The New Life Mission

Sermões

Assunto 9: Romanos

[Capítulo 10-2] ( Romanos 10:16-21 ) A Verdadeira Fé Vem Pela Pregação

( Romanos 10:16-21 )
“Mas nem todos obedeceram ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem acreditou na nossa pregação?
E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo. Mas pergunto: Porventura, não ouviram? Sim, por certo: Por toda a terra se fez ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo.
Pergunto mais: Porventura, não terá chegado isso ao conhecimento de Israel? Moisés já dizia: Eu vos porei em ciúmes com um povo que não é nação, com gente insensata eu vos provocarei à ira. E Isaías a mais se atreve e diz: Fui achado pelos que não me procuravam, revelei-me aos que não perguntavam por mim. Quanto a Israel, porém, diz: Todo o dia estendi as mãos a um povo rebelde e contradizente”.
 

O versículo 17 diz: “E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo”. De onde vem a fé que liberta uma pessoa de todos os seus pecados? A verdadeira fé vem pela pregação da Palavra de Deus.
Eu gostaria de continuar testificando o evangelho da Justiça de Deus por meio da Sua Palavra. Vamos começar olhando Romanos 3:10-20:
“Como está escrito: Não há justo, nem um sequer,
não há quem entenda, não há quem busque a Deus;
todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer. A garganta deles é sepulcro aberto; com a língua, urdem engano, veneno de víbora está nos seus lábios, a boca, eles a têm cheia de maldição e de amargura; são os seus pés velozes para derramar sangue, nos seus caminhos, há destruição e miséria; desconheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos. Ora, sabemos que tudo o que a lei diz, aos que vivem na lei o diz para que se cale toda boca, e todo o mundo seja culpável perante Deus, visto que ninguém será justificado diante dele por obras da lei, em razão de que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado”.
Como nós devemos entender e crer nestas passagens para receber a salvação? Desde o início, não havia justo nem quem buscasse a Deus, mas todos éramos pecadores. Suas gargantas eram como sepulcros abertos; suas línguas como peçonha de uma serpente venenosa, enganosa e cheia de maldição e amargura. Seus pés eram velozes para derramar sangue. Eles não conheciam o caminho da paz, ou não temiam a Deus diante dos seus olhos, e só andavam no caminho da sua própria destruição e miséria. Todos eram pecadores antes de conhecerem e crerem na Justiça de Deus, e a forma como eles descobriram que eram pecadores diante de Deus foi pela Lei.
Como poderíamos, sem a Lei, conhecer nossos pecados? Como nós conheceríamos a Deus? Romanos 3:18 diz: “Não há temor de Deus diante de seus olhos”. Nossos olhos da carne já O viram? Nós talvez pudéssemos ter uma leve consciência da existência de Deus, mas não O víamos nem O temíamos. Como, então, poderíamos descobrir que éramos pecadores? Nós viemos a conhecer sobre a existência de Deus ouvindo a Sua Palavra escrita. É por isso que o ouvir vem da Palavra de Deus.
Nós sabemos que Deus criou o mundo porque isso está escrito na Bíblia, “No princípio, criou Deus os céus e a terra”. (Gênesis 1:1). É pelo ouvir da Palavra de Deus que nós conhecemos e cremos em Sua existência, e cremos que Ele é o Criador do Universo inteiro. Se não fosse pela Palavra de Deus, não haveria ninguém que O conhecesse ou que O temesse. Nem nós poderíamos conhecer os nossos pecados sem a Palavra de Deus – ninguém poderia.
Em outras palavras, éramos fundamentalmente ignorantes a respeito de Deus, adorando coisas fúteis e desconhecíamos nossos próprios pecados. Mas Deus nos deu a Lei e foi assim que conhecemos nossos pecados diante de Deus. Foi ouvindo Sua Palavra da Lei como os Dez Mandamentos e os 613 artigos detalhados da Lei que conhecemos nossas falhas e pecados.
Ninguém pode saber nem mesmo os próprios pecados sem a Palavra da Lei. Quase todo condenado atrás das grades diria que não sabe qual foi seu crime ou por que foi trancado. Muitos deles afirmam ser inocentes; que eles foram enviados para a prisão erroneamente e injustamente. Sem conhecer a Lei de Deus, não podemos saber de nossos próprios pecados, dizendo: “Sempre agi assim. Todo mundo faz isso. Como isso pode ser pecado?”.
Apenas olhando e ouvindo a Lei de Deus nós percebemos os nossos pecados. Temos que saber que adorar a outros deuses, clamar o nome de Deus em vão, não observar o sábado, matar, adulterar, furtar, mentir, cobiçar, em resumo, todos são pecados, porque a Lei de Deus diz isso. É assim que percebemos e reconhecemos que nós éramos pecadores diante de Deus, pela Palavra da Lei. Antes desta Lei, nem mesmo conhecíamos os nossos próprios pecados.
Tendo descoberto que somos pecadores, o que devemos fazer diante de Deus? Precisamos perguntar como nossos pecados são perdoados. É pelo ouvir da Palavra de Deus que conhecemos os nossos pecados e percebemos que precisamos da salvação. Assim como o faminto sente necessidade de comida, aqueles que reconhecem que infringiram a Lei de Deus e sabem que são pecadores, percebem sua necessidade de salvação. É assim que buscamos a Deus e reconhecemos nossa necessidade de crer na Sua justiça por meio de Jesus Cristo, a quem Ele enviou para nós. Visto que “A fé vem pela pregação”, conhecemos nossos pecados por ouvir a Palavra de Deus.
 

