The New Life Mission

Sermões

Assunto 10: O Apocalipse (Comentários sobre o Apocalipse)

[Capítulo 10-2] ( Apocalipse 10:1-11 ) Você Sabe Quando Acontecerá o Arrebatamento dos Santos?

( Apocalipse 10:1-11 )

Vamos agora voltar nossa atenção para a questão de quando o arrebatamento acontecerá. Há muitas passagens na Bíblia que falam sobre o arrebatamento. O Novo Testamento tem muitas passagens que o discutem, assim como o Antigo Testamento, onde podemos encontrar, por exemplo, Elias que subiu ao Céu em uma carruagem de fogo, e Enoque que andou com Deus e foi levado por Ele. Como pode ser visto, a Bíblia fala do arrebatamento em muitos lugares. Arrebatamento significa “levantar.” Refere-se a Deus elevando Seu povo ao Céu pelo Seu poder.
No entanto, o que é mais intrigante na Bíblia é também esta questão do arrebatamento. Quando Deus levantará Seu povo? Esta pergunta sobre o tempo do arrebatamento é uma das perguntas mais frequentes no cristianismo.
Voltemos a 1 Tessalonicenses 4:14-17 e vejamos o que Deus nos disse através do Apóstolo Paulo: “Pois, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus, mediante Jesus, trará, em sua companhia, os que dormem.
Ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós, os vivos, os que ficarmos até à vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que dormem. Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor”.
Em Judas 1:14, Deus também nos fala: “Quanto a estes foi que também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor entre suas santas miríades”. Os santos, em outras palavras, serão elevados ao ar por nosso Deus com o som da trombeta do arcanjo, permanecerão no ar por um tempo, e então descerão novamente com nosso Senhor Jesus. Esta é a descrição bíblica do arrebatamento.
A razão pela qual examinamos as passagens acima de antemão é porque Apocalipse 10 nos diz quando o arrebatamento virá. Como mencionei antes, a passagem central deste capítulo encontra-se no versículo 7: “Mas, nos dias da voz do sétimo anjo, quando ele estiver para tocar a trombeta, cumprir-se-á, então, o mistério de Deus, segundo ele anunciou aos seus servos, os profetas”. Este versículo é a chave para responder a todas as nossas perguntas e dúvidas sobre o arrebatamento, pois nos diz quando o arrebatamento acontecerá.
Deus envia um anjo forte a João em visão, e Ele mostra o que Ele fará por meio desse anjo fazendo com que ele aja como se o Senhor Jesus tivesse vindo a esta Terra. Este anjo, levantando a mão para o Céu, “jurou por aquele que vive pelos séculos dos séculos, o mesmo que criou o céu, a terra, o mar e tudo quanto neles existe: Já não haverá demora”. O fato de não haver mais demora significa que não há mais motivos para esperar. Significa “não há tempo”. Que não há tempo, por sua vez, significa que no dia do toque do sétimo anjo, o mistério de Deus será cumprido como Deus declarou aos Seus servos, os profetas.
Das pragas das sete trombetas, quando a última trombeta tocar, o mundo entrará nas pragas dos sete cálices. Devemos saber que, a partir daí, não haverá mais tempo restante para este mundo. Como tal, a Palavra de Deus no versículo 7, assim diz: “Mas, nos dias da voz do sétimo anjo, quando ele estiver para tocar a trombeta, cumprir-se-á, então, o mistério de Deus, segundo ele anunciou aos seus servos, os profetas”, isso se referindo ao tempo do arrebatamento. Em outro lugar, Paulo também disse que o arrebatamento aconteceria com a voz de um arcanjo e o toque da trombeta de Deus. Isto é o que Paulo tinha em mente, e este é o ponto de partida para todas as outras referências da Bíblia ao arrebatamento também.
“Mas, nos dias da voz do sétimo anjo, quando ele estiver para tocar a trombeta, cumprir-se-á, então, o mistério de Deus, segundo ele anunciou aos seus servos, os profetas”. Esta Palavra nos diz que o arrebatamento dos santos acontecerá quando o sétimo anjo tocar a sua trombeta, erguendo-os para o ar. Quando os servos de Deus espalharam o evangelho da água e do Espírito às almas perdidas, o Espírito Santo realmente desceu sobre os corações dos crentes que aceitaram o verdadeiro evangelho, e eles realmente se tornaram os filhos de Deus. Para nós, o arrebatamento, o mistério de Deus, também se tornará realidade, elevando os santos para o ar.
