somente por meio do Seu batismo por João e Seu sangue na Cruz nossos pecados podem ser julgados e destruídos. Esta bênção é dada para aqueles que creem na Justiça de Deus. A única forma de sermos libertos de nossos pecados é pela da fé no batismo de Jesus Cristo e no Seu sangue. Não há outro modo. Não somos purificados por orações ritualísticas de arrependimento, como muitas pessoas religiosas preferem fazer. Pelo contrário, a única forma de expiar nossos pecados é crer na Justiça de Deus, que nos libertou completamente de todos os nossos pecados, por meio da encarnação de Jesus, que levou todos os nossos pecados pelo Seu batismo e morte na Cruz.
 

Nós somos Salvos de Todos os Nossos Pecados pela Fé na verdade do Evangelho da Água e do Espírito

Esta verdade deve ser pregada em todos os cantos do mundo. Devemos reconhecer que o pecado dos Israelitas e dos Gentios é não crer nesta verdade. Todos devem crer no evangelho da água e do Espírito.
Tanto os Israelitas quanto os Gentios não podem evitar o pecado enquanto vivem neste mundo, mas nosso Senhor Jesus cuidou de todos esses pecados, de uma vez por todas, com Seu batismo. Poderia haver uma verdade mais clara e simples do que a verdade do batismo de Jesus e Seu sangue na Cruz? Por que João batizou Jesus? Ele foi batizado por João e crucificado para que pudesse levar todos os nossos pecados. Não crendo nesta verdade ou não a aceitando em seus corações, as pessoas estão caminhando para a própria destruição por causa dos seus pecados.
O batismo que Jesus recebeu “Assim” (Mateus 3:15) cumpriu toda a Justiça. A palavra “Assim” é ‘hutos’ em Grego, que significa “desta forma”, “mais adequado” ou “não há outro modo senão este”. Esta palavra nos mostra que Jesus levou os pecados da humanidade de forma irreversível sobre Ele por meio do batismo que recebeu de João. Porque Jesus levou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João, Ele pôde carregar a Cruz e derramar Seu sangue em nosso lugar. Devemos entender que esta é a verdade da expiação pela qual toda a raça humana pode ser redimida de seus pecados.
Nosso Senhor Jesus nos falou: “Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos;
e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. (João 8:31-32). O batismo de Jesus e Seu sangue é a verdade de Deus, que nos liberta de nossos pecados; isso é totalmente baseado na Palavra escrita de Deus. A verdade da expiação é para durar, com o evangelho da água e do Espírito, por toda a eternidade. Que Deus Pai decidiu expiar os pecadores pelo batismo de Jesus e Seu sangue na Cruz é a Sua vontade. Quando cremos em Seu batismo e sangue para nossa redenção, cremos no que Deus preparou para nós. Nossos pecados são expiados somente quando cremos na verdade da água e do Espírito. 
Se você crê, neste momento, no batismo de Jesus Cristo e em Seu sangue na Cruz, na verdade da expiação, como em Sua redenção, então você agora está justificado. Se, por outro lado, você não crê, então ainda é um pecador. “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus”. (Romanos 3:23). Só podemos ser perdoados de todos os nossos pecados e nos tornar filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo como nosso Salvador. Não há razão pela qual uma pessoa não deva crer na verdade deste evangelho da água e do Espírito. Não há ninguém que não necessite deste evangelho da redenção. Todos precisam dele. Por que alguém não creria nisso quando a verdade do evangelho da água e do Espírito é tão claramente colocada diante de nós, se não por causa da falta de vontade de ser purificado de todos os seus pecados?
Muitos ao redor do mundo aceitaram o evangelho da água e do Espírito e o estão pregando ainda mais. Alguns deles pediram para ser distribuidores voluntários de nossos livros. Se você fosse libertado dos seus pecados apenas por crer no sangue da Cruz, então todos neste mundo seriam justificados, livres do pecado. Se alguém crê apenas no sangue da Cruz, ele permanece em pecado, apesar de fazer orações diárias de arrependimento, pois tais orações são rotineiras, vindas da emoção, e são meros exercícios em rituais religiosos.
Se você está tentando lavar seus pecados fazendo orações de arrependimento, então você de fato está cometendo um grave pecado contra Deus, pois seu ato degrada Sua Justiça, que pode ser cumprida não por nosso próprio esforço, mas somente pelo batismo de Jesus e Seu sacrifício na Cruz, por meio do qual Ele tirou todos os nossos pecados e foi punido em nosso lugar.
Se você aceita Jesus como seu Salvador, creia que sua expiação é por meio do batismo de Jesus e Sua crucificação. Jesus prometeu libertar os pecadores de seus pecados e cumpriu Sua promessa ao ser batizado por João no Rio Jordão e derramar Seu sangue na Cruz para cumprir a Justiça de Deus. Que razão teríamos para não acreditar nesta verdade? Você deve crer no batismo de Jesus e no derramamento de Seu sangue na Cruz como sua redenção.