Agora sabemos que somos pecadores. O que devemos fazer para ser libertados de nossos pecados?

A salvação vem pela fé na Sua Palavra que permanece no centro dos nossos corações, assim que percebemos os nossos pecados pelo ouvir e aprender a Palavra de Deus. Como está escrito em Romanos 3:21-22: “Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que creem; porque não há distinção”.
Ao nos dar Sua Lei, permitiu-nos saber que somos pecadores diante Dele, pois falhamos em viver pela Sua Palavra. Consequentemente, temos duas necessidades diferentes: queremos viver de acordo com a Lei, mas, em simultâneo, buscamos desesperadamente nossa salvação do pecado. Mas, porque “… Agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus”, aqueles que serão libertos de seus pecados devem encontrar a redenção por sua fé nesta Justiça de Deus, não na Lei. Sabemos que essa libertação não vem pela obediência à Lei de Deus, mas pela fé na salvação dada por Deus, na própria Justiça de Deus que nos salvou por Jesus Cristo.
O que, então, é a Justiça de Deus e a Sua salvação? É o evangelho da água e do Espírito, revelado no Antigo e no Novo Testamento. O evangelho da água e do Espírito aparece no Antigo Testamento como salvação pela fé no sistema sacrificial, e no Novo Testamento como a fé no batismo de Jesus e na Sua Cruz. Romanos 3:21-22 diz: “Testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que creem; porque não há distinção”.
Então, como podemos receber a Justiça de Deus? Nós podemos receber a Justiça de Deus conhecendo, por meio da Palavra de Deus testemunhada pela Lei e pelos profetas, que Jesus é Deus e o nosso Salvador, sendo salvos de todos os nossos pecados por meio da nossa fé Nele.
Em outras palavras, nós recebemos a Justiça de Deus pela fé em Sua Palavra, testemunhada pela Lei e pelos profetas no Antigo Testamento. Nos primeiros capítulos de Romanos e Hebreus é mostrado que a Lei e os profetas testemunharam a Palavra de Deus.
A salvação prometida para nós por Deus foi o fato de Jesus vir nos libertar. Esta promessa para salvar os pecadores que estavam sob a Lei e prestes a serem destruídos, foi feita há milhares de anos por Deus. Ele repetidamente reiterou esta promessa e revelou como Ele pretendia guardá-la por muitos dos Seus servos que vieram antes de nós.
Vamos ver como exemplo uma passagem. Levítico 16:21 diz: “Arão porá ambas as mãos sobre a cabeça do bode vivo e sobre ele confessará todas as iniquidades dos filhos de Israel, todas as suas transgressões e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode e enviá-lo-á ao deserto, pela mão de um homem à disposição para isso”. A passagem de Romanos 3:21-22 diz que a Justiça de Deus foi testemunhada pela Lei e pelos profetas, isso significa que a salvação completa de Jesus foi revelada por meio dos sacrifícios do Tabernáculo do Antigo Testamento e por profetas como Isaías, Ezequiel, Jeremias e Daniel.
Em outras palavras, Deus já havia revelado, por meio da Palavra do Antigo Testamento, como Ele manteria Sua promessa de salvação - que faria isso enviando Jesus Cristo, fazendo com que Ele levasse todos os pecados do mundo com Seu batismo, morresse na Cruz em nosso lugar, e assim pagasse o salário por todos os nossos pecados com o Seu próprio corpo, tudo para nossa libertação do pecado por meio da Justiça de Deus. Nossa salvação, portanto, não é pela Lei, mas por nossa fé na Justiça de Deus, o próprio Jesus Cristo, testemunhada tanto pela Lei quanto pelos Profetas.
Deus nos fala que somos salvos de nossos pecados pela fé em Sua Justiça, que foi cumprida por Jesus Cristo. Nossa fé vem pelo ouvir da Palavra de Deus, a Palavra de Jesus Cristo. Como nós podemos conhecer e crer que Jesus é o nosso Salvador? Sabemos e cremos que Jesus é o nosso Salvador pelo ouvir da Palavra de Deus falada pelos Seus servos, que Ele prometeu salvar conforme o Seu plano, e que Jesus veio para nos salvar segundo este plano e promessa. Como está escrito em Daniel 9:24: “Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo e sobre a tua santa cidade, para fazer cessar a transgressão, para dar fim aos pecados, para expiar a iniquidade, para trazer a justiça eterna, para selar a visão e a profecia e para ungir o Santo dos Santos”.
 