Depois disso, Deus destruirá completamente este mundo derramando sobre ele as últimas pragas dos sete cálices, trará o Reino de Deus para esta Terra onde reinaremos com Cristo por mil anos, e então nos moverá para o Novo Céu e Nova Terra onde viveremos para sempre.
Após contar a João sobre o arrebatamento vindouro, Deus ordenou que ele comesse o livrinho e profetizasse novamente. A lição mais importante que os servos de Deus devem ensinar aos santos que vivem nestes últimos dias é sobre o evento do arrebatamento e seu tempo exato. Eles devem ensinar essas lições em termos biblicamente sólidos. Eles também devem pregar o evangelho da água e do Espírito com precisão. Isso é o que os servos de Deus e Seus santos, que estão vivendo no fim dos tempos, devem fazer. Deus assim confiou aos santos essas obras, bem como revelou a eles o Seu mistério. Deus nos diz que Ele não tardará, mas cumprirá Suas obras sem falta. Quando chegar a hora, Deus cumprirá tudo em realidade.
No capítulo 11 aparecem duas oliveiras, ou seja, dois profetas. Esses dois servos de Deus, simbolizados como as duas oliveiras, serão mortos pelo Anticristo em sua luta contra ele, mas serão ressuscitados dos mortos e arrebatados em três dias e meio. Em outras palavras, Deus nos mostra, em diferentes ocasiões, que o arrebatamento acontecerá quando os santos forem martirizados neste tempo do Anticristo.
O que devemos saber de antemão é que os santos viverão durante a Grande Tribulação, permanecendo nesta Terra até que as primeiras seis pragas das sete trombetas aconteçam. Deus protegerá os santos dessas pragas das sete trombetas - isto é, Deus os protegerá até a sexta praga, mas o Anticristo finalmente os matará no auge de sua tirania enquanto faz sua última luta contra Deus. A morte que os santos abraçarão neste momento é o seu martírio. Porque eles morrerão a morte justa para defender sua fé, chamamos isso de “martírio”. Devemos, portanto, crer que o arrebatamento virá após este martírio, e também pregar esta fé aos outros.
Muitas pessoas ficaram muito confusas sobre se o arrebatamento acontecerá antes ou depois da Grande Tribulação. As pessoas antigamente pensavam que Cristo voltaria depois da Tribulação, e que os santos seriam levantados com esta segunda vinda de Jesus. Hoje em dia, a maioria dos cristãos acredita que o arrebatamento virá antes da Grande Tribulação. Eles pensam que não terão nada a ver com as pragas das sete trombetas ou dos sete cálices, e que serão levantados quando estiverem vivendo suas vidas cotidianas, normais e belas. Mas não devemos ser enganados por este falso ensino. Essas pessoas estão muito equivocadas em seu conhecimento e compreensão do tempo do arrebatamento; à medida que o fim dos tempos se aproxima cada vez mais, sua piedade diminuirá e sua fé desaparecerá.
Quando digo que o arrebatamento virá no meio da Grande Tribulação, não estou dizendo isso para torná-lo ainda mais piedoso. Eu só quero que você tenha um entendimento claro sobre o tempo do arrebatamento e fuja do falso ensino do arrebatamento pré-tribulação, pois no versículo 7 Deus nos diz em detalhes: “Mas, nos dias da voz do sétimo anjo, quando ele estiver para tocar a trombeta, cumprir-se-á, então, o mistério de Deus, segundo ele anunciou aos seus servos, os profetas”. Quando as pragas dos sete cálices forem derramadas, ao contrário das pragas anteriores das sete trombetas, elas serão derramadas uma após a outra continuamente. Nós, os santos, devemos saber disso.
Apocalipse 16:1-2 nos diz: “Ouvi, vinda do santuário, uma grande voz, dizendo aos sete anjos: Ide e derramai pela terra as sete taças da cólera de Deus. Saiu, pois, o primeiro anjo e derramou a sua taça pela terra, e, aos homens portadores da marca da besta e adoradores da sua imagem, sobrevieram úlceras malignas e perniciosas”. O derramamento das taças restantes em sequência prossegue após esta primeira praga, como se as pragas estivessem em piloto automático, com os sete anjos esvaziando suas taças, um após o outro, sem som de trombeta ou qualquer outra coisa. Derramando as taças em sequência, em outras palavras, Deus destruirá completamente este mundo. Por quê? Porque tudo irá acabar com as pragas das sete taças, que, juntas, estão contidas na praga da sétima trombeta.