A verdade de que Jesus levou todos os pecados do mundo sobre Si quando foi batizado é encontrada em Mateus 3:13-17. Somente aqueles que não desejam ser perdoados por todos os seus pecados podem se recusar a crer nesta verdade. Você só pode se tornar um filho de Deus se receber a vida eterna pela fé na verdade do evangelho da água e do Espírito - nada mais o libertará dos seus pecados. Não há nada mais maravilhoso do que crer nesta verdade, não há melhor presente do que o perdão de Deus. Entre os muitos presentes que Deus derramou sobre nós, a expiação dos pecados é o melhor deles.
O segundo melhor presente que Deus nos deu é o Milênio vindouro sobre o qual reinaremos, e o terceiro é que viveremos no Reino dos Céus e reinaremos com Deus por toda a eternidade. Deus permitiu, mesmo nestes últimos tempos, que a verdade da redenção fosse revelada aos Israelitas e Gentios.
Conforme profetizado nas Escrituras, dois servos de Deus surgirão entre os Israelitas e Deus realizará milagres impressionantes do evangelho por meio deles. Os Israelitas então ouvirão o evangelho da água e do Espírito por meio dos dois servos, que Deus levantará do meio de Seu próprio povo, e muitas pessoas crerão em Jesus como o Messias. Nós aguardamos por este dia, como João aguardava dizendo: “Vem, Senhor Jesus!”. (Apocalipse 22:20).
Quando chegar a hora da volta do Senhor Jesus, você descobrirá o quanto é grato por ter essa verdade, pela qual foi perdoado e salvo. O meu desejo de coração é que você seja libertado de todos os seus pecados crendo na verdade do evangelho da água e do Espírito. O mundo pode mudar, mas o evangelho da água e do Espírito, pelo qual Deus nos salvou de nossos pecados, nunca mudará e é a verdade eterna. Devemos crer nesta verdade para receber a salvação imutável da expiação. Que a verdade da redenção de Deus seja sua.
 

Deus nos Libertou nos Tornando os Vasos de Misericórdia

O capítulo 9 de Romanos registra que Deus salvou Jacó porque o amou mais do que a Esaú. Assim, Jacó foi feito um vaso de misericórdia, enquanto Esaú foi feito um vaso de ira. Isso levanta a questão: Por quê? Isto é, Deus favoreceu Jacó em vez de Esaú? Sem nenhum tipo de dúvida, haverá muitas pessoas que argumentarão: "Porque Deus unilateralmente e preconceituosamente escolheu amar uma pessoa enquanto odiava a outra incondicionalmente, Sua predestinação e escolha estavam erradas".
Quando olhamos para o mundo criado por Deus, podemos ver quão bela e pura é Sua criação. Plantas, animais e todas as outras coisas que foram criadas por Deus parecem tão perfeitas. Como então Deus poderia amar uma pessoa e odiar outra com preconceito? Mas este não é o caso.
Por causa da desobediência de Adão e Eva, o pecado entrou no mundo, e por causa desse pecado, todos os que vieram depois deles estavam destinados a continuar no pecado e não podiam evitar a condenação ao inferno. Só porque Deus salvou Jacó do pecado e não libertou Esaú, não significa que Ele estava errado. Diante de seus olhos, Deus tinha todos os motivos para fazer isso.
Nós podemos encontrar muitos que se comportam como Esaú dentro da comunidade cristã. Normalmente, essa pessoa nunca perde um culto, não importa quando ou onde, de manhã até a noite. Alguns podem até passar mais tempo na Igreja do que em casa, indo do trabalho à Igreja em vez de em casa. Podemos chamá-los de “corredores religiosos”. Entre eles, porém, existem aqueles que não levam a sério a Justiça de Deus. Isso ocorre porque eles estão tentando construir sua própria justiça e, ao fazer isso, estão ignorando a Justiça de Deus.
Mesmo aqueles que ignoram a Justiça de Deus ainda querem ir para o Céu e ter seus pecados perdoados. Mas seus esforços são em tentar estabelecer sua própria justiça diante de Deus e dos outros, não em tentar ser salvo de seus pecados. Deus disse àqueles que não creem em Sua Justiça que a fé nela não é para todos.
Então, que tipo de pessoa pode crer na Justiça de Deus? Pessoas que reconhecem sua pecaminosidade, que, em suas próprias mentes, percebem que não valem nada. Eles são o tipo de pessoa que, quando descobrem a Justiça de Deus por meio de Sua expiação manifestada no evangelho da água e do Espírito, imediatamente creem Nele e devolvem a glória a Deus. O fato de crermos na Justiça de Deus e, portanto, ser salvos, significa que somos pessoas dignas de pena que precisam da Justiça de Deus. Do contrário, estaríamos condenados a viver em pecado pelo resto de nossas vidas.