Deus determinou setenta semanas para o Seu povo

Continuamos com a passagem acima do Livro de Daniel. O que a passagem descreve é a queda de Israel pela Babilônia, quando Deus determinou que os Israelitas, devido à sua idolatria, seriam levados para a Babilônia como prisioneiros e viveriam por setenta anos como escravos. Como determinado por Deus, Israel foi atacado e vencido pela Babilônia, e incapaz de resistir à devastação, terminou se rendendo aos invasores, que levaram muitos Israelitas como prisioneiros e os fizeram seus escravos. Entre os prisioneiros levados também estavam os sábios, como Daniel, a quem o rei da Babilônia fez seu conselheiro.
Então Deus puniu os Israelitas desta forma por seus pecados, mas, porque é misericordioso, Ele não manteve a Sua ira para sempre, mas em vez disso planejou libertá-los em setenta semanas.
Quando Daniel, se arrependendo diante de Deus devido ao seu povo, orou pela Sua misericórdia e libertação, Deus enviou um anjo que falou o seguinte: “Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo e sobre a tua santa cidade, para fazer cessar a transgressão, para dar fim aos pecados, para expiar a iniquidade, para trazer a justiça eterna, para selar a visão e a profecia e para ungir o Santo dos Santos”. Esta passagem é a promessa de Deus para Daniel de que Ele perdoaria todos os pecados do Seu povo em 70 semanas, quando suas transgressões acabariam. Ela também nos revela a libertação prometida por Deus através de Jesus Cristo.
Porque os Israelitas cometeram muitos pecados, Deus teve que puni-los e, pelo preço de 70 semanas de escravidão, Deus perdoou todos os seus pecados passados. Quando a transgressão fosse redimida e os pecados acabassem, todos os pecados dos Israelitas não estariam mais lá. Quando a reconciliação pela iniquidade é feita, a Justiça eterna é trazida, e a visão e a profecia são seladas, todas as palavras de Deus faladas a Daniel seriam cumpridas. Durante as 70 semanas de escravidão, tudo isso aconteceria e, na 70ª semana, os Israelitas voltariam para sua terra natal.
Isso é o que Deus disse a Daniel por Seu anjo. Esta promessa foi feita aos Israelitas, mas também tem um significado espiritual - assim como Deus estabeleceu 70 semanas para o povo de Israel e sua cidade sagrada, Deus preparou para todos nós que cremos Nele a Santa Cidade do Céu, no Reino de Deus.
Em Romanos está dito: “Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que creem”. Quando Jesus veio a esta Terra, foi batizado e morreu na Cruz, todas as nossas transgressões foram eliminadas, nossos pecados acabaram, a Justiça eterna foi revelada e a visão e a profecia foram seladas. A passagem de Daniel termina com, “para ungir o Santo dos Santos”. O que isso significa? O Santo dos Santos se refere a Jesus Cristo, que viria a esta Terra para ser ungido.
O que significa ser ungido? Significa que Jesus receberia as três posições de Rei, Sumo Sacerdote do Reino de Deus e Profeta. Como nosso Rei, Sumo Sacerdote e Profeta, Jesus cumpriria a vontade de Deus para nos libertar de todos os nossos pecados. Assim como foi profetizado pelo anjo que falou para Daniel, Jesus Cristo levou todos os nossos pecados sobre Si e foi julgado em nosso lugar, vindo a esta Terra e sendo batizado. 
“A fé vem pela pregação”. Como então ouvimos e cremos neste evangelho da Justiça de Deus? Como podemos crer que Jesus Cristo é o Salvador? Nós podemos ouvir e crer pela Palavra de Deus falada no Antigo e no Novo Testamento, pelas palavras faladas pelos profetas de Deus e Seus servos. É por isso que Paulo disse que a fé vem pela pregação e esta fé vem pelo ouvir da Palavra de Cristo.
Os profetas do Antigo Testamento, como Daniel e Isaías, profetizaram sobre a vinda de Jesus Cristo. Isaías, em particular, profetizou: “Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si;” e “Como cordeiro foi levado ao matadouro; e, como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca”. (Isaías 53:4 e 7).
Quem na época de Isaías creria que Jesus Cristo iria nascer de uma virgem para vir a esta Terra como o mais comum de todos, viver por 33 anos, ser batizado, crucificado e ressuscitar da morte ao terceiro dia? Isaías viu e profetizou, cerca de 700 anos antes da vinda de Jesus, que estas coisas aconteceriam. Ele testificou sobre que Jesus iria carregar a nossa tristeza e todos os nossos pecados.
É por isso que Paulo usava a Palavra do Antigo Testamento frequentemente quando escreveu o Livro de Romanos, para explicar como os servos de Deus testificaram como Jesus se tornou o nosso Salvador – vindo a esta Terra, levando todos os nossos pecados e nos salvando com a Justiça de Deus.
 