Quando as pragas das sete trombetas são trazidas, há pelo menos algumas pausas entre uma praga e a próxima, mas com as pragas das sete taças, não há tal pausa. Porque essas pragas das sete taças estão reservadas para o momento final, depois que as pragas das sete trombetas forem trazidas em sua ordem, quando a última trombeta finalmente tocar, o mundo mudará para um nível totalmente novo, onde tudo terminará.
É por isso que Apocalipse 11:15-18 fala: “O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos. E os vinte e quatro anciãos que se encontram sentados no seu trono, diante de Deus, prostraram-se sobre o seu rosto e adoraram a Deus,
dizendo: Graças te damos, Senhor Deus, Todo-Poderoso, que és e que eras, porque assumiste o teu grande poder e passaste a reinar. Na verdade, as nações se enfureceram; chegou, porém, a tua ira, e o tempo determinado para serem julgados os mortos, para se dar o galardão aos teus servos, os profetas, aos santos e aos que temem o teu nome, tanto aos pequenos como aos grandes, e para destruíres os que destroem a terra”.
É dito aqui que quando o sétimo anjo tocou sua trombeta, grandes vozes foram ouvidas, dizendo: “O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos”. Mas não há menção de uma praga. Por quê? Porque imediatamente após o toque da sétima trombeta não haverá a sétima praga, mas o arrebatamento. Deus ressuscitará e levantará os santos, tanto os que ainda vivem na Terra quanto os que já estão dormindo, e quando o arrebatamento deles terminar, Ele derramará as pragas das sete taças e destruirá completamente o mundo.
Se quisermos descobrir quando exatamente nosso arrebatamento acontecerá, temos apenas que olhar para a Palavra de Deus encontrada em Apocalipse 10:7. O mistério de Deus certamente será consumado neste tempo, como Ele declarou aos Seus servos, os profetas. O mistério de Deus aqui se refere ao arrebatamento – não de ninguém, mas dos santos.
Aqui, apresento outra passagem para sua compreensão clara e fé correta. Mais uma vez, a Bíblia diz: “Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”. (1 Coríntios 15:51-52). A Bíblia não diz claramente que a ressurreição dos santos ocorrerá na última trombeta? Quando a trombeta tocar, os mortos em Cristo serão ressuscitados incorruptíveis, e nós também seremos transformados em um momento para sermos arrebatados.
O anjo que aparece no capítulo 10 é um anjo forte enviado por Deus, diferente dos outros anjos que tocam as primeiras seis trombetas. Quando olhamos para o que esse poderoso anjo faz, ele se parece tanto com Deus que podemos até confundi-lo com Deus: “Vi outro anjo forte descendo do céu, envolto em nuvem, com o arco-íris por cima de sua cabeça; o rosto era como o sol, e as pernas, como colunas de fogo; e tinha na mão um livrinho aberto. Pôs o pé direito sobre o mar e o esquerdo, sobre a terra, e bradou em grande voz, como ruge um leão, e, quando bradou, desferiram os sete trovões as suas próprias vozes”.
Podemos confundir esse anjo com Deus, em outras palavras, porque esse anjo forte e poderoso executa todas as coisas que Jesus Cristo deve fazer em Seu nome. Isso nos diz que Deus fará todas essas coisas por meio desse anjo forte e poderoso. Diz-nos que este anjo, pondo o pé no mar e na Terra, destruirá a ambos, e que quando os trovões vierem, ele completará tudo o que Deus planejou em Jesus Cristo desde o início da criação do Universo e da humanidade.
Das pragas das sete trombetas, nós, os santos, viveremos e experimentaremos as primeiras seis pragas, e continuaremos a pregar o evangelho até então. Deus disse a João para tomar e comer o livrinho e profetizar novamente, mas esta Palavra também é dirigida a você e eu – isto é, até o dia final, devemos continuar vivendo em nossa fé. Como nosso arrebatamento se realizará quando a sétima trombeta tocar, devemos reconhecer esta verdade de nosso arrebatamento, apegar-nos a ela com fé, ouvir a Palavra e pregar o evangelho até que este dia chegue.