Mas aqueles que buscam sua própria justiça diante de Deus são aqueles que são orgulhosos. Essas pessoas devem dizer: “Senhor, eu te dou o dízimo, tenho orado a noite toda, nunca perdi um culto nos últimos dez anos e fiz boas obras por Ti”.
No entanto, Deus ficaria mais satisfeito se tivesse reconhecido que não tinha nenhuma justiça e, portanto, precisava crer na Justiça de Deus por meio da expiação da água e do Espírito, ao invés de tentar provar, com seu próprio esforço, algo que não tem e não pode ter.
Mesmo agora, na comunidade cristã, há muitas pessoas que estão fazendo todo tipo de coisa para tentar mostrar sua própria justiça. Alguns até representam fielmente suas palavras. Mas porque eles não creem na Justiça de Deus manifestada por meio do evangelho da água e do Espírito, seus pecados não são completamente lavados. Deus determinará seus fins. Todos nós esperamos que eles se tornem os verdadeiros filhos de Deus por meio da remissão de pecados por sua fé no batismo de nosso Senhor Jesus e no sangue como a verdade da expiação.
Sobre os vasos de salvação, o Apóstolo Paulo disse que Deus tem misericórdia de quem Ele tem misericórdia, e tem compaixão de quem e Ele tem compaixão. Quem, então, são as pessoas que recebem a misericórdia de Deus? Os seres humanos não podem viver pela Palavra de Deus, embora realmente queiram. Eles sempre caem, mesmo que queiram acreditar e viver pela Sua Palavra. Eles finalmente se sentem culpados e arrependidos diante de Deus, e acham que deveriam ser condenados ao inferno. Portanto, eles oram para que Deus tenha misericórdia deles e admitem que são desgraçados neste mundo e no Reino de Deus. Eles pedem desesperadamente a Deus que tenha misericórdia, porque sabem que não podem ser salvos de outra forma.
Em outras palavras, a libertação do pecado é encontrada por aqueles de quem Deus tem misericórdia e por aqueles de quem Ele tem compaixão. Para essas pessoas, Deus derramou o evangelho da água e do Espírito, permitindo que Seu único Filho levasse todos os seus pecados sobre Si com Seu batismo, morrendo na Cruz e ressuscitando dos mortos - tudo para livrá-los de sua destruição certa. Nosso Pai tem misericórdia daqueles que estão em desgraça.
Mas parece haver mais pessoas a quem Deus tem ira do que aqueles a quem Deus tem misericórdia neste mundo. Deus nos disse que na comunidade cristã de hoje existem vasos de misericórdia e de ira. Em outras palavras, existem pessoas que são amadas por Deus e outras que não são amadas por Ele.
Romanos 9:17 nos diz: “Porque a Escritura diz a Faraó: Para isto mesmo te levantei, para mostrar em ti o meu poder e para que o meu nome seja anunciado por toda a terra”. Deus permitiu que pessoas como Faraó se levantassem para que Seu poder pudesse ser conhecido. No entanto, aos vasos de misericórdia Ele mostrou Seu amor, para que Seu nome fosse anunciado em todo o mundo. Por causa de nossos pecados e da ira de Deus, estávamos destinados ao inferno. Mas nós fomos salvos de todos os nossos pecados quando Deus derramou Seu amor por meio de Sua Justiça sobre nós, pois Ele teve misericórdia de nós que cremos Nele.
Aqueles que não creem na Justiça de Deus e estão interessados apenas em buscar sua própria justiça estão se voltando contra Deus. Essas são as pessoas que Deus reservou para sua ira; para que Sua poderosa Justiça seja demonstrada, deve haver aqueles que se posicionem contra Ele, e por meio disso a Justiça do julgamento de Deus é mostrada.
Pessoas, como o Faraó, são aquelas que rejeitaram o amor da Justiça de Deus. Para Faraó, Deus deu dez pragas; a última sendo a morte. Para aqueles que rejeitaram a Deus, apenas o lago de fogo os espera. Este é o poder da ira de Deus. Existem muitas pessoas poderosas neste mundo e muitas que negam a Deus, mas Ele acabará por derrubá-los, para proclamar o poder de Sua ira. É por isso que Ele deixa de lado os corações endurecidos daqueles que negam Seu amor.