Pois todos pecaram

Romanos 3:23-24 diz: “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus”. Porque nascemos em pecado e todos pecamos contra Deus, ficamos aquém de Sua Glória e Seu Reino. Mas fomos justificados gratuitamente pela Graça de Deus por meio da Redenção em Jesus Cristo. Nossa justificação foi gratuita, sem preço. Nós não tínhamos que pagar o salário pelos nossos pecados porque Jesus levou todos os nossos pecados e pagou esse salário com Sua própria vida na Cruz, tudo para libertar aqueles que queriam ouvir e crer Nele.
O que queremos dizer com a fé na salvação de todos os pecados? Simplesmente queremos dizer ser a fé na Justiça de Deus. Crer na Justiça de Deus não tem nada a ver com obras, mas tudo a ver com nossos corações. Nós somos justificados pelo ouvir da Palavra do nosso Senhor Jesus e crer nela com nossos corações. Para nos salvar de todos os nossos pecados, nosso Senhor Jesus veio a esta Terra, tornou-Se o Cordeiro de Deus, que carregou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista e morreu na Cruz. Ao terceiro dia, Ele ressurgiu da morte, e agora está assentado à direita de Deus Pai.
Jesus levou todos os pecados do mundo sobre Si, pagou o preço pelo castigo por nossos pecados com Sua própria vida e ressuscitou da morte; tudo para nos salvar de nossas próprias mortes certas. Somos salvos crendo nisso. Nossa salvação vem pela fé, e nossa fé vem pela pregação da Palavra escrita de Deus, e nosso ouvir vem pela Palavra de Cristo. 
“A fé vem pela pregação”. Acreditamos com nossos corações. Nossos intelectos são para o conhecimento, enquanto nossos corpos são para trabalhar, e é em nossos corações que cremos. Em que, então, devemos crer em nossos corações e como? Ao ouvir a Palavra de Deus, podemos ouvir Seu evangelho, e ao ouvir Seu evangelho, podemos ter fé e, por meio da fé, podemos ser salvos. Quando cremos, cremos pela Palavra de Deus - isto é, cremos na Palavra escrita que proclama que Cristo levou todos os nossos pecados com Seu batismo, carregou-os, morreu na Cruz e ressuscitou da morte.
Ter fé na Palavra de Deus é ter fé na Sua Justiça. Então, a fé sem ouvir a Palavra de Deus é fútil e inútil. Tais afirmações de que Deus foi revelado por sonhos e outros enfeites são todas mentiras.
Nós somos salvos pela fé e somente pela fé. Vamos ler mais uma vez Romanos 3:24-26: “Sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus”. Amém. Nosso Senhor Jesus foi feito a propiciação por nossos pecados. Por causa deles nós nos tornamos inimigos de Deus, mas Jesus restabeleceu a nossa relação com Deus ao se tornar a propiciação pelos nossos pecados com o Seu batismo, morte e ressurreição.
No meio de Romanos 3:25-26 está a passagem: “Por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente”. Esta passagem nos fala que Deus aguardou com paciência por muito tempo, e que Ele irá esperar até o Dia do Julgamento. Aqueles que creem em Jesus Cristo, aqueles que creem na salvação através da água e do sangue, aqueles que creem na salvação do Filho, que se tornou a propiciação para Deus Pai – todos os seus pecados foram deixados impunes por Deus. “Deixado impunes os pecados” significa que Deus deixou impunes os pecados daqueles que ouvem e creem na Palavra de Deus e no Seu evangelho, o povo que crê no batismo de Jesus e no Seu sangue na Cruz.
Podemos vacilar de vez em quando em nossas vidas, mas isso é devido à fraqueza de nossa carne e mente, e enquanto não negarmos a salvação de Jesus, Deus não verá todos esses pecados como pecados. Em outras palavras, Deus não olha para os pecados daqueles que são salvos pela fé na água e no sangue de Jesus Cristo em seus corações, mas os ignora.