Até a sétima trombeta tocar, o Anticristo estará ativo em meio a essa praga, os santos serão martirizados com ela e serão arrebatados logo em seguida. Como tal, mesmo neste tempo, quando a fé de muitos crentes em Jesus estiver profundamente abalada em seu âmago e perdendo sua vitalidade, você e eu ainda devemos viver pela fé. Devemos crer, em outras palavras, que nosso arrebatamento virá exatamente após o toque da sétima trombeta, e viver nossas vidas por meio da fé.
Em breve veremos as pragas das sete trombetas com nossos próprios olhos. Veremos e contaremos essas pragas, desde a primeira até a sexta, com nossos próprios olhos. Depois disso, quando nós, os santos, sentirmos intuitivamente que chegou a hora do nosso martírio, de fato seremos martirizados dessa forma. Este não é um conto de fadas nem uma ficção científica. Nem é algo que você pode acreditar ou não segundo sua própria vontade. Isso é o que realmente vai acontecer a você e eu.
Apocalipse 10:7, o versículo que mostra o arrebatamento mais claramente do livro de Apocalipse, nos diz que o arrebatamento dos santos virá com o toque da sétima trombeta, e que o mundo terminará com as pragas das sete taças. Após exaltar os santos, Deus levará o mundo inteiro à sua morte. Quando todos os santos forem arrebatados, eles louvarão ao Senhor Jesus nos ares. Mas nesta Terra, as pragas das sete taças serão derramadas, destruindo completamente o mundo, e quando essas pragas das sete taças terminarem, os santos descerão na Terra renovada com o Senhor Jesus. E o Reino Milenar, o Reino de Cristo, será então construído nesta Terra.
Os cristãos de hoje apoiam principalmente o arrebatamento pré-tribulação, alguns deles chegaram ao ponto de defender até mesmo o Amilenismo – isto é, que não existe o Reino Milenar. O Reino Milenar não é uma realidade então? Há muitos que acreditam assim nestes dias. Alguns deles, que ministram em algumas das maiores Igrejas da Coreia, até declaram que tudo em Apocalipse, desde a marca de 666 até o arrebatamento, não é factual, mas apenas simbólico. Como nosso Senhor Jesus uma vez perguntou: “Quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?”. Certamente é muito difícil encontrar verdadeiros crentes nestes tempos finais.
O Senhor Jesus nos diz que nosso arrebatamento é real e verdadeiramente acontecerá. Quando formos arrebatados, encontraremos o Senhor Jesus nos ares e O louvaremos, seremos cuidados e confortados por Ele, e retornaremos a esta Terra novamente com Ele. Descendo para o Reino Milenar, viveremos novas vidas em nossos corpos ressuscitados e transformados, em meio a tudo que é renovado, desde nossas vidas transformadas até as bênçãos transformadas. Viveremos em tal Glória vestidos por Deus. Você e eu devemos viver com essa fé e essa esperança. Quando o Reino Milenar terminar, entraremos no Novo Céu e Nova Terra e reinaremos com Cristo para sempre em eterna honra e Glória.
Quando entrarmos no Reino Milenar e no Novo Céu e Nova Terra, todos os anjos serão nossos servos. A quem pertencerão todos os seres espirituais, todo o mundo criado por Deus e Jesus Cristo, e tudo o que nele há? Serão todos nossos. É por isso que a Bíblia diz que aqueles que herdarão todas as coisas são os santos. Porque você e eu somos os santos que nasceram de novo pelo evangelho da água e do Espírito, nós somos os herdeiros de Deus e coerdeiros com Cristo, a quem todas as coisas serão herdadas. Como tal, você e eu devemos superar as dificuldades nesta Terra pela fé e perseverar olhando para o dia de nossa herança. Devemos também ter a fé batalhadora como as tropas de elite de Deus.
Deus nos disse que todas essas coisas serão cumpridas em breve, sem demora. Em outras palavras, elas certamente serão cumpridas rapidamente. Alguns podem então se perguntar por que Deus não nos contou sobre isso com mais detalhes. A resposta a esta pergunta é que ocultar Suas obras é sabedoria de Deus. (Provérbios 25:2, Lucas 10:21).