O que é mais importante para nós, então, é como podemos nos tornar vasos de misericórdia, porque dessa forma, podemos crer no amor da Justiça de Deus. Não temos nada a ostentar diante de Deus; pelo contrário, nascemos para viver em Seu amor. A Bíblia conta a história de um cobrador de impostos e um Fariseu orando diante de Deus. Deus teve misericórdia do primeiro e nada teve do último. As pessoas que são como o cobrador de impostos são aquelas que reconhecem diante de Deus que não fizeram nada de bom e que apenas se desviaram de Sua Glória; portanto, eles estão pedindo a misericórdia de Deus.
Este é o tipo de pessoa que pode ser revestida com o amor da Justiça de Deus. Mas as pessoas que são como o fariseu se vangloriam constantemente de quanto fizeram para Deus - que dão o dízimo, que jejuam duas vezes por semana, que oram, que são religiosamente dedicados. Dependendo de onde estivermos diante de Deus, seremos revestidos com o amor da Justiça de Deus ou estaremos sujeitos à ira de Seu castigo. Se endurecermos nosso coração diante de Deus, nossos pecados permanecerão imperdoáveis para sempre. Sem perdão, nosso destino é ir para o inferno.
O evangelho da água e do Espírito tem sido pregado por todo o mundo. Os não salvos permanecem neste estado apenas porque seus corações estão endurecidos. Não há nada de justo nos humanos e somente pela fé podemos ser revestidos pelo amor da Justiça de Deus. Deus odeia aqueles que, apesar de terem sido criados por Ele, se recusam a reconhecer Sua Justiça. Mas aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito e na Justiça de Deus serão amados e receberão a vida eterna.
Muitos cristãos neste mundo hoje estão vivendo como vasos de ira diante de Deus. É por isso que precisamos aprender no livro de Romanos o que é a justiça de Deus. A razão pela qual Deus ama alguns e não ama outros é que alguns creem na Sua Justiça, enquanto outros não. Esta é a verdade sobre a qual eu desejo falar. O que Deus fez com Jacó e Esaú estava certo. Entre aqueles que creem em Jesus, existem muitos que querem ser amados por Deus sem ter fé no evangelho da água e do Espírito. Essas pessoas são como Esaú, e Deus os julgará por seus pecados.
Deus enviou Seu Filho para ser batizado por João para levar todos os pecados do mundo de uma vez. Você crê nesta verdade? Você realmente crê do fundo do seu coração? Nós seremos libertos de todos os nossos pecados de uma vez quando crermos na verdade do evangelho da água e do Espírito, pela qual a Justiça de Deus é mostrada. Jesus levou todos os pecados deste mundo e os colocou sobre Seus ombros, morreu na Cruz e ressuscitou dos mortos de uma só vez para que pudéssemos ser libertos de nossos pecados.
Mas se tentarmos ser expiados sem crer na Justiça de Deus, estaremos pecando contra Deus. Se não crêssemos em Sua Justiça, isso significaria que Jesus Cristo teria que ser batizado e morrer todos os dias por nossos pecados. Deus, em sua infinita sabedoria, escolheria este caminho? Para nos libertar dos nossos pecados, Deus enviou Seu Filho uma vez, para ser batizado, crucificado e ressuscitado por todos os nossos pecados, para que Ele pudesse nos salvar completamente e de uma vez por todas.
Nosso Deus é um Deus justo. Ele planejou a remissão de nossos pecados com Sua Justiça e não nos limpa apenas porque oramos por Seu perdão toda vez que pecamos. Ele limpa todos os pecados daqueles que foram redimidos pela fé em Sua Justiça de uma vez por todas.
O que acontece com nossos pecados diários a partir de então? Isso é resolvido quando nós graciosamente adoramos a Deus por Sua Justiça e voltamos toda a Glória somente para Ele. Do ponto de vista de Deus, Jesus levou sobre Si todos os pecados do mundo com Seu batismo, derramou Seu sangue na Cruz e foi julgado em nosso lugar, e, portanto, levou todos os nossos pecados de uma vez, para nossa salvação completa. O amor da Justiça de Deus foi completado com Seu plano para eliminar todos os pecados do mundo de uma vez.
Romanos 9:25 afirma: “Assim como também diz em Oseias: Chamarei povo meu ao que não era meu povo; e amada, à que não era amada”. Sim, Deus disse que chamaria Seu povo, quem não era Seu povo. Por crermos que a Justiça de Deus não é uma teoria, mas uma realidade, crendo nela somos libertos de todos os nossos pecados. Como é realidade, aqueles que ignoram Sua Justiça serão odiados e julgados como Esaú. Não há ninguém que possa se vangloriar de sua justiça diante de Deus.
Para nos libertar de todos os nossos pecados, Deus nos salvou com Sua Justiça. Como, então, não poderíamos agradecê-Lo e louvá-Lo? Não podemos deixar de pregar o evangelho da Justiça de Deus com gratidão e fé.