Por que, então, Deus deixa de lado nossos pecados? Como Ele pode ignorar esses pecados, se Ele é o Deus Santo e justo? Isso porque Cristo veio a este mundo e foi batizado. Foi porque Jesus apagou todos os pecados do mundo com Seu batismo e crucificação que Deus perdoou nossos pecados cometidos anteriormente. Os pecados cometidos anteriormente referem-se apenas ao nosso pecado original? Não, não parecem, porque embora possam parecer como nosso pecado original, para nosso Deus Pai eterno, tudo está no passado.
Do ponto de vista da eternidade, o tempo neste mundo sempre aparece como passado. Este mundo tem seu começo e seu fim, mas Deus é eterno, então quando comparamos Seu tempo com nosso tempo mundano, todos os pecados do mundo aparecem como cometidos no passado diante Dele. “Por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente”. É por isso que Deus não vê nossos pecados. Não é porque Ele não tem olhos para ver nossos pecados, mas Ele não os vê porque Seu Filho Jesus Cristo pagou o salário por nossos pecados. Porque o batismo e a crucificação de Cristo purificaram nossos pecados, nós realmente aparecemos diante de Deus como pessoas sem pecado.
Como Deus poderia ver nossos pecados quando Jesus Cristo, cujo cumprimento da Justiça de Deus redimiu todos aqueles que creem nela, já os tirou de nós? É assim que Deus demonstra Sua Justiça agora, passando por cima dos pecados que foram cometidos anteriormente, pecados que já foram pagos por Jesus Cristo.
A fé na Justiça de Deus vem pela Palavra de Cristo porque a própria Palavra de Cristo contém a própria Justiça de Deus. Ao demonstrar Sua Justiça, Deus mostrou não apenas Sua Justiça, mas também a justiça daqueles que creem em Jesus Cristo. Deus nos livrou de todos os nossos pecados e nós também cremos em nosso coração que Jesus levou todos os nossos pecados. É por isso que nos tornamos tão sem pecados e justificados, visto que nos revestimos da mesma Justiça de Cristo (Gálatas 3:27). Porque Deus e nós somos justos, juntos somos todos uma família, e você e eu somos Seus filhos. Você acredita nesta bela notícia?
Isso significa que temos algo em nós pelo que podemos nos orgulhar? É claro que não! De que nós podemos nos orgulhar em nós mesmos, se a nossa salvação só é possível pelo ouvir e crer na Palavra de Cristo? Nós fomos salvos devido às nossas próprias obras? Do que podemos nos orgulhar? Nada! Você foi salvo por frequentar os cultos na Igreja? Você foi salvo porque nunca perdeu um culto de domingo? Foi salvo porque ofereceu dízimos? É claro que não.
Todas essas são obras, e as crenças baseadas em obras e / ou complementadas com obras são crenças erradas. Nós fomos salvos de nossos pecados apenas crendo na Justiça de Deus em nosso coração. A fé vem pelo ouvir e a salvação vem pela fé na Palavra de Cristo.
Tentar receber a remissão de pecados por orações de arrependimento, após crer em Jesus, também é uma falsa fé, pois a verdadeira fé vem somente pela crença na Justiça de Deus, não pelas obras da Lei. Como diz a Palavra de Deus: “Onde, pois, a jactância? Foi de todo excluída. Por que lei? Das obras? Não; pelo contrário, pela lei da fé. Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, independentemente das obras da lei. É, porventura, Deus somente dos judeus? Não o é também dos gentios? Sim, também dos gentios”. (Romanos 3:27-29).