Se o plano de Deus fosse escrito em detalhes, seria motivo de muita agitação neste mundo. Os santos então não poderiam viver até o último dia. Quase todos os santos seriam mortos pelos incrédulos, e nem um único santo sobreviveria. Se cada detalhe sobre o fim dos tempos estivesse escrito na Bíblia, aqueles que não nasceram de novo pela água e pelo Espírito matariam todos os crentes nascidos de novo. Tendo escondido Seus propósitos, Deus os revela apenas àqueles que merecem, e de outra forma os mantém como mistérios do resto – esta é a sabedoria de Deus. Deus nos revelou Seu plano e nos permitiu conhecê-lo, apenas porque é tão necessário para os santos desta era.
As Igrejas de Deus nascidas de novo estão agora falando do fim dos tempos em detalhes, isso significa que os últimos dias estão se aproximando. Porque a era da Tribulação é iminente, a Palavra do Apocalipse é pregada para que os santos tenham o conhecimento adequado do fim dos tempos para perseverar e vencer esta Tribulação que se aproxima. Mesmo os nascidos de novo, se enfrentarem a Tribulação sem nenhum conhecimento, não saberão o que fazer e serão lançados em grande confusão quando a Tribulação realmente chegar. Essa confusão será ainda maior para aqueles que confiam apenas em sua própria fé individual.
Podemos imaginar que muitas almas despreparadas, em sua ignorância e confusão, começarão a seguir o caminho errado quando chegar o fim dos tempos. “Deus te disse alguma coisa?”. “Ele não te mostrou uma visão quando você estava orando?”. Muitos ficarão agitados para buscar visões de Deus, e muitos alegarão ter visto tais visões no fim dos tempos. “Deus não te disse algo quando você estava orando?”. Se os santos permanecerem ignorantes, esta será uma questão bastante comum levantada entre os santos do fim dos tempos.
Mas Deus nunca trabalha dessa maneira, pois Ele já nos ordenou: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas”. O santo, em outras palavras, deve ouvir apenas o que o Espírito Santo diz através das Igrejas. Porque o Espírito Santo, garantindo a Palavra de Deus, testifica apenas o que é verdadeiro e correto, quando as pragas que cercam o fim do mundo vierem, nós, os santos, não seremos pegos de surpresa nas tribulações seguintes, mas viveremos pela fé - pois a essa altura já teríamos ouvido a Palavra da verdade e a gravado em nossos corações com fé de antemão.
É por isso que João nos revelou o que acontecerá no futuro de antemão, e por que os servos de Deus pregam a verdade dentro dos limites desta Palavra escrita. Profetizar nada mais é do que conhecer e pregar o que vem da Palavra escrita de Deus; alegar ter tido visões em sonhos ou orações não é!
Nunca esqueça que nosso arrebatamento realmente virá, e que somos os santos de Deus. Nem esqueça que agora você se tornou um santo, que estará com Cristo nos ares quando o seu arrebatamento vier, que descerá à Terra renovada novamente para viver por mil anos e que viverá para sempre no Novo Céu e Nova Terra. Se você ouvir pessoas falando sobre arrebatamento pré-tribulação ou arrebatamento pós-tribulação, ou alegando que não há nenhum Reino Milenar, diga a verdade referindo-se à passagem que discutimos aqui. Você também deve encaminhá-los para 1 Tessalonicenses 4 e 1 Coríntios 15, e dizer-lhes que o Senhor Jesus descerá com a voz de um arcanjo e o toque da última trombeta, e levantará os santos no ar para estar com Ele. Somente quando você acredita neste arrebatamento você pode defender sua fé.
Para ser arrebatado, deve haver o martírio pela fé e a ressurreição do corpo. Porque o arrebatamento virá simultâneo à ressurreição, assim que ressuscitarmos, seremos arrebatados e elevados ao ar. O arrebatamento e a ressurreição, portanto, são a mesma coisa. Participar da primeira ressurreição significa viver com o Senhor Jesus no Reino Milenar. Ser arrebatado também significa viver com o Senhor Jesus por mil anos nesta Terra.
Por que, então, seremos arrebatados? Porque Deus destruirá tudo nesta Terra derramando as pragas das sete taças - isto é, Ele arrebatará os santos de antemão para libertar Seus filhos dessas pragas de extermínio. Para separar os santos dos pecadores e mostrar seus diferentes destinos, Ele arrebatará os santos. Como tal, devemos acreditar em todas essas coisas – em nosso arrebatamento, em nossa ressurreição e em nosso martírio.
Para alguns, o evangelho da água e do Espírito é revelado em detalhes, enquanto para outros permanece como um segredo completamente oculto. Da mesma forma, o martírio dos santos, ressurreição, arrebatamento e seu reinado sobre o Reino Milenar e o Novo Céu e Nova Terra são todos segredos de Deus. Somente aos nascidos de novo Deus revelou e mostrou esses segredos. E ao fazê-los acreditar nesses segredos, Ele os capacitou a viver até o fim dos tempos e superar todas as suas dificuldades com sua esperança no arrebatamento e no Reino dos Céus. 
Você e eu devemos ter esse tipo de fé. Sem esse tipo de fé - isto é, sem acreditar que seremos arrebatados, que viveremos no Novo Céu e Nova Terra, que o Senhor Jesus nos ressuscitará dos mortos quando formos massacrados pelo Anticristo, nos arrebatará, nos permitirá habitar no ar e depois nos devolverá a esta Terra para reinar com Ele por mil anos - não seremos capazes de perseverar na vida difícil e deprimente desta última era.
Os santos têm um sonho lindo, e ninguém além de nosso Senhor Jesus pode realizar esse sonho. Sem essa esperança, viveremos apenas na tristeza e no sofrimento neste mundo deprimente.
Paulo disse a Timóteo que guardasse a bela coisa que lhe fora confiada. Este evangelho é lindo; assim são nosso martírio, ressurreição e arrebatamento; e assim é viver no Reino Milenar e no Novo Céu e Nova Terra. Tudo isso são coisas boas e bonitas. Elas pertencem apenas aos santos, e todas elas são fé e esperança realizáveis, não ilusões ou imaginações. Estas são a nossa esperança e fé dada pelo Senhor Jesus. Com fé em tudo isso, devemos viver esta era esperando o dia em que o Reino Milenar e o Novo Céu e Nova Terra serão trazidos para nós.
Aqueles que serão arrebatados não são outros senão você e eu. Devemos viver pela fé, esperando o dia em que seremos arrebatados para estar diante do Senhor Jesus e reinar no Reino Milenar e no Novo Céu e Nova Terra.
Deus nos diz que Aquele que há de vir em breve virá. As pragas que virão durante a primeira metade do período de sete anos da Grande Tribulação são bastante brandas e de curta duração. Se as pragas continuassem ao longo dos sete anos da Grande Tribulação, como alguém poderia suportá-las? As primeiras pragas são curtas e, à medida que o tempo se aproxima do fim, haverá muito mais para ver. Quando vier a praga da sétima trombeta, atingirá uma proporção jamais vista.
Quando Satanás tentar abalar a fé dos santos, ele transformará alguns líderes de Igreja em exemplos, matando-os. Satanás pode dizer: “Eu pouparei sua vida se você negar a Deus!”. Mesmo que o mundo melhorasse, ainda se pensaria duas vezes sobre a oferta de Satanás. Quem em sã consciência, então, negaria o Senhor Jesus, quando ele sabe muito bem que o Senhor Jesus derramaria as pragas das sete taças, e que ele passaria por todos os sofrimentos trazidos por essas pragas? Os santos que conhecem o fim do mundo não negam o Senhor Jesus nem traem sua fé. Além disso, porque em nossos corações está o Espírito Santo, Ele nos dará coragem.
Como todos os planos de Deus serão cumpridos rapidamente no fim dos tempos, não haverá espaço para o tédio. Quando as pragas de curta duração terminarem, haverá a ressurreição, e depois disso virá o arrebatamento, que nos elevará aos ares. Imagine nossos corpos carnais transformados em corpos espirituais, louvando ao Senhor Jesus. No Reino de Deus, poderemos desfrutar de um mundo totalmente diferente, bonito e elegante, como nunca experimentamos antes nesta Terra. Como os corpos espirituais estão livres das limitações de tempo e espaço, viveremos em um mundo impressionante e maravilhoso, onde poderemos ir a qualquer lugar que quisermos.
Dou meus sinceros agradecimentos a Deus por nos dar tão grandes bênçãos. Agradeço a Deus por nos revelar em detalhes, através de Sua Palavra, a Grande Tribulação, suas pragas, nosso martírio, ressurreição e arrebatamento. Eu oro para que nossos corações sempre vivam conhecendo esta última era e acreditando nela.