A salvação vem, tanto para os Israelitas quanto para os gentios, por ouvir e crer em seus corações que Jesus Cristo os salvou com Sua água e sangue. Somos salvos de nossos pecados quando cremos na Justiça de Deus. Quando cremos nesta Justiça que é Jesus Cristo, somos salvos de nossos pecados, Deus se torna nosso Pai e nós nos tornamos Seus filhos. Esta é a salvação pela fé na Justiça de Deus, por ouvir e crer na Palavra de Cristo. Nossa fé vem pela crença na Justiça de Deus.
Nossa salvação vem pela nossa fé na Palavra de Cristo. Você, então, crê que Cristo veio a essa Terra como seu Salvador, que com Seu batismo, Ele levou todos os pecados do mundo como uma propiciação a Deus, e que Ele morreu na Cruz, ressuscitou da morte no terceiro dia, e está assentado à direita de Deus Pai? Você realmente crê nesta salvação, nesta expiação de nosso Senhor Jesus Cristo?
Há muitas pessoas que pedem a Deus que apareça em seus sonhos, que dizem que acreditarão se puderem vê-Lo apenas uma vez com seus próprios olhos. Alguns até afirmam ter visto Jesus em seus sonhos, que Ele lhes disse para fazer tais e tais coisas - construir uma Igreja aqui, um Centro de Oração ali, etc., mas geralmente algo que requer dinheiro - e sendo enganados por tais afirmações falsas, muitos são enganados e se perdem. Existem muitos acontecimentos tristes neste mundo cristão. Você deve perceber que tudo isso não é obra de nosso Senhor Jesus, mas do próprio Diabo.
Se, por acaso, você vir Jesus em seu sonho, não leve isso muito a sério. Sonhos são apenas sonhos. Jesus não é alguém que apareceria diante de você dessa maneira. Caso contrário, não haveria necessidade da Bíblia. Se Jesus aparecer diante de nós pelo menos uma vez, então devemos fechar a Bíblia, pois não há mais necessidade dela. Mas isso terá um efeito devastador na obra de salvação de Cristo.
Se fôssemos crer em Jesus sem a Bíblia, Ele teria que aparecer diante de todos. Mas não há necessidade disso, pois nosso Senhor Jesus já cumpriu todos os requisitos da salvação. É por isso que a fé vem por ouvir e crer na Palavra de Cristo. Todas as pessoas, então, já ouviram falar de Jesus Cristo? Eles podem ter ouvido falar do nome Jesus Cristo, mas nem todos ouviram o verdadeiro evangelho. É por isso que Paulo perguntou: “E como ouvirão, se não há quem pregue?” (Romanos 10:14).
Devemos, portanto, pregar este evangelho que contém a Justiça de Deus. Mas com o quê e como? Por qual método ou como o evangelho é pregado não é importante; todos os métodos de divulgação das boas novas, por palavras faladas ou materiais impressos, devem ser usados. A fé vem pelo ouvir, e o ouvir vem pela Palavra de Cristo. Materiais impressos que pregam o evangelho também podem levar os leitores à verdadeira fé. Independentemente do método, você deve se lembrar que a fé só pode vir por ouvir e ouvir apenas por pregar as boas novas.
Se você realmente tem fé na Palavra de Deus em seu coração, saberá ser um verdadeiro cristão. Espero e oro para que você saiba disso; que você foi salvo de seus pecados. Eu também espero e oro para que você se apegue à Palavra da água e do Espírito com ternura. Vamos, então, concluir nossa discussão lendo Romanos, 10:17 juntos. 
“E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo”. Amém. Aqueles que creem em seus corações ao ouvir esta Palavra escrita de Deus são aqueles que têm a verdadeira fé. Você tem essa fé verdadeira? Nosso Senhor Jesus nos libertou de todos os nossos pecados.
Somos muito gratos e felizes porque o Senhor Jesus levou todos os nossos pecados! Sem o evangelho, as pessoas sempre ficam desanimadas, mas apenas por ouvir que Jesus levou todos os nossos pecados com Seu batismo, nosso coração pode ficar cheio de alegria e nossa fé pode começar a crescer.
Eu agradeço ao Senhor Jesus por nos salvar.